História I Love You — Jeon JungKook - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~JkTamy

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Hoseok, Jennie, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Namjoon, Rose, Taehyung, Yoongi
Visualizações 15
Palavras 956
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Não se faça de sonsa, Jennie.


Fanfic / Fanfiction I Love You — Jeon JungKook - Capítulo 3 - Não se faça de sonsa, Jennie.

[Jeon Jungkook's point of view]

Eu voltava para casa sozinho depois de leva um tapa no rosto. Olhando em volta eu vi um cachorro mordendo uma anta, mas é claro que eu conhecia a anta vulgo Kim Taehyung. Eu vou correndo ajuda Taehyung dando tapas fracos no cachorro que ia embora.

– Vem cá, por que o cachorro te mordeu? – Lhe pergunto olhando para o seu rosto tomado pelo suor.

– Eu estava comendo um cachorro quente e quando eu fui olhar para trás um cachorro doido me mordeu. – Ele explicava enquanto eu não prestava atenção em uma palavra sequer.

– Você precisa de mais alguma coisa?

– Sim, preciso ir no hospital para poder tomar alguns pontos nesta mão aqui. – Olhei para sua mão esquerda que sangrava com certa frequência por causa do enorme e fundo corte que fora causado pelos dentes afiados do canino.

– Certo, então vamos antes que isso piore. – Ditei o puxando pela outra mão, a não machucada.

Já no hospital, eu esperava Taehyung sair da sala do médico. Eu olhava pela janela e pensava em Danielle e sem saber o que aconteceu com a Jennie, até que sinto o meu telefone vibra no bolso da calça.

[Mensagens ON]

Lisa: Aonde você está, Jeon JungKook?

Eu: Eu estou no hospital com o Taehyung.

Lisa: O que aconteceu com ele?

Eu: Ele foi mordido por um cachorro.

Lisa: Que disse que você não vai dormir em casa? 

Eu: Não sei, por quê? 

Lisa: Por nada.

Eu: Tenho que ir, o médico está me chamando.

[Mensagens off]

– Você é Jungkook?  – O médico perguntou ao vim na minha direção.

– Sim, como está o TaeHyung?

– Calma, seu amigo está bem, ele só vai precisar ficar um tempo sem ir à escola.

– Eu posso ir vê-lo, doutor? –Lhe pergunto enquanto olhava para a porta da sala em que TaeHyung estava.

– Sim, vá lá.

Assim faço, vou até a sala em que Kim se encontrava.

– Como está o mão, Taehyung? 

– Bem agora, obrigado JungKook por ter vindo comigo, você é um grande amigo. – Fez um sinal de 'joia' com a mão livre.

– Que nada Taehyung, eu só vim porque você é um cara manero.

– Mesmo assim.

[Lalisa Monoban's point of view]

– JIMIN O JUNGKOOK DISSE QUE NÃO VAI DORMIR EM CASA! – Gritei enquanto subia as escadas.

– Para de grita, Lisa. Eu não sou surdo.

Eu abri a porta do banheiro que Jimin estava e, sem ele perceber, tiro minhas roupas e entro na banheira.

– Ei! –  Ele exclamou. – O que você está fazendo aqui?

– Eu sou louca por você, Jimin. Eu te amo. – Ditei jogando-me sobre o mesmo.

– Sai Lisa! – Ele falou levantando-se e colocando sua parte íntima à vista.

– Que coisa grande, JiMin! - Digo pondo a mão em minha boca, tampando-a.

– Obrigado, mas eu não vou fazer nada com você, tchau. – Ele disse enquanto saía do banheiro.

– JiMin você ainda vai ser meu, você vai ver. – Digo para mim mesma já que, o outro já havia ido.

[Jeon Jungkook's point of view]

Eu levava Taehyung para casa depois de sair do hospital, ao chegar na casa dele, ele fala:

– JungKook dormi aqui hoje? Você não vai causar problemas.

– Não, obrigado. Eu tenho que voltar pra casa se não a Lisa pode fazer alguma merda. – Disse já indo embora.

No caminho de casa eu coloquei o fone de ouvido e alguma música. Andando por uma rua escura eu começo a ouvir passos e quando olho para trás não vejo ninguém,  eu continuo a andar quieto quando eu sou empurrado para um beco.

– Mas o quê? – Digo frustado empurrando a tal pessoa inutilmente.

– Shhh... JungKook, sou eu, Jennie – Ela disse colocando sua mão em minha boca, evitando que eu gritasse.

Eu estava deitado no chão com ela encima de mim e sua parte íntima estava roçando na minha, eu começo a suar muito e engolir o seco.

– J-jennie... – Chamo-a gaguejando.

– O que?

– Porque você está encima de mim?

– Tinha um bandido vindo atrás de você, mas eu acho que ele já se foi. – Ela disse se levantando e me ajudando a levantar.

– Por que se importou comigo?  – Olhou em volta, procurando pelo tal bandido.

– Eu não sei, eu ia ficar só olhando mas não consegui, eu senti vontade de te ajudar.

– Você ainda é afim de mim, não é?

– Não sei dizer mas não se garanta, já são 00:47 AM. Que tal você ir dormir lá em casa?

– Tá bom, vamos.

Ela me leva até sua casa, quando chego eu vejo uma casa escura com um som vindo de trás dela. Era uma música satânica.

– Meu irmão não vai reclamar pode entrar – Ela disse dando-me passagem para poder entrar.

– Você tem irmão? – Indaguei surpreso.

– Tenho mas ninguém conhece ele.

– Qual nome dele?

– Você não precisa saber.

Nós subimos as escadas com passos leves para não fazer barulho, dentro do quarto da Jennie ele bota um colchão no chão com um lençol rosa .

– Você dormi aqui. – Ela proferiu apontando para o colchonete.

Quando estava prestes a adormecer, ouço-a me chamar.

– Hey Jungkook, acorda. – Ela sussurrou.

– O que foi, Jennie?  – Eu falo olhando para ela.

– Deita aqui do meu lado, vamos dormir de conchinha.

– Eu não quero, boa noite. – Viro-me para o lado oposto de si.

Ela desceu de sua cama deitando no meu lado, eu virei-me para seu lado sorrindo e falei:

 – Você não tem jeito. – Eu sentia sua intimidade encostar na minha perna, eu estava a começar a ficar excitado.

– Jungkook, está tudo bem?

– Sim, porque? 

– Você tá suando.

Eu engolia o seco e suava muito. Conforme eu suava, ela se aproximava mais e sua intimidade ficava cada vez mais perto da minha.

– Chega, vai pra sua cama. – Digo a empurrando.

– Por quê?

– Não se faça de sonsa, Jennie. Você está aproximando sua parte íntima da minha por vontade própria.

– Eu sei. – Ela ditou simplista dando de ombros e virou-se para o outro lado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...