História I Love You Jiminie Pabo - Capítulo 60


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Cho Seung Yeon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kim Sun Joo, Li Wen Han, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Wang Yibo, Zhou Yi Xuan
Tags Bts, Colegial, Drama, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, Taehyung
Visualizações 152
Palavras 4.092
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕

Capítulo 60 - Capítulo 60


Fanfic / Fanfiction I Love You Jiminie Pabo - Capítulo 60 - Capítulo 60

Hobi - ele o que?

- isso mesmo que você ouviu

Hobi - e-eu não acredito nisso! - diz negando com a cabeça

- olha, eu não quero que você brigue com ele! Eu nem devia ter te contado, então cuidado com o que você vai fazer

Hobi - e-eu não sei o que fazer!

- pois eu sei, você vai ir conversar com o Taehyung agora e depois os dois vão conversar com os pais dele

Hobi - por que ele não quis me contar? Ele não confia o bastante em mim? - diz olhando para os próprios pés

- ele confia em você, só que ele estava com medo

Hobi - não, ele não confia! Eu não acredito que depois de tudo ele ainda não confia em mim, eu entendo que ele está com medo mas isso não justifica

- Hoseok, não fala assim você não sabe o quanto ele chorou hoje me contando isso, ele até ficou com falta de ar uma coisa que ele teve muito na infância

Hobi - eu, eu não consigo entender isso, invés dele me contar para resolvermos isso juntos ele simplesmente me escondeu, e pelo o que você disse ele não tinha intenção de me contar - suspirei - obrigado por me contar, eu vou lá - se levantou

- cuidado com o que você vai falar, Hoseok! - apenas assentiu e seguiu seu caminho

Ele saiu daqui bem abatido, espero que eles consigam se resolver.

Me levantei e comecei a caminhar no parque, vi várias crianças brincando correndo por todo lado. Quando estava voltando para casa passei em um mercadinho e comprei umas coisas que estavam faltando em casa.

Cheguei na minha casa e abri a porta, entrei e fui até a cozinha e coloquei as compras em cima da mesa. Voltei para a sala e fiquei confusa ao ver uma garota descer as escadas tentando fazer silêncio, mas assim que ela me viu sorriu sem graça e saiu correndo para fora.

Estava com a minha boca em um perfeito "O", andei até a porta e a tranquei. Subi as escadas correndo e parei em frente o quarto do JungKook, bati duas vezes na porta.

Kookie - quem é?

- eu!

Kookie - entra

Entrei e ele estava deitado sem camisa na cama com a coberta até sua cintura, fechei a porta e coloquei minhas mãos na minha cintura e fazendo minha melhor cara de indignação.

Kookie - o que foi?

- o que foi?! Quem era aquela garota?

Kookie - ah, você viu ela? - assenti - é só uma amiga

- amiga? - ri - sei! Eu mal saio e você já enfia mulher aqui dentro?!

Kookie - qual o problema?

- JungKook, qual foi a conversa que tivemos antes de nos mudarmos pra cá?

Kookie - que era pra mim manter a casa limpa!

- também, mas estou falando de outra conversa

Kookie - qual? - franziu o cenho

- que não era pra você trazer essas garotas pra cá! Quer sair comendo todo mundo vai para um motel! - riu - não tô vendo graça

Kookie - essa é a primeira que eu trago aqui

- duvido que você não tenha trago outras antes - deu de ombros - faz isso de novo que eu te castro! - arregalou os olhos - espero que tenha usado camisinha pelo menos

Kookie - mas é claro, sou muito responsável

- aham, foi aquela sabor chocolate? - ri ao ver ele ficar vermelho

Kookie - sai daqui!

- por que? - sorri - só fiz uma pergunta

Kookie - sai! - jogou um travesseiro em mim

- tá bom, eu saio - ri - mas antes me responde algo, usou a venda também ou foi só uma rapidinha? - ri ao ver ele pegar outro travesseiro, saí de seu quarto antes dele jogar

Desci para o primeiro andar e fui para a cozinha, guardei as compras e lavei a louça do almoço já que o JungKook estava muito ocupado para fazer isso. Após limpar a cozinha eu subi para meu quarto, tirei meu tênis e minhas meias, coloquei uma roupa mais confortável que era um pijama mesmo, era um shortinho e uma regata ambos bem fresquinhos.

Deitei em minha cama e como não estava com frio não me cobri, apenas tentei relaxar para finalmente dormir que é uma coisa que estou querendo fazer desde que acordei.


Gabby Off ~~


Hobi On ~~


Caminhava em passos lentos até a casa de Taehyung, ainda estou tentando entender tudo isso que está acontecendo. Tentando entender o porquê dele não ter me contado, eu me sinto de alguma forma traído ele não tem total confiança em mim, e isso me machuca.

Por que ele não me disse nada? Podíamos ter arranjado uma solução juntos, mas não, ele preferiu mentir para mim e para seus pais e ainda colocar a Gabby na história. Ele queria que ela fosse namorada dele nesse jantar invés de me levar, invés de me apresentar ao seus pais. Isso me machuca muito!

Eu não sei o que fazer, não sei nem o que pensar.

Cheguei em frente a casa dele, respirei fundo antes de caminhar até a porta e apertar a campainha. Não demorou muito para ele vir me atender, ele estava usando uma bermuda e um moletom com capuz, o capuz escondia quase seu rosto todo.

Tae - oi, Hobi - sorriu sem mostrar os dentes

- oi - fiz o mesmo - posso entrar? - assentiu e deu espaço para que eu pudesse passar

Tae - aconteceu algo? - fechou a porta e veio até mim me dando um selinho

- não, não aconteceu nada - peguei sua mão e caminhamos até a sala, aonde nos sentamos no sofá - e com você?

Tae - comigo o que? - me olhou confuso

- aconteceu algo com você?

Tae - n-não! Por que isso do nada?

- por nada, é só que você ficou estranho na escola do nada

Tae - ah - desviou o olhar - não aconteceu nada não

- Tae...- suspirei - precisamos conversar

Tae - sobre o que? - se remexeu desconfortável no sofá

- quando você iria me contar?

Tae - c-contar o que?

- Taehyung, para de se fazer burro por favor - bufei - eu já sei de tudo! - ele me olhou com os olhos arregalados mas não disse nada, apenas abria e fechava sua boca sem saber o que dizer

Tae - e-eu não acredito nisso! - se levantou e ficou na minha frente - eu não acredito que ela te contou

- e você? Não ia me contar?! - me levantei

Tae - c-claro que eu ia te contar! Não agora, mas eu ia

- quando?

Tae - não sei, mas ela não tinha o direito de te contar!

- ela fez o certo em me contar, não iria adiantar de nada você ficar me escondendo isso!

Tae - você não entende! Ela não tinha que ter falado nada, eu iria contar! - seus começaram a lacrimejar - ela não sabe esperar? Eu disse para ela não contar nada! Eu confiei nela!

- e por que não confiou em mim?!

Tae - isso não vem ao caso!

- mas é claro que vem! Você não confia o suficiente em mim? É isso?

Tae - eu confio em você!

- não é o que parece! - digo sério - não sei se você se esqueceu mas eu ainda sou seu namorado, e se você está com problemas deveria ter vindo falar comigo, ainda mais sendo que esse problema envolve nosso relacionamento! - uma lágrima deslizou por seu rosto

Tae - e-eu queria ter ido falar com você mas eu fiquei com medo, eu não gosto de ter que depender de ninguém mas infelizmente eu envolvi ela nessa história então eu tinha que ter falado com ela!

- mas por que não falou comigo primeiro? Por que não falou comigo antes de dizer qualquer coisa aos seus pais? Eu estava aqui ontem, você podia muito bem ter conversado comigo ou pelo menos ter contado que eles te ligaram, mas nem isso você fez! - meu tom de voz já começou a se elevar sem eu fazer o mínino esforço

Tae - n-não deu tempo de pensar direito, eles ficaram me pressionando a dizer quem era a pessoa e e-eu não sabia o que fazer, então fiz a primeira coisa que veio na minha cabeça - ele já nem fazia esforço para segurar suas lágrimas

- mentir? A primeira coisa que veio na sua cabeça foi mentir?! Por que simplesmente não contou a verdade?! - pergunto irritado e com o tom elevado

Tae - P-PORQUE EU NÃO CONSEGUI! - soluçou - V-VOCÊ NÃO CONHECE OS MEUS P-PAIS, N-NÃO SABE COMO E-ELES SÃO! - gritou e chorava cada vez mais

- PARA DE GRITAR! - sentou no sofá com as mãos no rosto - Taehyung, eu não vim aqui com a intenção de discutir com você - suspirei 

Tae - s-sai daqui!! - diz com a voz abafada e embargada

- o que?

Tae - SAI DAQUI, HOSEOK!! - se levantou novamente ficando na minha frente - e-eu não q-quero falar c-com você! S-Sai daqui!!

- mas - me interrompeu

Tae - SAI!!

Apenas bufei e caminhei até a porta e saí pela mesma, estava tão triste e irritado. Eu realmente não queria ter brigado com ele, mas só me dei conta depois da merda estar feita.


Hobi Off ~~


Gabby On ~~


Embora estivesse com sono e com tudo certo para eu dormir eu não estava conseguindo, eu estava inquieta não parava de me mexer na cama, virava de um lado para o outro e não conseguia dormir. Eu estava com sensação estranha, uma sensação de ansiedade? Eu não sei, mas algo estava errado e eu estava sentindo isso.

Me levantei da cama e calcei meu chinelo, abri a porta de meu quarto e saí do mesmo, desci as escadas e fui para a sala aonde eu vi o JungKook jogando video-game. Passei reto por ele e fui para a cozinha, peguei um copo no armário e bebi água, aquela sensação de ansiedade não passava estava me deixando agoniada.

Olhei no relógio da cozinha e estava marcando 14:50, ainda estava cedo. Resolvi voltar para a sala e assim que pisei na mesma comecei a ouvir alguém batendo na porta, a pessoa estava tentando derrubar a porta de tão forte que estava batendo.

- está esperando alguém? - perguntei pro JungKook que pausou o jogo

Kookie - eu não, vai ver quem é - voltou a jogar

Bufei e passei por ele, fui até a porta e comecei a procurar a chave para abrir a porta, mas a pessoa não parava de bater então mandei esperar só assim parou de bater. Após encontrar a chave abri a porta e pude ter a visão da pessoa, era o Taehyung ele não estava com uma cara nada boa.

Agora é aquele famoso momento em que seu cu tranca, e que não passa nem uma agulha.

- o que aconteceu, Taehyung?

Tae - como você pôde?! - diz entrando e eu estava dando passos para trás

- o que foi?

Tae - que cara de pau a sua! Como você pôde? Eu pedi pra você não contar pra ninguém, e você e conta para o HOSEOK?!! - diz irritado e com a voz bem elevada

- c-calma!

Tae - calma? É só isso que tem para me dizer?!

Kookie - o que está acontecendo? - se levantou e veio até nós

Tae - não se intromete, JungKook! - bufou

- Taehyung, calma! E-Eu fiz isso com a intenção de te ajudar

Tae - ajudar? - riu sarcástico - você fez exatamente o contrário!! - praticamente gritou na minha cara me fazendo dar mais passos para trás - eu não acredito que confiei em você!

Kookie - Taehyung, dá pra se acalmar?! - disse sério - o que caralhos está acontecendo aqui?!

Tae - anda Gabrielly, você não adora contar as coisas para todo mundo? Conta pra ele também!!

- e-eu não vou contar nada! Você fala como se eu tivesse falado para qualquer pessoa, mas eu falei para o seu NAMORADO!!

Tae - ESPECIALMENTE A PESSOA QUE EU PEDI PARA NÃO CONTAR!!

- PARA DE GRITAR COMIGO!! - já estava morrendo de vontade de chorar, não gosto que gritem comigo

Tae - e-eu ainda não acredito que você fez isso! - disse indignado - eu realmente confie em você - diz com os olhos marejados

- e-eu fiz isso pro seu bem! Para com isso - mordi o lábio inferior tentando segurar o choro

Tae - você mentiu pra mim! Disse que não iria contar pra ninguém, disse que ia tentar me ajudar e não fuder tudo de uma vez!! - novamente elevou o tom de voz

- d-desculpa - agora as lágrimas saiam livremente pelo meu rosto

Tae - pensei que fosse uma boa amiga!

- e-eu - não conseguia dizer nada

Tae - eu, eu - bufou - e-eu ainda não acredito nisso, você destruiu a confiança que eu tinha em você - disse seco - pensei que você fosse mais confiável, mas pelo visto me enganei - cuspiu essa palavras na minha cara me fazendo chorar mais - chorar não vai adiantar de nada agora, vai por mim!

Ele saiu de casa batendo a porta e me deixando ali paralisada, ele conseguiu fazer com que eu me sentisse um completo lixo, uma péssima amiga e talvez seja isso que eu sou. A essa altura eu já não fazia nenhum esforço para segurar o choro, a única coisa que se podia ouvir era meu choro e os sons altos dos meus soluços.

JungKook pegou na minha mão e me levou para a sala, ele se sentou e me fez sentar ao lado dele no sofá. Eu já não conseguia enxergar nada graças as lágrimas em meus olhos, minha respiração foi ficando cada vez mais descompensada.

Kookie - o que aconteceu com vocês?

- n-nada - disse com dificuldade

Kookie - espera aqui - se levantou e foi até a cozinha e depois voltou com um copo d' água - para se acalmar

- e-eu n-não q-quero!!

Kookie - anda logo! - com uma mão segurou meu queixo e me fez olhá-lo, e com a outra levou o copo até meus lábios assim fazendo eu beber a água - você fica feia chorando assim - diz após colocar o copo na mesinha de centro e enxugar minhas lágrimas, mas não adiantou pois elas não paravam de descer - lembra um bebê chorão! Então para com isso - colocou uma mexa de meu cabelo atrás de minha orelha

- e-eu s-sou u-uma amiga r-ruim? - perguntei com dificuldade por causa dos soluços

Kookie - não, você não é uma amiga ruim, muito pelo contrário é uma ótima amiga

- o T-Taehyung d-disse que e-eu sou u-uma amiga r-ruim, ele n-não gosta mais d-de mim! - aquelas palavras que ele disse me afetaram muito, meu peito doía tanto e minha cabeça também por causa do choro

Kookie - o Taehyung disse aquilo da boca pra fora, ele estava de cabeça quente - segurou minha mão

- e-eu traí a c-confiança dele, e-ele tem razão s-sou uma p-péssima amiga!

Kookie - por que você traiu a confiança dele?

- e-eu s-só queria a-ajudar ele! Não q-queria arranjar m-mais problemas - solucei - e a-agora s-só piorei a-as c-coisas

Kookie - se você estava tentando ajudar ele significa que você não é uma péssima amiga, pare com isso

- e-ele n-não vai mais f-falar comigo! E-Ele me odeia a-agora

Ele me abraçou tentando me acalmar mas não adiantou muita coisa, eu realmente estava me sentindo um lixo, mas eu só queria que ele entendesse que fiz aquilo para ajudá-lo. JungKook me puxou para seu colo me deixando um pouco deitada e com a cabeça em seu pescoço, ele abraçava minha cintura enquanto eu segurava com força a barra de sua camisa. Em falar em camisa a dela estava quase encharcada, com uma mão ele fazia cafuné na minha cabeça e com a outra ele fazia uma carícia leve em minha cintura.

Minha cabeça estava doendo tanto, e embora eu tentasse parar de chorar eu não conseguia, mas aos poucos ia me acalmando e com isso meus olhos foram pesando até que eu finalmente me acalmasse e apagasse.


(...)


Fui acordada sentindo carícias em meu rosto, mas assim que despertei completamente as lembranças voltaram assim como a dor de cabeça. Abri lentamente meus olhos e vi o Jimin alí na minha frente, franzi o cenho confusa e olhei ao redor percebendo que estava no meu quarto e já estava de noite.

Assim que ele viu que eu havia acordado sorriu e se ajeitou na cama, apoiou o cotovelo no colchão e apoiou seu rosto em sua mão.

- o que f-faz aqui? - minha voz saiu baixa e um pouco rouca

Jimin - JungKook me ligou, disse que você não estava bem e assim que eu cheguei você estava dormindo - sorriu sem mostrar os dentes - o que aconteceu? Com você e o Taehyung

- nada, eu sou só uma péssima amiga como ele disse - sorri sem graça

Jimin - por que ele disse isso? - perguntou confuso

- porque...nada não - me sentei na cama sentindo minha cabeça latejar fazendo eu levar minhas mãos para a mesma

Jimin - está com dor de cabeça? - assenti de leve - vai lá tomar um banho e depois você toma um remédio, hum? - se sentou na cama e beijou minha testa

- tá bom

Me levantei com um pouco de dificuldade e fui andando lentamente até o banheiro, entrei no mesmo e fechei a porta. Tirei meu pijama e entrei de baixo do chuveiro deixando a água morna cair sobre meu corpo, assim relaxando meus músculos e fazendo a dor de cabeça dar uma amenizada.

Lavei meus cabelos fazendo uma boa massagem neles, ensaboei meu corpo e depois levantei meu rosto fazendo com que a água caísse direto nele e o esfreguei de leve com as mãos. Suspirei desligando o chuveiro, peguei a toalha e sequei primeiramente meu rosto depois enrolei a toalha no meu corpo e saí do banheiro.

Entrei no meu quarto e o mesmo estava vazio, fechei a porta e fui até meu guarda-roupa pegando uma muda de roupa. Terminei de me trocar, eu havia colocado uma calça de moletom rosa e uma blusa de mangas compridas branca.

Destranquei minha porta e me sentei na cama com meu pente começando e pentear meu cabelo, quando terminei de pentear e estava ligando o secador de cabelo na tomada ao lado da minha cama a porta foi aberta.

Olhei para a porta e era o Jimin com uma bandeja em mãos, nela havia uma xícara, um sanduíche e um comprimido. Ele colocou a bandeja em cima da mesa do meu computador, e veio até mim.

Jimin - quer ajuda? - assenti e ele pegou o secador, me sentei na cama de costas para ele e o mesmo começou a secar meu cabelo, ele aproveitava para fazer um carinho com as pontas de seus dedos em meu coro cabeludo - pronto - desligou o secador da tomada e o colocou em cima da minha cômoda - está com fome? - pegou a bandeja

- não - me sentei direito na cama fazendo perna de índio

Jimin - nem um pouquinho? - se sentou na minha frente e colocou a bandeja no meio de nós dois

- não

Jimin - como pelo menos metade, JungKook disse que você apenas almoçou quando chegou da escola e depois não comeu mais nada

- que horas são?

Jimin - oito horas

- você está aqui desde quando?

Jimin - desde das 15:30

- pode ir embora se quiser

Jimin - eu não quero ir embora, e aliás eu vou dormir aqui já trouxe minhas coisas - sorriu - agora você vai comer - pegou um pedaço do sanduíche que estava cortado ao meio - morde - levou o pedaço até meus lábios e eu neguei com a cabeça - anda amor, o seu chá vai esfriar eu fiz com tanto carinho - fez um biquinho me fazendo rir de leve

- fazendo essa carinha você consegue tudo de mim - peguei o pedaço e dei uma mordida

Jimin - quando você terminar de comer vai tomar esse remédio pra dor de cabeça

- come

Jimin - o que? - perguntou confuso

- o outro pedaço, pode comer eu não estou com tanta fome assim

Jimin - mas eu fiz pra você

- pode comer - sorri e terminei de comer - não estou com fome - peguei a xícara e bebi um pouco do chá

Jimin - tome - pegou a pílula e colocou na minha boca, bebi um pouco do chá para ajudar a pílula descer

- pode tomar o resto - coloquei a xícara de volta na bandeja

Jimin - está bom? - se referiu ao chá e eu assenti com a cabeça - meu sanduíche é maravilhoso - diz comendo o outro pedaço e me fazendo rir

- realmente - sorri - tudo o que você faz é maravilhoso - sorriu fazendo aquele eye-smile lindo

Ele terminou de comer e de beber o chá e colocou a bandeja de volta em cima da mesinha, pegou em cima da cômoda minha escova de cabelo e veio até mim.

- o que foi?

Jimin - eu sequei seu cabelo mas não o escovei, tá todo bagunçado - riu e se sentou atrás de mim abrindo suas pernas e puxando para sentar no meio delas e começando a escovar meu cabelo - seu cabelo é muito bonito

- você acha?

Jimin - uhum

- obrigada - sorri e me ajeitei melhor na cama

Jimin - amor?

- hum?

Jimin - por que você brigou com o Tae?

- eu não quero falar sobre isso - suspirei, lembrar disso me dá um aperto no coração

Jimin - certeza? - assenti - tudo bem - terminou de escovar meu cabelo e colocou a escova no criado-mudo - seu cabelo está lindo agora - ri - vira pra mim - me virei para ele abraçando sua cintura com minhas pernas - você chorou durante o banho? - diz acariciando minha bochecha

- talvez, não lembro, não sabia se era apenas a água do chuveiro ou minhas lágrimas - ri e ele sorriu fraco

Jimin - não gosto de te ver chorando, seus olhinhos estão inchados agora - sorri fraco me aproximei mais dele encostando minha cabeça em seu ombro e sentindo ele passar uma mão pela minha cintura e a outra mão fazendo carinho no meu cabelo

- te amo

Jimin - também te amo, meu amor - levantei minha cabeça olhando os olhos dele

Sua mão que estava em meu cabelo se prende no mesmo e ele aproxima nossos rostos fazendo então nossos lábios se encontrarem, era somente um selinho que cada vez foi se aprofundando mais até virar um beijo cheio paixão. Nossas bocas se encaixavam perfeitamente e nossas línguas se moviam em sincronia, ele deixava leves mordidas em meu lábio inferior me fazendo arfar durante o beijo. Toda vez que eu sugava sua língua eu era presenteada com seus gemidos baixos e apertos em minha cintura.

Mas infelizmente o ar se fez necessário nos fazendo terminar o beijo com vários selinhos, quando terminamos ele começou a dar vários selinhos pelo meu rosto inteiro me fazendo rir. Ele me deitou na cama ficando por cima de mim e fazendo cosquinha em minha barriga me fazendo rir e tentar tirá-lo de cima de mim.

Jimin - adoro ouvir sua risada - diz continuando com as cócegas 

- p-para com i-isso!! - ria descontroladamente

Jimin - quais as palavrinhas mágicas?

- p-por f-favor

Jimin - não - continuou - você tem que falar assim, "Por favor amor da minha vida, razão do meu viver" - ri mais ainda, já estava chorando de tanto rir - fala

- p-por favor a-amor da m-minha vida

Jimin - e o resto?

- r-razão do meu v-viver! - parou com as cosquinhas e saiu de cima de mim - v-você me paga - riu

Jimin - eu só te fiz rir, só isso - me deu um selinho

- você podia ter me feito rir contando uma piada! Não quase me matando de tanto rir - riu

Jimin - não sou tão bom assim com piadas, então tive que apelar para as cócegas - sorriu

- idiota - ri

Jimin - sou sim, um completo idiota por você - me beijou 





Notas Finais


Heeey

Desculpem a demora de novo rs e obrigado aos favoritos ❤

Espero que tenham gostado 💕
Bjs e até o próximo cap 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...