História I Love You Jiminie Pabo - Capítulo 61


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Cho Seung Yeon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kim Sun Joo, Li Wen Han, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Wang Yibo, Zhou Yi Xuan
Tags Bts, Colegial, Drama, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, Taehyung
Visualizações 111
Palavras 4.016
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕💕

Capítulo 61 - Capítulo 61


Fanfic / Fanfiction I Love You Jiminie Pabo - Capítulo 61 - Capítulo 61

- Você está mais fofo ultimamente - digo após terminarmos o beijo - quer algo? - ele ainda estava em cima de mim

Jimin - talvez... - sorriu - eu quero muitas coisas

- e o que seriam essas coisas?

Jimin - quer mesmo saber?

- sim - ele abaixou seu rosto aproximando seus lábios do meu ouvido

Jimin - eu...quero brincar com você de novo - sussurrou me fazendo corar - faz tempo, estou com saudades - mordeu o lóbulo da minha orelha me deixando arrepiada - hum?

- hoje não, Jimin - digo acariciando suas costas

Jimin - por que não? - começou a beijar meu pescoço

- p-porque o JungKook ta em casa - fechei os olhos para aproveitar melhor as sensações

Jimin - é só a gente fazer silêncio - sussurrou novamente me fazendo estremecer e abrir os olhos

- não, outro dia - levantou o rosto para me encarar, ele estava com um biquinho adorável nos lábios

Jimin - aish amor, você é chata - mordi de leve seu biquinho fazendo ele afastar o rosto emburrado - respeita meu momento bravo - inflou as bochechas me fazendo rir

- outro dia, okay? O JungKook está em casa e não vai ser legal

Jimin - tudo bem, eu vou cobrar!

- pode cobrar, fofuxo - pressionei suas bochechas com minhas mãos fazendo ele ficar com um biquinho de peixe

Jimin - fofuxo? - disse com dificuldade por eu ainda estar pressionando suas bochechas

- sim, isso que você é - selei rapidamente seu biquinho - fofuxo - falei com uma voz fofa fazendo ele rir

Jimin - estou me sentindo um idiota com esse biquinho - ri e soltei suas bochechas - melhor assim

- canta pra mim?

Jimin - an? - disse confuso

- canta pra mim, eu já ouvi os outros meninos dizendo que você canta bem mas você nunca cantou pra mim

Jimin - eu tenho vergonha - saiu de cima de mim se deitando ao meu lado - e eu não canto bem - deitou de lado para me olhar

- canta pra mim e eu decido se você canta bem ou não - me deitei de frente para ele

Jimin - estou com vergonha

- você é a pessoa mais sem vergonha que eu conheço, na verdade você está empatado com o JungKook - riu

Jimin - tá bom, mas quero que seja sincera - assenti

Ele começou a cantar uma música calma ela era bem bonita, mas o que era mais bonita ainda era a voz dele. A voz dele era tão doce de se ouvir, tão boa de se ouvir que por mim eu poderia ficar o dia inteiro ouvindo ele cantar. Era algo tão lindo, ele cantava com aquela voz maravilhosa olhando nos meus olhos, eu estava praticamente hipnotizada com tudo aquilo e só me dei conta que ele havia terminado de cantar quando ele começou a cutucar minha bochecha, e rapidamente me acordando de meu transe.

- sua voz é incrível - sorri - sério, é muito linda

Jimin - obrigado - diz sorrindo fofo

- já pode ir se acostumando porque de agora em diante você vai cantar pra mim sempre

Jimin - nem canto tão bem assim

- não - disse irônica - você canta mais que bem, você canta maravilhosamente bem - riu

Jimin - deve ser porque eu fazia aula de canto quando criança, mas e você? Faz algo assim? Algum passatempo?

- não, a única coisa que faço no meu tempo livre é comer e dormir - riu

Jimin - não pensa em fazer nada? - neguei com a cabeça - que sedentária você - ri

- sou mesmo e com muito orgulho senhor Park Jimin

Jimin - sei - fez uma pausa - amor, vamos brincar de cavalinho? Eu por baixo e você por cima - diz malicioso me fazendo rir

- que tal brincarmos da brincadeira do silêncio? Hum? - riu

Jimin - vamos brincar de nuvem, eu nú e você vem - rimos

- pelo amor de Deus, da onde você tira essas coisas?

Jimin - pego com o NamJoon hyung

- tinha que ser, que má influência - rimos


Gabby Off ~~


Tae On ~~


Me encontrava nesse exato momento com a cabeça latejando, já havia tomado um remédio para dor de cabeça e me deitado mas não adiantou muita coisa. Eu estava em um péssimo estado podemos dizer, o rosto vermelho por causa dos meus choros constantes assim como meus olhos que se encontravam inchados, não havia comido nada desde o almoço e por incrível que pareça não estava com fome.

Estava me sentindo mal tanto fisicamente como emocionalmente, havia brigado com duas pessoas muito importantes pra mim em um dia só. Perdi a conta de quantas ligações e mensagens do Hoseok eu ignorei, sem contar que o JungKook e o Jimin também me mandaram mensagens e elas também foram ignoradas com êxito. Não estou afim de falar com ninguém no momento, ninguém parece me entender ou enxergar meu lado da história. Hoseok ao invés de tentar entender o porquê eu fiz aquilo ele prefere jogar na minha cara o quão fraco sou por não ter conseguido dizer nada a ele, e ainda dizer que eu não confio nele. Pelo amor, se eu não confiasse nele eu não teria me entregado a ele e nem a essa relação que me fez tão bem no início mas que agora está tão confusa e está me machucando.

Meu coração doía a cada ligação que eu ignorava dele mas eu não podia simplesmente falar com ele como se nada tivesse acontecido, meu orgulho não permite isso. Mesmo eu querendo esquecer tudo, está difícil. Estou com tantos problemas e cada coisa que eu faço eu arranjo mais problemas, estou começando a questionar minha existência. Pra que eu nasci? Pra tomar no cu? Pra se fuder na vida inteira? Acho que foi pra isso mesmo que me colocaram no mundo.

E novamente meu celular em cima do criado mudo está tocando com o nome "Hope" piscando na tela, ele realmente não desiste e pelo visto não se importa em ser ignorado. Apenas estiquei meu braço até o criado mudo e deslizei o botão na tela ignorando a ligação, exatamente como fiz com as outras. Aproveitei e vi que ainda era 21:00 horas, eu não estava com cabeça para dormir agora, se eu fechasse meus olhos agora não conseguiria dormir de jeito nenhum com tantas coisas rondando na minha cabeça.

Bufei e me levantei da cama e em passos lentos fui até o banheiro que ficava em meu quarto, fiz minhas necessidades e ao terminar fui lavar minhas mãos e assim que olhei para frente pude ver meu reflexo no espelho do armarinho, eu realmente estava acabado. Abri a porta desse armarinho e vi minhas coisas pessoais, como escova e pasta de dentes, barbeadores entre outras coisas. Ali na segunda prateleira do armário havia uma caixinha de metal que eu conhecia muito bem, e ao pega-la e abrir pude ver aquilo que não usava a um bom tempo mas que sempre guardei e deixei ali caso precisasse usar novamente, embora as pessoas me dissessem para nunca mais usa-la. E bem ali na minha frente estava ela de novo, minha "salvadora", minha lâmina.

Mordi meu lábio inferior refletindo sobre o que eu estava pensando em fazer seria o certo, mas antes que eu pudesse fazer qualquer coisa minha campainha começou a tocar desesperadamente me fazendo rapidamente fechar a caixinha e coloca-la de volta em seu lugar.

Saí do banheiro e desci as escadas calmamente, afinal não estava esperando visita de ninguém ainda mais a uma hora dessas. Peguei minhas chaves em cima de uma mesa de canto e abri a porta, mas assim que vi a pessoa rapidamente tentei fechar a porta novamente o que foi uma tentativa totalmente falha já que ele havia colocado o pé para impedir que a porta se fechasse.

Hobi - Tae, precisamos conversar - diz calmo

- já conversamos o suficiente, agora tira o pé daí pra mim fechar a porta - disse seco fitando o chão

Hobi - não, a gente não conversou apenas discutimos e agora eu quero ter uma conversa civilizada com você

- que ótimo, mas eu não quero! Então sai daqui!

Hobi - Taehyung, por favor - suspirou - eu estava tão preocupado com você, você ignorou todas as minhas ligações e mensagens me deixando aflito - o olhei nos olhos e pude ver que ele estava sendo sincero, mas ainda não queria falar com ele

- Hoseok, vai embora

Hobi - eu não vou embora enquanto não conversar com você, poxa Tae, ver você desse jeito me machuca me deixa te ajudar - segurou minha mão esquerda começando a fazer um carinho de leve na mesma

- e-eu não quero - puxei minha mão de volta - vai embora

Hobi - aish, para de ser tão cabeça dura! - bufou - eu já disse que não vou ir embora

- então eu chamo a polícia - disse firme

Hobi - você não faria isso - abriu um sorrisinho de lado

- como tem tanta certeza? - cruzei os braços

Hobi - você me ama e não teria coragem de chamar a polícia pra mim - sorriu - não é?

- talvez, eu não tenho coragem de fazer nada praticamente mesmo!

Hobi - não foi isso que eu quis dizer

- foda-se o que você quis dizer, só sai daqui - suspirei

Hobi - não é nada educado você expulsar seu namorado assim, me deixa entrar - bateu o pé direito no chão

- aish, sua insistência me irrita! Entra logo porra! - dei espaço para ele passar

Hobi - também te amo - sorriu e entrou, fechei a porta com a chave e depois a joguei na mesinha novamente

- anda logo - fui até a sala sendo seguido por ele e me sentei no sofá vendo ele fazer o mesmo

Hobi - olha pra mim - bufei e olhei de canto pra ele que estava sentado ao meu lado - eu queria te pedir desculpas, eu realmente não tinha a intenção de discutir com você

- era só isso? Já pode ir então - voltei a olhar pra frente

Hobi - não, não é só isso! Eu também quero que saiba que apesar de tudo eu ainda sou seu namorado e continuo te amando, eu me preocupo com você então quando tiver um problema pode vir falar comigo - colocou sua mão em cima da minha que estava sobre o sofá - não estou aqui para te julgar apenas para te ajudar então pode contar comigo pra tudo, vamos resolver esse problema dos seus pais juntos, a gente vai dar um jeito nisso - apertou de leve minha mão, aos poucos eu ia sentindo lágrimas se formando nos meus olhos - e se caso seus pais forem contra ou qualquer coisa do tipo, saiba que eu vou estar aqui contigo, eu te amo e se eles te amarem também vão nos apoiar - já pude sentir a primeira lágrima descer, aish odeio estar tão sensível - me desculpa? Hum? - chegou mais perto e enxugou minha bochecha - não chore

- e-eu - tentei falar e senti outras lágrimas descendo já molhando meu rosto inteiro, de novo - eu te desculpo, m-mas é você que tem q-que me desculpar por n-não ter te falado nada - funguei - me desculpa... - senti ele passar seus dedos pelo meu rosto assim tentando enxugar minhas lágrimas

Hobi - não precisa se desculpar, meu amor - sorriu - eu entendo porque você fez isso, não precisa se desculpar mas quero que da próxima vez que algo te acontecer você venha falar comigo, ta? - assenti

- e-eu te amo Hobi, tenho medo que meus pais façam algo p-para nos separar - meu coração doía só de pensar nessa hipótese, senti ele me virar de lado e me abraçar começando a afagar meus cabelos

Hobi - isso não vai acontecer, ninguém vai nos separar pode ficar tranquilo - disse carinhoso me fazendo o abraçar mais forte e esconder meu rosto em seu pescoço

- p-promete? - minha voz saiu um pouco trêmula e abafada

Hobi - eu prometo, meu amor - beijou minha cabeça - promessa de dedinho - diz me fazendo rir ao ver ele parar de me fazer cafuné e levantar o dedinho, levantei meu dedinho também e entrelacei no dele - te amo - voltou a me abraçar bem forte fazendo com que eu me sentisse seguro, eu encontrava minha segurança em seus braços

- também te amo - deixei um breve selar em seu pescoço - amor? - o chamei depois de um tempo em silêncio

Hobi - hum?

- estou com fome - disse baixinho e no mesmo instante meu estômago roncou alto fazendo ele rir

Hobi - aposto que não comeu direito hoje - pegou meu rosto com suas mãos e o levantou a altura do seu - vai lá tomar um banho - terminou de limpar os vestígios de minhas lágrimas - que eu vou fazer algo pra gente comer, tá bom? - assenti e ele depositou um selar demorado em meus lábios me fazendo sorrir

Me levantei e subi as escadas correndo e fui até meu quarto, eu estava me sentindo mais feliz e mais leve? Não sei explicar, só sei que ele me deixa assim. Entrei no banheiro e fechei a porta, me despi e entrei no box logo ligando o chuveiro e entrando em baixo do mesmo. Tomei um banho bem demorado, estava precisando relaxar e isso até diminuiu um pouco minha dor de cabeça a água quentinha faz milagres.

Quando terminei meu banho saí do banheiro com uma toalha amarrada na cintura e fui até meu guarda-roupa, aonde peguei uma bermuda de moletom preta e uma camisa também preta e claro uma cueca, os vesti e depois sequei meu cabelo com a toalha.

Desci para a sala e depois fui para a cozinha a onde estava vindo um cheirinho muito bom, ao entrar na mesma vi o Hoseok cozinhando algo. Ao me ver ele abriu um sorriso lindo e eu fui para perto dele para ver o que ele estava fazendo.

- o que é isso? - pergunto ao ver ele apagar o fogo e abrir a panela

Hobi - uma sopa que minha vó me ensinou, de legumes e carne - foi até o armário pegar dois pratos

- só quero a carne

Hobi - nada disso, você vai comer os legumes também pode ir se sentar já

Bufei e me sentei na mesa, vi ele colocar a sopa em um prato e depois em outro. Veio até a mesa com os dois pratos em mãos, um estava bem cheio enquanto o outro tinha pouco, ele colocou o prato cheio na minha frente e o outro ao meu lado. Deu a volta na mesa e se sentou ao meu lado, pegou a colher e começou a comer. Também comecei a comer mas deixando os legumes de lado, rapidamente ele terminou de comer já que havia só um pouco em seu prato.

Hobi - ei, por que não está comendo os legumes também?

- porque eu não quero comer legumes - disse simples

Hobi - mas tem que comer, faz bem pra saúde e você quase não se alimentou direito hoje! - pegou a colher da minha mão e pegou um pedaço de cenoura - come - levou a colher até minha boca, mas eu não abri - abre a boca, amor, olha o aviãozinho - disse me fazendo rir e assim conseguiu colocar a colher na minha boca - não cospe, engole! - engoli forçadamente

- eca - fiz uma careta com a língua pra fora

Hobi - não é tão ruim assim

- não é o pior legume do mundo mas também não é o melhor! - riu

Terminei de comer com ele dando na minha boca, depois lavei os pratos enquanto ele enxugava os mesmos. Fomos para a sala e ligamos a TV em um filme qualquer, deitei minha cabeça na coxa dele e e ficamos vendo o filme. Mas aquele filme estava chato não estava me entretendo, então me sentei direito no sofá e olhei pro Hoseok que estava totalmente entretido com o filme.

Fiquei sobre meus joelhos no sofá e fui para mais perto dele, virei seu rosto delicadamente para mim e selei seus lábios, começamos a movimentar nossos lábios e eu pedi passagem com a língua que logo foi cedida. Ele levou uma mão para minha nuca e a outra para minha cintura assim me puxando para sentar no seu colo com uma perna de cada lado de seu corpo, levei minhas mãos para seus ombros logo as subindo para seus cabelos aonde baguncei os mesmos. O beijo era repleto de paixão, ele deixava leves apertos em minha cintura e leves mordidas em meu lábio inferior, não havia malícia alguma ao contrário eu sentia que ele queria me passar todo seu amor por aquele beijo.

Mas infelizmente terminamos o beijo graças a falta de ar, deitei minha cabeça no ombro dele e fiquei aproveitando de suas carícias em meus cabelos e costas. Ele voltou a prestar atenção no filme e eu fui ficando com sono, então apenas fui me deixando levar até que eu bocejei e chamou a atenção dele.

Hobi - está com sono? - assenti - então vamos dormir - pegou o controle que estava ao lado dele e desligou a TV

Se levantou comigo ainda em seu colo me fazendo entrelaçar as pernas em sua cintura, ele apagou a luz da sala e subiu cuidadosamente as escadas comigo e foi apagando as luzes pelo caminho até chegar no meu quarto. Ele me deitou na cama e voltou para fechar a porta do quarto e apagar a luz, depois senti ele se deitando ao meu lado fazendo eu me aconchegar em seus braços e logo cair no sono.


Tae Off ~~


Gabby On ~~


- amor, eu não consigo passar dessa fase - digo me referindo a um joguinho no celular dele

Jimin - nem é tão difícil assim, você só tem que pular em cima dos bichinhos pra matar eles

- mas são muitos bichinhos - digo tentando pular em todos mas acabei perdendo, de novo - aish, desisto - riu e pegou o celular da minha mão

Jimin - já são 23:30, melhor a gente ir dormir - desligou o celular e colocou no criado mudo - me dá um beijinho de boa noite - fez um biquinho

- eu dou um beijinho de boa noite, fofuxo - sorri e juntei nossos lábios que estavam separados por poucos centímetros já que estávamos deitados

Começamos um beijo bem calmo e gostoso, ele fazia carinho na minha bochecha enquanto eu brincava com seus fios de cabelo. A cada segundo ele juntava mais nossos corpos até que ficamos totalmente colados, o beijo que estava tão bom foi se desfazendo aos poucos quando o ar resolveu fazer falta. Ele deixou uma última mordida em meu lábio inferior e se afastou, se levantou e apagou a luz do quarto logo voltando para a cama e se deitando ao meu lado, ele me virou de costas para assim conseguir me abraçar por trás e depositar um último beijo em meu pescoço.


(...)


Acordei sentindo beijos no meu pescoço me fazendo soltar um sorriso involuntário, os beijos foram subindo do meu pescoço até meu rosto aonde chegou aos meus lábios deixando ali um breve selar.

Jimin - está na hora de acordar, temos que ir pra escola - puxou meus braços me fazendo sentar na cama

- aish, eu não quero ir

Jimin - mas tem que ir, então trate de se levantar e ir se arrumar

- você não está pronto ainda e fica me apressando - resmunguei e me levantei da cama

Jimin - eu não demoro duas horas pra me arrumar

- nem eu

Jimin - ata - diz irônico rindo

Apenas ignorei e me dirigi ao banheiro, tomei um banho e depois saí vendo o JungKook entrar. Fui ao meu quarto aonde o Jimin já estava quase pronto, me troquei colocando meu uniforme, arrumei meu cabelo e passei uma maquiagem básica.

- você já tinha tomado banho?

Jimin - sim, o despertador tocou e eu fui tomar banho e quando eu terminei vim te chamar - diz ajeitando seu cabelo em frente ao espelho

- entendi - coloquei minha mochila nas costas - você veio de carro né? Não estou afim de andar até a escola

Jimin - sim senhora - riu

Descemos para a cozinha e comemos junto do JungKook, depois saímos de casa e entramos no carro. O caminho até a escola foi um tanto silencioso afinal não era nem sete horas, estávamos acordando ainda podemos dizer. Por estarmos de carro não demorou para chegarmos na escola, o Jimin estacionou o carro e nós descemos já indo em direção a nossa sala.

Quando entramos na mesma ela não estava cheia ainda já que muitas pessoas deixavam para entrar quando o sinal batia, mas o que me chamou atenção foi ver todos os meninos alí menos o Taehyung e o Hoseok.

Espero que eles tenham se entendido.

Cumprimentei todos até o Luizy e os outros meninos, depois me sentei em meu lugar e comecei a conversar com o pessoal. Conversa vai e conversa vem e acabamos chegando em um assunto que eu estava evitando, o pessoal queria saber o porquê do Taehyung e o Hoseok terem faltado hoje, e sem contar que o JungKook não parava de me questionar sobre minha discussão com o Taehyung ontem.

Eu apenas respondia que não sabia o porquê deles terem faltado, o que é verdade, e disse que não queria falar sobre minha briga com o Taehyung, não quero expor ainda mais ele e ser uma péssima amiga, de novo.

Mas logo o professor chegou e a gente parou de conversar para fazer a lição, enquanto copiava o texto estava escutando música e acabou parando em uma música que eu vivia escutando com o Taehyung, o que de alguma forma conseguiu me deixar triste por estar brigada com ele.


Gabby Off ~~


Tae On ~~


Acordei com o sol invadindo o quarto e consequentemente indo parar bem no meu rosto, abri os olhos devagar para me acostumar com a claridade e vi no despertador que era dez horas da manhã, estranhei por ele não ter tocado mas nem me importante muito já que não estava afim de ir a escola.

Me virei para trás dando de cara com o Hoseok ainda dormindo, ele era tão fofo dormindo, eu tinha vontade de morde-lo. Apenas deixei um leve selar em seus lábios e fui ao banheiro, fiz minha higiene matinal e depois desci para a cozinha e comecei a preparar nosso café da manhã.

Fiz panquecas, já tinha um bolo pronto e suco também. Arrumei a mesa colocando tudo direitinho, coloquei o prato com as panquecas, uma jarra de suco de abacaxi, o bolo de cenoura com cobertura de chocolate, café e leite, uma bacia com frutas e cauda de chocolate para por nas panquecas, e também nossos dois pratos e talheres.

Enquanto terminava de ajeitar a mesa senti alguém me abraçar por trás me fazendo dar um pequeno pulo pelo susto, eu nem havia visto ele chegar.

Hobi - bom dia - diz sorrindo

- bom dia - me virei e o beijei rapidamente - olha o que preparei pra gente - sorri mostrando a mesa

Hobi - que mesa linda - respirou fundo - o cheiro está bom - sorriu - aposto que o gosto está tão bom quanto o cheiro - beijou minha bochecha

Nos sentamos na mesa e começamos a comer, ele a todo momento estava elogiando minha comida o que me deixava muito feliz. Terminamos nosso café da manhã totalmente satisfeitos, ele lavou a louça porque ele disse que eu já havia tido trabalho de mais fazendo tudo aquilo.

Depois fomos para a sala e ficamos vendo desenho animado na TV, claro que as vezes rolava uns beijinhos e muito carinho da parte dele, ele estava me mimando muito e eu estava adorando.


Tae Off ~~



Notas Finais


Heey

Eu pude perceber que vocês estão loucas para um hot entre a Gabby e o Jimin, e sim logo menos vai rolar um hot entre eles
mas eu peço que vocês tenham um pouquinho de paciência pois eu quero fazer um cap só para isso, e eu quero fazer esse cap grande e o mais detalhado possível. Então peço que vocês tenham um pouquinho de paciência pois já comecei a trabalhar nisso, só que vai demorar só mais um pouquinho para sair mas eu vou fazer o possível para traze-lo bem rápido, sério não vai demorar muito para ele sair ❤

Espero que tenham gostado ❤
Bjs e até o próximo cap 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...