História I Love You Kiddo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Frisk, Sans
Tags Frans, Sans X Frisk
Visualizações 115
Palavras 1.916
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


eu não sei fazer hentai

era pra sair mais um cap de the last chance mas fiquei sem ideia e o que eu escrevia ficou sem nexo então resolvi fazer uma one-shot mesmo
espero que gostem porque EU ESQUECI DE COMER(como eu consegui de esquecer algo tão importante assim T-T) por causa dessa one que não ficou a melhor coisa do mundo mas é de coração, então boa leitura

Capítulo 1 - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction I Love You Kiddo - Capítulo 1 - Capítulo único

12/10/2017

Hoje era um dos dias que eu mais gostava “o dia das crianças “ por que eu adorava ver as reações das crianças ao dar alguns de seus brinquedos antigos, o dia estava ensolarado com algumas nuvens no céu, então vejo uma coruja de penas negras como a noite passar dentre as nuvens, eu observava seus movimentos ela abria e fechava suas lindas asas, aquelas asas eram enormes então, eu a vejo dar um mergulho e pegar alguma coisa provavelmente um rato,eu ainda apreciava a coruja até ela ir embora, então acabo observando o nada e depois de um tempo eu fecho os meus olhos e começo a sentir o mundo ao meu redor eu consegui sentir a grama gelada em contato com meu corpo, o vento batendo em meu rosto e bagunçando o meu cabelo, o cheiro das flores ao meu redor e escutar algumas crianças se divertindo até que minha atenção é tomada por um certo albino de cabelos platinatos, jaqueta azul, camisa branca, jeans azul e all star também azul e aqueles olhos azuis como o mar se aproximar de mim.

- Hei kiddo a quanto tempo - dizia o maior se aproximando de mim

- Oi Sansy  

Ele se deitou ao meu lado e eu voltei a fitar o céu até que eu escuto ele me chamar

- Hei kid você não vai brincar com seus amigos?

- Você é meu amigo, um dos únicos que tenho – isso era pura verdade todos de sua escola a chamavam de louca e a desprezavam de todo o coração, ela sabia disso, todo dia as crianças faziam um círculo a sua volta e batiam nela, a chamavam de coisas que só de lembrar ela sentia um vazio em seu peito.

Ele por sua parte nada disse apenas esboçou um sorriso mais largo que o normal

- A quase que eu esqueço – sans pegou algo em seu bolso – feche os olhos - a mesma obedeceu e fez o que lhe foi dito e sentiu as gélidas mãos de sans passarem pelo seu pescoço -  pode abrir seus olhos agora kiddo – ela passou a mão pelo pescoço e sentiu um tipo de corrente e viu que sans havia dado um colar em forma de coração para a mesma e dentro tinha uma foto dos dois, a morena não pode evitar de esboçar um sorriso

- Obrigada Sans é lindo

- Que bom que gostou – ele estava realmente muito feliz – hei kid, o papy vai dormir fora de casa hoje então, você pode perguntar para tori se você pode dormir lá hoje você sabe que eu odeio dormir sozinho

- Eu não sei, você sabe que ela não gosta quando eu durmo fora de casa

- Não custa tentar – Frisk se deu por vencida e pegou seu celular e mandou uma mensagem para toriel que no mesmo instante que recebeu a mensagem acabou deixando

-Ela deixou, mas é para você me deixar lá amanhã de tarde

- Beleza então o que você acha de caminharmos um pouco?

- Ok

Eles resolveram ir no grillby’s mesmo que ficasse uns 40 minutos de caminhada

- Kiddo já disse que você está linda hoje – Frisk corou instantaneamente – he

- O-obrigada Sansy – dizia tímida – v-você também está muito bonito hoje – disse a mesma olhando para o outro lado na tentativa que ele não visse que ela estava corada, mas falhando mesmo, o maior ao perceber tal atitude riu um pouco da menor

- Chegamos – dizia o albino abrindo a porta para a menor que ao pisar dentro do bar já recebia olhares de adultos, ao adentrar no local Frisk escuta uma voz grave ecoar por seus ouvidos, logo direcionando seus olhos dourados para grillby, o mesmo vestia uma camisa social branca e um colete preto por cima, uma calça moletom preta, e seus sapatos também pretos

- O que vão pedir? – Perguntava o ruivo com seu bloco de notas

- O de sempre

- Tequila  – grillby anotava o pedido e disse - não beba demais, eu não quero levar a culpa de dar bebida pra você e acabar com a vida de duas pessoas - Dizia grillby brincalhão e servindo a tequila para Sans, logo depois caminhando na direção da cozinha, Frisk enquanto isso olhava ao redor vendo o piso de madeira clara, os bancos de bar vermelhos e as paredes eram feitas de tijolos, rústico mais bonito.

- Aqui esta seu pedido – dizia grillby entregando as fritas e um suco de morango para Frisk , logo depois indo atender outros clientes

- Kiddo – disse sans fazendo a de olhos dourados virar a cabeça em sua direção pensando em como dizer a garota o que sentia – nada, deixa pra lá 

Depois de comerem e de Sans tomar umas 5 garrafas de tequila pura eles foram em direção a casa do albino, Frisk se perdi ao mundo a sua volta, percebendo que por algum motivo parecia que tudo estava mais colorido e divertido, seu coração batia mais rápido e toda vez que sans a olhava ela ficava muito corada “o que diabos está acontecendo comigo” pensava até ser interrompida pela brisa da noite fazendo com que a mesma esfregasse os braços para tentar se livrar do frio, sans ao perceber isso deu sua jaqueta a morena, a mesma o encarou e perguntou o porquê de ter feito isso, ele apenas respondeu que não estava com frio, eles eram iluminados pela luz da lua, enquanto o vento balançava os seus cabelos e fazendo com que algumas folhas de arvores caíssem deixando a paisagem ainda mais bela, ao Frisk voltar a si percebeu que estava na frente da casa do albino, ela era feita de madeira e estava coberta de neve o que a deixava ainda mais estilosa, enquanto Frisk observava os detalhe Sans havia aberto a porta esperando que frisk entrasse, a morena pensou que sans fosse dormir no sofá, dormir na sua cama ou pegar um frasco de seu melhor ketchup mas ele a colocou contra parede 

- S-Sans - o que você está fazendo – perguntou meio assustada

Ele estava aproximando seu rosto do de Frisk a fazendo ficar corada, ela podia sentir a respiração do albino no seu rosto, então sentiu seus lábios se encontrarem aos do albino, a de olhos dourados se debatia tentando romper o beijo falhando, pois sans era muito mais forte, ela estava se debatendo muito, ela não queria isso,então algumas lágrimas de pânico se formavam em seus olhos, o albino passou suas mão pela bunda de frisk a fazendo se debater mais, ele a puxava mais aprofundando o beijo, invadindo a boca de frisk explorando como se estivesse procurando por algo a fazendo ficar com mais medo dele, ele não ligava para mais nada apenas para aquele beijo selvagem, ele envolveu seus braços na cintura da menor, eles tiveram que romper o beijo por causa da maldita falta de ar, ele a pegou no colo levando-a para seu quarto a jogando bruscamente na cama, Frisk tentou fugir mas sans a puxou pelos cabelos e trancou a porta do quarto

- Tentando fugir que feio Frisk, agora você terá sua devida punição – dizia sans se aproximando da menor a prendendo na cama em seguida dando um chupão no pescoço da garota, que deixou um gemido escapar – agora você é minha, só minha – dizia enquanto espalhava beijos pelo pescoço da garota que gemia baixo, sans arranca a blusa da garota a deixando apenas de sutiã

- S-Sans para p-por favor – dizia entre soluços

Sans apenas ignorou a garota arrancando seu sutiã, aquilo foi a gota d´água para a garota que começou a se debater para tentear afastar o mais velho

- Não precisa ficar assim, eu sei que você quer isso mais do que eu – disse para provocar a garota tendo um resultado negativo o mais velho começa a massagear um de seus seios medianos

- S-Sansy pa-para por fa-favor - falava entre gemidos

- Você vai acabar me excitando se continuar assim

- Sa-Sansy is-isso m-machuca – gemia ainda na tentativa de faze-lo parar - p-por fav-favor P-PA-PARA - dizia enquanto algumas lágrimas de seus olhos, Sans não parou pois queria terminar o que havia começado

Depois de um tempo sans começou a distribuir beijos em sua barriga tirando alguns gemidos de Frisk, ele começa a tirar o shorts da menor que já estava muito molhada, o albino começa a acariciar a intimidade de Frisk por cima da calcinha fazendo com que mais algumas lágrimas caíssem,  então ele começa um beijo selvagem e cheio de luxúria tirando a última peça de roupa da menor a penetrando com um dedo fazendo movimentos de vai e vem fazendo com que ela começasse a gemer, após perceber que ela já havia se acostumado ele dobra a dose, fazendo a amada quase gritar de dor e prazer tentando não romper o beijo até que Frisk acaba gozando.

Sans coloca seus dedos na boca para provar o liquido da garota

- Frisk eu já te disse que você é muito gostosa - dizia apenas para provocar ainda mais a mais nova

-  agora é a sua vez - dizia o mais velho começa a tirar sua roupa, assim que Frisk vê o tamanho do membro de sans ela fica muito assustada, o mais velho pegou a cabeça de Frisk a fazendo ficar de frente com seu membro ereto ela ia falar alguma coisa mas Sans coloca seu membro na boca da garota que ficou com ainda mais medo do mais velho, Sans pegou a cabeça dela fazendo movimentos de vai e vem tentando enfiar todo seu membro na boca dela mas não cabia tudo e o resto que não cabia na sua boca ela o masturbava o mais velho levou um susto com o ato da garota 

- E-Eu não t-te disse que você queria i-isso mais do que eu - enquanto dizia isso ele acaba gozando na boca da garota, que sem perder tempo a garota fica por cima do maior e sentando em seu colo começando a cavalgar de costas em cima de seu membro fazendo com que Sans ficasse excitado, ela começou a rebolar e quicar

Ele fez a garota ficar de quatro e começou a lamber sua intimidade e colocando seus dedos fazendo um movimento de tesoura, então ele retira os dedos de dentro da garota e colocando seu membro na intimidade de Frisk

- Isso vai doer um pouco, mas depois vai ser bom

- Cala a Boca e me fode logo - Dizia a garota ficando de quatro, sans não podia negar algo tão convidativo assim e começou a penetrar a garota, fazendo com que ela gritasse de dor e prazer, logo ele percebeu que havia tirado sua virgindade e acaba soltando um sorriso ele começou mais rápido 

- HHMM SA-SANS MAIS RÁ-RÁPIDO - Pedia a garota e assim foi feito ele havia trocado de posição, agora ela cavalgava em seu membro, Sans deu beijo apaixonado e selvagem em sua amada, e logo se separando pela falta de ar os dois estavam arfando e suados, logo Frisk chega em seu orgasmo e grita

- EU TE AMO SANS – gritava enquanto sentia seu orgasmo chegar

- EU TE AMO FRISK – respondeu a amada chegando em seu orgasmo, os dois estavam cansado e deram um beijo loucamente apaixonado então Sans pega um edredom e os cobre 

- boa noite Frisk – dizia enquanto seus olhos foram se fechando

- boa noite sansy - disse quase desmaiando no meio da frase


Notas Finais


meio que eu editei,porque mais da metade eu escrevi na velocidade da luz porque minha irmã chegou na porta do meu quarto (que glória a deus estava trancada) e começou a encher meu saco bem na parte que tinha começado o hentai e eu não sou muito experiente no tema então faze o que, então desculpe se ficou ruim

vc realmente esta lendo isso .-.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...