História I love you, Nerd - Capítulo 51


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, SHINee
Personagens Jinki Lee (Onew), Jonghyun Kim, KiBum "Key" Kim, Lu Han, Minho Choi, Personagens Originais, Sehun, Taemin Lee
Tags 2min, Abo, Jongkey, Menção Chanbaek, Menção Kaisoo, Mpreg
Visualizações 2.257
Palavras 1.433
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi amores

Capítulo 51 - Cinquenta e um



1 ano depois.



Com agora 3 anos, os gêmeos andavam pela casa e não se ouvia nada, eles estavam de meias coloridas , com os ursinhos nas mãos e coçando os olhinhos, andaram até a cozinha e viram os pais abraçados em frente ao fogão. 


—  Papai —  Jinki chamou e JongHyun se virou sorrindo para o filho —  Tô com fome.


—  Bom dia para você também, Jinki —  JongHyun disse e o filho riu, Yijeong deu a volta no balcão e agarrou a perna de key. 


—  Bom dia meu anjinho, dormiu bem? —  Kibum disse e beijou a testa do filho —  Vai com seu pai para ele te colocar na cadeirinha. 


—  Bom dia —  Jinki disse olhando para Key enquanto JongHyun o ajeitava na cadeirinha. 


—  Bom dia meu príncipe.


—  Assim eu fico com ciúme dos meus próprios filhos —  JongHyun disse rindo colocando Yijeong na cadeirinha. —  Vamos tomar café e ir para a casa do tio Baek. 


—  a Jinah? — Yijeong perguntou e JongHyun assentiu suspirando fazendo Key rir enquanto colocava os pratos com frutas para os filhos. 


—  Não adianta, eles se dão super bem —  Key disse e beijou a testa de Jinki e depois se sentou olhando para a cara emburrada de JongHyun —  Amor, talvez quando maiores eles possam gostar dela mesmo, por enquanto são só crianças que gostam de brincar, eles não brincam com a Hyeon e nem com o Jooheon porque eles tem meses ainda. 


—  Se o Chanyeol me irritar hoje, eu arranco os cabelos vermelhos dele.


—  Papai, raiva ?—  Jinki disse e Key riu. 


—  Papai não está com raiva, ta bom? 


—  tá! —  os dois responderam juntos. 


—  Preparado para contar sobre o casamento? —  JongHyun perguntou e Kibum riu —  Minho e Taemin vão nos matar.


—  Imagine o Luhan e o Chanyeol —  Key riu —  Se eles souberem que casamos faz 5 meses e não os levamos até o cartório, meu deus.


—  Ah amor, foi um decisão nossa —  JongHyun limpou a boca de Yijeong e logo o pequeno voltou a comer —  Não queríamos festa e eu achei bom casar sem aquela pompa toda.


—  Eles acham que a festa que vamos fazer hoje é para comemorar o casamento que eles acham que está chegando — Key disse rindo —  Vamos ser agredidos. 


—  Bem que eu poderia te marcar hoje, já que o Chanyeol disse que vai levar os meninos para a casa dele —  JongHyun falou e Key sorriu.


Nesses meses de casados JongHyun não conseguiu marcar Key, nas primeiras semanas os meninos ficaram doentes e eles ficavam sempre cansados, depois a culpa foi dos trabalhos até tarde, das crianças sempre atrapalhando. JongHyun não pensou que seria tão difícil marcar o seu ômega. 


—  É, quem sabe —  Key deu um sorrisinho.





xxxxxx



—  COMO É QUE É? —  Luhan gritou —  COM É QUE É? REPETE PORQUE EU ACHO QUE NÃO ESCUTEI OU MEU CÉREBRO NÃO RACIOCINOU.


—  Nos casamos já faz alguns meses só no cartório mesmo, algo simples e com meus pais como testemunhas —  Kibum disse se encolhendo no sofá.


—  Olha, eu vou arregaçar a sua cara de porrada —  Luhan disse se jogando em cima de Key, mas Sehun o puxou de volta —  Não, me solta, eu vou quebrar a cara dele, vê se isso tem cabimento! Chanyeol me ajuda!


—  Uh. —  Chanyeol olhou para Kibum e JongHyun como se os matasse com o olhar —  Eu não quero ficar nervoso porque meu ômega fica mal quando eu me exalto —  Ele disse —  Mas a vontade que eu tenho é matar vocês dois, porra eu passei meses, anos, semanas, horas ouvindo o Key sonhando acordado com o JongHyun achando amor impossível e assim do nada vocês se casam sem me chamar? Eu? a pessoa que acompanhou e ajudou nesse amor? odeio vocês, Taemin sua vez.


—  Meus parabéns —  Taemin disse sorrindo para os amigos e ajeitando a touca de Hyeon que estava no deu colo, Chanyeol e Luhan olharam para o ômega incrédulos e Sehun, Minho e BaekHyun riram —  O que foi? Ah, sinceramente, a decisão era deles e já era de se imaginar que eles não iam querer fazer um casamento grande, agora parem de besteira porque minha filha vai se irritar com esse clima ruim. 


—  Por isso que eu te amo — Minho disse fazendo todos rirem —  Vou ver Jooheon no quarto.


Minho e Taemin tiveram um casal, foi uma alegria para todos e Minho quase não se aguentava de emoção, sempre fazendo as vontades de seu ômega, assim que descobriram a gravidez se casaram, depois que os bebês completaram quatro meses Minho marcou Taemin. 


—  Ainda estou com raiva —  Luhan disse —  Mas cadê sua marca? 


—  Ãn, estamos trabalhando nisso, não conseguimos, pois sempre algo atrapalha —  JongHyun disse.


—  Sei como é —  Sehun disse e suspirou —  Quando se tem dois, tudo fica mais difícil.


—  Não fale isso para o Minho — Taemin disse.




xxxxxxxxx 





—  Enfim sós —  JongHyun disse puxando Key pela cintura —  Hoje eu vou deixar minha marca aqui —  JongHyun raspou os dentes no pescoço de Kibum o fazendo ofegar —  Para todos verem que finalmente você é meu. 


—  Eu sempre fui seu e nunca precisei de marca —  Key disse e JongHyun o jogou na cama o fazendo gemer —  Amo como o sexo ficou mais selvagem.


—  Safado —  JongHyun disse rindo se pondo de joelhos em frente a Key e retirando sua camisa, o ômega por sua vez passou a ponta do pé por cima do membro coberto de JongHyun o fazendo grunhi —   E ainda diz que não é um safado, sempre foi.


—  Fique feliz porque eu sempre fui seu safado e aprendi a ser assim com  você, já que você foi  e é o primeiro —  Key suspirou ao ver JongHyun sair da cama e tirar o resto da roupa ficando completamente nu —  Eu preciso de você, sem preliminares.


—  Por que, meu doce? —  JongHyun perguntou puxando a bermuda de Key e vendo o ômega com uma calcinha vermelha tampando praticamente nada do seu membro —  puta merda, Kibum, há quanto tempo você não usa? 


—  Um bom tempo, não é ? —  Key se sentou em cima das pernas e retirou a camisa, começou a passar levemente a ponta dos dedos nos mamilos e JongHyun gemeu sentindo seu membro endurecer mais — Jjong, eu amo sua língua aqui, é tão quente.


—  Caralho —  JongHyun empurrou Key e subiu em cima do mesmo —  O que houve com o " sem preliminares" ? 


—  Continua no mesmo lugar, eu só quero te atiçar.


—  Você ainda vai me matar, Kibum —  JongHyun puxou com um pouco de força o lábio inferior do ômega com os dentes e logo o soltou, virando Key de costas —  Você sabia que vermelho fica tão maravilhoso na sua pele? —  JongHyun começou a descer beijos pela costa do ômega enquanto o mesmo gemia e arfava —  O quanto fica bonita marcando o seu corpo, principalmente aqui —  JongHyun beijou a bunda do ômega.


—  jjong —  key gemeu quando JongHyun rasgou a calcinha e passou a língua pela entrada do ômega.


—  Vem cá —  JongHyun o virou e Key estava com os olhos fechados e a respiração rápida —  Do seu jeito. 


O ômega sorriu malicioso abrindo os olhos e empurrou JongHyun na cama, se ajeitou em cima do alfa e o colocou dentro de si, ambos gemeram alto. JongHyun colocou as mãos na cintura do ômega e Key começou a se mover, os movimentos ainda devagar deram inicio aos mais rápidos, JongHyun empurrava seu quadril em direção ao ômega o fazendo gemer mais alto, se inclinou e tirou Key de cima, o ômega gemeu em protesto quando foi jogado na cama, mas logo gemeu alto quando o alfa o penetrou outra vez com força, JongHyun se ajeitou e enquanto estocava Key fortemente levou a boca até o pescoço do ômega, ao sentir Key perto do ápice, mordeu o pescoço do mesmo e Key gozou gemendo alto e tremendo levemente pelo orgasmo e pela sensação dos dentes de JongHyun largando seu pescoço. 



xxxxxxx 




—  Eu te amo muito e obrigado por ter me dado uma chance de mostrar que eu não era como falavam —  Key disse abraçando JongHyun pela cintura e sentindo o cheiro do seu alfa, o pescoço ainda incomodava pois estava coçando.


—  E obrigado por te paciência, eu te amo mimado metido a popular —  JongHyun disse rindo e Key bufou.


— eu te amo, Nerd.



Notas Finais


Desculpem essa merda, tem mais 2 caps


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...