História I Love You Or Do I Hate You? - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~SrtaCherryBomb

Postado
Categorias Guns N' Roses
Personagens Axl Rose, Duff Mckagan, Izzy Stradlin, Slash, Steven Adler
Tags Axl Rose, Duff Mckagan, Guns N' Roses, Hentai, Homossexualidade, Izzy Stradlin, Musica, Rock N' Roll, Sexo, Slash, Steven Adler
Visualizações 37
Palavras 1.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Me desculpem pela demora.

Desavenças de Axl e Slash, lá vamos nós! Boa leitura!

Capítulo 4 - Não Sou a Pessoa Certa


Fanfic / Fanfiction I Love You Or Do I Hate You? - Capítulo 4 - Não Sou a Pessoa Certa

- Eu também te amo, Axl.

- SLASH?

POV AXL ROSE

Quando eu ouvi a voz do Slash vindo da porta, eu praticamente quase tive um infarto. Ele estava me espionando e eu nem vi, a primeira coisa que veio na minha cabeça, foi surtar. Ele sabe que eu não gosto que me espionem.

- Axl... E-eu... É...

- O que está fazendo aí? - Questiono gritando.

- E-eu... Vim buscar minha guitarra e... Eu vi você aí...

- Porque não bateu na porta? Você sabe que eu odeio isso! - Grito enquanto me levantava da cama.

- Agora eu não posso mais andar pela minha casa? É isso? - Cruza os braços.

- Eu só acho que você deveria respeitar a privacidade dos outros, cara.

- Quer saber, Rose? Que você se foda aqui dentro, okay? Cansei de ficar olhando para essa sua cara de bosta! - Grita e dá de ombros.

- Você que tem cara de bosta, Slash! Eu que cansei de você! - Grito devolta e me jogo na cama.

Argh! Como ele pode ser tão idiota! Tão imbecil! Tão ridículo! Eu tenho ódio dele! Ele consegue me tirar do sério facilmente. De uma forma incrível, ai como eu estou puto!

Toc, toc

- Posso entrar, Axl? - Era Izzy.

- Entra, Izzy. - Respondo.

- E aí, ruivo? - Izzy abre a porta e fecha a mesma por trás de si.

- Pelo ou menos você sabe bater na porta e pedir licença. - Digo baixo.

- Aah, é por isso que o Slash desceu puto né? - Se senta na poltrona.

- Pois é. Aquele imbecil estava me espionando, acredita?

- Não pode ser, ele não é de espionar... Aliás, o que você estava fazendo para ficar tão bravo com o Slash? - Questiona desconfiado.

- Eu? É... É que... Eu estava trocando de roupa e...

- William, não precisa mentir. Eu te conheço, vai, fala logo oque tá rolando.

- Eu não estou escondendo nada. - Minto escondendo o papel por atrás de mim.

- Oque está escondendo?

- N-nada...

- Deixa eu ver... - Tenta puxar o papel da minha mão.

- Sai caralho! - Dou um leve tapa na mão do albino.

- Ai, tá bem. Não vou insistir.

- Olha, eu acho melhor ir embora.

- Tem certeza?

- Você fala isso como se algo estivesse me esperando, ou sei lá. - Me levanto colocando o papel no bolso.

- Está ficando maluco é? Por mim pode ir, mais eu acho que você deveria esfriar a cabeça.

- Relaxa, eu tenho alto controle.

Izzy olha ao redor e me olha com as sobrancelhas arqueadas.

- Quem?

- Vai se foder. - Digo e saio do quarto.

Desço a escada dando de cara com Slash sentado no sofá com uma cara emburrada e de braços cruzados.

- Tá olhando oque, ruiva? - Questiona ríspido.

- A sua cara de bosta. - Digo cruzando os braços.

- Olha, se você veio aqui para brigar, eu estou pronto. - Se levanta.

Bufo.

- Eu só achei um grande desrespeito você me espionar e sem contar que você me deixou no vácuo na piscina e foi comer aquela... Aquela sua NAMORADA. - Dou ênfase no NAMORADA.

- É isso? Se você ficou raivoso assim por conta do vácuo, eu...

- Não precisa explicar, eu não quero te ouvir, Saul... - Digo fazendo pouco caso das suas palavras. - Me liga se tiver algo relacionado a BANDA, se não, nem precisa me procurar. - Dou ênfase e dando de ombros seguindo a porta da saída.

- Foi você que voltou, eu não te procurei. Não sei como a Erin te aguenta. - Diz com um tom de provocação.

- EU NÃO SEI COMO EU TE AGUENTO, SLASH! - Grito me virando para ele.

- ENTÃO PORQUE VOLTOU?

- Eu precisava de um conselho de amigo, eu queria que alguém me ouvisse e me intendesse.

- Então, Axl... Acho que eu não sou a pessoa certa para esse cargo.

- Sem dúvidas. - Digo e dou de ombros e saio imediatamente.

POV IZZY STRADLIN

E agora? Com o Slash raivoso e com o Axl puto da vida, aposto que hoje vai rolar a Terceira Guerra Mundial lá na sala.

Fico fitando a cama cobrida por lençóis brancos e com a guitarra por cima tentando definir a situação.

Axl estava fazendo não sei o que bem suspeito e percebe que está sendo observado por Slash, ele surta como sempre e parte para cima de Slash.

Os dois ficam putos, agora estão brigados pela centésima vez. Mais como sempre, fazem as pazes no final.

Axl surge novamente como se nada tivesse acontecido e volta a falar com o Slash e blá, blá, blá.

Até que vejo uma espécie de carta por cima da cama perto da Gibson do Slash. Pego esse papel e o leio, estava escrito o seguinte.

Pelo ou menos eu sei

Eu queria que essa ilusão minha  fosse verdade, ah, como eu queria

Eu tentei esconder oque sinto

Mais meu coração me enganou novamente, sim, coração traiçoeiro

A quanto tempo eu guardo esse sentimento, baby

Eu te quero por perto, baby

Eu quero você para mim, não é suficiente dizer que te amo

Para depois ver você partir

Mais meu coração me enganou novamente, sim, coração traiçoeiro

A quanto tempo eu guardo esse sentimento, baby

Eu te quero por perto, baby

Pois eu te amo

Hein? Axl compôs essa música? Cara, nem parece! A música é boa, mais... É bem estranho ver o Axl compondo esse tipo de música.

Romântico, doce e tals.

ESPERA AÍ! SERÁ QUE ERA ISSO QUE O AXL ESTAVA ESCONDENDO?!

Tenho quase certeza disso, bom, eu teria vergonha de mostrar esse tipo de composição a alguém se eu estivesse completamente apaixonado por alguém.

Estranho, se o Axl ficou puto com o Slash que estava observando o Axl enquanto ele fazia a música e por que...

NÃO! Viagem minha! Já pensou? Axl gay? Nada a ver... Ele é homem.

Eu sei que Axl odiaria saber que eu li isso, pois é melhor guardar para entregá-lo futuramente. Eu sei... sou um amigo exemplar, eu sei...

POV SLASH

QUE CARA INSURPOTÂVEL! Ele é temperamental e imprevisível como uma bomba, pode explodir a qualquer momento.

Eu realmente não gosto de vê-lo assim, eu me sinto péssimo. Eu perdi ele para a Erin, e agora ele estava sentindo ódio de mim. Não vai querer me ver nunca mais.

- Olá, Saul. - Izzy desce a escada e vem em minha direção.

- E aí, albino. - Respondo.

- Fala. Oque tá rolando entre o Axl e você? - Se senta ao me lado.

- Oque quer dizer com isso?

Izzy franzi o celho.

- Você está afim do Axl, Slash?

- Você está drogado, Izzy?

- Admite, Slash. Eu já percebi tudo.

CONTINUA...


Notas Finais


Beijinhos! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...