História I Love You (Parte Dois) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Michael Jackson
Tags Michael Jackson, Sienna Darnell
Exibições 32
Palavras 890
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Rosa Amarela


Naquela noite eu não dormi. Fiquei sozinha no quarto desejando que Michael aparecesse para conversarmos, mas infelizmente isso não aconteceu. A noite toda fiquei sentada no chão ao lado das portas de vidro que me davam uma bela visão de Neverland ao amanhecer. Eu estava pensando, chorando... Mas no fundo só queria ver Michael.
   Sei que as coisas que ele disse não foram justas, mas eu também não precisava ter agido daquela forma tão desesperada quando recebi a notícia de que estava grávida. Eu estava. Já não estou mais.
   À medida que as horas passavam, eu ia resgatando lembranças e juntando-as. Ah como eu me odeio por esses esquecimentos que me vêm às vezes... O pior deles é que quando vêm, eu não tenho a consciência de que é só mais um e que cedo ou tarde vou me lembrar de tudo.

   Fechei meus olhos e respirei fundo. Aos poucos o cansaço foi tomando conta de mim, e eu já estava quase dormindo quando senti algo tocar meu rosto. Abri os olhos rapidamente para ver o que era. Era Michael fazendo carinho na minha pele com uma rosa amarela.
    Nossos olhares se encontraram e não foi preciso dizer coisa alguma. Nos olhos dele eu via aquilo que eu mesma estava sentindo. Ambos estávamos tristes e arrependidos de tudo que aconteceu nas últimas horas; eu podia ver isso nele.
   Michael me entregou a rosa e se sentou ao meu lado, puxando- mais pra perto. Deitei minha cabeça em seu ombro e fechei meus olhos outra vez. Ele acariciava meus cabelos, e naquele momento senti que apesar de tudo sou a mulher mais sortuda do mundo por ter ele ao meu lado.
   —Desculpa. — dissemos ao mesmo tempo.
   A voz dele também era de choro, assim como a minha.
   —Nós ainda podemos tentar outra vez. — ele falou algum tempo depois.
   —E nós vamos. Você vai ver. Eu prometo que da próxima vou ser mais cuidadosa do que nunca e o bebê vai nascer mais saudável do que qualquer outro. — prometi em meio a soluços de choro. Lágrimas ainda molhavam meu rosto deitado sob o ombro de Michael. Mas ele o tomou nas mãos, fazendo-me olhar nos seu olhos sob a luz dos primeiros raios de luz que iluminavam o jardim.
   —Me perdoe pelas coisas que eu disse a você. Eu estava muito triste por ter perdido mais um bebê. Afinal, ele também era meu. Ah Blue, você não imagina a dor que eu senti quando o doutor me deu a notícia...
   —Por quanto tempo eu fiquei dormindo? — perguntei curiosa.
   —Dois dias. Bom... Na verdade você chegou a acordar durante esse tempo, mas só dizia coisas sem sentido e depois voltava a dormir.
   —Que tipo de "coisas"?
   —Não importa. O que eu quero é que você esqueça as asneiras que eu disse. Eu te amo, e sei que em nenhuma das vezes o bebê morreu porque você quis.
   —Eu já te perdoei há muito tempo. Além disso, eu também disse besteiras para você.
   —As coisas não tem sido fáceis para nós, hum?
   —É. Eu sei.
   —Quer dar uma volta lá fora?
   —Quero.
   Ele me estendeu a mão, ajudando-me a levantar do chão; juntos fomos andando até o jardim e conversando.
   Depois de tanto tempo presa lá dentro, a atmosfera dali era muito agradável. O clima estava úmido; havia chovido. E isso trouxe um cheiro de terra molhada que sempre gostei. Faz lembrar-me da infância, quando cresci numa cidade do interior onde chovia praticamente todos os dias.
  
   Mas depois de praticamente desmaiar numa banheira de água fria e ficar horas chorando no meio de Neverland à noite, no frio, o resultado foi um maldito resfriado que me fazia tossir o tempo todo. E além do moletom quente que eu estava usando, Michael me emprestou seu casaco, o qual até tentei recusar mas ele insistiu em me fazer vestir. Foi estranho constatar que no mundo de hoje ainda existem homens assim, porque raríssimas são as exceções.
   —Você já sabe como vai querer que seja o nosso casamento? — ele perguntou enquanto andávamos de mãos dadas pelo gramado molhado.
   —Ainda não. E você?
   —Não.
   —Por que? — perguntei sem conseguir parar de sorrir ao falar sobre aquilo.
   —Porque eu quero que você escolha tudo. Quero que o nosso casamento seja como você quiser; como você desejar. Até porque este será o seu primeiro e último casamento!
   —Como pode ter tanta certeza? — provoquei.
   Michael riu convencido da minha insinuação.
   —Querida, você não vai querer saber de nenhum outro homem além de mim depois que eu colocar uma aliança no seu dedo.
   Ri do seu comentário, mas no fundo sabia que não era mentira o que Michael disse. Na verdade, eu nunca mais vi graça em nenhum outro homem desde aquela noite em que nos reconciliamos depois de voltar da casa de Steven.
   —O senhor também não! Você vai ser só meu. Nem sonhe em olhar para outra mulher, está me ouvindo?
    Agora foi a vez dele rir, e puxando-me de repente para seu corpo sussurrou em meu ouvido:
   —Eu seria louco se fizesse isso. Você é maravilhosa, meu anjo.
   Nós nos olhamos nos olhos. Nossas testas estavam praticamente coladas uma na outra. Um sorriso idiota não saía da minha boca.
   Naquele momento eu tive a certeza de que não importa o que aconteça. Eu e Michael nunca vamos nos separar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...