História I Loved You First (ItaSaku) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Itachi, Itasaku, Naruto, Revelaçoes, Romance, Sakura
Visualizações 131
Palavras 3.069
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heyy, aqui estou eu de volta, espero que vocês gostem, obrigada pelos favoritos e os comentários, eu estou tão feliz de verdade, achei que nunca conseguiria fazer uma fanfic assim. Ahhh maus uma informação, eu consegui fazer o capítulo só focado nos dois como prometido. Bom... especifique gostem

Capítulo 14 - Capítulo XIII


Fanfic / Fanfiction I Loved You First (ItaSaku) - Capítulo 14 - Capítulo XIII

Uma semana havia se passado, Sakura cuidava atentamente de seu horário por conta das pílulas que deve tomar, não queria que Itachi descobrisse sobre seu clã. Respirou fundo e as tomou, não havia gosto nenhum, então não tinham que reclamar. Caminhou em direção a sala, mas não se deparou com o Uchiha, pensou consigo mesmo que ele deveria está treinando do lado de fora. Caminhando em direção à porta de entrada e saída de casa abriu a porta e deparando-se com moreno treinando.

Ao olhá-lo, sorriu, mas o Uchiha não percebeu, já que estava concentrado em seu treinamento. Sakura sentou-se na varanda e ficou a olhá-lo, era completamente diferente de quando era mais nova, percebeu o quanto estava mais bonito, não só de aparência, mas sim de físico. Itachi estava sem seu manto da Akatsuki, por mais que não gostasse da organização, achava confortável.

Itachi não estava apenas treinando seus arremessos, estava treinando os seus Jutsu's que não usava, achava que um dia seria necessário, como em sua luta com Sasuke. Sabia que sua luta estava longe, mas ao mesmo tempo perto. Também sabia que seu destino era a morte, por este motivo não dizia que estava doente, uma doença que não havia cura. O Uchiha convivia com esta doença desde os quatorze anos, esperava viver mais algum tempo, só torcia para que sua visão não piorasse completamente, queria ainda ver o rosto de sua pequena.

 Ao olhar para trás, deparou-se com a sua pequena o olhando, a mesma sorriu meigamente, isso fez com que fizesse o mesmo, gostava quando ela sorria assim, um sorriso sincero, ficava se perguntando até quando esconderia seus segredos a ela, eram muitos, não queria assustá-la de modo algum, mesmo que estivesse feito o certo, como Shisui lhe ensinou, trabalhar nas obras o verdadeiro trabalho de um Shinobi.

Seguiu em direção a Sakura, que permaneceu sentada, percebeu que ela estava usando uma blusa sua, com símbolo Uchiha atrás, o que fazia o mesmo imaginar casado ao lado da Haruno, mas sabia que era impossível, já que estava morrendo aos poucos. Chegando perto da Rosada, sentou-se ao lado dela, que estava o olhando, pegou a mão da sua pequena, o que a fez ficar corada por tal ato.

- Vamos treinar?- perguntou olhando diretamente nas Esmeraldas que Sakura carregava em seus olhos.

- Agora?- respondeu com outra pergunta. Seguidamente fez uma feição de cansada.

- Quem foi que uns dias atrás me pediu para ajudar a treina-la?- riu ao se lembrar da Haruno implorando para que ajudasse a treinar, pois sempre ficou a olhá-lo, mas dessa vez queria treinar junto com o seu amado.

- Não sei- respondeu como se não soubesse de nada- Você está trazendo outras pessoas para cá sem eu saber?- perguntou com o tom irônico, gostava de fazer estas brincadeiras.

- Não, só se for um clone e seu- respondeu. Seguidamente se levantou e pegou Sakura em seu colo, não era tão pesada, levando-a até aonde estava treinando.

- Itachi!- gritou divertida- Me põe no chão!- começou a fazer uma falsa birra.

O Uchiha gostava quando Sakura fazia essa birra, achava uma coisa fofa, por mais que não entendia direito, sabia que era apenas uma birra que as garotas gostar de fazer. Ao chegar no lugar a onde estava, a pôs no chão, não demorou muito para sentir um pequeno soco em seu ombro, mas em seguida sentiu os braços da pequena entrelaçar em volta de seu pescoço, fazendo um pequeno cafuné em seus longos cabelos, ela não deixava de perceber o quanto o admirava, tirando o fato das coisas ruins que ele havia feito.

- Porque você é tão fofo comigo?- perguntou com uma voz calma.

- E por que você é assim?- respondeu com outra pergunta, o que fez Sakura não entender- Me aceitar do jeito que eu sou...- estava insinuando sobre os seus atos, e ainda por cima ser um Nukenin, mas tudo que havia feito era pelo bem de sua própria vila.

- Isso se chama amor, Itachi- sorriso ao respondê-lo-  E é exatamente isso que eu sinto por você-  complementou e sorriu

O moreno permaneceu a olhando. Nunca havia sentido algo assim, do que por sua família, sabia que os Uchiha's tinha um grande sentimento de ódio, mas também poderia ser um sentimento de amor, lembrou-se como despertou o Sharingan, desse jeito, sentindo amor, pois não havia sido afetado pela maldição do Ódio. Não dizendo nada, pôs uma de suas mãos atrás da nuca de sua pequena e eu trouxe para mais perto, selando seus lábios aos dela. Os lábios de sua rosada eram tão macios, ainda por cima com gosto de cereja, assim como o seu cheiro que espalhava por todo lugar.

Sakura retribuiu o beijo, amava quando o Moreno lhe beijava, percebeu que ele não havia dito nada como o sempre, mas era como ele tinha falado que não sabia se expressar direito, em relação aos seus sentimentos. Sabia que um dia ele conseguiria, não tinha pressa, só estar ao lado dele era o bastante. levantou-se até ficar nas pontas do pé, para que ficasse um pouco mais alta, pois é mais baixa que ele, diferença de treze centímetros, mas já é uma grande coisa.

Ao se separar, ambos ficaram se olhando, não era o silêncio ruim, mas sim o silêncio bom. Eles conseguiam escutar os pássaros cantando e o vento batendo nas folhas das árvores. Sakura sorriu ao passar alguns segundos o olhando, e ele sorrio ver o belo sorriso de sua pequena. Seguidamente o Uchiha beijou a testa da Rosada, recebendo um abraço da mesma.

- Acho que estou começando a gostar da minha testa...- sussurrou no ouvido do Moreno

- Porque?- perguntou se entender o que ela havia dito

- Porque você fica fazendo isso... Beijando a minha testa- sorriu- É tão fofo- parou de abraçá-lo- Agora podemos treinar- afastou-se do Uchiha.

- Primeiro as damas- fez a referência, pois havia dito aquilo por conta dela começar a atacá-lo.

- Hahaha muito engraçado- zombou Itachi sempre fazia isso- Ok então posso começar...- disse determinada e vitoriosa

Não demorou muito para Sakura ir rapidamente na direção de Itachi, consequentemente começaram a usar o taijutsu. Ambos eram bons,  desde pequeno o nukenin não tinha problemas, mas diferente de Sakura que melhorou bastante depois que começou a treinar com Tsunade. Eles estavam fazendo uma sequência de golpes rapidos, isto era outra coisa que a kunoichi conseguiu melhorar.

Afastaram-se com as suas Kunais nas mãos, agora passaram a usar seua Jutsu's. Itachi  nunca lutaria seriamente com Sakura, mesmo que ela pedisse. A Haruno saiba que não precisava mais fazer selos com suas mãos para que usasse sua Kekkei Genkai. O Uchiha ao perceber o que ela faria ativou seu Sharingan, sabia que ela era extremamente rápida quando usava sua habilidade, mas ele também era. Sakura usando seu Jinton (liberação de velocidade) parou atrás dele, iria acerta-lo com um soco, mas ele conseguiu segurar o braço dela, colocando-a em sua frente, usando genjutsu.

 "Sakura começou a ver que estava dentro de seu quarto, sem entender o que estava acontecendo. Ao olhar para a janela, percebeu uma sombra preta no telhado do vizinho, focando na sombra conseguiu descobrir que era Itachi. Pulou a janela de seu quarto e foi em direção a ele. Seguidamente desceram ate a rua de Konoha e começaram a andar, suas mãos estavam entrelaçadas sorriam como se não tivesse acontecido nada de errado, varias pessoas conversaram com ambos, como se Itachi não fosse.mais um Nukenin, algo que os dois estavam feliz, o tempo todo sorrindo." Sakura voltou a realidade

-  Era assim que eu queria que fosse- disse ele desativando o seu Sharingan no mesmo instante.

- Não consigo acreditar que você é um nukenin...-  sua voz saiu triste-  Eu sei o que ocorreu, mas não consigo acreditar que foi você que massacrou seu próprio clã- olhou para baixo, realmente estava triste ao lembrar-se  disto.

Itachi não poderia dizer a verdade neste momento, talvez mais à frente. Sem palavras para dizer, preferiu abraçá-la, já estava virando costume quando não tinha nada a dizer. Era óbvio que a Rosada desconfiava disso, pois muitas vezes este ato estava acontecendo diariamente. Ambos estavam confortáveis no braço um do outro. Itachi se sentir amado e Sakura se sentia segura e correspondida.

Após pararem de se abraçar, ficaram se encarando, uma mecha dos longos cabelos da Rosada ficou na frente de seus olhos, o que fez Itachi pegar em seu cabelo e por atrás da sua orelha. Sakura sentiu o seu rosto esquentar, estava corada pelo ato do Uchiha, ao olhá-lo novamente percebeu o belo sorriso que estava em seu rosto, a Haruno se aproximou e selou seus lábios aos dele rapidamente, sendo assim um selinho, não sabia de onde havia tirado essa coragem para que fizesse tal ato, todos esses dias só tinha sido Itachi a tomar iniciativa.

-  Vamos entrar?- perguntou o Moreno- Está ficando tarde.

- Está quase na hora do jantar- ela complementou

 Itachi pegou a mão de Sakura e seguiu em direção a casa aonde estavam. Entrando na casa, os dois foram em direção à cozinha, onde combinaram de comer a comida favorita de Naruto, lamen, a Rosada já estava tão acostumada de comer junto ao loiro quando era mais nova, que até poderia dizer que era uma de suas comidas preferidas. Passando uma hora a comida estava pronta, depois de algum tempo terminaram de jantar e ficaram conversando por um tempo.

Sakura se levantou pegando as coisas da mesa e levou até a pia de louça, era costume seu lavá-las, pois era o trato que havia conseguido fazer com o Itachi, já que ambos estamos dividindo a mesma casa, então deveriam dividir os trabalhos. Terminando de lavar a louça olhou para o seu braço, como de costume. Nestas últimas noites suas manchas azuis estavam aparecendo diariamente, parecia que os remédios não estavam fazendo efeito, talvez porque não estava usando chakra todos os dias. Respirou fundo olhando para o lado, percebeu que havia uma kunai ali perto, talvez não passasse de hoje que Itachi descobriria a verdade.

- Sakura... - aproximou-se dela- O seu braço...- estava chegando mais perto dela

-  Não aproxime-se de mim- virou-se rapidamente em direção a ele, que foi surpreendido com uma kunai em sua direção, mas ao mesmo tempo o Uchiha conseguiu segurar o braço dela.

Sakura estava nervosa, não queria ataca-lo, mas desde que descobriu que fazia parte desse clã, o clã mashiba, sabia que tinha sido massacrado pelo clã Uchiha. Não queria que Itachi descobrisse, exatamente por este motivo, por ser um Uchiha, o mesmo poderia tentar matá-la, teria que defender-se mesmo que soubesse que perderia. Estava arrependida de ter o atacado, agora seu braço estava sendo segurado, não tinha como fugir, neste exato momento lembrou-se porque Tsunade não queria que ela se aproxima-se de algum Uchiha, por conta que poderia morrer.

- Mate-me logo- falou como se fosse um Sussurro

-  Não irei matá-la- disse calmo estava surpreso pelo que havia ocorrido neste momento, ela havia se movimentado tão rápido que foi sorte por ter conseguido segurá-la- Eu já tentei fazer isso uma vez e não consegui, então não será agora que eu conseguirei- disse meio arrependido, começou a se lembrar do passado quando tentou comentar tal ato

 A haruno o olhou, não tinha entendido, Itachi já havia tentado lhe matar? Como agora poderia confiar nele? Ou nem confiaria, já que poderia morrer ali mesmo. Sem perceber seus olhos já estava cheio de lágrimas, só queria chorar, como o homem que ela amava poderia ter tentado lhe matar? Não queria acreditar no que havia escutado, ficava se perguntando quando ele tentou lhe matar e quando ficou sabendo sobre seu Clã? Essa pergunta não saia de sua mente. Suas lágrimas já estavam escorrendo pelo seu rosto, como podia ser tão sensível ao se tratar destes assuntos.

Itachi se sentia culpado ao se lembrar do dia que tentou matá-la, seria algo que nunca esqueceria, mas orgulhava-se que não foi capaz de matá-la, sabia que se algum dia a grande médica Tsunade voltasse para Vila mudaria esse conceito. Depois que tinha acontecido isto, descobriu que o Hiruzen-Sama sabia sobre Sakura. O Uchiha olhava para os olhos de sua pequena, suas lágrimas estavam escorrendo, com a sua mão esquerda encostou no rosto macio dela, enxugando as lágrimas, que ainda por cima estava soluçando, com certeza estava com medo.

-  Eu sinto muito-  sua voz ainda saia com tom de arrependimento, isso era tudo que estava sentindo neste momento.

-  Sente muito pelo que?- seu tom saiu um pouco alto e raivoso-  Por tentar me matar? E ainda tentar me esconder este segredo?-  permaneceu com o mesmo tom.

- Sakura eu não podia te contar-  olhou diretamente nos olhos dela, seguidamente desfez a força que pressionava no braço da rosada.

- Iria esperar até quando para me contar? Ou me matar?- perguntou com um tom baixo desta vez

-  Não iria esperar nenhum momento- respondeu a pergunta que ela havia feito- Porque eu não irei te matar, te protegi esse tempo todo- sorriu ao se lembrar de todas as vezes que tentou protegê-la-  Eu sei que o que eu fiz foi errado, matar as pessoas que eu mais amava, os meus pais, mas eu não consigo te matar, eu sei que eu não consigo expressar meus sentimentos direito, mas você foi uma das únicas coisas que me fez feliz nesses últimos anos, mesmo quando eu estava perdido não sabendo o que pensar direito, focado na minha missão, você sempre vinha em minha mente

Sakura ficou sem palavras, ele havia feito exatamente o que ela estava esperando, tinha falado sobre seus sentimentos, o que estava esperando isso acontecer, mas não achava que seria agora, por mais que ele tivesse lhe protegido estes últimos anos, como estava dizendo, não mudava o fato que ele tentou lhe matar. Mas porque agora ele não conseguiria? Essas eram as perguntas que também passavam em sua mente.

-  Quando ficou sabendo?- se referiu ao seu Clã.

- Quando eu estava lhe treinando- disse, afastando-se em seguida para que ela não se sente-se ameaçada-  Quando você estava treinando a arremessar as Kunais no ar, a sua blusa havia subido, assim eu vi sua mancha centralizada em sua cintura- respirou fundo ao se lembrar da época- Depois disso fui pesquisar sobre essa tal mancha e foi assim que eu descobri que você era do clã mashiba, conversei com o terceiro hokage para que me dissesse mas sobre o Clã, mas não tinha falado sobre você, depois que eu vi que era proibido, fui tentar matá-la e não consegui- desviou seu olhar, depois de alguns segundos voltou a olhá-la novamente- Mesmo sabendo que foi o meu clã que massacrou o seu, eu não consegui fazer isso, jurei a mim mesmo que seria diferente de meu Clã, você era uma criança tão inocente, como poderia morrer daquele jeito? Seu clã não fazia mal a ninguém, então não mereceria morrer sem nenhum motivo, porque eu não concordo, depois disso fui conversar com seus pais, me lembro ainda que eles falaram que eu estava tentando me aproveitar de você- Rio ao se lembrar de quando aconteceu essa cena achava engraçado, porque já desde aquela época ele sabia que sentia algo diferente por ela-  Mas depois disso eu disse que te protegeria e eles me agradeceram dizendo que estava devendo a sua vida para mim

- Porque não me matou junto com o seu clã?- perguntou

- Porque antes disto acontecer meu pai havia me dito algumas coisas, para que me juntasse a ele, para que fizéssemos algo- Itachi não diria a total verdade a ela- E me mostrando um futuro a frente, um futuro aonde você é seu pai morreriam na frente de todo o meu clã, eu sabia que aquilo não deveria acontecer, eu não conseguia te defender, nem mesmo Izumi que estava viva naquele futuro, seu clã seria humilhado na frente de todos, sua mãe havia lhe oferecido para morrer no seu lugar, mas acabaram morrendo os três- disse serio, não gostava de recordar aquela imagem.

- NÃO CONSIGO ACREDITAR NISTO!- gritou

- Perminata-me lhe mostrar?- 

A rosada ficou sem palavras, sabia que era frágil, não queria acreditar que aquilo era verdade, mas ao mesmo tempo queria. Respirou fundo e acentiu.  Itachi se aproximou da pequena e ativou o seu Mangekyou Sharingan, lhe mostrando exatamente como a visão de seu pai tinha lhe mostrado aquele dia. Percebeu que Sakura começou a gritar, provavelmente estava ficando aterrorizada pelas coisas que estava vendo.

Itachi não queria fazer isto, mas queria que ela confiasse em si, ainda por cima ela tinha aceitado. O pesadelo de Sakura tinha demorado apenas segundos. Voltando a realidade as lagrimas da Haruno estavam caindo rapidamente uma atrás da outra, ela havia visto algo que jamais achou que viria, naquela visão estava prestes a morrer. Mas como o pai de Itachi havia descoberto que era do clã Mashiba?

- Como seu pai descobriu?- perguntou desesperadamente.

- Eu não sei- essa a verdadeira resposta. Olhando para a pequena, odiava vê-la chorar, ainda por cima tinha sido ele que a fez chorar, não suportando a dor que estava em seu peito, decidiu abraça-la- Sakura eu só quero o seu bem, que fique ao meu lado neste momento, você não tem noção o quanto me arrependo de não ter te contado a verdade- apertou para mais perto de si, não queria perde-la naquele momento- Sakura eu não me importo se você fizer algo comigo, vá em frente e me despedace se é isso que você quer, eu mereço- disse determinado, queria vela sorrir- Não me importo se fizer isso- só escutavasse o choro de Sakura naquele local.

- O que o Hokage havia dito?- perguntou rápido, pois suas lagrimas ainda estavam escorrendo sobre o rosto, mas não estava se importa de se estava molhado a de Itachi, não sabia porque estava se sentinda acolhida nos braços dele, mesmo por tudo que ele havia feito. Realmente aquilo só poderia ser amor para que perdoa-se.

- Eu havia feito uma pergunta a ele- fechou seus olhos para recordar do que havia perguntado, passando alguns segundos abriu os novamente para que dissesse-  Perguntei se ele mataria alguém que deveria ser morto mesmo se tivesse um grande carinho por esta pessoa-  pensou consigo mesmo como conseguia dizer aquilo a ela naquelas alturas- Então ele não me respondeu, mas disse que não me obrigaria a matar essa pessoa de quem eu estava perguntando, no caso era você e ainda por cima dizendo que não mandaria ninguém atrás de mim, para que descobrisse quem era

- Ele já sabia de quem você estava falando- pressionou seu corpo para mais perto de Itachi.


Notas Finais


Então sobre a tal visão se não se recordarem está no CAPÍTULO V, aonde Itachi massacra seu clã.

E novamente obrigado por terem lido, até o próximo capítulo, aguardo todas vocês 💖

◎ Minha outra fanfic:
https://spiritfanfics.com/historia/over-again-itasaku-10206034

◎ Essa aqui é uma OneShort:
https://spiritfanfics.com/historia/malibu-itasaku-9714680


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...