História I made a promess - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Adolescentes, Colegial, Eua, Intercâmbio, Namoro, Opostos, Romance
Exibições 10
Palavras 1.434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oii gente, eu estou com essa fic na cabeça a tanto tempo, mas só consegui postar agora sjsj. Espero que vocês gostem!

Capítulo 1 - Goodbye Romênia


Alex como presente de aniversário de 16 anos foi fazer intercâmbio nos Estados Unidos, ela estava tão animada, afinal nunca havia saído da Romênia. Mas ao mesmo tempo, estava tão nervosa, não sabia se ia conseguir se enturmar e se iriam gostar dela.

Seu estilo era bem diferente do das meninas de sua escola, ela costumava vestir blusas de quadrinhos e largas –como do Flash –e era considerada estranha pelo seu gosto ser mais “masculino”.

Esta noite, é a noite onde ela não irá mais dormir na mesma cama por um ano. Alex só consegue pensar na tamanha saudades que sentirá de sua mãe e do seu irmão mais novo.

No caminho para o aeroporto internacional, ouvia músicas no seu celular, e olhava pela janela sua preciosa cidade.

Embarcou no avião e se acomodou em sua poltrona, onde ficará sentada nas próximas horas. A loira foi acordada pela aeromoça que na mesma hora recebeu um olhar de fúria, a mulher de roupa colada havia tirado a menina do seu sétimo sono para lhe perguntar se queria comer. “É isso mesmo produção?” pensou Alex.

A menina apenas negou educadamente e voltou a dormir. A mesma acordou com um barulho, que indicava aos passageiros para afivelarem os cintos, Alex colocou o mesmo e se ajeitou na poltrona, esperando o avião descer.

Após uma tranquila aterrissagem, a loira foi pegar suas malas –eram apenas duas –e esperar a família que iria acolhe-la por um ano. Avistou uma mulher de cabelos castanhos e pele extremamente pálida, Alex já imaginou que ela deveria ter algum problema de saúde.

Esta mesma mulher segurava um papel com o nome e sobrenome de Alex nele. Não tinha como errar, foi em direção à mulher. Havia um sorriso no rosto da morena.

- Bem-Vinda à Croton-on-Hudson Alex –a garota foi recebida com um abraço acolhedor

- Muito obrigado Jeniffer, estou muito ansiosa para passar o ano com você e sua família –diz a loira sorrindo

A morena ajudou a garota com as malas, levando uma delas, o caminho foi um pouco demorado até a casa de Jeniffer.

Durante a trajetória as meninas conversavam sobre a vida de Alex na Romênia e sobre a escola.

- As aulas irão começar segunda-feira, amanhã podemos ir comprar seus materiais. –diz focada na rua

- Não precisa, não quero atrapalhar a senhora e seus planos, você pode me dar o endereço e eu vou sozinha.

- De jeito nenhum! Você pode se perder, e não irá me atrapalhar querida, estou aqui para te ajudar! –diz dando um sorriso sincero

Alex fica com vergonha e começa a pensar novamente na sua nova escola. “Será que vão me aceitar?” , “Serei só a garota estranha de outro país?” se perguntava constantemente.

Quando o carro de Jeniffer parou, Alex ficou de boca aberta em relação à casa que estava a sua frente, ou melhor dizendo, mansão. Saiu do carro e pegou suas malas.

- Seu quarto é no andar de cima, virando à direita na segunda porta. Terei que resolver umas coisas no centro, consegue se ajeitar querida? –sai do carro e abre a porta da casa

- Sim, obrigada –ela sorri e entra no local

A casa conseguia ser mais bonita por dentro, Alex sentiu que se perderia facilmente naquele lugar imenso. Ao se encontrar na frente da escada começou a pensar em como subiria com aquelas malas enormes.

Por sorte do destino apareceu um homem, que ao ver sua situação ofereceu ajuda, Alex aceitou na hora. Chegando no quarto ela deixou suas malas no chão e abriu a maior.

Depois de muito tempo desarrumando suas malas, a menina foi tomar um banho. Após realizar suas higienes e se trocar, foi chamada pela Jeniffer para jantar.

A loira desceu as escadas e foi para a sala de jantar onde se encontra a família Jones. Ela cumprimentou todos, sempre sendo educada, e se sentou na cadeira, ao lado do filho mais velho de Jeniffer.

- Bom, agora vamos as apresentações.

O garoto loiro bufou.

- Oiiiiii Alex, sou a Rebeca, espero que sejamos ótimas amigas –dizia a menina

Rebeca tinha nove anos, e quando sorriu para a loira a sua frente, a mesma percebeu que ela não tinha três dentes. A menina tinha cabelos morenos como os da mãe e olhos verdes do pai.

- Prazer conhece –lá Alex –o marido de Jeniffer apertou sua mão, muito animado

O silêncio reinou no local, o garoto ao lado da loira não havia falado com ela deixando Jeniffer brava. A morena soltou uma tosse seca, como uma indireta para o loiro, e com o objetivo de não levar uma bronca depois pela mãe, resolveu fazer o que ela pedira.

- Oi sou Jack –cumprimentou ela grosso e seco e se virou para frente novamente

“ Babaca “ pensou Alex. Esta primeira impressão já foi o bastante para a loira saber de que não iria se dar bem com Jack.

- Jack, Alex irá estudar na mesma escola que você, então peço que mostre tudo para ela –dizia Jeniffer, sempre gentil

O garoto apenas concordou estampado na sua cara de que não queria fazer isso. O jantar acabou e Alex ajudou a tirar a mesa.

- Muito obrigada querida, agora vai descansar que amanhã teremos muita coisa para fazer, deixa que eu termino –sorri

- Tudo bem –diz envergonhada

Antes de entrar no quarto Alex é chamada por uma voz extremamente fina.

- Ei, Alex, posso falar com você rapidinho? –dizia, quase sussurrando

- Claro.

- Olha não fica brava com meu irmão, ele é meio grosso mas depois que conhece ele melhora –ela da uma risadinha gostosa

- Err... Tudo bem –dizia a loira sem jeito

- Qualquer dia desses vamos brincar de Barbie? –perguntou animada

- Sem dúvidas –sorriu –Tchau Beca –e entrou no quarto

Alex colocou seu pijama do coringa e deitou na cama com seus fones de ouvido e seu celular. Apertou o play e começou a tocar sua playlist favorita, que tinham músicas selecionadas por seu pai.

Uma lágrima caiu ao se lembrar de tudo que passou com seu pai, perde-lo foi a coisa mais difícil que aconteceu em sua vida. A loira tentou afastar todos esses pensamentos para tentar dormir em paz e acordar disposta para o dia seguinte.

 

(***)

 

Alex acordou com o sol batendo em seu rosto. Abriu os olhos aos poucos, tentando se acostumar com a claridade, pegou seu celular afim de ver as horas. Bufou e afundou a cara no travesseiro quando viu que eram 6 horas da manhã.

- Esse fuzo-horário vai me matar!

A loira tenta dormir novamente mas não consegue, então desiste e vai tomar um banho.

- Já que não consigo dormir é melhor tirar essa cara de sono. –diz indo em direção ao banheiro

Depois de tomar banho espera um pouco até descer. Se fosse para o andar de baixo seis horas da manhã em pleno sábado iria correr o risco de acordar alguém e isso era exatamente o que ela não queria que acontecesse.

Foi para a cozinha pois estava morrendo de fome. Encontrou Jack comendo cereal.

- Bom dia –disse sorridente

O loiro apenas resmunga e volta sua atenção para o celular. “Calma Alex, não bata nele.” pensa a loira. A mesma prepara uma xícara de café e um misto quente.

- Err... de que ano você é? –Alex tenta puxar assunto

- Terceiro –diz indiferente

“Graças à deus” pensa Alex. A loira fica feliz por isso, já que é segundo ano e agora não correria risco de se encontrar com ele em alguma aula. Jack sai da mesa sem trocar mais nenhuma palavra com a garota, a deixando sozinha.

- Oi querida –entra Jeniffer na cozinha –Porque está acordada a essa hora? Não está cansada da viagem?

O humor matinal de Jeniffer era invejável, já que a maioria das pessoas acordam de mau humor de manhã.

- Eu estou muito ansiosa para resolver as coisas, geralmente não durmo bem. –sorri a loira, apenas para disfarçar seu cansaço

- Entendo... –vai para a bancada onde se encontra a cafeteira –Vejamos que tenho agora minha companheira de café. –ela ri –Sou a única que toma café neste lugar, agora não vou ficar mais ligadona sozinha!

Alex ri. Jeniffer fala como se fosse da idade dela, é engraçado. A loira já imagina sendo uma ótima amiga da morena a sua frente.

- Já está arrumada para irmos querida?

- Sim.

- Então vamos! Temos muita coisa para fazer! –foi em direção à garagem com Alex no seu encalço

As duas entraram no carro e foram para o centro.


Notas Finais


Bom, é isso, espero que tenham gostado e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...