História I miss you Daddy - Jikook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Daddykink, Incesto, Jikook, Jimin Tops, Jungkook! Bottom
Visualizações 291
Palavras 2.125
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Cross-dresser, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Se você não gosta dessa coisa de incesto da o fora , caso contrário aproveite 🌚

Capítulo 1 - I Miss You Daddy - Capítulo único


Jungkook estava cansado, cansado de ter um pai tão gostoso quanto o seu, Park Jimin era o nome de seu pai, um grande empresário dono das empresas Park, na qual Jungkook futuramente herdaria, porém não era isso que ele queria, ele queria seu pai, ou melhor seu Daddy, por isso não se opunha em fazer uma provocação, ele precisava de uma punição, e Jimin estava pronto para lhe dar

Foi aos 5 anos de idade que Jungkook foi adotado, isso mesmo adotado, o casal Park havia acabado de perder seu bebê que nem ao menos veio ao mundo, então nada melhor do que adotar uma criança né? Era isso que Jimin pensava, cuidava de seu filho como se fosse sua vida, só não imaginava que esse seu filho se tornaria um grande pervertido e provocador a flor da idade e o pior de tudo gostoso, Park se praguejava toda vez que entrava no quarto do menor no qual se encontrava com suas roupas femininas ah Park queria tanto tirá-las, queria ver seu pequeno implorando por mais e mais, queria fode-lo de todas as maneiras e formas mais séria errado não?

Segunda feira 19 de junho, 18h00

Sra: Filho se arrume, hoje você ficará no escritório do seu pai eu irei viajar daqui a pouco e você não pode ficar sozinho em casa - Assim como seu pai a senhora Park também lhe dava o amor necessário porém a mesma não dava amor ao seu próprio marido se dizendo cansada, claro que Jungkook sabia disso,sabia que essa viagem não seria apenas para negócios, porém que mal havia ? Sendo que ele podia ter seu pai somente para si 

Como qualquer adolescente normal falaria que já era grande de mais e sabia se cuidar sozinho, até porque já tinha 15 anos , porém só de imaginar ver seu pai com aquela camisa social apertada que destacava seus músculos e sua calça social consideravelmente apertada na qual não somente destaca sua parte traseira como aquele pacote que havia no meio das pernas, ah como Jungkook faria de tudo para te-lo em seu interior o penetrando fundo e forte 

- Okay mãe,ah posso ir com minhas roupas femininas? - se vocês achavam que Jungkook iria perder aquela chance de provocar seu adorável papai estavam muito enganados,ele faria isso sempre que fosse possível

Sra: Bem não é como se seu pai ligasse então pode ir sim

Assim que sua mãe sai do quarto faz questão de pegar a roupa mais provocativa que havia, Uma camiseta preta com detalhes brancos, uma mini-saia azul, sabia que essas eram as cores favoritas do seu pai, para completar meias 3/4 pretas, e claro uma calcinha de renda azul bebê, colocou seus sapatinhos, deu uma checada em seu espelho analisando sua maquiagem e sua roupa, qualquer um que o visse imaginária que era um menino puro, porém passava longe disso

Desceu as escadas dando de cara com sua mãe com alguém no telefone estava visivelmente feliz, assim que o vê desliga o celular e o chama para ir até o escritório de seu pai, antes de sair pegou sua bolsa de alça preta na qual sempre levava consigo consigo, assim que chegaram na empresa, alguns apenas olharam torto porém desviaram seu olhar, sabiam que ele era o filho do dono da empresa sendo assim o queridinho e futuro chefe, sua mãe o deixou subir sozinho dando a desculpa que estava atrasada. Sem se importar muito foi até o elevador apertando o botão para o último andar no qual se encontrava o escritório de seu pai, assim que as portas se abriram demonstrou um ambiente considerávelmente branco , onde se encontrava apenas um sofá de canto e a mesa da recepcionista, havia uma decoração demasiadamente chique como pode se dizer 

Recepcionista : Prazer Senhor Park, seu pai o espera na sala dele 

Apenas concordou e foi em direção a sala do seu pai, assim que adentrou teve a visão que mais queria, seu pai parado  de frente as grandes janelas que havia em seu escritório,estava como imaginara, sua camisa social branca e sua calça social cinza, assim que ele se vira, Jung seria capaz de perder o ar com a beleza de seu pai e claro seu pacote que sempre ficava visivel 

- Vejo que chegou meu filho, pode se sentar, irei apenas terminar esse trabalho e poderemos ir pra casa okay ?

- Okay Appa

Se sentou em um dos sofás de canto onde poderia ter uma boa visão de seu pai concentrado no papéis com seus oculos, ah ele ficava extremamente sexy com aquele óculos, só de pensar nele o fodendo naquela mesa o fazia ter pequenas fisgadas no baixo ventre, com tal pensamento acabou por morder o lábio inferior, ato que não passou despercebido pelo Park mais velho , desde o momento que o pequeno Park adentrou o cômodo se pôs a tentar pensar em outra coisa que não fosse seu filho gemendo seu nome, claro que essa tarefa estava difícil com os olhares penetrantes do pequeno em si, Até que Jungkook se lembra que estava lá para provocar e como o bom filho que era tirou de sua bolsa um pirulito que estava aguardando para ser usado, tirou da embalagem e colocou em sua boca dando uma grande chupada como se tivesse imaginando outra coisa, percebeu os olhares do pai em si então não parou por aí, tirou o pirulito da boca fazendo um Estralo alto, seu pai tentou disfarçar ao sentir seu membro dando sinal de vida com as provocações do menor, assim que o pirulito acabou se levantou indo em direção ao lixo que havia na sala, assim que se abaixou para jogar o lixo, sentiu uma grande tensão no ar, seu pai havia se levantado, após ver a cena de seu filho agaixado pode ver suas grandes coxas torneadas a imaginando cheia de marcas 

- Não acha que essa saia está curta de mais? - disse com a voz rouca se aproximando do pequeno, Jungkook sentiu um arrepio percorrer seu corpo 

- Eu sei que você gosta de azul , e essa era uma das minhas únicas - foi indo pra trás até bater na parede

- Fez isso pra me agradar ?

- S-sim 

- Pois eu não gostei , já pensou se outro cara te visse agaixado como eu vi agora ?

- Ele não faria nada Daddy , eu sou seu - usou o tom de voz mais manhoso que tinha, e claro a palavra que seu Daddy tanto amava, descobriu os feitiches do pai quando o mesmo estava no quarto com sua mãe e ela o chamou de Daddy e implorando por mais, era apenas uma criança na época porém quando cresceu e descobriu o significado não parava mais de se imaginar chamando-o por Daddy e pedindo por mais 

- Repita - dava pra ver um certo brilho nos olhos de seu pai, sua voz ia ficando cada vez mais agradável de ouvir

- Eu sou seu, Daddy - falou com convicção, tudo oque mais queria era ter seu pai, e ele o teria 

- Não acha que está me provocando de mais Jungkook? Está sendo um baby mal - disse rente ao seu ouvido, a verdade era que Jimin perdeu o resto de sanidade que tinha ao ouvir Jungkook o chamando de Daddy, iria fazer dele seu hoje 

- Talvez Daddy 

- Sabe oque Babys mals precisam né ?

- Punição Daddy 

- Você acha que precisa?

- Sim Daddy 

- ótimo, tire suas roupas - aquilo era como um sonho para Jungkook finalmente teria seu pai, seu coração palpitava forte e a ansiedade lhe tomava ao imaginar seu pai do jeito que queria 

Assim que terminou de tirar sua saia, seu pai teve a visão de sua calcinha de renda ele lambeu os lábios inferiores e os mordeu, Jungkook estava lidando com o céu e o inferno ao mesmo tempo 

- fique de quatro pra mim - apontou pro chão da sala no qual havia um tapete felpudo,Jungkook fez assim como seu Daddy o mandou 

Assim que Jungkook ficou de quatro, Park salivou, ele esperou tanto pra ter seu pequeno junto a si, porém ele foi muito mal, e merece uma punição, sendo assim Jimin tirou seu sinto oque fez com que a calça caísse, ele tirou tudo e ficou apenas com a cueca e sua camiseta social aberta, um verdadeiro pecado, diria Jungkook, este que tremia de ansiedade pelo que viesse 

- Sabe Jungkook, eu irei pegar leve dessa vez - susurrou se ajoelhando na frente da bunda grande e farta do pequeno - Porém ainda sim irá receber a punição - deu um pequeno beijo na sua nádega direita e apertou a esquerda com suas mãos pequenas mais habilidosas - Quero que conte okay ? - se afastou de menor que apenas arfava com os toques do seu pai e acenou com a cabeça concordando, passou então o cinto do lado na qual deu beijo e acertou o local fazendo o barulho Estralado ecoar pelo cômodo 

- U-um - Jungkook contava as cintadas que levava assim como fora ordenado, uns diria loucura, mais pra ele se resumia em tesão, isso só o fazia ficar mais ansioso e mais necessitado de seu Daddy - D-dois - e assim foi seguindo até vinte, quando seu pai parou com as cintadas sentiu algo úmido em sua entrada, era a língua de seu pai, este que afastou calcinha abrindo suas nádegas para que pudesse ter a visão do seu buraquinho sedento para ser preenchido, Jimin não era sensível e nem ao menos romântico na hora do sexo,ele era bruto e selvagem, assim depois de lubrificar bem a entrada do menor, retirou sua cueca deixando seu membro exposto, Jungkook que olhava por cima do ombro salivou com tal imagem, Jimin começou a se masturbar passando seu pré-gozo por toda a extensão do seu pênis 

- Olha oque você faz com seu Daddy Jung - deu um gemido - Você irá se arrepender 

Dito assim Jimin adentrou seu pênis na entrada do pequeno, Jungkook que apenas gemia baixinho gritou, Já tinha feito sexo antes, porém a mala que seu pai carregava no meio das pernas era extensa então demorou pra se acostumar, enquanto isso Jimin beijava suas costas e dava chupões fortes em seu pescoço não se importando se fosse ficar marca ou não, até porque era isso que ele queria

- Aish Tão apertado - praguejou Jimin - eu não serei piedoso com você Jungkook - Jimin falou rouco rente ao ouvido de Jungkook que ao ouvir isso se arrepiou por inteiro mexendo seu quadril 

- Isso é oque eu mais queria Daddy 

Jimin então se ajeitou na posição e começou as estocadas, como ele disse, ele não tinha piedade, ele segurava forte a cintura do pequeno deixando marcas de suas mãos ali, os dois gemiam alto, Jimin estava adorando a sensação de ser apertado no interior de Jungkook, e Jungkook estava adorando ser fodido pelo próprio pai 

- hm-hm D-daddyyy - Jungkook gemeu alto quando as estocadas ficaram mais fortes e profundas, Jimin se retirou de dentro do garoto ouvindo um muxoxo 

Ele virou o garoto e o segurou pelas coxas fartas, o levantou pra cima e este apoiou as pernas em sua cintura, jogou os papéis que estavam em cima de sua mesa no chão e colocou o garoto em cima dela, rasgou a calcinha que ainda estava lá, abriu mais as pernas de seu filho deixando sua entrada novamente exposta, Jimin adorava torturar porém ele próprio já estava em seu limite, então se pos novamente na entrada do menor e começou com mais, Jungkook? Ah Jungkook gemia, ele já não se importava mais com nada, ele adorava essa sensação de ser fodido, Jimin fazia aquilo tão bem e com tanta maestria, ficou feliz por seu pai ser tudo aquilo que ele imaginava e mais um pouco, Jimin pegou o membro do menor que até agora estava esquecido o masturbando no mesmo ritmo das estocadas 

- D-daddy e-eu vou - Jungkook já não aguentava mais, ele estava literalmente no céu com seu pai o masturbando e metendo em si, ele precisava se libertar 

- Goze pra mim uh ? - Jimin também já não aguentava mais, ele estava se deliciando com a imagem do menor entregue a si, sua entrada tão apertava o esmagava de uma forma amedrontadora, ele também precisa se libertar e no interior do menor, adoraria ver seu gozo escorrendo de dentro do mesmo 

Assim com mais algumas estocadas fortes e fundas os dois chegaram ao ápice, gemendo alto e rouco, nenhum deles tinham certeza do que viria dali pra frente, oque fizeram foi errado, mais demasiadamente delicioso, e queriam mais, até porque 

Jungkook sempre precisaria de seu Daddy

E seu Daddy sempre estaria lá por ele 






Notas Finais


Gente meu pau imaginário tá duro , espero que vocês tenham gostado desse Lemon 🌚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...