História I miss You, I need You - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 2
Palavras 788
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Lemon, Luta, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Desculpem a demora tive um breve bloqueio
Boa leitura e desculpem se não estiver muito bom...

Capítulo 3 - Cap 3


Um hospital?
No momento em que eu abri os olhos, uma enfermeira entrou carregando um tipo de carrinho cheio de medicamentos, eu a olhei apavorada já ela, sorriu docemente.
-Ah, então você ja acordou.
Disse para mim ainda com um sorriso no rosto.
-E-Eu acordei, mas por que eu estou aqui?- Comecei a me desesperar novamente. -Como eu vim parar aqui? E tudo o que aconteceu agora a pouco, eu juro que eu quebrei aquele espelho, eu juro que a minha mão estava muito machucada, eu juro que estava em casa, e tinha sangue por todo o lado e pedaços de vidro espalhado, eu juro.-
Minha voz já saia fraca e eu ja estava quase chorando.
-Temo que tudo o que você diz que aconteceu, não passou de um sonho, você estava desacordada, quando chegou, um homem te trouxe, não disse nada apenas te deixou aqui e foi embora.
Ela disse me olhando firme.
-Um homem? Quem? E-Eu não me lembro de nada disso, tudo que eu lembro era de estar em casa, não lembro do que aconteceu.
Estava realmente atordoada com tudo isso, minha cabeça girava, eu não sei o que está acontecendo.
-Bem, eu não tenho muitas respostas, esperávamos que você nos dissesse o que havia acontecido, mas pelo que parece você está tão perdida quanto nós... Eu preciso atender outros pacientes agora, então me chame se precisar ou se estiver se sentindo mau.
Disse ela já saindo do quarto, me deixando sozinha e sem respostas.
Eu estava um pouco tonta, acho que por causa de algum remédio, acabei pegando no sono...

Novamente aquela sensaçao de alguém me observando, quem será que está ai, quem será que está me olhando.

Enquanto acordava aos poucos essas palavras pairavam pela minha mente, abri os olhos aos poucos e vi que o quarto estava totalmente escuro, não é normal os quartos de hospitais estarem sem luz, era? Olhei ao redor e notei uma luz vermelha saindo pela brecha da porta.

O que está acontecendo la fora?

Pensei tentando me levantar, estava um pouco fraca mas ainda sim tirei todos os aparelhos ligados a mim e fui em direção a porta, abri com cuidado olhando pela abertura que se fazia aos poucos, até que a abri por completo saindo em seguida, não via nada de diferente, apenas um grande corredor escuro e solitário, olhei para a porta do quarto em que eu estava e ele estava derretendo, a soltei rapidamente dando um pulo para trás.
-O que diabos é...
Um grande estrondo tirou a minha atenção da porta, olhei para os lados e não vi ninguém, o barulho parecia ter vindo do fundo do corredor, andei lentamente até me aproximar mais um pouco, outro estrondo se fez audível, e eu já estava tremula, meu coração acelerou, um estrondo seguinte, e por segundos cogitei voltar e me enfiar naquela cama e só sair de la quando tudo voltasse ao normal, já proxima daquele quarto vi a mesma luz vermelha de antes saindo pelas beiradas da porta que estava apenas encostada no batente, a empurrei levemente com medo do que poderia ver se a abrisse, ou do que poderia me ver se eu me descuidar, quando estava prestes a abri-la a uma distância que eu pudesse enxergar por dentro uma voz grave e alta se fez presente na minha cabeça.

-CORRE.

A voz gritou, me injetando uma grande dose de adrenalina, meu coração acelerou e eu me vi longe daquela porta, mas sentia que algo me seguia, olhei de relance para trás e uma sombra grande e escura estava me alcançando, me desesperei com o que vi e tropecei em minhas próprias pernas caindo de frente para sei lá oque que estava me perseguindo, me arrastando lentamente para trás não consegui me levantar, não sentia mais as minhas pernas, aquela coisa estava se aproximando rapidamente, de repente um clarão tomou conta do local e eu não pude ver nada, fechei meus olhos e quando os abri já estava sozinha novamente, me levantei e andei até o quarto onde eu estava minutos atrás, ao tentar abrir a porta minha mão atravessou por ela como se eu fosse um fantasma, estremeci e tentei mais uma vez com mais força, a empurrei mas nada aconteceu com a porta, me desequilibrei e cai para frente me assustando por passar pela porta e cair dentro do quarto, metade do meu corpo estava para fora, me levante rapidamente ainda sem entender o que estava acontecendo, quando noto que tinham médicos a volta da cama em que eu estava eles corriam como se alguém estivesse morrendo e eu só estava ficando mais curiosa com isso tudo, me aproximei da cama e gelei com o que eu vi.

-S-sou eu?...


Notas Finais


Desculpem qualquer erro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...