História I Need A Bad Girl (Imagine Jungkook) Tattoo - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Babygirl, Badboy, Badgirl, Bangtan, Bts, Daddy, Hoseok, Imagine, Jhope, Jimin, Jungkook, Namjoon, Parkjimin, Rapmonster, Taehyung, Tattoo
Visualizações 130
Palavras 1.528
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi xuxus💕, estou feliz que não desistiram de mim.

🔊Sugestão coloque Yesterday do GNR para tocar enquanto lê🎧🎶

Boa leitura! 🏵

Capítulo 5 - Tela em Branco.


Fanfic / Fanfiction I Need A Bad Girl (Imagine Jungkook) Tattoo - Capítulo 5 - Tela em Branco.

Flashback off

S/n on!

12:00 h

Coloco o prato o qual havia almoçado na pia. Pego o celular que estava em cima da mesa e verifico uma mensagem:

Coelhinho:
- S/n, vamos sair hoje?
Automaticamente um sorriso invade o meu rosto. Há duas semanas o Kook voltou para Busan, nesse tempo eu estava estudando muito para as últimas provas do semestre, enquanto ele estava arrumando o seu estúdio.

Desde o dia que ele foi para Seoul nós conversávamos todos os dias por mensagem. Porém, kook estava ocupado quase todo o tempo, creio que por ser uma pessoa tão dedicada estava aprendendo sobre esse mundo da tatuagem e eu preferia não o incomodar com minhas mensagens.

Ao decorrer desses seis meses nós nos aproximamos muito, eu acabei criando um sentimento diferente por ele. O meu receio é de que eu não seja correspondida da mesma forma, até o momento eu não me declarei para ele. Apesar das nossas diferenças, ele sempre foi carinhoso comigo, tenho medo de que isso mude quando eu me declarar.

18:00 h

Saio do banho olhando o meu reflexo desfocado no espelho embaçado do banheiro; passo a palma da mão o limpando para que eu possa me observar, não me considero sexy. Acredito que meu corpo seja agradável, mas seria o suficiente para agrada-lo?

Kook marcou comigo em um bar temático dos anos 90, o qual é bem movimentado aqui em Busan.

Coloco uma calça de tecido preto que colava em minhas coxas e uma blusa cinza com detalhes brilhantes, e uma jaqueta de Jeans por cima, pois está ventando muito.

19:30 h

O táxi me deixou na porta, adentro o local. Observo várias  pessoas vestidas adequadas ao cenários; risadas e barulhos de copos brindando faziam o contraste com a música que tocava ao fundo.

Sentado no banco de frente ao balcão do bar quase irreconhecível, lá estava o garoto desatento da aula; o que já não existia mais, a jaqueta de couro que cobria seu corpo, tentava cobrir falhadamente sendo entregue pelas suas mãos tatuadas que segurava um copo com um líquido acastanhado.

- Não sabia que bebia. (Digo perto do ouvido do mesmo enquanto estava atrás)

Surpreso se virou e me observou de baixo para cima, passeando com seus olhos em meu corpo.

# Jungkook - S/n? Está diferente (disse com um sorriso em seu rosto)

- Eu? Olha só para você! Eu nem te reconheci.

Após notar o quanto ele havia mudado, "como sou idiota" isso é tão óbvio, ele agora é um tatuador. Ele deve me achar tão sem graça agora.

21:00 h

Nunca estive tão alegre, talvez o líquido feito de arroz que bebi esteja fazendo efeito.
Quando noto estávamos nos misturando ao ambiente, no meio da pista de dança, eu e ele.

Minha cabeça pesava, a apoiei em seu ombro e um leve odor de tabaco e perfume percorreu minhas narinas. Senti a mão esquerda dele delicadamente segurar minha cintura. Os nossos corpos balançaram lentamente ao som  lento que ecoava no ambiente.

Elevo minha cabeça devagar para apreciar o seu rosto, sou surpreendida quando os nossos lábios se encostam. Ele pede passagem com a língua e eu cedo, não nos preocupava se alguém estivesse olhando. Rapidamente nos separamos e eu pude notar que ninguém estava reparando.

# Jungkook - É melhor sairmos daqui, quer pegar mais uma garrafinha de soju? Eu vou te mostrar o meu estúdio.

- Sim, por favor. (Digo me soltando dos seus braços)

21:30 h

Entramos em umabgaragem e eu começo a observar tudo, aqueles quadros de mulheres tatuadas na parede, que quero ser que nem elas.

- Aqui é lindo! (digo me virando para ele soltando um sorriso)

# Jungkook - Muito obrigado!

- Não me diz que eu serei a primeira a tatuar com você (o medo toma conta do meu corpo)

# Jungkook - Claro que não! Eu sei o que eu faço, não fique com medo, a dor não é tudo isso, logo você se acostuma..

- Vejo que você gosta mesmo de sentir dor. (olho para os seus braços totalmente tatuados após ele retirar a sua jaqueta de couro)

# Jungkook - A dor se torna prazerosa, quando você vê o resultado é uma delícia, acaba ignorando... (ele se aproxima e me da um beijo na bochecha)

 - Amor eu ainda estou com medo, conte para mim como foi lá em Seoul. (As palavras pularam da minha boca, o mesmo soltou um sorriso de lado e sentamos em um sofá o fito esperando para que ele conte como foi a experiência nesses seis meses)

# Jungkook - Bom amor, desde o dia que eu tranquei a faculdade. Eu praticamente fugi de casa, deixei um bilhete dizendo aos meus pais que eu iria fazer um curso em Seoul e que ia usar o dinheiro da nossa poupança. Após isso eu sai a noite com uma mala com algumas roupas e peguei o trem aqui de Busan, chegando em Seoul eu encontrei com um dos meus amigos e ele me levou para ficar na casa deles.

- Você sentiu medo de fazer a primeira?

# Jungkook - Eu cheguei lá e no mesmo dia já comecei a tatuar essa caveira mexicana na minha panturrilhas (ele levantou a calça para mostrar a tatuagem)

- Uau, deve ter doído. (Digo surpresa ao ver)

# Jungkook - No começo a sensação é estranha, não vou mentir. Mas, como eu disse você se acostuma com a dor. (Passo a delicadamente minha mão em seu braço como) - Está tudo bem amor, não dói!

 - Mas depois que você faz não fica doendo? (Pergunto confusa)

# Jungkook - Não! (Ele solta um sorriso) - Algumas dão vontade de coçar porém, não pode! Esquece a arte até cicatrizar.

- Oh! Eu quero fazer um coração aqui! (Mostro o dedo)

# Jungkook - Tem certeza? Sabe que não sai! (Disse entrelaçado nossas mãos)

- Tenho sim! Quero ficar que nem ela, amor (aponto para o quadro onde está uma moça com as costas tatuadas)

# Jungkook - Você ficará mais linda do que ela, agora quero ver se você é forte! (Aproximou seu rosto quase encostando nossos lábios)

- Eu quero ser uma bad girl! (Sussurro no seu ouvido esquerdo)

Nos beijamos novamente até nos soltarmos pela falta de ar, me levantou emndireção a maca me encostando.

- O que você quer tatuar em mim? Meu corpo é seu! (As palavras pulavam da minha boca, eu quero fazer de tudo para agrada-lo)

Jungkook - S/n Você tem certeza? (Perguntou se levantando)

- Tenho amor! Olhe! (Passo a mão por todo o meu corpo) O que você quiser, onde quiser!

Um momento de coragem foi despertado em mim, estou surpresa no interesse do kook em mim, mas me sinto péssima por ser uma folha em branco comparada a aquelas garotas dos posters. Eu quero ser que nem elas, eu quero ser que nem ele.

Kook me observou com um semblante pensativo e num tom imperativo disse:
- Tire toda a sua roupa, e deite de costas na maca!

Mesmo com vergonha por exibir meu corpo sem graça para ele, estou confiante no que ele irá fazer.
Retiro minha calça delicadamente e ele me observa mordendo os lábios.

- Está me deixando envergonhada desse jeito. (Digo cobrindo minha calcinha com a calça em minhas mãos)

# Jungkook - Não fique assim, seu corpo é lindo.

Suas palavras arrancaram um sorriso do meu rosto, me senti tão confiante em retirar a minha blusa assim ficando apenas com minha lingerie branca na sua frente.

Me deitei na maca enquanto o mesmo lavou as suas mãos em uma pia ao lado, colocando luvas pretas e uma máscara que o deixava com um ar sexy e misterioso.

- Au! (Arfei ao sentir algo gelado ser passado entre as minhas costelas)

# Jungkook - Calma amor, é só álcool. (Disse puxando um pouco minha cintura)

O toque delicado dele me deixava completamente entregue. Escuto um zumbido um tanto assustador predominar o ambiente. É agora!

A agulha penetrou a minha pele, para a minha surpesa não era dor e sim um incômodo. Aos poucos fui acostumando com aquela sensação.
Meus olhos conseguiam enxergar de canto a expressão concentrada no olhar dele. O que me fazia relaxar com seus toques em meu corpo.

# Jungkook - Está doendo? (Disse abafado pelo pano que cobria o seu rosto logo o retirando e piscando com um semblabte perverso)

- Só é um pouco incômodo. (Disse e fui supreendida quando o mesmo desceu a minha calcinha delicadamente para continuar o desenho, mordi o lábio quando a agulha penetrou novamente na pele sensível)

# Jungkook - Te admiro, você é forte. (Disse descendo mais um pouco a calcinha)

A calmaria dele me fazia aguentar o incômodo da agulha, a vontade de ficar igual a aquelas garotas era maior do que isso. 

# Jungkook - Terminamos! (disse enrolando um plástico filme no local)


Me levantei encarando o espelho e notando o quanto sexy eu fiquei com aquele desenho. 

Fui surpreendida quando ele me puxou de volta para a maca abrindo o fecho do meu sutiã.

# Jungkook - Desculpa, mas você está tão sexy. Não consigo resistir...

~





Notas Finais


Eba! Estão tatuadas👏😍

Para quem quer saber qual foi a tatuagem que o Jk fez em vocês: https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/cf/54/08/cf5408c27713083d82428d9d58eb7c41.jpg

Obrigada pelos 60 favoritos 😍 vocês me motivam!

🏵mony ama vocês🍼🐰


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...