História I Need ( Imagine Lay) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Byun Baekhyun, Exo, Kim Junmyeon, Lay, Oh Sehun, Park Chanyeol, Suho, Zhang Yixing
Exibições 204
Palavras 1.536
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo 1



"No caminho para a casa, estava tudo tranquilo, o que não era tão comum ja que era horário de almoço e várias pessoas estariam saindo de seus trabalhos para comer. Estava um dia nublado, úmido e quente, era um desses dias indecisos que não sabe o que quer ser. Odiava dias assim. Cheguei na entrada da casa no final da esquina, tudo aparentava estar tranquilo até o momento em que eu entrei na casa. Tudo mudou em mim a partir daquele dia. "
~~~~~~~~~
​Estava na aula de português, era uma quinta feira e estava tudo aparentemente normal, o professor corrigindo provas de outras turmas, alguns alunos brincando uns com os outros, outros trocando olhares maliciosos no fundo da sala, tudo como sempre. Uma perda de tempo, ficar nesse ambiente cercada por pessoas nojentas, estou cansada de passar os meus dias ouvindo brincadeiras e palhaçadas desses seres humanos com os quais tenho que conviver todos os dias. Se eu pudesse me isolar a vida toda, eu faria isso. Mas mesmo com toda essa movimentação a minha volta eu continuava ali pensando, então vi que a porta se abriu e alguém entrou. Yixing, ele entrou na sala, estava atrasado, lindo como sempre. Eu tinha uma queda por ele desde que me mudei pra cá, há alguns meses. Desde que vi esse menino senti aquela sensação, aquele frio na barriga, que dizem que sentimos quando estamos apaixonados. Talvez fosse amor á primeira vista. Tinha alguma coisa nele que me fazia me sentir assim. Eu ficava pensando o porquê disso, era como se ele estivesse me provocando, agindo normalmente enquanto eu ficava ali com aquela sensação estranha sem nem ao mesmo saber o porquê. Era necessidade de te-lo talvez. Ou seria apenas um efeito causado pelos sonhos que tenho com ele todas as noites. 
Eu estava cansada, eu sentia sono o tempo todo desde que me mudei pra cá. No começo achei que era normal já que podia ser por causa das preocupações com a mudança, escola nova e tudo mais. Mas isso continuou e continua até hoje, toda noite eu tinha o mesmo sonho. Nesse sonho eu estava o seguindo e observava ele dormir, mas ao mesmo tempo que me trazia paz, também me trazia agonia, era tão real que me fazia acordar meio desnorteada pela manhã. Eu sentia como se estivesse faltando alguma coisa.
Yixing se sentava do outro lado da sala, as vezes sentia que ele também me observava enquanto estava fazendo alguma coisa. Mas na maior parte do tempo era eu quem ficava encarando ele, disfarçadamente, ele me causava um estranho fascínio, desde o jeito como batucava a carteira no ritmo de alguma música que provavelmente ele estaria ouvindo nos fones de ouvido que usava, até a maneira como ele olhava com frustração pra prova quando estava em dúvida da resposta do exercício. Eu poderia o observar a vida toda.
- HYESOO
Me assusto ao ouvir chamarem meu nome. E olho confusa para o professor que me encarava com um ar de frustração. 
-Você não me escutou te chamar?- Dizia o professor - Te chamei mais de três vezes, se for ficar sonhando, pelo menos feche os olhos. Responda a chamada da próxima vez.
Assenti e simplesmente fiquei em silêncio enquanto percebi alguns olhares sobre mim. Apenas abaixei a cabeça e deitei sobre a mesa. Não estava com paciência pra assistir aula hoje. 
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Naquele fim de tarde, eu tinha ido ao parque. Era um lugar tranquilo nessa época do ano, na qual todos ficavam em suas casas procurando fugir do frio. Estava sentada no banco da praça mexendo as mãos enquanto tentava sem sucesso esquentar meus dedos. Apesar do frio eu gostava dessa sensação, o silêncio, o vento batendo contra meu corpo, calmo e suave, porém frio e cortante. Trazia a sensação de estar perfurando a pele exposta do meu rosto. O que me causava um desconforto. Mas tudo parecia tão calmo, que me fazia me perder em pensamentos enquanto uma música calma tocava em meus fones. 
Eu apenas observava tudo em minha volta, quando sinto uma movimentação e percebo que alguém acabara de se sentar ao meu lado, discretamente viro o rosto para ver quem era e sinto novamente aquela sensação no estômago quando percebo que é ele. Aquela pessoa que me fazia ficar fascinada com sua imagem de alguém que estaria perdido em pensamentos assim como eu. Então ele me olha e lentamente dirige à mim um sorriso pequeno, e sereno, que combinava perfeitamente com aquele clima. Sorri fraco enquanto aproveitava da sensação que aquela pessoa me fazia sentir, uma sensação de estar tomando um chocolate quente em meio ao frio congelante. Era engraçado o jeito como eu me sentia em relação a isso, era uma sensação besta mas que apenas ele me fazia sentir, conforto. 
Até que ele me surpreende tirando um de seus fones e abrindo a boca para falar alguma coisa que eu não escutei por estar com os fones também. Então os tirei e o olhei confusa até que ele entende que eu não tinha entendido o que disse.
- Apenas estava comentando o quanto está bonita hoje. - disse enquanto dava um sorriso carinhoso, estranho como aquelas palavras me atingiram me fazendo ficar extremamente sem reação, mas ao mesmo tempo me dando a impressão de estar conversando com alguém que já conhecia a algum tempo. A voz dele era linda, quase tão melodiosa quanto a música que eu escutava a pouco.
-obrigada - disse abaixando a cabeça.
- Não seja tímida. Ainda não nos apresentamos, eu me chamo Yixing. - me olhou estendendo a mão na qual me dispus a apertar rapidamente .
- Hyesoo. 
- Como pensei, você tem uma bela voz, é familiar, mesmo que eu tenha escutado pela primeira vez hoje. 
- Obrigada..novamente. - soltei uma risada fraca.- senti o mesmo. 
Ele apenas sorriu e se virou para a frente novamente. 
- O que acha de darmos uma volta? Tem um café aqui perto que visito sempre nesta época. Acho que ainda não conhece mas tenho certeza que vai gostar. 
- Tudo bem. 
Nos levantamos e seguimos em direção ao café que ele havia mencionado. O que era impressionante era que estávamos conversando normalmente como se nos conhecêssemos a anos, o que não acontece comigo já que raramente converso com alguém, o que causava um certo desconforto quando tentava conversar com alguém já que ficava aquele silêncio desconfortável quando após um comentário eu não saber o que falar. Mas isso não aconteceu com nós dois. Simplesmente íamos comentando coisas aleatórias sobre o lugar que estávamos passando. Rapidamente chegamos a um café, pequeno e um pouco escondido no fim de uma esquina a duas quadras do parque. Entramos e o lugar era aconchegante e acolhedor, quente e tinha um cheiro fraco de mel e canela. Era calmo, mal se ouvia os sons das pessoas ali presentes, um casal sentado perto da janela e duas amigas no balcão se servindo de café e bolinhos. 
Yixing me convidou a sentar em uma mesa distante dos outros, no lado direito do lugar, perto de uma grande janela que mal dava pra ver a paisagem do lado de fora já que havia nela anúncio grande com o nome do lugar. Ficamos ali enquanto esperávamos nossas bebidas. Enquanto conversavamos sobre assuntos aleatórios. Em meio a sorrisos e movimentos calmos e discretos. Como se fôssemos um casal apaixonado. Estávamos agindo como se naquele momento fôssemos apenas nós dois, como se o tempo não passasse e estivéssemos perdidos no tempo. Após algum tempo nossas bebidas chegaram e apenas continuamos ali até que a noite foi se aproximando e quando nos demos conta já estava escuro. 
- Acho melhor irmos agora antes que fique muito tarde. - eu disse olhando em volta vendo que havia apenas nós dois ali.
- Ah claro, nem tinha visto o tempo passar - ele soltou uma risada fraca e se levantou - me acompanhe. - estendeu o braço pra mim, eu ri e então coloquei meu braço em volta do seu e saímos. As ruas estavam calmas, com poucos carros passando, algumas pessoas andando apressadas pela calçada a fim de chegar em casa logo. Yixing e eu apenas estávamos andando calmamente, as vezes dava sinal para onde devíamos seguir para o caminho da minha casa. E em pouco tempo estávamos lá. 
- Bom, chegamos - ele disse - tenha uma boa noite senhorita. - disse se curvando e rindo com seu ato cavalheiro, típico de um filme antigo. 
- Digo o mesmo senhor Zhang - falei enquanto riamos. - Então até amanhã. 
- Até amanhã. - ele disse e ficou na porta me olhando até adentrar a casa. Olhei para a calçada e acenei para ele, que acenou de volta e então se virou para ir embora. Fechei e porta e ali estava eu novamente naquela casa silenciosa. Subi para tomar um banho quente enquanto em meus pensamentos só se passava os bons momentos que tivemos juntos hoje. Assim que terminei o banho me sequei e vesti uma roupa confortável e me deitei. Já passava das dez horas. Assim que fechei os olhos, dormi. E pela primeira vez em muito tempo, eu dormi tranquilamente a noite toda. 


Notas Finais


Oii... A fic ainda não tem capa, mas quando eu conseguir fazer uma eu coloco 😂😂 nunca fiz capa de fanfic então se ficar uma merda me desculpem. Mesmo assim, espero que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...