História I Need U - Capítulo 13


Escrita por: ~ e ~YoonS

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Rap Monster
Tags Drama, Namjin, Romance
Exibições 30
Palavras 1.209
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Bishounen, Drama (Tragédia), Ecchi, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Pansexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Annyeonghaseyo!
Estamos chegando ao final de I Need U, então preparem os Hearts por que vai ter muito drama sim!
Foi realmente sofrido pra escrever esse lemon ;-;
Desculpe qualquer erro, espero que gostem.
Aviso: Essa fanfic pode causar um olho na sua lágrima.
Essa é a nossa primeira Fanfic, espero que nosso esforço não tenha sido em vão e que vocês gostem, se curtir, favorite, se tiver alguma crítica, comente. Beijinhos de luz.

Capítulo 13 - Thirteen


Fanfic / Fanfiction I Need U - Capítulo 13 - Thirteen

 Ele pediu passagem com a língua e eu cedi. O beijo ficava mais ofegante a cada momento devido ao ar que se tornava cada vez mais ausente, fazendo com que fôssemos obrigados a distanciar nossos lábios um do outro, e mesmo que por um minuto eu já sentia saudade do gosto de sua boca. Jin tornou a me olhar e instantaneamente mordi meu lábio inferior.

 O mais velho a minha frente começou a traçar uma linha de selos na extensão do meu pescoço. O repentino sentimento de que o meu coração iria pular pela minha boca apenas se tornava cada vez intenso.

- J-Jin... – Me pronuncio fazendo com que o mesmo pare a ação que estava sendo praticada.

- Hm?

- Me dê um momento, sim? – Sem ao menos aguardar uma resposta me ergui e me dirigi ao banheiro com velocidade, logo fechando a porta e apoiando meus antebraços sobre o mármore gelado da pia.

- Não é como se eu fosse lhe machucar, Nam. Não irei fazer nada que você não queira. - Ouço seus pés batendo contra o assoalho do corredor indo em direção ao cômodo. - Lhe espero no quarto, Nam.

 Liguei a torneira e lavei meu rosto abundantemente, levantei o rosto e parei para observar o meu reflexo, enquanto as gotinhas de água deslizavam pelo meu rosto perguntas passavam pela minha cabeça, tais como se eu realmente estava pronto para aquele momento. Apesar de minha avançada idade eu nunca tive uma relação sexual e não tinha a menor ideia de como pratica-la, pensar nisso apenas intensificava o meu nervosismo atual. Nunca blefei em relação a sentir algo pelo meu Hyung mas...

- Vamos Namjoon! – Em alguns segundos de coragem insana que floresceu em mim cerrei o punho e fui em direção aos nossos aposentos.

 Assim que adentrei no cômodo logo procurei Jin desesperadamente com os olhos e apesar do quarto ser pequeno não o encontrei, mas senti o mesmo me envolver em seus braços por trás e depositou um beijo em minha nuca, em uma explosão de sentimentos senti um arrepio que se estendia por minha espinha. O mesmo se pronunciou após notar o meu nervosismo por conta de minhas mãos estarem tremulas.

 - Nammie, você quer isso? - Corei imediatamente ao sentir a ponta de seus dedos tocarem minha pele por baixo da camiseta que vestia. Não sabia se ia conseguir fazer com que ele sentisse prazer ao estar comigo, mas de qualquer modo eu ia me esforçar.
 - S-Sim. – Gaguejo e o mesmo prossegue com os toques.

 Suas mãos caminharam pelo meu tronco, dei passos desajeitados em direção a cama e em poucos segundos já via o mesmo sobre mim. Ele tirou sua própria camiseta me possibilitando de ver seu abdômen semi definido, sua pele claramente me lembrava algodão, era extremamente branquinha e aparentava ser muito macia. Em uma atitude impulsiva apenas coloquei minha mão sobre seu abdômen e nossos olhos se encontraram, o mesmo se inclinou um pouco em minha direção como se estivesse me testando. Levei minha mão até o seu pescoço e o pressionei colando novamente nossos lábios enquanto meus dedos se misturavam ao emaranhado de fios que se formou em sua nuca.

 A cada momento que passava nossos corpos estavam cada vez mais colados e já podíamos sentir o volume um do outro que já estavam apertados dentro de nossas roupas. Logo um mínimo gemido escapou por meus lábios tendo uma reação surpresa de meu parceiro. Nossos corpos rolavam pela cama e logo fiquei por cima tendo uma visão privilegiada de Jin, pude acariciar seu rosto, ele parecia tão inocente e indefeso olhando-o daquela forma...

- Posso? – Puis a mão sobre o volume e direcionei meus olhos em sua direção aguardando uma resposta e obtive um tímido “sim”.

 Desci me apoiando em suas coxas e dobrei meus joelhos sobre o chão enquanto meu parceiro terminava de se livrar de suas vestes às largando em algum lugar não especificado do recinto. Fiquei entre suas pernas e em pouco tempo sua extensão já estava preenchendo a minha garganta. Notando os arrepios que causava no moreno a minha frente fiz com que seu membro ficasse cada vez mais rígido ao percorrer a extensão de minha garganta tendo um gemido em resposta a cada estocada.

 Em uma pausa para recuperar o ar retirei seu membro minha boca fazendo questão de deixar um estalo audível sair de meus lábios com a intensão de provoca-lo, ao qual deu certo e notei sua glande inchada já escorrendo o pré-gozo.

- Me dê um desconto. – Minhas bochechas adquiriram um tom avermelhado. – É minha primeira vez fazendo algo do tipo... – Fui interrompido.

- Nam, fique de quatro. – Disse ofegante. – Apoie-se na cabeceira da cama.

 Ignorando o meu aparente nervosismo o fiz seguindo o que foi ditado pelo mais experiente ali presente. Ele retirou um pacote de camisinhas do criado mudo ao lado da cama a rasgando e pondo-a em seu membro, se posicionou no meio de minhas pernas.

- Pronto? – Apenas fiz que sim com a cabeça. – Pode doer um pouco...

 Sem ao menos parar para raciocinar sobre o que o mesmo tinha acabado de falar ou falar para que ele parasse ali mesmo pois não gostaria de sentir nenhum tipo de dor senti uma imensa ardência em minha região baixa e logo um gemido de dor escapou em meio aos meus dentes. Simplesmente tive a sensação de estar sendo rasgado por dentro.

- Posso? – Indagou se referindo se eu estava confortável o suficiente para que ele pudesse prosseguir, mesmo eu não estando concordei na esperança que com ele se movimentando dentro de mim o prazer poderia vir à tona.

- P-pode. – Assim, Jin começou a se mover dentro de mim, a sensação de nervosismo e dor começou a ser substituída por prazer e desejo e com absoluta certeza esse sentimento de adrenalina foi um dos melhores nas quais experimentei.

 As estocadas eram cada vez mais rápidas e profundas fazendo-me entregar de alma e corpo para o meu Hyung, eu apertava a madeira da cabeceira ao qual me apoiava neste momento na tentativa de manter o controle e firmeza. Nossos gemidos de prazer se ampliavam no ambiente vazio e o calor seu corpo se misturava ao meu, nossos batimentos cardíacos encontravam uma sincronia única e inigualável juntos pela forma em que nossos corpos estão unidos. Não consigo imaginar esse momento com outro alguém.

- Ahhh! – Jin gemeu manhosamente e eu sabia o que esse gemido queria dizer, Jin estava chegando ao seu ápice e por incrível que pareça isso me deixava feliz, significa que essa noite não foi prazerosa apenas para mim, mas sim para o meu Hyung também.

 Em uma estocada firme e profunda Jin chegou ao seu tão esperado ápice e após dar um ou dois nós na camisinha em que usamos e joga-la no lixo, nos deitamos lado a lado sobre o lençol branco da cama, ele se voltou para mim e começou a acariciar meu fios emaranhados sobre a testa os afastando enquanto o meu braço circundava sua cintura colando novamente nossos corpos e ali, mais uma vez naquela noite degustei da boca de Jin ao qual eu jamais negaria, a língua dele acariciou meus lábios e dissemos em unisom

- Eu te amo.


Notas Finais


Jimin comeu as notas finais.
Se quiserem conversar conosco nossas redes sociais estão nos perfis c:


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...