História I Need U - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Monsta X
Personagens Baekhyun, Cl, Jackson, JB, Jin, Jungkook, Lu Han, Min Hyuk
Tags 2ne1, Bts, Exo, Hentai, Romance
Exibições 106
Palavras 3.578
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Sorry a demora,tive que reescrever o capítulo todo e pra melhor,a folgada aqui acordou 4h da tarde ususuhsah
Enfim,boa leitura e NÃO ME MATEM ♥

Capítulo 37 - O que eu significo pra você?


 

~______on~

-JaeBum...-falei entre o beijo.-Não é hora pra isso.
-Algo está me atraindo até você.-deu um selar em meus lábios e me olhou nos olhos.-Por mais que eu tente ignorar,você me deixa excitado...-senti meu rosto queimar de vergonha,desde quando ele se sentia atraído por mim?
-________?Onde vocês estão?-me afastei dele ao escutar a voz de Chaerin.
-Estamos em meu quarto.-manquei até a porta e dei de cara com ela.
-Não precisa mais de lanterna,a luz parece ter estabilizado.-quando ela terminou de falar a luz apagou-se novamente.-Acho que vamos precisa sim...-eu ri.Descemos com cuidado as escadas,JaeBum me carregou no colo e me sentou no sofá,a lanterna parecia um mini lampião então iluminava o necessário,coloquei-a sobre a mesa de centro da sala e me sentei novamente.
-Por que está mancando?-Luhan perguntou.
-Eu cai enquanto procurava a lanterna.
-Ela é a encarnação do desastre.-JaeBum disse e todos riram.
-O que faremos agora?-Minhyuk perguntou.-É sábado,não estou afim de voltar pra casa agora.-fez bico.
-Não tem muitas coisas para fazer...-Jin disse tentando pensar em algo.
-Eu tenho uma idéia.-HyunKi estava sentada ao lado de Jackson,ele parecia um pouco encomodado.-Por que não contamos lendas urbanas?-eu amava histórias e lendas de terror.
-Amei a ideia.-Chaerin parecia empolgada.
-Vamos fazer uma roda.-os rapazes retiraram a mesa de centro da sala e a levaram para outro lugar da sala,JaeBum colocou o 'lampião' no centro do espaço que havia entre os sofás e a televisão,nos sentamos formando uma roda na seguinte sequência no sentido horário: Jackson,HyunKi,Jin,JungKook,Luhan,Minhyuk,Chaerin,Baekhyun,JaeBum e enfim eu.
-Quem deveria começar?-perguntei,todos se entreolharam sem saber Ainda estava chovendo forte lá fora,vez ou outra raios cortavam o céu,a sala era iluminada pela luz fraca do mini lampião o que deixava um ar de filme de terror,tudo estava muito empolgante.-Tudo bem,eu começo...-abaixei um pouco a luz do lampião para o clima ficar ainda mais assustador.-Me lembro de sempre ter escutado essa lenda no meu tempo de escola,não lembro muito bem minha idade,vou chutar de 11 à 14 anos...-todos me olhavam atentamente.
-Eu ainda morava no Brasil nesta época,meus colegas costumavam sempre fazer uma rodinha de amigos e começar a contar lendas de terror,coisas de crianças...
-Continue.-JaeBum estava muito atento àS minhas palavras.
-Uma garota,cujo o nome é desconhecido,estudava em uma escola,ela era do tipo que cabulava* as aulas,todos os dias,ao chegar na escola,invés de ir para a sala de aula ela ia até o banheiro feminino do segundo andar de sua escola,ela se trancava em uma das cabines e ali ficava até o fim das aulas,ela ficava ali fumando,quando alguém aparecia,ela apagava o cigarro e subia em cima do vaza sanitário para que ninguém visse seus pés por debaixo da porta...Um dia ela foi para a escola normalmente,e como de costume,subiu as escadas para o segundo andar da escola e foi até o banheiro,acendeu um cigarro e ficou sentada sobre o vaso sanitário escutando música com seus fones de ouvido,passou-se algum tempo e ela saiu da cabine,foi até o espelho que ficava na parede sob as pias do banheiro,o piso estava um pouco molhado mas ela apenas ignorou,ficou em frente ao espelho se admirando,ela era linda,a garota mais bonita da escola,cabelos longos e loiros,um corpo bonito e uma boa aparência,colocou sua mochila sobre uma das pias e de dentro tirou um pequeno estojo de maquiagem,de dentro tirou um batom e algumas outras coisas para se maquiar.-Chaerin parecia estar com medo,ela era muito medrosa e eu também,estava ficando arrepiada só de estar contando a lenda.-Quando ia passar seu batom,eis que ele escorrega de sua mão e cai no chão,então ela se abaixou para pegá-lo,quando se levantou seus pés escorregaram no piso molhado,ela bateu a nuca na ponta da pia e apagou...
-Só isso?-Baekhyun disse querendo pagar de corajoso,mas todos ali sabiam que ele tinha medo até de uma borboleta.
-Fique quieto...Continue por favor.-HyunKi disse e eu assenti.
-...Ela acordou em um lugar estranho,estava em uma sala fria e escura,ela se guiou com as mãos pela parede,então encontrou um interruptor e acendeu a luz,sua cabeça doía bastante,ela estava de vestido,um vestido branco,seus braços estavam mais pálidos do que o normal,ela sentia frio,estava descalça,guiou os olhos ao redor da sala,havia diversas gavetas estranhas de metal,ela se assustou ao ver uma gaveta aberta,algo parecido com uma maca saia de dentro da gaveta,havia algo sobre esta maca,algo coberto com um grande pano branco,ela se aproximou ainda com medo e lentamento puxou o pano...Soltou um grito ao ver a imagem em sua frente,seu corpo estava naquela maca,havia um grande V em seu tórax,parecia ser um corte,seus narizes estavam tampados com pequenos pedaços de algodão,ela se afastou assustado,saiu correndo da sala,não havia ninguém ali,ela estava sozinha,correu sem rumo ou direção e acabou encontrando um banheiro,adentrou ele e foi até as pias que lá havia,ficou sem reação ao se olhar no espelho...Não havia reflexo algum,ela estava parada em frente ao espelho mas não se via nele,coçou os olhos e mesmo assim,nada aparecia além da parede atrás dela,ela estava morta.
-Ai meu Deus.-Chaerin disse baixinho,ela estava agarrada ao braço de Minhyuk.
-Não achei nada demais.-Luhan sorriu de lado.
-É só isso?-JaeBum me encarou.
-Não.-eu já estava toda arrepiada.-Dizem que ela ainda habita os banheiros,assim como de escolas e até mesmo,casas...A lenda diz que,se você der descarga três vez e a chamar a cada descarga,ela aparece para você...
-Chega.-Chaerin disse se encolhendo.-Eu odeio lendas.-ela era realmente muito medrosa.
-É cada mentira...-Minhyuk disse rindo.
-Se é tão corajoso assim,vá até o banheiro e chame por ela.-o desafiei e logo depois me arrependi quando ele se levantou.
-Vai você primeiro.-me desafiou.-Se fizer isto,irei te comprar um carro novo.-ele sabia que eu era medrosa.
-É tão rico assim?-Jackson perguntou.
-Sou um cirurgião,queria o que?-gabou-se.-E então?-eu era medrosa demais para isso,mas um carro novo não era má ideias...
-Trato feito.-me levantei...pobre de mim...-Mas alguém vai comigo.-falei olhando um por um.
-Eu vou.-JaeBum disse se levantando.-Não acredito nessas coisas mesmo.
-Está feito.-Minhyuk disse sorrindo,ele estava com cara de quem ia aprontar.-Esperamos vocês fora do banheiro.-todos se levantaram e caminhamos até o banheiro que havia perto da cozinha,parei na porta e olhei para eles,já estava perdendo a coragem...
-E-Eu...Eu não posso.-tentei sair dali mas Minhyuk me segurou.
-Nada disso,agora você vai.-abriu a porta do banheiro e me empurrou até lá.
-Você é mal.-protestei e ele fechou a porta,tentei abrir mas não consegui,então encarei JaeBum para que ele não me forçasse a fazer aquilo,mas ele parecia se divertir com a situação.
-Eu estou logo aqui,não se preocupe.-eu estava toda arrepiada,JaeBum ficou atrás de mim com os braços em torno de minha cintura,por um instante me senti um pouco aliviada mas ainda estava tremendo de medo,sim,eu estava tremendo.-Está tudo bem,é apenas uma lenda.-ele deu um beijo em meu pescoço tentando me acalmar.
-Loira do banheiro...-dei a primeira descarga e senti um frio percorrer minha espinha,JaeBum me agarrou mais forte.-Loira do banheiro...-dei a segunda descarga e o olhei por cima do ombro.-...Lo-Loira do banheiro.-dei a terceira descarga.-Ve-Ve-Venha me pe-pegar...-gagejei.
-Viu,não acont...-de repente um raio cortou o céu e fez um barulho assustador,o raio iluminou o banheiro todo e eu tomei um susto gigante quando vi meu reflexo no box de vidro do banheiro e comecei a chorar descontroladamente,minhas pernas ficaram tão bambas que se não fosse por JaeBum eu teria desabado no chão,me virei de frente pra ele e ele me abraçou com força,eu não conseguia parar de chorar,meu corpo inteiro estava tremendo e comecei a sentir falta de ar.-Fique calma,está tudo bem,eu estou aqui.-me segurava forte,demorou longos minutos para que eu parasse de tremer,me separei dele,ainda estava chorando mas não tanto quanto antes.-Medrosa.-ele sorriu e deu um selar em minha testa.-Já acabou.-abri a porta e pronto,logo voltei a chorar igual louca.Minhyuk me deu um susto ao aparecer com um lençol cobrindo seu corpo quando abri a porta,tomei um susto tão grande que cai no chão e bati minha cabeça no piso do banheiro.

-Idiota!-Chaerin disse o empurrando enquanto todos os outros riam de mim.
-Qual o seu problema?-JaeBum saiu do banheiro e parou em sua frente.-Não acha que ela já se assustou demais?-deu um empurrão nele,JaeBum parecia furioso.
-Vai com calma cara,foi uma bricadeira.-Luhan disse ficando entre os dois.
-Brincadeira de criança.-HyunKi os reprendeu,se aproximou de mim e me ajudou a se levantar.-Está tudo bem?-perguntou.
-Não.-falei ainda chorando,não só estava assustada,minha cabeça agora estava doendo bastante.
-Sinto muito por esses idiotas.-Chaerin disse me acompanhando até a sala.-Vocês vão embora.-se virou para os rapazes.
-Está chovendo.-Minhyuk protestou.
-Problema de vocês.-ela estava muito brava.
-Foi só uma brincadei caramba.-Luhan tentou defender os rapazes mas foi em vão.
-Vocês são idiotas e imaturos,vão embora agora.-falou abrido a porta da sala e os expulsou,só restou JaeBum,HyunKi e ela.
-Está doendo?-HyunKi perguntou se referindo a minha queda no banheiro.-Eu posso ir em uma farmácia e comprar um analgésico...
-Está tudo bem.-falei me sentando no sofá,a luz havia voltado.
-Ela precisa dormir para se acalmar.-JaeBum disse vindo da cozinha com um copo de água.-Eu fico com ela,vocês podem ir...
-Nada disso.-Chaerin cruzou os braços.-Eu fico com ela.
-Não precisa,eu moro logo ao lado e já está tarde então...
-Eu já disse que vou ficar com ela.-ela se irritou,fitei ela sem entender o motivo.
-Bom...-HyunKi se pronunciou.-A chuva parou um pouco,é minha hora de ir.-nos despedimos dela e a mesma foi embora me deixando sozinha com aqueles dois que estavam disputando quem ficaria comigo.
-Eu já disse que eu que vou ficar.-Chaerin já estava perdendo a paciência,coisa que ela já quase não tinha.
-Chega vocês dois.-falei.-Desse jeito vão acordar meu bebê.-eles se calaram.-Chaerin,pode ir,está tarde e você mora longe...
-Mas...-bufou,mas obedeceu e foi embora.
-E eu?-JaeBum perguntou manhoso.
-Você pode passar a noite aqui?-perguntei,não tinha intenção alguma,mas confesso que estava morrendo com medo de ficar sozinha apenas com JiHoon depois do que aconteceu e como Chaerin era mais medrosa do que eu...-Ainda estou com medo.-ele sorriu.
-Vamos.-ele me pegou no colo e fomos para meu quarto,ele me deitou na cama e me cobriu.-Ainda está com dor?-sentou no pé da cama.
-Minha cabeça ainda dói um pouco.
-Depois que dormir vai se sentir melhor.-se levantou.
-Não vai dormir?-perguntei confusa.
-Eu vou dormir na sala.-apagou a luz.
-Por que?-me sentei na cama,poxa,pensei que ia rolar algo,eu merecia ao menos uns beijinhos depois do trauma que sofri hoje.
-Quer que eu durma aqui?-se aproximou da cama e eu assenti,ele se deixou ao meu lado e se cobriu.-Se soltar pum eu vou te sufocar com o travesseiro.-essas foram suas últimas palavras,ele se virou de costas para mim.Eu não entendia aquele homem,uma hora me irrita,outra hora é fofo comigo,outra tenta transar e agora finge que nada aconteceu?Aish,odeio ele.

~______off~

~JaeBum on~

-Ai!-acordei no meio da madrugada com _______ me chutando pra fora da cama,por alguns centímetros não bati a cabeça na cômoda ao lado da cama.-Idiota.-empurrei ela dando espaço para me deitar novamente,para minha infelicidade não consegui mas dormi,ela se mexia muito e me chutava a cada 2 minutos.-Desisto.-resmunguei me levantando da cama lentamente para não acordá-la.

Sai do quarto e fechei a porta,ao andar pelo corredor escutei um choro de bebê,abri porta por porta até achar o quarto de onde vinha o choro,achei o quarto do bebê,ele chorava bastante mas como a porta estava fechada não dava pra escutar direito do quarto de ______,fui até o berço e o peguei no colo,de longe dava para perceber o problema.

-Calma amigão.-falei o colocando em cima do trocador de fralda,acendi a luz do quarto e procurei no guarda roupa por uma fralda e lenços umedecidos,voltei até o bebê,tirei seu macacão,eles estava soando,estava bastante calor,decidi dar um banho nele,ele estava soando demais e a idiota havia colocado um macacão quente,peguei ele com um dos braços e com o outro peguei a fralda e o pote de lenços,fui até o banheiro do corredor e abri a porta,não havia banheira alguma ali,praguejei.-Pelo visto vou ter que me molhar.-coloquei-o com cuidado em cima do balcão de mármore e as fraldas dentro da pia,tirei a camiseta que vestia pois não queria molhá-la,tirei sua fralda suja e joguei-a no lixo,limpei seu bumbum com alguns lenços e joguei-os no lixo, o peguei no colo e entrei no box,liguei o chuveiro,a água estava no frio mas nada que fizesse mal a ele,entrei debaixo da água,como esperado fiquei ensopado,ele parecia se divertir ao me ver naquela situação pois estava sorrindo,tomei cuidado para não molhar seu cabelo,não demorei muito e desliguei o chuveiro,usei uma toalha para enxugá-lo e o levei novamente para o quarto,coloquei-o novamente sobre o trocador de fraldas,vesti-o com a fralda depois de passar talco e o coloquei no berço,procurei por uma roupa fresca,achei um shorts e uma regata,vesti ele e sentei no chão ao lado do berço pois não queria morar a poltrona com minha calça totalmente encharcada,fiquei brincando com ele,ele brincava com meus dedos.-Não vai dormir não?-ele parecia não querer dormir e então retornou a chorar,era só o que me faltava.-Está com fome?-era algo óbvio.

Desci com ele até a cozinha,abri a geladeira e procurei por uma mamadeira e para minha sorte já havia uma pronta,não me forcei a esquentá-la no microondas porque estava calor,amamentei ele e deixei a mamadeira na pia depois a lavaria,fui para a sala e me deitei no sofá com ele sobre minha barriga,fiquei fazendo carinho em seus fios até ele adormecer,levantei lentamente para não acordá-lo,subi até seu quarto e coloquei-o no berço,apaguei a luz e sai do quarto.-Ah,finalmente livre.-desci até a sala e sai da casa,estranhei ao ver um carro estacionado ali na frente,ignorei e comecei a andar até meu quintal.

-Então essa é a casa da sua garota?-escutei uma voz grossa se aproximando de mim,me virei e percebi que fiz uma merda bem grande.
-O quê?-me virei e vi um homem atrás de mim.
-Então quer dizer que tem uma mulher?-sorriu de lado.
-O que quer dizer com isto?-me fiz de desentedido.
-Ele quer o dinheiro dele.-levou a mão até meu pescoço e segurou com força.
-E-Eu e-estou cuidando disso.-mal conseguia falar,ele apertava meu pescoço com força.
-Você terá 2 semanas,se não conseguir o dinheiro...-sorriu olhando para a casa da _____.-Alguém vai pagar por isso.-soltou meu pescoço me fazendo cair no chão e entrou no carro e foi embora.

 

 

(...)

 


-Droga!-praguejei me levantando depois de um tempo que a fixa caiu e corri até em casa,abri a porta e subi até meu quarto,eu não devia ter me envolvido com ninguém.Peguei um vaso e o joguei na 
parede fazendo-o quebrar em mil pedaços.
-Que barulho foi esse?-me virei e vi Yang entrando no quarto.
-Yang?-me assustei.-O que faz aqui?
-Cheguei ontem a noite.-se abaixou para ver o vaso quebrado.-Você não estava então resolvi esperar,pensei em te ligar mas seu celular estava aqui,ia até a casa da vizinha mas começou a chover forte então resolvi esperar por você.
-Não é uma boa hora,você pode ir.-comecei a pegar os pedaços de vaso quebrado.
-JaeBum...Por que quebrou o vaso?-me fitou.
-Ele caiu...
-Não minta para mim,você sabe que não funciona.-segurou meu pulso mas eu me soltei.
-Vá para sua casa Yang.
-Você estava na vizinha?-nos levantamos.
-Não é da sua conta.-ela segurou meu braço quando tentei sair do quarto.
-JaeBum...Posso te pedir um favor?-segurou meu rosto me fazendo olhá-la nos olhos.
-Fale logo.
-Não se aproxime mais daquela mulher...Não pense que é ciúmes,é porque eu sei que ela vai se machucar se tiver algo com você...-me soltou.
-Não se faça de boa samaritana,não estou proximo à ela.
-Você conseguiu o dinheiro?-Yang era a única que eu confiava,ela sabia da minha dívida.
-Não...Acabei de me encontrar com um dos distribuidores dele...Ele me disse que tenho 2 semanas para conseguir o dinheiro.-me encostei na parede.
-Falta muito?-assenti.-O que vai fazer se não conseguir o resto?
-E-Ele descobriu sobre a ______...Ele ameaçou machucá-la...-bati minha cabeça na parede com raiva.
-Eu avisei para não se envolver com ninguém.-deu um tapa em meu rosto.-O que vai fazer se eles vierem atrás dela?
-Eu não sei.-abaixei a cabeça.-Estou com medo...-droga,falei demais.
-JaeBum.-segurou meu rosto e me fez encará-la.-Você está gostando dela?
-N-Não.-ela deu um tapa em meu rosto.
-Você está gostando dela sim!-gritou.-Você é um idiota.
-Não estou.-empurrei-a.
-Certo.-parecia não querer brigar.-Quantos que está devendo?-eu não havia falado a quantia.
-250 milhões de won.(<- cerca de 727 mil reais)-eu podia até ser rico mas aquela quantia era um absurdo.
-Você é louco.-se sentou na minha cama e passou a mão no rosto.-Por que deixou a dívida chegar nisso?
-Eu pensei que conseguiria pagar...Falta 50 milhões ainda.(145 mil reais)
-Não consegue fazer um empréstimo no banco?-me sentei ao seu lado.
-Eu já fiz...Não sei o que fazer.-eu devia ter me controlado,agora estou com essa dívida gigante e sei que eles não vão deixar passar isto.
-Eu tenho um dinheiro que guardei,se quiser eu te empresto.-me encarou.
-Não é preciso.-eu não poderia aceitar o dinheiro que ela guardava para comprar a própria casa.
-Este é seu problema JaeBum.-encarei-a.-Você se mete em problemas e não aceita ajuda,seu orgulho só vai te levar cada vez mais baixo.
-Eu que arrumei problema,eu tenho que cuidar disto sozinho.-falei passando a mão no cabelo.
-Espero que consiga.-me abraçou brevemente.-Você tem que se afastar dela,assim eles podem pensar que não tem nada com ela...
-Não sei se isso vai funcionar.
-Não custa tentar...-suspirou.-Você não precisa mais cuidar dela,consegui fazer nosso pai desistir da ideia de se vingar dela,foi complicado mas consegui.
-Sério?-ao menos uma notícia boa.
-Sim,então não é preciso que fique perto dela.-ela estava certa,eu não tinha mais motivo para me envolver com a ______,mas senti que algo me impediria,eu estaria gostando dela?Fui tão idiota assim?
-E-Eu...Você tem razão...-ela sorriu.

~JaeBum off~

~______on~

-Então ele foi embora no meio da noite?-falei desistindo de procurar por JaeBum dentro de casa.-Idiota.-resmunguei.

Era 7h da manhã quando acordei,meu banheiro estava uma bagunça,todo molhado,JiHoon estava com outra roupa,estranhei,JaeBum havia dado banho nele?Balancei a cabeça para afastar o sono e desci até a cozinha,fiz meu café da manhã enquanto JiHoon estava engatinhava em seu cercado de brinquedos.Lavei a louça e voltei para a sala,minha geladeira estava praticamente vazia,fui para meu quarto e troquei de roupa,fiz o mesmo com JiHoon,peguei a chave do carro,tranquei as portas de casa,adentrei o carro e coloquei JiHoon no assento para bebê,dirigi até um supermercado um tanto quanto longe de casa,peguei um carrinho de compras e deitei JiHoon no assento que havia no carrinho,iria comprar o que o dinheiro me permitisse.

Estava passando pelo corredor de frios quando vi JaeBum,não pensei duas vezes antes de ir até ele.

-Por que foi embora no meio da noite?-ele se limitou a me olhar,estranhei isso.
-Porque eu quis.-começou a andar e eu o segui com o carrinho.
-Eu vou comer um pedaço de torta na cafeteria aqui em frente,quer ir comigo?
-Não gosto de torta.
-Não seja chato...Por favor.-fiz biquinho e ele revirou os olhos.
-Seja rápida.
-Yes!-fiz uma breve comemoração,pagamos nossas compras e fomos até a padaria,pedi um pedaço de torta e ele pediu um coffe americano,nos sentamos em uma mesa,arrumei JiHoon no canguru de colo e comecei a comer.
-Coma rápido.-me apressou.
-Você está estranho.-ele evitava me olhar por algum motivo.-Nem está me olhando quando falo com você.-reprendi e ele me encarou.
-Por que olharia para você?-arqueou a sobrancelha.
-Eu realmente não entendo você JaeBum...
-...-me olhou sem entender.
-Você me confunde...-falei baixo para que ninguém escutasse.
-Como assim?
-JaeBum...Desde que nos vimos pela primeira vez,você só me irrita...
-Você que me irrita.
-Posso continuar?
-Hum.-fez sinal que sim.
-Tudo bem quando você me irritava,eu até achava engraçado nossas brigas e provocações...-suspirei.-Mas você parece ter mudado.
-O que?-ele parecia não entender minha mensagem,eu queria saber as intenções dele mas ele era lerdo demais.
-O que estou tentando dizer é que...-suspirei fundo tomando coragem,não sei bem o porquê de estar fazendo isto,eu costumava odiá-lo,ele só sabia me irritar,mas por algum motivo,eu me sinto segura perto dele,comecei a olhá-lo diferente,eu mal consigo olhá-lo nos olhos sem sentir um arrepio,a cena daquela noite que ele entrou na piscina não sai da minha cabeça.Eu não estou gostando dele...Estou?-Nos odiamos,desde que nos vimos...Aish,vou ser direta...-ele riu de lado.-Eu acho que...estou gostando de você.-falei mesmo,mas logo me arrependi quando ele me olhou nos olhos.
-Você o que?-falou um pouco alto,algumas pessoas ao redor nos olharam brevemente.
-Eu também não sei o motivo...Eu me sinto segura ao seu lado...-ele se levantou e me puxou pelo braço,me levou para fora da cafeteria.
-C-Continue...
-Eu sinto borboletas nos estômago quando estou perto de você.-me sentia cada vez mais envergonhada.-Eu não consigo esquecer daquele dia que você me beijou pela primeira vez...-eu parecia uma idiota.
-Está falando sério?-ele se aproximou um pouco.
-S-Sim...Eu sou uma idiota.-abaixei a cabeça.-Eu não sei ao certo o que sinto em relação a você...Acho que realmente gosto de você.-ele levantou meu rosto com a mão e me fez olhar em seus olhos.
-Então temos um problema.-eu não entendi o que ele quis dizer.
-Eu posso te perguntar algo?-ele assentiu e eu respirei fundo tomando coragem.-O-O que eu significo pra você?-ele abaixou a cabeça,soltou meu rosto e se afastou.-Me diga,por favor...
-Se você se iludiu com o que aconteceu conosco nos últimos dias,eu sinto muito.-senti meus ombros pesaram de repente.
-E-Então por que se aproximou de mim daquele jeito?-senti meus olhos encherem de lágrimas.-Você gosta de mim?-o encarei e ele desviou o olhar.
-Foi apenas por desejo,nada além disso...
-O que?-como ele podia ser frio daquele jeito,ele me iludiu?-Então é isso?Apenas desejo?
-S-Sim...
-Me diga ao menos o que significo para você...-ele virou de costas para mim.
-Você não significa nada para mim.-senti as lágrimas escorrerem por meu rosto ao ouvir aquilo,então ele se foi.

 


Notas Finais


E aí?Que dívida é essa do JaeBum?Ele está gostando de você?Ou é apenas atração?


Minha fic do Exo pra quem quiser ler,da uma visualização lá se puder,irei agradecer de coração ♥
Vai rolar Baekyeol, Hunhan, Kaisoo, Taoris, Xiuhan
https://spiritfanfics.com/historia/we-are-one-6782309

Minha fic do Jimin https://spiritfanfics.com/historia/bad-boy-7130252/capitulo1



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...