História I Need U - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Monsta X
Personagens Baekhyun, Cl, Jackson, JB, Jin, Jungkook, Lu Han, Min Hyuk
Tags 2ne1, Bts, Exo, Hentai, Romance
Exibições 69
Palavras 2.232
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Era pra mim ter postado ontem mas não deu tempo porque eu estava escrevendo o novo capítulo de We Are One que é atualizado dia de quarta,então para não atrasar acabei dando atenção só à ele.
Mas aqui está ♥ Ficou um pouco pequeno mas é pra manter um suspensinho para o especial 40 capítulos que pelo visto já está chegando :3

# Gente,leiam as notas finais quando terminam os capítulos,deixo algumas perguntas lá para interagirmos e assim eu ter
uma ideia melhor de como continuar a história ou melhorar ela,respondam e interajam comigo,eu sou legal eu juro e sem contar que isto vai me ajudar bastante ♥ ijsijsj

Capítulo 38 - A rainha voltou


 

~JaeBum on~

-AAAAAAAAAAAH!-gritei de raiva ao chutar o pneu do meu carro;aquela mulher me enlouquece,não devia ser assim,eu não gosto dela,eu não posso gostar dela.

 

 

(...)

 


-E então?-Yang disse entrando na sala.
-Está feito...-liguei a televisão.
-Será melhor assim,acredite em mim.-se sentou ao meu lado.
-E-Eu sei.-coloquei no canal de notícias e tomei um susto ao ver a reportagem.
"Policiais da Delegacia de Seul estão à busca de fornecedor de drogas e distribuidores.
Suspeitas dizem que criminosos estão espalhados pelas redondezas de GangNam.
-foto-Se conhece ou já viu algum desses homens,ligue para a delegacia e ajude a colocá-los atrás das grades."
-O que foi?-Yang disse me encarando,eu estava espantado com a notícia,haviam entregado os distribuidores.
-Alguém entregou eles.-encarei-a,se eles suspeitassem de mim estaria tudo acabado.
-E-Eu entreguei eles.
-Você ficou louca?-me levantei.-VOCÊ SABE O QUE VOCÊ FEZ?
-Eu te ajudei!
-Não!-gritei.-Você piorou tudo!
-Por que?-se levantou me encarando sem entender.-Agora eles estão sendo caçados,se eles forem presos,você está livre desta dívida.
-Yang.-segurei seu braço.-Apenas clientes sabem que eles estão em GangNam.
-E daí?
-Acorda Yang!-chacoalhei ela.-Eles vão ir atrás de um por um!Eles vão vir atrás de mim.
-O QUÊ?-arregalou os olhos.
-Se eles forem presos,eu também vou,eles não vão hesitar em entregar todos para diminuir sua pena na cadeia.
-Como assim?
-Existe algo como,se você entregar seus comparsas,sua pena na cadeia diminui para cada pessoa entregue.-passei a mão no cabelo.
-Eu sinto muito,eles não podem te prender JaeBum,eles não podem.-disse chorando,abracei-a,Yang acabou de cavar minha cova,mas a culpa era minha,eu não devia ter me envolvido com drogas.

~~*~~

~VERDADEIRA HISTÓRIA~

~5 ANOS ATRÁS~

-JaeBum...O que é isso?-Yang disse com um pequeno envelope nas mãos.
-ME DEVOLVE ISSO.-tentei pegar de sua mão mas ela saiu correndo.-YANG VOLTA AQUI!-ordenei mas ela continuou correndo.
-Yang,pare de correr.-nosso pai disse segurando ela pelo braço.-O que é isso?-pegou o envelope de sua mão,senti minha espinha gelar.
-Achei na bolsa de JaeBum.-apontou pra mim.-Ele não quis me falar o que era.
-Querido,já arrumou o...-minha mãe disse se aproximando.-Oh,o que é isso?
-Isso é seu JaeBum?-meu pai perguntou levantando o envelope em minha frente.
-S-Sim.-abaixei a cabeça,estava tudo perdido agora...Meu pai abriu o envelope e depositou o conteúdo sobre a mesa.
-Isso é...
-O que significa isso Im JaeBum?-meu pai me puxou pela gola da camiseta.-Isso é cocaína!
-Você está se drogando JaeBum?-Yang disse me encarando assustada.
-Eu posso explicar,eu...-meu pai deu um tapa em meu rosto.
-Você quer acabar com sua família?-gritou.-Seu delinquente.
-Por que isto está com você?-minha mãe perguntou espalhando a droga sob a mesa.
-Ele está se drogando,não está vendo.-deu outro tapa em meu rosto.-Se explique AGORA.-me empurrou fazendo-me cair no chão.
-Eu sinto muito pai.-abaixei a cabeça.
-Você sente?-deu um chute em minha perna.-Onde arrumou isto?
-Yang,vamos deixar eles à sós.-minha mãe disse levando Yang para longe dali.
-DIGA!-me puxou pelo pescoço.-ONDE ARRUMOU ESTA MERDA?
-Eu não posso dizer...
-Você ficou louco?-ele agora apertava meu pescoço.
-Eu tentei parar,eu juro.-senti meus olhos encherem de lágrimas.
-Por que está fazendo isto?-me olhou nos olhos.
-Eu jurei que ia usar só uma vez,mas não consegui mais parar...
-Então é aqui que você gasta o seu dinheiro?-assenti.-Você tem 17 anos e ainda não criou juízo?Eu e sua mãe demos tudo à você,demos educação,dinheiro e um nome de honra e é assim que me agradece?
-Esse é o problema.-respirei todo o ar que pude para poder falar.-Você me deu dinheiro,sempre o dinheiro!-gritei com a voz falhada.-Enquanto eu pedia por amor e atenção você só me dava dinheiro,desde que eu nasci você tentou resolver tudo com dinheiro.
-Seu desgraçado!-deu um tapa em meu rosto.-Eu te dei a vida que muitos fariam qualquer coisa pra ter!Você sempre teve tudo o que quis,e agora ousa dizer isto!
-O DINHEIRO NÃO SUBSTITUI A FALTA DOS PAIS!-o empurrei.-Eu cresci em um internato fora do país,eu vinha ver você e a mamãe uma vez por ano,e quando vinha para casa,você estava em viagem de negócios e mamãe trabalhando fora,apenas Yang me recebia.-senti minha raiva falar mais alto.-VOCÊ ACHA QUE ISSO É VIDA?EU PREFERIA TER NASCIDO POBRE SE ISSO FIZESSE EU TER MEUS PAIS PRESENTES ENQUANTO EU CRESCIA AO INVÉS DE PESSOAS DESCONHECIDAS DO MUNDO TODO!
-CHEGA JAEBUM.-minha mãe disse entrando na sala.-Você sabe que trabalhamos para dar a melhor educação para você e sua irmã,é assim que nos agradece?Se drogando?-meu deu um tapa tão forte que meu rosto virou para o lado.
-Estou com nojo de você.-meu pai disse se afastando.-Saia da minha casa,não quero mais você aqui.-o encarei com medo,eu não tinha para onde ir.
-Eu não tenho pra onde ir.-segurei seu braço mas ele se afastou.
-Você pode ficar na nossa casa antiga,te darei algum dinheiro por mês.-vi o enxurgar disfarçadamente uma lágrima em seu rosto.-Apenas fique longe daqui.
-Estou decepcionada com você.
-Pai,por favor,me desculpe.-implorei,eu não estava preparado para viver sozinho.
-Esquece que sou seu pai.-virou de costas.-Vá agora mesmo.-saiu da sala me deixando sozinho,meu mundo tinha caído e a culpa,era toda minha.

~~*~~ 


-JaeBum,está me ouvindo?-Yang disse passando a mão em frente ao meu rosto.
-Sinto muito,estava pensando...
-Eu sinto muito pelo o que fiz,eu sou um idiota.-se sentou no sofá.
-Está tudo bem Yang...Eu mereço isso.-ela se levantou puxando meu braço.
-JaeBum,olhe nos meus olhos.-segurou meu rosto.-Você errou sim,mas não merece ser preso.-abaixei a cabeça e ela levantou-a novamente,mas desta vez aproximou seu rosto do meu.
-O que está fazendo?-encarei a e ela me beijou,sim,ela me beijou,minha irmã estava me beijando.-Yang,pare com is...-tentei afasta-la mas ela se manteve firme ali,me beijou até ficar sem ar.
-Está tudo bem JaeBum...É só desta vez.-voltou a unir nossos lábios,eu estava surpreso demais para ter alguma reação,eu não retribuía o beijo mas ela não me soltava,então joguei tudo para o ar e peguei-a em meus braços,beijei a com força impedindo a de tomar fôlego,abri seu vestido e o tirei deixando apenas de lingerie,minha mente pedia para que eu parasse mas meu corpo não obedecia,meu corpo queria atenção,queria carinho,queria prazer.-Vamos para o seu quarto.-assim fiz,carreguei-a até o andar superior,mas não levei-a para meu quarto,eu tinha uma regra,apenas a mulher que eu amasse se deitaria em minha cama comigo,então levei-a para o quarto que eu havia feito para meu prazer secreto,meu quarto de sadomasoquismo.

Nos beijávamos,ela me acariciava e tocava meu membro coberto,eu apenas ficava de olhos fechados,eu não queria ver quem estava embaixo de meu corpo,ela tirou minha camiseta e beijou meu pescoço,não senti nada,meu corpo estava ali,recebendo toques e beijos mas eu não sentia nada,não estava me excitando,não sentia arrepios,algo parecia me impedir e não era o fato dela ser a minha irmã,eu sentia que era algo maior,uma culpa,um sentimento ou algo do tipo,estava beijando-a quando em minha mente veio a imagem de uma mulher,sim,aquela mulher,aquela que horas atrás eu havia afastado,a mulher que havia me perguntando sobre sua importância para mim,a mulher que eu havia mentido,ela não era como um nada para mim,ela me fazia me sentir bem,mesmo me atrapalhando diariamente,ela me fazia sorrir,eu tentava esconder aquilo dela,não queria me envolver mas acho que me envolvi,eu não a toquei como queria,eu não a beijei como queria,eu não disse palavras que devia mas agora não poderia mais,eu não queria ter dito aquelas palavras duras,eu não queria ter afastado aquela idiota,sim,ela era uma idiota,mas atrevo-me a dizer que era a MINHA idiota,o pouco tempo que passei perto dela pareciam meses,até anos,ela chegou de repente e entrou na minha vida sem pedir permissão,fez uma bagunça completa,eu queria estar agora com ela em meus braços,eu queria ter ela embaixo de meu corpo,eu queria os toques dela,seus beijos,seus carinhos,eu queria ouvir seus gemidos,eu queria ouvir sua respiração ofegante novamente em meus ouvidos,eu queria tocá-la,queria fazê-la se contorcer de prazer,queria que ela puxasse o meu cabelo,queria que ela me arranhasse,queria que ela estivesse cavalgando em meu membro,que ela me chupasse,lambesse,gritasse meu nome ao ter um orgasmo,queria que ela deixasse eu bater em seu bumbum,puxar seus cabelos,chupar seu pescoço,beijar seu corpo inteiro,seja embaixo da água como aquela noite,seja na minha cama,no sofá,na banheira,na cozinha,no chão,até na escada se me permitisse,mas também queria entrelaçar nossos dedos ao caminharmos juntos pelas ruas,queria ver ela nadando em minha piscina,sentada ao meu lado assistindo filme,em minha frente jantando em um restaurante,arrisco-me a dizer que queria também poder ajudá-la à cuidar de seu filho...Deus,eu estou pensando até em cuidar de seu filho como se fosse meu,eu estou enlouquecendo,eu não gosto daquela mulher,eu não gosto,eu não gosto...Tentei me concentrar em Yang e seus toques mas escutei aquela vizinha idiota chamar meu nome em meus pensamentos.

-Yang,eu não posso fazer isto.-me retirei de cima dela e ela me encarou sem entender.
-Você estava indo bem JaeBum...
-Você não entenderia.-vesti minha camiseta.
-Você estava pensando naquela mulher,não estava?-se levantou e ficou em minha frente.-Sim,você estava!
-Apenas vá para casa,estou te pedindo.-abri a porta do quarto.
-Você realmente gosta dela...Apenas entenda que vocês não irão ficar juntos.-saiu e desceu as escadas.Não acompanhei-a até a porta,me joguei na cama e fiquei tentando tirar aquelas ilusões da minha cabeça,eu não posso ficar com ela,se eu ficar algo ruim pode acontecer à ela,ou pior,ao seu bebê,eu não posso deixar isto acontecer...Eu não posso amar ela.

~JaeBum off~

~_______on~

-Aquele idiota.-enxuguei as lágrimas de meu rosto,eu não choraria por um idiota como aquele,eu nunca mais vou olhar na cara dele,isto é uma promessa!

 

 

(...)

 


-JungKook?-me surpreendi ao ver Kookie em minha porta.
-Posso entrar?-assenti e nos sentamos no sofá.
-Não deveria estar trabalhando?-fitei-o.
-Estou.-sorriu.-Estou com meu grupo aqui nas redondezas.
-Oh,vai fazer alguma ronda ou algo do tipo?
-Não,descobrimos um traficante aqui em Seul,recebemos uma informação de que ele e seus distribuidores estão se escondendo em GangNam.
-Aigoo,até gente rica se envolve com isto?-que pergunta idiota,é claro que sim,quem suspeitaria de um bando de almofadinhas?
-Vocês são seres humanos também.-riu.
-Vocês?-ri de lado.-Estou falida,não tenho um centavo sequer.
-Se eu fosse rico te ajudaria,mas as contas de casa...
-Não se preocupe,qualquer coisa eu começo a vender miçangas na rua.-ele arregalou os olhos.
-De médica à hippie.-eu ri.-Bom,não posso demorar muito,olhe estas fotos.
-São os traficantes?-ele assentiu.
-Já viu algum deles?
-Não,sinto muito...
-Se ver algum deles me ligue por favor.-concordei.-Agora tenho de ir embora,tenho que ficar de olho.-sorriu,acompanhei-o até a porta.-Noona...
-Sim?
-Estava pensando...-raspou a garganta.-Gostaria de jantar comigo?
-Claro,seria ótimo.-ele sorriu.
-Eu encerro meu turno às 21 horas,posso passar aqui hoje?-assenti e fiquei olhando ele ir embora.

Fechei a porta quando escutei meu celular tocar.

-Alô?
-Se não estiver sentada se sente.
-O que?-era Chaerin.
-Eu tenho uma notícia boa e ruim para lhe contar,então se sente.-obedeci e me sentei no sofá olhando JiHoon que brincava no cercado enquanto tentava engatinhar.
-Pode falar,já estou sentada...
-Quer a boa ou a ruim?
-A boa,claro.
-VOCÊ FOI REINTEGRADA NO HOSPITAL!-gritou.
-O QUÊ?-senti meu coração disparar e dei um pulo do sofá.
-Isso mesmo,parece que o pai de JaeBum desistiu da ideia e mandou te reintegrarem.
-Eu não acredito.-eu mal pude conter a felicidade.
-Mas...
-Diga logo Chaerin.
-Você tem que vir imediatamente para o hospital.
-O quê?
-Estamos com falta de ortopedista aqui e tem muito pacientes,o diretor quase ajoelhou na minha frente pedindo para chamá-la logo.
-Mas e JiHoon?
-Deixe com o vizinho,venha logo.-desligou.
-Aish,nem morta que vou deixar meu filho com aquele imbecil novamente.-liguei para a babá e para minha sorte a infeliz atendeu desta vez,disse que em meia hora estaria aqui,dei um banho em JiHoon e arrumei as coisas que ela precisaria,deixei JiHoon no berço depois que consegui fazê-lo se distrair com o ursinho de pelúcia que Jin deu,tomei um banho rápido e vesti meu tão amado uniforme,ah,como eu amava aquele uniforme,como eu sentia saudades do cheiro de álcool,bactérias e perfume barato das enfermeiras,não que eu seja melhor do que elas por usar um perfume de marca,mas o delas era o cúmulo do absurdo,além de barato eram enjoativos,credo,mas sinto saudades mesmo assim.

Finalmente a babá chegou,levei ela até o quarto do JiHoon e tranquei meu quarto,não se dá pra confiar muito nas pessoas;Fui até a garagem e liguei meu carro,pude ver JaeBum lavando a piscina de sua casa,ele ousou me chamar,rapidamente entrei no carro,fechei a porta e dei partida,como a criança que sou,quando passei em frente sua casa mostrei meu maravilhoso dedo do meio e gritei bem alto um "Vai se foder seu idiota."O trânsito desta vez estava ao meu favor,não demorei mais que 20 minutos para chegar no hospital,minha vaga ainda estava lá com meu nome,quase chorei de emoção ao entrar novamente no hospital,quando entrei todas as enfermeiras que estavam ali,certamente fofocando me olharam,"Estou de volta suas cobras" pensei;fui até a sala do diretor,ele pediu desculpas pelo o que aconteceu,senti vontade de enfiar meu salto na bunda dele de tamanha falsidade que emanava de seus poros,ao fim de todo aquele teatro daquele frouxo desci o elevador e voltei para o salão principal,ao longe pude ver meus amigos conversando,Chaerin se virou e me viu,imediatamente fiz uma pose ridiculamente vergonhosa,apoiei um pé sobre um banco e fiz um close para fazer gracinha,todos vieram em minha direção empolgados,nunca me senti tão desejada em um lugar como naquele instante.

-Finalmente você voltou.-Jackson disse bagunçando meu cabelo.
-Não sabe a falta que fez.-Jin disse sorrindo,como eu sentia falta dos meus amigos trabalhando comigo,logo pude sentir aquele cheiro de álcool e bactérias entrarem em minhas narinas,abri um grande sorriso.
-A rainha do hospital de Seul voltou.-falei em alto e bom tom para provocar as enfermeiras que nos fitavam de longe e todos me abraçaram.

 


Notas Finais


Então quer dizer que o senhor JaeBum é/era um zé droguinha?Hum senhor JaeBum,bom saber...
E esses pensamentos dele?Quero muito meter a língua na boca dele depois disso eoieoeioeei
Será que ele vai assumir que gosta de você logo ou vai ficar de enrolação?
Ele deveria assumir e enfrentar os riscos ou deveria deixar em segredo para proteger vocês?


Minha fic do Exo pra quem quiser ler,da uma visualização lá se puder,irei agradecer de coração ♥
Vai rolar Baekyeol, Hunhan, Kaisoo, Taoris, Xiuhan
https://spiritfanfics.com/historia/we-are-one-6782309


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...