História I Need U - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Rap Monster, Suga
Tags Colegial, Drama, Romance
Exibições 14
Palavras 1.801
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem! \o/

Capítulo 6 - Reconciliação?


Yoongi

 

Eu tinha acabado de chegar de uma viagem e estava passando de carro próximo ao hospital onde  Sook se consultava quando meu celular vibrou.

 

Sook.

Yoongi estou no hospital,  nossa filha vai nascer, então venha rápido. Por  favor.

 

Ao ler a mensagem, pisei fundo no acelerador, e dirige feito um louco eu não podia deixar Sook sozinha, não dessa vez.  Estacionei o carro na garagem do hospital e corri, corri tanto que meu peito doía, parei na recepção.

- Onde é o quarto da paciente Min Sook?  A atendente me olhou.

Ela lembro das vezes que vim com  a Sook e me mostrou onde era,  voltei a correr,  pedindo a Deus que ela estivesse lá ainda,  cheguei no meio do corredor, e vi que eles estavam saindo do quarto com ela em uma maca.

- Sook! Gritei e corri até ela, os médicos pararam e me olharam.

- Yoongi ? Pensei que você não vinha. Ela me olhou com lágrimas nos olhos.

- E eu perderia mais isso? Claro que não. Sorri e enxuguei suas lágrimas.

O médico pediu para uma enfermeira me levar para colocar a roupa e ver o parto, e assim o fiz,  eu estava do lado da Sook segurando sua mão e ela fazia força,  eu tentava acalmá - la quando ela se desesperava, mais algumas forças depois e escutamos o choro de nossa filha, sim nossa filha,  fruto do nosso amor, sorri e olhei para Sook que chorava e ria ao mesmo tempo.

- Parabéns e uma linda menina.  A enfermeira disse colocando a bebê no colo da Sook, e alguns segundos a pegando para levá-la para fazer os procedimentos.

 

Algumas horas depois.

Sook tinha dormido e eu estava com a nossa filha no colo ela era parecida com a Sook, só com a minha cor. Eu sorri ao vê - la sorrir, eu não podia nem queria me afastar delas, primeiro porque eu amo as duas e segundo porque preciso delas. Coloquei a bebê no pequeno berço de hospital e me aproximei da Sook que estava dormindo, fiquei admirando e sorrindo feito um bobo, eu tinha que conquistá-la, ela despertou e me olhou.

- Yoongi o...Ela parou de falar, acho que porque ela ia me chamar de oppa.

- Sim.  Sorri.

- Quanto tempo eu dormi? Ela coçou os olhos.

- Não tem muito tempo.  Sorri.

- E nossa filha.  Ela olhou envolta até que a achou no berço.

Ela estava tão distraída olhando nossa filha que nem me viu sentar ao seu lado na cama de frente para ela.

- Sook que nome vamos dar para ela? Peguei em sua mão,  ela me olhou e depois olhou para nossas mão mas não tirou, como pensei que faria.

- Lembra quando éramos crianças e eu disse que quando tivesse uma filha ela se chamaria Hyuna? Ela sorriu.

- Sim e eu disse que não pois seria o nome da minha filha.  Eu comecei a rir.

- E nós brigamos, até que eu disse que nossas filhas teriam o mesmo nome,  e seriam amigas como nós dois.  Ela riu, mas seu sorriso sumiu na última parte.

- Mas podemos ser amigos ainda, mais que amigos e só você me dizer que sim. Coloquei a cabeça de lado e a olhei.

- Vamos esquecer isso Yoongi.  Ela olhou para o berço.

- Ok, então ela vai se chamar Hyuna. Sorri

 

3 meses depois.

 

Eu ajudava Sook a cuidar de Hyuna,  principalmente quando a pequena não queria dormir,  Sook fazia de tudo mais ela só dormia comigo ou ouvindo minha voz,  confesso que fiz ela se apegar mais a mim de propósito,  assim ficaria mais tempo perto das duas.

- A Yoongi desse jeito não dá.  Sook fez bico e cruzou os braços. - ela só dorme se for com você.

Sook saiu do quarto.

Coloquei Hyuna no berço e fui atrás dela, que estava sentada no sofá,  pulei o encosto do sofá e sentei ao seu lado.

- Ei, ela vai aprender a dormir com você.  Sorri e ela retribui o sorriso.

- Amanhã eu volto a trabalhar,  já contratei alguém para cuidar da casa e da Hyuna. Ela disse ajeitando o coque de seu cabelo.

- Eu preferia que você cuidasse dela. A olhei.

- Tenho que trabalhar,  ela precisa das coisas.  Ela colocou a mão na perna.

- Eu posso dar tudo que ela precisa.  A olhei.

- Não Yoongi eu quero trabalhar e sustentar minha filha.  Ela se levantou e eu a segurei e puxei e ela caiu sentada no meu colo.

- Nossa filha. Sorri, minhas mão estavam em sua cintura.

Ficamos nos olhando e minha mão subiu por suas costas até sua nuca, ela agarrou minha camisa amassando em sua mão,  estávamos quase nos beijando.

- Acho melhor você ir embora.  Ela se levantou e foi até a porta a abrindo,me levantei e fui até ela.

- Tem certeza? Sorri.

- Tenho agora vai. Me aproximei mas ela se afastou.

#

Entrei na casa onde Sook morava e a vi correndo pela casa com Hyuna no colo, ela estava com um vestido justo preto um pouco acima do joelhos, de cabelos soltos com cachos nas pontas e maquiada.

- Você chegou que bom. Ela veio na minha direção e me deu a Hyuna.

- Estou atrasada. Falou colocando um dos sapatos altos e pulando para colocar o outro.

- Onde você vai assim? Ajeitei Hyuna no colo.

- trabalhar. Ela colocou o  perfume.

Juro que se não tivesse com Hyuna no colo a teria agarrado ela ali mesmo, balancei a cabeça e a olhei. - Mas Sook… ela se aproximou e eu simplesmente esqueci o que ia falar devido ao seu perfume.

- Até mais meu amor. Ela sorriu e beijou o topo da cabeça da Hyuna.

- Eu não mereço um beijo também.  Sorri e Sook ficou vermelha.

Ela se virou pegou a bolsa e saiu, respirei fundo e olhe para Hyuna.

- O que faço para conquistar sua mãe,  em? Sorri.

Fiquei mais algum tempo com Hyuna até que a senhora que ia cuidar dela chegou, peguei as chaves do carro,  dei um beijo em Hyuna e sai.

#

Passei praticamente a tarde toda alternando meus pensamentos entre o trabalho e Sook,  o que eu poderia fazer para tê la novamente? minha cabeça parecia que ia explodir, eu amo a Sook sempre a amei, mas tive que deixá-la se não Soon faria mal a ela, será que algum dia poderemos ser feliz?  Construir nossa família? Respirei fundo e me levantei,  caminhei pela sala tentando colocar meus pensamentos em  ordem, o barulho do meu celular me tira dos meus pensamentos,  colo a mão no bolso da minha calça social e pego o mesmo, bufo ao ver quem era.

 

Ligação on

 

- O que você quer Soon?  Reviro os olhos.

- E assim que se  trata os velhos amigos?  Ela ria.

- Bom só queria saber se recebeu o convite do meu casamento?

- Sim, mas não sei se estarei presente,  tenho muitas coisas para resolver.  

- Claro que você vai, e não se preocupe o casamento foi transferido para outra data, pois vou ter que ficar mais um tempo aqui em Nova York.  Ela ria e eu Bufei.

- Nossa sempre de mau humor né meu Yoongi? ele riu.

- Você me conhece.

- Era somente isso querido, nos vemos em breve,  ah é alguma notícia da Sook?  Engoli em seco.

- Não.  Menti e ela desligou.

 

Ligação off

 

Eu não podia arriscar dela saber que Sook tinha voltado e que tínhamos uma filha,  guardei o celular no bolso e sai da minha sala.

- Senhorita Li cancele todos os afazeres estou indo embora.  

- Sim senhor Min Yoongi.  Ela sorriu.

Peguei o elevador até a garagem e quando o mesmo chegou ao seu destino e abriu as portas, fui até o meu carro entrei e dei a partida.  As ruas de Seul começaram a se iluminar e a encher de pessoas,  apertei minhas mão no volante e acelerei. Queria nunca ter conhecido Soon,  quem sabe se não a tivesse conhecido eu e Sook estaríamos juntos. Parei em frente a casa de Sook, abri a porta e sai do carro caminhei pelo pequeno jardim e entrei.

- Senhor Min Yoongi?  A senhora que cuida da casa me olhou.

- Sim,  vim ficar com Hyuna e a Sook não chegou? Olhei em volta.

- Não senhor,  mas ela avisou que já está a caminho.  Ela sorriu.

- Pode ir para casa senhora.  Sorri e a mesma assentiu, pegou suas coisas e se foi.

Pegue Hyuna do bebê conforto e fiquei brincando com ela, depois de algum tempo ela dormiu, subi até o quarto dela e a coloquei no berço,  fiquei admirando ela e sorri de lado. Não posso sequer imaginar algo de ruim acontecendo com ela e Sook,  eu tinha que reconquistar Sook e sumir de Seul, antes que Soon volta-se.

Escutei a porta do andar de baixo se abrir e desci para ver quem era,  Sook estava debruçada no sofá procurando algo na bolsa, mordi os lábios com aquela visão,  me aproximei dela e a segurei pela cintura.

- Ai. Ela se consertou e me olhou por cima dos ombros.

- Yoongi que susto. Ela tentou se afastar mais a puxei de novo, fazendo suas costas se chocar contra meu corpo. Ela resmungou algo difícil de decifrar.

- Y...Yoongi. sua respiração estava acelerada.

Com uma das mãos, coloquei o cabelo todo para um lado só, eu  dava pequenas mordiscadas em seu pescoço,  ela levantou um braço e levou suas mãos até o meu cabelo e dava leves puxões me fazendo arfa.

- Não,  não e não.  Ela se afastou, e encostando se na parede e tentava recompor a respiração.

Eu sorri e me aproximei dela, coloquei uma mão na parede na altura de sua cabeça,  ela me olhava e sem almenos perceber ou percebendo mordeu o lábio inferior,  sorri de lado e a beijei,  nos beijamos apressadamente, eu a puxei pela cintura e nossos lábios estavam novamente dança a música que só eles sabiam, coloquei a cabeça para o lado para aprofundar o beijo.

A levantei e ela entrelaçou suas pernas na minha cintura subi as escadas e fomos para o quarto,  Sook sorria entre os beijos e carícias,  acho que ela estava com tanta Saudades quanto eu, a deitei na cama me deitando em cima dela, comecei a subir o vestido dela e beijava seus pescoço e podia ouvi-la chamar meu nome, e que saudades eu tinha disso

#

Sook acabou dormindo logo depois de dormimos juntos, eu acariciava seu rosto e sorria feito bobo, queria acordá-la e dizer que eu a amo e levar ela e Hyuna embora, minhas vistas começaram a pesar e então peguei no sono. 


Notas Finais


Comentem? Ou não ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...