História I need U... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Jungkook
Tags Abo, Alfa, Alfa!jin, Botom!jungkook, Daddy Kink, Daddy!jin, Jin, Jinkook, Jung Kook, Ômega, Ômega!kook
Exibições 223
Palavras 1.915
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioi~~
Bom essa é minha primeira oneshot postada, então espero que gostem ;D

Capítulo 1 - OneShot (+18)


Fanfic / Fanfiction I need U... - Capítulo 1 - OneShot (+18)

    Trabalho, trabalho e trabalho...

Kim SeokJin, herdeiro e futuro presidente do KimGroup, uma das mais influentes empresas entre a alta sociedade coreana, mas, para Jin aquilo apenas era mais outra situação em que sua posição de alfa lhe concedia. Agora o mesmo se encontrava em sua cadeira, posicionado em frente ao computador e varias papeladas que mereciam boa parte de sua atenção, já que no dia seguinte haveria mais uma reunião entediante e longa em prol de tal assunto em específico. Levou a xícara de chá calmamente até que se encontrasse com seus lábios carnudos, consumindo boa parte do liquido quente já que fazia frio tanto em sua sala quanto nas ruas de Seul. Por um instante, olhou o retrato próximo a sí, na qual sorria ao lado de seu esposo e ômega, Jung Kook, podendo se recordar um pouco do dia de seu casamento com o mais novo, até rir em baixo tom ao perceber que somente ele conseguia domar boa parte de seu ser autoritário. Se surpreendeu ao que sua secretaria abriu sua porta com pressa, podendo ver que a mesma se encontrava com uma expressão assustada, em outra ocasião Jin a repreenderia por sua falta de profissionalismo mas relevou tal ato por hora.

- O que ocorreu senhorita Ming? -indagou ainda com seu tom sério e já arqueando por natureza uma de suas sombrancelhas

- Desculpe-me senhor, mas seu esposo esta na linha, e precisa falar com o senhor imediatamente! - disse de modo um tanto afobado, o que despertou o nervosismo em Jin

- Vá e passe para mim a ligação! Agora! - praticamente rosnou aquelas palavras, deixando que a pequena moça corresse até sua mesa em frente a porta do seu superior e logo repassasse a chamada

Jin realmente ficara nervoso, quase nunca Kook o contatava enquanto estava no trabalho, dizia que não queria atrapalhar seus compromissos, já que eram tantos em sua vida de empresário de sucesso. O mais alto pegou apressadamente o telefone e o levou a sua audição.

- Amor, o que aconteceu? - disse tentando manter-se calmo, porem sabia que seria falho pois mesmo que o mais novo não visse seu rosto, poderia reconhecer seus atos e sentimentos como se estivessem escritos nas palmas de suas mãos.

-Alfa... Está... Dói...- podia ouvir a voz tremula e sôfrega de seu amado do outro lado da linha, já sabendo do que se tratava. O cio de Jung Kook se iniciava e Jin sabia disso, pois mesmo estando longe fisicamente podia sentir o cheiro adocicado de seu ômega se intensificar como se estivesse ao seu lado.

-Kook, estou indo! - colocou o aparelho em seu devido lugar e logo pegou seus pertences, passando em frente a sua secretaria e a despensando rapidamente por aquele dia, já que a mesma não teria o que fazer ali.

Tratou de correr até a garagem, entrando em seu carro e dando partida no mesmo, agradecendo aos céus pela casa de ambos se encontrar mais próxima a empresa, porém, amaldiçoava cada semáforo que ficava vermelho durante o trajeto. Estava tenso, não podia negar, odiava que seu pequeno e indefeso esposo sofresse tanto, mesmo nunca podendo sentir como ele, tinha uma noção de como o vazio que apoderava em seu corpo naqueles momentos o feria. Sabia que podia ter ganhado várias multas de trânsito por estar dirigindo daquela maneira arriscada, mas não se importava, a única coisa em que pensava era em Jung Kook chorando na cama de ambos e em meio aos soluços clamando por seu alfa. Kim estacionou de um modo desleixado seu carro em frente a grande residência, podendo notar o cheiro doce e inebriante invadir suas narinas, o fazendo entrar em tal local as pressas e deixar seu corpo ser conduzido até o quarto em que os dois cônjuges dividiam. Seus olhos se tornaram negros ao ver seu amado sob os alvos lençóis da grande cama, com seu corpo nú e já com uma fina camada de suor que o envolvia, além de seu rosto corado e já um tanto molhado pelas lágrimas que escapavam de seus olhos, além de poder notar as delicadas mãos do mais novo tentando estimular seu próprio membro já úmido, assim como seu orifício, e Jin odiava isso... Não o fato do ômega estar no cio, mas sim, o de que o mesmo se tocava sem sua permissão, isso poderia soar um tanto egoísta, porém Jin não aceitava isso de maneira alguma.

O mais velho mordeu com força seu próprio ínfero, logo rosnando ao ouvir um baixo gemido sair dos lábios rosados do garoto a sua frente, logo atraindo atenção do mesmo, que agora o olhava de forma que seu sofrimento fosse demonstrado por seus olhos inocentes.

- Alfa... Eu... - tentava explicar porem logo foi interrompido pelo alheio

- Estava tentando se satisfazer sem minha permissão, ômega? - indagou deixando sua raiva transparecer e em um súbito ato agarrou as madeixas do menor o fazendo ajoelhar sobre a cama e seu rosto ser forçado a olhar para o alfa em sua frente.

- Desculpa... Amor... Eu preciso de você... Por favor... - dizia enquanto suas delicadas mãos pousavam sobre o braço do mais velho

- Deita, agora! - rosnou e logo soltou os fios do menor, começando a retirar suas peças superiores enquanto o ômega, submisso ao seu alfa, o obedeceu de prontidão, se deitando com suas pernas dobradas, podendo ter a visão de Jin se acomodando em meio a elas.

O maior ainda queria punir seu amado, porém, Kook sempre o fazia repensar a ideia por conta de que tal situação somente acontecia durante seus cios, mas, desta vez ele não lhe escaparia. Kim levou sua canhota ao rosto de seu esposo, deslizando seus dígitos em sua face de modo que tentasse retirar as lagrimas do local. E em um rápido movimento, retirou rapidamente do criado-mudo um par de algemas, prendendo os pulsos do mais novo a cama e assim os imobilizando. Kook não reagia, já estava sem um pingo de autocontrole o dominando, assim se tornando uma pessoa inapta de parar aquela ação.

O mais velho abaixou seu rosto ate que pudesse selar os lábios do alheio, beijando-o com volúpia e rapidez como se travassem uma guerra com suas línguas, e assim que o ar lhes fez falta, pode então fazer o que queria.

- Você sabe o quanto odeio que se dê prazer, não sabe ? - sussurou rente a audição do menor enquanto sua destra iniciava uma lenta masturbação no membro ereto do alheio.

- D-desculpa Alfa... M-mas... - disse já liberando um baixo gemido, e logo tentando focar sua visão nos olhos negros de Jin, que agora, repousava sua testa sobre a de Kook - I need you inside me Daddy...

Jin fechou os olhos por um instante, Jung Kook sabia como o provoca-lo, e como sabia... E o resultado estava dentro de sua calça social, pedindo pra ser liberado de suas vestes que o sufocavam. O maior em um súbito ato virou o mais novo de costas para si, o deixando com suas nádegas empinadas para si.

- Eu já deixei passar esse erro varias vezes babyboy... Mas a minha paciência acabou... -disse naquele tom autoritário, enquanto Kook podia ouvir o alheio desafivelar seu cinto de maneira nem um pouco discreta - quero que conte quantas vezes eu marcar você, ouviu bem?

- S-sim - falou de maneira audível, já que sabia que se falasse como um sussuro seria forçado a repetir.

Kim sorriu de maneira sádica, gostava de dominar a situação entre quatro paredes, começando a punição de seu ômega.

1, 2, 3... E logo foram 6 vezes que aquele cinto de couro entrou contato com as alvas nádegas do mais novo que agora se encontrava marcada, e na manha seguinte, com certeza arroxeada devido a força usada pelo alfa.

Jin sabia o quanto seu pequeno sofria, então teve um pouco de sua piedade com mesmo, pois se as circunstâncias fossem diferentes, Kook não conseguiria aguentar o local latejando no dia seguinte.

Mantinha o ômega algemado e de quatro, podendo então admirar seu orifício que se contraia e relaxava freneticamente, deixando que a lubrificação (que surgia naturalmente por conta do cio) praticamente escorresse por sua pele.

- Agora... Repita o que você disse antes pro Daddy meu bem... - riu ao puxar novamente os fios macios de seu pequeno, fazendo o mesmo envergar suas costas para trás- Diga o que quer amor... E o daddy te dá...

-D-daddy... -gemeu manhoso ao que enquanto seus fios eram puxados e se emaranhavam nos dígitos de Kim, pode sentir o indicador alheio sendo pressionado em seu orifício- I n-need you inside me-e... - tentava falar, mas logo só pode arfar de forma que parecesse que seus pulmões nunca tivessem necessitado mais de ar do que naquele momento.

Jin sem nenhum aviso havia começado a inserir seu membro em Kook, o que deixara o menor surpreso já que não notara o maior abaixar suas vestes inferiores. O alfa tentava se controlar enquanto o orifício do ômega praticamente engolia seu falo rijo e pulsante, o que o fez gemer de modo extremamente prazeroso e rouco.

O mais novo apenas revirou seus olhos e gemeu somente quando podia sentir Kim por completo em seu interior, mas somente o tê-lo parado não era o bastante, queria que o alheio começasse de uma vez os movimentos dos quais ansiava de forma agonizante, tratando de tomar a única atitude que poderia no momento, resolvendo rebolar e impulsionar seu quadril em vai-e-vem, gemendo pelo seu querido esposo.

-A-alfa... -gemeu audivelmente, clamando para que seu amado não o deixasse sozinho em tais movimentos, almejava sentir a força das estocadas em seu interior. E foi o que aconteceu, Kim começou a estocar de forma forte e rápida, já não aguentava mais se segurar, e sabia que o menor tinha noção disso, afinal, o alheio gemia tão alto que até mesmo os vizinhos poderiam ouvir, mas... quem ligaria?

O alfa queria que o ômega continuasse a gritar seu nome, assim todos saberiam que Jung Kook era de Seok Jin, e a marca no pescoço de Kook mostrava isso, mas para Kim não era o bastante, poderia parecer possessivo as vezes, mas seu amor pelo mais novo era perceptível até por aqueles que nunca tivessem trocado uma palavra sequer com ele ou o alheio, o amor dos dois era a coisa mais forte que os unia, mesmo que Kook não estivesse marcado, ele era de Jin e vice-versa.

O quarto já se estava impregnado com odor forte de ambos, seus corpos se chocavam fortemente, deixando tal som ser totalmente audível, os gemidos se mesclavam com tudo, deixando o ambiente "mais aconchegante" para eles. Não era necessário palavras, os dois sabiam que o nó estava se formando, e logo ele veio, em meio a toda aquela situação, fazendo o alfa e ômega gemerem de maneira tao alta que parecessem uivos, podendo Jin preencher o interior de seu amado, e Kook sujar a destra do esposo que o estimulava durante todo o processo.

 Kim esperou o impacto do nó ser estabilizado, e então retirou as algemas de seu esposo, as jogando longe já que não eram mais necessárias. Puxou o pequeno e indefeso amado para que se aconchegasse em seu peito, acariciando suas madeixas molhadas pelo suor enquanto o ômega ainda tentava acalmar sua respiração, o que era totalmente compreensível, mas os dois sabiam que logo que voltassem ao normal, continuariam a se amar pelo restante daquele dia e noite, afinal, eram dois amantes insociáveis um pelo outro.


Notas Finais


Desculpa se não sair boa ;-; mas é minha primeira fic aqui... Obrigada por lerem ♡ Aceito comentários ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...