História I Need U - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Jimin, Suga, Yonmin
Exibições 9
Palavras 1.969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá!
Espero que gostem da minha história, venho pensando nela faz algum tempo então decidi arriscar e fazer uma fanfic. Ficarei feliz se vocês acompanharem e não desistirem de mim (risos)
PS: Essa fanfic e encontra do Wattpad também, o meu username é o mesmo.

Boa leitura!!

Capítulo 1 - 01


Eram quase três da manhã e ele ainda estava acordado. Sabia que tinha que dormir, em menos de cinco horas teria que ir para a escola e sabia que se demorasse mais um minuto ali, naquele sofá, ele não teria condições de se levantar para assistir aula. Mas o que poderia fazer? Estava cansado, muito, como nunca estivera na vida, mas tinha medo que, se fechasse os olhos, as imagens de sua irmã morrendo invadiriam sua mente novamente.

Min Yoongi era alguém até então que sabia se virar na vida, levava ela de modo até aceitável e tinha momentos de felicidade de vez em quando, como qualquer pessoa normal. Isso até Yezi o deixar.  Era a única pessoa da família que Yoongi amava, ele a amava mais do que a si mesmo. Mas como a vida o odeia, ela acabou levando Yezi embora também e agora ele se encontrava sozinho e perdido, e mais do que nunca, vazio.

O pior de tudo é que não tinha derramado uma lágrima sequer, ele não conseguia chorar.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
 

- Jimin, acorde. Vamos nos atrasar se você continuar assim!

- Só mais cinco minutos, Hobi...

- Você falou isso a dez minutos atrás! Vamos, temos prova hoje e se perdermos essa, acabou. Reprovados.

- Que saco. - Jimin se levantou a contragosto e foi direto ao banheiro quase derrubando Hoseok, que estava agachado perto da cama, no chão.

Hoseok ou Hobi, como todos o chamavam, era amigo de apartamento de Jimin. Eles se davam bem, sempre foram bons amigos e quase nunca brigavam. Jimin era agradável e fácil de conversar e Hoseok era alegre e muito companheiro, além disso, tinham uma paixão em comum, a dança. Eram uma dupla e tanto.

Hoseok se levantou e começou a arrumar o quarto do amigo, ver aquela bagunça o deixava muito incomodado. E se tinha algo que Hobi odiava, era bagunça. As tarefas da casa eram divididas de modo que, Hoseok arrumava e Jimin cuidava das roupas e louça. 

Quando terminou, foi até a mesa da sala e terminou de arrumar a mochila. Sentiu que algo estava faltando, então tratou de olhar ao redor quase como se estivesse desesperado e se aliviou quando viu o pequeno frasco que continha várias pílulas brancas, em cima dos livros de culinária perto da geladeira. Tratou de pega-lo e guardar bem em seu bolço.

- Estou pronto, vamos logo. Assim voltamos mais cedo para casa. - Após cinco minutos, Jimin apareceu vestido com o uniforme da escola e com o cabelo naturalmente arrumado, Hoseok se perguntava como aquilo era possível.

- Hoje você acordou de bom humor, pelo que estou vendo.- Falou de modo irônico enquanto saíam e trancavam a porta do apartamento.

- Estou cansado, ontem à noite acabou comigo. Além disso, minha cabeça está doendo muito, puta merda. - Jimin colocou a mão na cabeça e a balançou - Não sei como alguém consegue acordar de bom humor desse jeito.

- Ora, por favor, você que é empolgado de mais. Era para ser só um drink com as meninas do segundo ano, mas não, você teve que arrastar todo mundo para uma festa e deitar com a Taya. Só aceite as consequências.

- Ta, pare de jogar a culpa em mim.

- Mas a culpa FOI sua.

- Que seja. Não importa agora, só não me irrite.

Os dois continuaram o percurso conversando banalidades até avistarem a escola. Entraram e foram direto para a sala, a prova seria em menos de quinze minutos e o professor entraria a qualquer momento. Jimin se sentou perto da janela, no fundo da sala, talvez pudesse tirar um pequeno cochilo antes da prova começar.

A porta se abriu e Jeon JungKook entrou, parecia um zumbie com olheiras enormes e estava visivelmente abatido. Jimin só o conhecia por ele se sentar ao seu lado, nunca teve uma conversa com o garoto, ele era muito tímido e as vezes Jimin se assustava quando ele falava baixinho para responder o professor. Não deu muita bola e se encostou na parede, fechando os olhos logo em seguida. Se deu conta que realmente estava acabado.

JungKook se sentou e olhou timidamente para cima, tentando procurar Yoongi com os olhos no meio dos alunos espalhados pela sala. Estava preocupado com o amigo, Yezi havia morrido a dois dias e Yoongi mal falava ou dormia, Kook queria poder ajuda-lo mas não sabia como, ele também estava destruído por dentro. Para ele, Yezi era muito mais do que a irmã do seu melhor amigo, ela tinha sido seu primeiro amor e perdê-la foi algo inexplicavelmente doloroso para si. Claro que já tinha superado a paixonite de adolescente que sentia por ela, mas Yezi tinha sido alguém muito importante e uma amiga preciosa. Só queria ser forte, não só por si mesmo, mas por Yoongi também.

- Licença. Posso entrar?

- Min Yoongi, atrasado? Nunca pensei que viveria para ver isso.

- Eu também nunca pensei que o senhor continuaria vivo depois dos sessenta e cinco anos, mas aqui estamos nós.

- Ora, seu fedelho.... Entre, saia logo da minha frente.

Yoongi entrou e foi até sua cadeira sem olhar para ninguém. Sabia que os colegas estavam o olhando com pena, e odiava isso, mas ele mesmo estava com pena de si, então não podia esperar que os outros não estivessem. Queria mandar todos irem para o inferno, aquelas pessoas só estavam olhando assim para si pois o achavam patético, e agora que Yezi se fora, a família Min não teria mais salvação já que o único filho que restara era "alguém como ele ". Uns grandes imbecis.

-Hyung.... Você está péssimo - Kook deu um sorrizinho fraco e o olhou de forma carinhosa. Não estava completamente sozinho, afinal.

- Você também, biscoito. - Yoongi deu um sorriso fraco, quase como uma careta de dor e ele uma risada baixa, logo ficaram sérios, olhando um para o outro sem saber o que fazer ou falar.

- Boa sorte na prova.

- Prova? Ah sim, a prova de Biologia....

- Hyung...

- Não se preocupe - Yoongi o cortou, e sorriu, mas de uma forma vazia e sem ânimo. - Vou me sair bem. Boa sorte para você também.

Kook fez um aceno com a cabeça e se endireitou na cadeira. O professor começou a passar as provas e ele pediu aos céus para que ele se saísse bem nessa prova, tirar nota baixa em biologia significaria passar mais um mês na escola para não reprovar o ano, e não aguentava passar nem mais um dia naquele lugar.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Como você se saiu?

- Acho que dá para passar direto, e você?

- Também - Kook sorriu e começou a caminhar junto com o melhor amigo. - Sabe, o Jin perguntou se você não queria ir para a casa dele nessa semana, eu vou também, minha mãe viajou de novo e a minha casa é muito entediante. Além disso, não é bom ficar sozinho, não depois do que aconte...

- Não, obrigado.

- Mas Suga, tem certeza...

- Estou bem, Kook - Yoongi o cortou novamente, continuando a olhar para frente. - Não precisam se preocupar, eu não vou me matar se é isso que vocês estão pensando.

Kook engoliu em seco e ficou calado.

- Vejo você mais tarde.

- Para onde você vai?

- Para casa.

- Não quer que eu...

- Não.

- Tudo bem, até mais - Sabia que se ficasse insistindo era capaz do mais velho ficar irritado e os dois acabariam brigando. Era a última coisa que queria naquele momento. Mas de qualquer modo, era inevitável não se preocupar com o amigo.

Yoongi se sentia um pouco culpado por preocupar o mais novo, sabia que Kook estava sofrendo também mas só queria ficar sozinho... Kook iria entender, eles se conheciam bem e sabiam quando o outro precisava de espaço, por isso se davam tão bem.

Quando chegou em casa, jogou suas coisas de qualquer jeito no chão e deixou as cortinas fechadas. Yoongi foi até seu quarto e se jogou na cama, ficou olhando para o teto, como se de repente ele fosse falar e dar-lhe respostas sobre como prosseguir com a vida a partir de agora. Estava sentindo algo cutucar suas costas, tratou de tirar seja lá o que fosse debaixo de si. Era um colar, nunca o tinha visto antes. O pingente tinha forma de palheta de guitarra, era prateado igualmente ao cordão e tinha uma borboleta gravada em um lado e uma palavra do outro.

"Butterfly" 

O  colar era muito bonito, parecia ter uma aura em volta de si. Yoongi não conseguia desviar o olhar, aquela coisa girava em sua mão, fazendo a borboleta e a palavra trocarem de lugar diversas vezes. Tomou um pequeno susto quando ouviu a campainha tocar, tratou de levantar e por o colar em seu pescoço, seguindo para a porta e se perguntando quem poderia ser. 

- Senhor Min Yoongi? - Um rapaz alto de pele morena estava parado em sua porta, carregava consigo uma bosa e em sua mão havia três ou quatros envelopes.

- Sim.

- Para o senhor,  tenha uma boa tarde.- Entregou-lhe as cartas e se virou indo embora.

-Para você também - Falou, mesmo sabendo que o rapaz não o ouviria. Entrou e trancou a porta.

Yoongi sentou no sofá e abriu o primeiro envelope, nele contia algumas contas e panfletos, no outro. mais contas e panfletos. Quando abriu o terceiro, pensando que viria mais contas, viu que nele havia uma pequena carta com uma certa quantia em dinheiro. 

" Querido Namjoon, sei que faz uma semana desde que completou seus 17 anos e eu sinto muito em só "aparecer" agora. Como você sabe, as coisas não andam muito bem por aqui, seu pai anda um pouco cansado ultimamente e sua avó está doente. Eu acabei por arcar com as despesas da casa praticamente sozinha mas não se preocupe, eu estou bem, seu pai logo melhorará e vamos fazer isso juntos... Bem, eu não quero preocupar você, querido.

Espero que esteja se alimentando direito e dormindo bem, quero que se cuide meu filho, Estou com saudades, espero que você se saia bem esse ano e quem sabe, venha nos visitar.

PS: Estou mandando para você uma pequena quantia em dinheiro, sei que não é muito mas espero que com isso você possa comprar algo do seu agrado.

                                                                                                                                              Com amor, mamãe."

Yoongi guardou a carta novamente no envelope e se levantou, foi até seu quarto vestiu a primeira blusa que viu, pôs um casaco e saiu de casa logo em seguida. Iria entregar ao verdadeiro dono aquela carta. 

____________________________________________________________________________

 

O menino ouvia a gritaria do lado de fora, calado e quase explodindo de raiva. O verme do seu pai havia bebido novamente e estava dando seu espetáculo de bêbado mais uma vez. Ele já estava cansado de tudo aquilo, das gritarias, das louças de sua mãe quebradas quase toda semana, do medo...

Se levantou e pôs um moletom preto, tomou coragem e saiu de seu quarto tentando ir o mais rápido o possível para a saída de sua casa, não queria ter que gritar ou discutir com seu pai novamente. 

- Onde pensa que vai, moleque?

- Não te interessa. 

- Ah não me interessa? Eu sou seu pai, garoto. Você me deve satisfações  até quando for ao banheiro.

- Não, não devo. Saia da minha frente, me deixe passar.

- Ou o quê, hein? Você não vai sair, seu merdinha.

- Saia! - O menino empurrou o mai velho para o lado, que caiu devido a embriaguez.

O mais novo não deu tempo do outro se levantar, saiu em disparada pela porta sem olhar para trás. Temia cair se o fizesse, ele tremia por inteiro. 

- KIM TAEHYUNG, VOLTE JÁ AQUI !!!


Notas Finais


Gostaram? Espero ter atiçado a curiosidade de vocês (risos). Me perdoem qualquer erro, fiz esse capítulo de madrugada, morrendo de sono, mas era nessa hora que tive motivação, então estou bem.
Beijinhos ^.^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...