História I Need U - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Taegi, Taekook, Vkook
Visualizações 32
Palavras 1.587
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 28 - É assim que um anjo morre


Fanfic / Fanfiction I Need U - Capítulo 28 - É assim que um anjo morre

- Já disse isso várias vezes e volto a dizer - continuo - EU TE ODEIO.

Depois de uns segundos ele sai correndo e bate a porta.

Eu não sou seu brinquedinho Taehyung. 

X

[ Min Yoongi ]

Me reviro na cama incapaz de dormir. Estava tão irritado. 

E se não estivesse tão ocupado me sentindo irritado, teria escutado Taehyung sair de casa com um olhar perdido no rosto.

X

Acordo com uma incômoda  sensação de estar sendo observado. Tento acender a lâmpada mas o cômodo permanece na escuridão como o resto da casa.

Estranho. 

Encontro o quarto de Taehyung vazio à frente do meu e o corredor que virava minha direita e esquerda. 

Então escuto passos vindo da direita. Poderia ser Taehyung, ou um bêbado perdido. Não, os passos eram cautelosos demais. Sigo o barulho despreocupado. Fosse quem fosse eu acabaria com a raça dele num piscar de olhos.

No final do corredor havia apenas uma porta, o escritório. Então o vejo.

- Filho da mãe - escuto um xingamento baixo quando pulo em cima dele e caímos no chão. 

- O que você está fazendo aqui? - pergunto rispidamente para meu irmão mais velho. 

- A casa também me pertence sei idiota - ele tenta me empurrar mas o seguro com firmeza. 

- O que você fez com Taehyung? 

- Hahaha o momento certo ainda não chegou não tenha pressa - ele tenta se levantar mas o empurro novamente.

- Apressadinho você.

- Se não sair por bem vai sair por mal - ele ameaça irritado. Por que ele não me provocava? Por que estava tão irritado e apressado pra ir embora dali? 

- O que estava fazendo no escritório? Pegando algum documento importante, talvez?  

Um rápido olhar é trocado e Yoongi leva um soco certeiro no nariz. O mais velho aproveita o desnorteamento do outro e sai correndo dali.

- Hoje não irmãozinho! - ele ri. Limpo o sangue do nariz com as costas da mão e inicio a perseguição até o alto da escada, onde o outro tentava se localizar no meio da escuridão.

- Adeus irmãozinho - falo com deboche prestes a empurra-lo da escada quando o próprio tropeça e sai rolando escada abaixo.

Tiro os documentos de seu bolso sem dar a mínima para seu corpo imóvel e sua respiração desregulada. 

A luz volta de repente. Se isso significar que meu irmão tem um comparsa em algum lugar ali eu tenho que agir rápido. 

Saio de lá e o sol matinal ilumina os papéis. Era o laudo verdadeiro. Onde você está Taehyung?!

Taehyung. Meu corpo esquenta ao lembrar do quase presente que ganhei. Não me arrependo de ter dito que o odiava mas...droga!

Pego o carro e vou até o parquinho, encontrando apenas os brinquedos silenciosos. Onde você está?

O apartamento em que morou com o pai talvez? Eu o comprei pouco depois de sua morte embora ele não saiba.

Entro no apartamento à muito abandonado mas que ainda continha o cheiro do Tae e da nossa infância. 

- Taehyung? - subo as escadas até seu quarto. Nada.

Já estava indo embora quando sinto uma súbita curiosidade. O apartamento estava do jeito em que foi abandonado. Não via motivos pra Taehyung esconder alguma coisa mas...Não podia perder essa chance.

Pego uma camisa cinza no seu guarda roupa e levo ao nariz. Apenas seu cheiro já me fazia querer sorrir, e isso era preocupante. Encontro uma caixa de fotos suas ao longo do tempo e sinto raiva por não poder ter acompanhado seu crescimento.

Uma foto de um ano atrás mostrava Taehyung deitado na cama apenas com um boxer preto, numa posição extremamente sexy. Mordo os lábios e meu corpo fica quente.

Não. Eu não podia me sentir excitado pelo meu irmão. Mas meu corpo não me obedecia, muito menos o coração.

- O QUE EU FAÇO?? - chuto o conteúdo do guarda roupa como uma criança birrenta.

Uma caixa de sapato parte no meio e um envelope roxo me chama atenção.

Kim Taehyung

Abra apenas ao completar 18 anos

Mamãe

- Vagab...arr - amasso o envelope num acesso de ciúme. Por que só Taehyung recebeu? Eu não sou perfeito como ele? Talvez você não saiba o que ele faz com o irmão, penso com um sorriso sádico. Como uma violação a seu último desejo desamasso o papel e começo a ler.

.......................................

❝ Olá leãozinho, aqui é sua mãe.

Se você está lendo essa carta é porque estou morta e meu segredo enterrado. Pelo menos até este momento. Espero que tenha maturidade suficiente para aceitar o que vou dizer agora.

Certamente ao longo de sua adolescência reencontrou seu amigo de infância Yoongi, e eventualmente descobriu serem irmãos. Certo? Errado.

Quero que preste bastante atenção daqui pra frente Taehyung, pois é onde sua história começa.

Tudo começou quando eu e minha irmã Soyo nos apaixonamos pelos dois garotos mais populares da sala, Min Sok e Kim Taeyon .

Logo Soyo começou a sair com Taeyon. Eu o amava. Não podia aceitar perde-lo entende? Comecei a namorar Sok e aguardei minha chance, mas ela surgiu apenas anos depois.

Casei com Sok logo no fim da adolescência e Yoongi nasceu. Sok me dava tudo o que eu queria, embora por um preço que se tornou alto demais.

Ao contrário de Soyo, que tinha altos planos para o futuro. Essa ambição se tornou sua ruína e minha oportunidade.

Apesar de tudo, eu e Taeyon nos apaixonamos, foi inevitável! Pouco depois de Yoongi nascer Soyo engravidou de Taeyon e ficou aterrorizada. Um bebê não estava incluído em seus planos. Ela me implorou para esconder sua gravidez e criar a criança como se fosse meu filho e de Sok. Como eu poderia recusar?

A tragédia ocorre cinco dias após o nascimento do menininho. Um acidente de carro e sou obrigada a entregar minha irmã nos braços da morte. Naquele momento eu decidi. Com certeza Soyo iria preferir que o menino fosse criado pelo pai biológico certo? Então foi isso que eu fiz. Criei a criança como se fosse fruto de um adultério, como se fosse meu filho e de Taeyon.

Taehyung querido, essa criança é você. ❞

......................................

Agora eu sei o motivo pelo qual ela não me amava - foi a primeira coisa que pensei - Eu fui apenas um efeito colateral desagradável de um remédio amargo mas necessário.

O que ela quis dizer com "Taehyung, essa criança é você"? Isso significaria que eu e Taehyung não somos irmãos, apenas e somente primos.

- Que brincadeira sem graça - dou uma risada seca indo embora. Já sonhei tantas vezes com isso, não poderia ser real.

Acabei de ver fotos da minha tia, eles não tinham nada haver com o...

- MEU DEUS - saio correndo até aquelas fotos antigas novamente - O SORRISO, O SORRISO - gritava frenético.

Pego a foto em que minha mãe estava com Min e Kim de mãos dadas com minha tia. O sorriso quadrado da tia Soyo.

Era idêntico ao de Taehyung.

Nossa mãe não é a mesma. Nosso pai não é o mesmo.

- NÃO SOMOS IRMÃOS! - grito e meu peito parece que vai explodir.

Saio correndo com um sorriso tão grande que minhas bochechas doíam.

- Não somos irmãaos - cantarolava enquanto dirigia até a casa de Jungkook. Com certeza Tae estaria lá. Então eu o abraçaria e o beijaria muito. Ai, tão gay, mas quem liga?

X

Encontro a porta aberta e entro na casa sem cerimônias. Vejo os dois sentados à beira da piscina e meu coração acelera quando o vejo. Desde quando eu gosto tanto de você Taehyung?

Mas em vez do gelo no meu coração derreter ele racha e quebra. Irreversível como o beijo de Taehyung e Jungkook. Eles não vêem à mais ninguém, apenas aos lábios do outro. Não vêem minha dor alucinante, insuportável.

Isso precisa parar. Dói.

X

[ Kim Taehyung ]

Sinto que há algo errado quando sua língua toca meu lábio inferior.

- Jungkook - me afasto e fecho os olhos.

- Tudo bem - ele dá um sorriso triste - Você ama o Yoongi não ama?

- E-Eu - não consigo conter o choro - Eu amo m-muito.

Ele me abraça e choro mais alto. "Desculpa" eu não parava de sussurrar.

- Ss eu amo você o suficiente pra respeitar sua decisão - ele me dá um selinho. Tinha gosto de adeus - Por que não vai atrás dele? Fala que o ama?- seu coração dói ao dizer isso.

- Mas nós somos irmãos...

- Não importa! - ele limpa minhas lágrimas e sorri - deixe ele saber que você o ama!

- Você acha? - abro um sorriso.

- EU ACHO - ele ri e me empurra pra fora de casa - Agora vai antes que eu o convença do contrário.

- Obrigado Kookie! - saio correndo até a mansão. Precisava lhe contar que ele fora o escolhido.


[ Min Yoongi ]

- Uma garrafa de gasolina basta Namjoon - lhe peço no posto de gasolina.

- Mas pra que você quer isso? - ele pergunta desconfiado.

- PORRA, ME DÁ LOGO NAMJOON! - ele se assusta e me entrega a garrafa.

- Obrigado - falo com ironia e dirijo até o motel.

Eu tinha um plano [...]


[ Jeon Jungkook ]

Logo após Taehyung ir embora saio de casa e ando até os subúrbios de Seoul. Eu tinha consciência de que poderia ser assaltado, assassinado, mas não me importava. Só queria esfriar a cabeça.

E é isso que acontece. Entro num beco escuro e levo uma boa surra. Os machucados nem doíam tanto, eu estava tão desconsolado que não os sentia.

Saio da segurança do passeio e observo os carros passarem em alta velocidade.

Rápida e diretamente, dou o primeiro passo.




Notas Finais


Relembrando que estou me baseando o possível no MV I Need U, honrar o nome da fic né; )

A mãe do Yoongi ainda vai dar problema, escuta o que eu tô dizendo...

Só lembrando que a fanfic está muito, muito perto do final!

Até^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...