História I Need U Boy - Capítulo 69


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Dança, Drama, K-pop, Musica, Romance, Youtuber
Exibições 158
Palavras 1.756
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oin

Capítulo 69 - Dia 31 - A prova de balas.


Fanfic / Fanfiction I Need U Boy - Capítulo 69 - Dia 31 - A prova de balas.

Depois da polícia ter chegado no local os meninos também chegaram, o primeiro a se aproximar foi Yoongi, que se ajoelhou ao meu lado olhando para Tae mas logo virando o rosto, meu coração doía tanto naquele momento, Yoongi me abraça, é acolhedor.

Vejo Hope se aproximar, ele passa as mãos entre os cabelos, e chora, escuto o barulho da ambulância, e essa é a última coisa de que me lembro antes de apagar.

Fui levada para o hospital assim como Meg e Tae. Jin e Hope estão comigo no quarto, os outros provavelmente estão com Tae... Ou não... Não say.

Segundo Jin, Tae está bem apesar dos machucados, vai precisar de uma cirurgia, a bala ainda está encravada em seu ombro, Meg está em estado grave, espero que ela fique bem, mesmo eu a odiando, ela ajudou de algum modo, e também colaborou para eu não tomar um tiro certeiro, se ela não tivesse soltado o Tae, o Tae não teria forças para fazer isso sozinho, e eu viraria um presunto... Estaria morta... Graças aos anjos e a santo g-zuis amado, BTS é a prova de balas, ta provado agora, porque antes eu pensava que eu é quem era a prova de balas, de tanto tiro que eu tomo.

Sem nenhuma notícia de Richard no momento, espero que a alma dele esteja queimando no inferno agora e que ele tenha passado a chamar o Lúcifer de "daddy", aquele filho da puta... Parei.

~~~-~~~

-Eu estou bem! Eu quero ver o Tae. - Falo para Jin que está tentando me acalmar, Hope também está no quarto, parece mais calmo.

-Eu não acho uma boa idéia, pequena... É melhor vocês dois descansarem... - Diz Jin tentando me fazer acalmar a periquita.

-Porque? - Falo o questionando e cruzando os braços.

-Vocês passaram por muita coisa naquele lugar, não quer descansar? Inclusive, Tae também deve estar cansado, e ele aida tem uma cirurgia pra fazer. - Diz Jin me olhando, e eu faço bico, eles não vão me deixar sair mesmo?... Eu só quero ver ele, NÃO VOU CANSAR ELE SÓ DE OLHAR CARALHO! Talvez depois que ele se recuperar, ele se canse um pouco, quem sabe?... Como assim quem sabe? ... Ele entrou na frente de uma bala por mim... Se ele quiser, a gente transa até na porra do teto e eu to pouco me fudendo pra nada, não.

-Você ta parecendo uma criança. - Diz Hoseok rindo.

-Então, desculpe informar mas... você é um pedófilo. - Falo. - Não é porque você é minha esperança que eu não posso te zoar... Pelo contrário, okay. - Falo ainda fazendo birra, e Hope continua rindo, como ele consegue ser tão alegre?... Acho que de fato eu to parecendo uma criança, eu só quero ver meu Taetae e checar se está realmente tudo bem com ele.

-Que anjo mal humorado. - Diz Hope rindo. 

~~~V~~~

Tae on

-Eu vou ficar bem, eu só quero ver a Any. - Falo, meu corpo ainda dói, principalmente meu ombro, aquilo iria acertar Any em cheio, eu não posso nem imaginar como eu ficaria sem ver aquele sorriso nunca mais na minha vida.

-Não é hora de pensar nisso, eu já disse que está tudo bem com ela, você tem que se preocupar em tirar esse negócio do seu ombro... A cirurgia é logo, você tem que descansar. - Diz Yoongi, ele tá estranho, como do nada ele começou a dar uma de omma? Ta errado.

-Eu não quero descansar, eu quero ela. - Falo, Yoongi me olha como se fosse me dar uma bronca, mas logo revira os olhos tacando o famoso foda-se... Agora ta certo.

-Idai que você não quer descansar, não é uma escolha, hyung, você precisa descansar. - Diz Jungkook me olhando, eles parecem realmente preocupados comigo.

Tae off

~~~-~~~

-Tudo bem... Eu vou descansar... Pera... É o trigésimo primeiro dia... A staff falou alguma coisa relacionado a isso tudo? Porque eu só acho que não vai dar para fazer o show. - Falo, Hoseok me olha.

-Bom... Não disseram nada viu, mas eu acho muito difícil a gente ter que fazer o show sem você e o Tae... - Diz Hoseok... Porque eu lembrei do Suga do nada? Pera... Colisão de mundos ta acontecendo na minha cabeça.

-É melhor não pensar nisso agora, provavelmente vão falar sobre isso mais tarde... Só descansa, eu e o Hoseok vamos encontrar os outros meninos. - Diz Jin, dando um sorriso, ele deve estar com fome, ta tendo aqueles tiques típicos do Jin.

-Okay... - Falo sorrindo, e eles se vão depois de se despedirem.

Ver o Jin com fome me deu fome, eu não gosto da comida do hospital, então me levanto colocando minha jaqueta por cima da roupa do hospital e então eu vou até uma pequena lanchonete que tem na sala de espera do hospital, minha cabeça ainda dói, to tentando lembrar oque aconteceu exatamente ontem, mas é difícil, só lembro dos tiros, de Tae, Meg, e Suga me abraçando... Mas o que aconteceu com Richard? Eu quero acreditar que ele nunca mais vai aparecer na minha vida, mas os policiais nunca atiram para matar, não é? E se ele estiver vivo? E se ele estiver no hospital?

Eu acabo pedindo um sanduíche comum, e me sento em uma das mesas redondas.

Peço um suco e então encaro a lista de bebidas... "chocolate quente"... Solto um sorriso estúpido, fico um tempo olhando para a lista e acabo pedindo um.

~~~-~~~

-Seu nome.- Diz a recepcionista.

-Any... Anelise... - Falo, ela escreve algumas coisas no computador.

-Nome do paciente. - Diz a recepcionista me olhando, posso escutar a televisão atrás dela, falando sobre o incidente acontecido com Tae.

-Kim Taehyung. - Falo segurando o copo quentinho entre minhas mãos, a recepcionista bufa revirando os olhos, ta de chico filha?

-Não podemos liberar visitas de estranhos. - Diz a recepcionista me olhando séria.

-Eu não sou estranha. - Falo, estou prestes a enfiar minha mão na cara dessa mulher.

-E quem é então? Mais uma namorada dele? Não sabe quantas fãs eu tive que barrar dando essas descupinhas para entrar no quarto do garoto... E eu nem mesmo sei quem é ele. - Diz a recepcionista... Amiga, você é 10necessária.

-Eu não sou uma fã. - Falo com um tom de ignorância.

-Vai começar... Então oque você é dele? - Diz a recepcionista.

-Eu sou... Namorada... Dele... - Falo pausadamente.

-Tem alguma prova disso? - Diz a recepcionista e eu respiro fundo... Eu preciso ter prova disso? Porra, ela quer oque? Tenho cara de quem tatua o nome do namorado em alguma parte do corpo? Que droga... Eu nem sou namorada dele... Eu acho... Essa é outra história.

Eu estou quase desistindo quando ouço a televisão... É o momento em que ele diz que me ama.

-Olha saporra. - Falo apontando rapidamente pra tv.

-Oque... - Diz a recepcionista confusa.

-Escuta! - Falo a advertindo, que porra.

Ela fica olhando para a TV, eu fico olhando para a TV... Caralho, como eu to com cara de raba quando o Tae ta falando... "Eu amo a Any"... AI QUE FOFO! Eu não percebi o quanto foi fofo na hora.

-Este, é Kim Taehyung, e como pode ver aquela ali sou eu... E ele me ama, eu amo ele, nós nos amamos, ou seja fala qual é o quarto do meu namorado, por favor. - Falo dando um sorriso, eu entendo que ele meio que não é meu namorado, mas é quase isso... Essa história sempre me confunde.

~~~-~~~

Depois da recepcionista finalmente falar o quarto que Tae estava eu me direciono até ele parando na porta.

E se ele de fato precisar descansar... Não é todos os dias que se leva um tiro afinal... Olho para o copo em minhas mãos e encaro a porta... Aish, Any, para de ser indecisa... Entra logo.

Eu bato na porta... Pra que eu bati na porta? Eu estava pronta para entrar mas me virei.

-Entra. - Diz Tae do outro lado da porta, me fazendo encara-la novamente.

Caralho, Any, entra logo.

Eu abro a porta, finalmente, vejo Tae sentado na cama, ele logo me olha soltando um sorriso, não to pronta, é muito tiro, quero voltar... Mas, k-pop... Bts... NÃO DA!

-Oi... - Falo, mordendo os lábios, e me aproximando de uma poltrona ao lado da cama, to nervouser.

Tae apenas ne olha sorrindo que nem bobo... Para, moço, não faz assim, não... Eu provavelmente estou um tomate agora... É estranho eu ainda ficar assim... Estendo o copo de chocolate quente para Tae, ele o pega, ainda me olhando.

-Dói? - Falo olhando para seu ombro... Eu ainda não acredito em tudo que aconteceu... Foi tão rápido.

-Você é tão fofa. - Diz Tae, do nada, ainda sorrindo, me fazendo corar ainda mais ainda. - Eu fiquei com medo de não poder mais te ver... Mas você esta aqui, comigo... Você ta tão corada agora, que da vontade de te apertar. - Diz Tae me fazendo ficar mais tomate, eu sorrio assim como ele. - Não dói tanto... - Diz Tae me olhando... Ele provavelmente disse isso pra não me preocupar... A não ser que ele esteja acostumado a tomar uns tiro(como eu), saporra deve doer para o santo caralho... Tudo bem, ele é a prova de balas... Ai como eu sou idiota.

Eu o observo tomar o chocolate quente, parece uma criança... E não é sempre que eu faço esse comentário sobre ele, porque né.

-Você está linda nessa roupa de hospital. - Diz Tae sorrindo.

-Obrigado, você também está maravilhoso. - Falo rindo... Mas não to zoando não, ele realmente fica bem até com roupa de hospital... Eu particularmente preferia sem, mas ele ta dodói...

Nós conversamos por um bom tempo, um bom tempo mesmo... Os meninos voltaram para o quarto depois de um tempo, eu tomei uma bronca do Jinzão por não estar descansando assim como Tae.

Ficamos conversando até dar a hora do Tae fazer a cirurgia, eu estava sentada na poltrona segurando a mão de Tae, com nossos dedos entrelaçados, e eu estava bem cansada, assim como os meninos, inclusive Tae.

Logo o doutor entra com uma das enfermeiras, nos fazendo o olhar, e ele avisa sobre a cirurgia. Eu e os meninos decidimos ir para a casa, mesmo eu querendo ficar, Tae disse que tudo bem.

-Saranghae. - Digo baixo o olhando, ainda de mãos dadas.

-Saranghaeyo. - Diz Tae acariciando meus dedos antes de soltarmos as mãos.


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...