História I Need U (Imagine Kim Taehyung) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Imagine, Interativa, Jaobiscoitao, Longfic, Taehyung, Yoongi
Exibições 192
Palavras 1.376
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


QUERIA PEDIR DESCULPAS POR TER DEMORADO A POSTAR E PELO TAMANHO DO CAPÍTULO!
Esclarecendo tudo... Minha casa teve uma reforma e eu fiquei sem o pc por um tempo, então eu não tive como postar. O capítulo não estava completamente pronto, então eu terminei ele agora e fiz ele pequeno para não deixar vocês esperando.
Aproveitem!

Capítulo 9 - Chapter eight - Trust me


Fanfic / Fanfiction I Need U (Imagine Kim Taehyung) - Capítulo 9 - Chapter eight - Trust me

Kim Taehyung

Quando cheguei em casa não havia absolutamente ninguém. Na realidade, todos ainda estavam dormindo. Era sábado, todos dormiriam até tarde.

Não queria que me vissem chegando de manhã em casa, principalmente Hoseok e Namjoon. Eles maliciavam com tudo e algumas vezes isso era incrivelmente irritante. Retirei meus sapatos antes de entrar em casa, Jin tinha um sono muito leve e qualquer barulhinho o acordava. Ao fechar a porta e me direcionar até as escadas eu escuto barulhos vindo da cozinha.

Fiz uma careta quando acabei batendo o dedinho no sofá. Fez um barulho um pouco alto e eu me amaldiçoei assim que ouvi os passos vindo da cozinha se aproximarem.

Não seja Hoseok, por favor!

Não seja Namjoon, por favor!

Era Jin.

— Onde você estava? – Ele perguntou assim que me notou ali.

— Eu estava aqui, acabei de acordar – Menti e fingi um bocejo. Jin bebericou seu provável café e em seguida revirou os olhos.

— Você não estava aqui. Passei a noite inteira fazendo maratona de filmes da Disney e em nenhum momento ouvi você entrar. Então, repetindo a pergunta... Onde você estava?

— Eu passei a noite na casa da SeuNome.

— Sério?! – Jin falou alto e arregalou os olhos. Pedi para que ele falasse baixo e ele apenas disse “Ops!” em resposta. – Sério?! – Repetiu, mas falando mais baixo.

— Depende da forma como você está pensando.

— Vocês não...

— Não! – Senti uma pontada nas minhas bochechas, elas estavam ardendo. – Estava tarde, então ela me convenceu a passar a noite. E dormimos, um bem longe do outro.

— Agradeça por ter sido eu quem pegou você no flagra – Ele entrou novamente na cozinha.

E como eu agradecia. Jin não maliciava muito quando passávamos a noite fora. Ele sabia perfeitamente a hora de brincar e a hora de ser sério, assim como entendia que só porque passamos a noite fora não significa que ficamos com uma garota ou algo assim. Na maioria das vezes que algum de nós voltava para casa tarde ou no dia seguinte era porque perdeu a chave da casa mesmo.

— Quem mais está acordado?

— Yoongi – Arregalei os olhos. – Corre logo pro seu quarto, tente ficar o mais indisposto possível como se não tivesse voltado para casa agora. Ele não vai gostar de saber que você passou a noite na casa da garota dele.

— A SeuNome não é a garota dele!

— Ele tem um interesse nela – Jin colocou a sua xícara na pia e depois voltou a olhar pra mim. – Vai logo pro seu quarto antes que o Suga apareça!

Ri quando Jin me bateu com um pano de prato até as escadas. Corri pro meu quarto e tirei minha camisa e baguncei meus cabelos me jogando na cama em seguida.

Cho SeuNome

Segunda-Feira ás 19:35

— Reunião!

Naquele dia o restaurante fechou mais cedo. Nenhum funcionário foi liberado a sair depois que senhora Chang simplesmente fechou o lugar e os clientes que já estavam aqui foram embora. Todos se perguntavam se ela tinha alguma coisa séria para dizer enquanto Jimin e eu sabíamos exatamente o que ela queria.

Afastei esse assunto dos meus pensamentos e pensei na reação da minha avó ao ver Taehyung tomando café da manhã na minha casa e com uma aparência que dava para perfeitamente sacar que ele havia passado a noite ali. Foi um dos momentos mais constrangedores da minha vida.

Vovó queria passear comigo mas desistiu logo em seguida quando Taehyung a percebeu e ficou completamente envergonhado. Tentava evitar falar com ela sobre Tae assim como também evitava falar da minha avó com Taehyung, sempre que ela era mencionada o seu rosto ficava vermelho e suas bochechas inchavam um pouco. Era engraçado e ao mesmo tempo fofo.

— Eu quero a atenção de todos vocês! – Senhora Chang disse quando estavam todos na cozinha. – Recebi uma reclamação esses dias sobre um de vocês... – Jimin e eu nos entreolhamos. – Pensei no que poderia fazer e infelizmente eu não poderei fazer nada.

Percebi Jimin bufar e eu simplesmente abaixei a cabeça tentando evitar qualquer contato visual com alguém. Senti algo tocar a minha mão e em seguida entrelaçar meus dedos. Era Jimin.

— Não tenho provas a respeito disso e nem quero citar nomes. A decisão que tomei é que vamos começar a ter mais segurança em nosso local de trabalho. Não temos câmeras na cozinha e em alguns outros lugares, então providenciarei mais câmeras para a cozinha, despensa e os fundos do restaurante.

As pessoas olhavam-se entre si e eu podia ouvir sussurros. Hoseok estava mais afastado e sussurrou algo sobre nós sabermos de alguma coisa. Jimin deu de ombros e negou com a cabeça, ele ainda estava com os dedos entrelaçados nos meus.

— Estão todos liberados!

(...)

— Ela deveria demitir ele! Como assim precisa de provas? A sua palavra não é o bastante para ela? – Jimin reclamava.

— Qualquer pessoa pode chegar e dizer algo ruim sobre alguém só pra poder prejudica-lo, Jimin. Eu poderia muito bem inventar tudo isso só pra poder prejudicar o Ji-ho.

— Odeio esse cara!

— Você não é o único! – Coloquei o jantar em cima da mesa e me sentei de frente para Jimin que imediatamente começou a se servir. Estávamos ficando cada vez mais próximos e hoje decidi chama-lo para jantar em minha casa. Ele nem hesitou em aceitar mas Hoseok ficou chateado por não ter sido convidado. Não que eu não gostasse de Hoseok, mas não acredito que sou tão próxima dele quanto sou de Jimin.

Tae e Jimin me levaram a um parque no sábado. Apenas nós três.

Os dois eram sempre bem atenciosos comigo e divertidos, me faziam rir quase sempre assim como me irritavam de vez em quando. Ora ou outra um dos dois me mandavam cantadas e eu apenas revirava os olhos e os ignorava. Ganhei uma pelúcia de Taehyung e algodão doce de Jimin. Além do parque também comemos em uma lanchonete que havia ali por perto. Não foi o melhor passeio da minha vida, mas eu apenas estava feliz por me sentir confortável de volta a Coreia.

Quanto a Suga. Eu não falei com ele depois daquela brincadeira. Eu não estava zangada, eu apenas me sentia envergonhada em mandar-lhe uma mensagem ou até mesmo em ligar para ele. Assim como eu, Yoongi também não me ligou nem me mandou mensagens.

— A comida tá um pouco queimada... – Jimin disse após um tempo em silêncio.

— A sua cara também vai ficar se você reclamar novamente depois eu ter concedido a sua vontade de conhecer o meu apartamento – Sorri.

— Você deveria ser grossa assim com outras pessoas. Pra quem não merece você é um amorzinho.

— Não sou um amorzinho!

— Se eu fosse você eu já teria me vingado do Ji-ho, pelo menos mandado alguém dar uma surra naquele idiota eu teria mandado.

— Você não é eu!

(...)

And if you feel you're sinking, I will jump right over

Into cold, cold water for you

O rádio estava num volume considerável para mim poder ouvir em todo o apartamento enquanto eu fazia uma faxina. Normalmente acordava por volta das dez da manhã, conversava com a minha mãe, almoçava e ia trabalhar. Porém hoje decidi dar uma arrumada no apartamento.

Vovô havia trago mais cedo algumas caixas com coisas que eu poderia usar para decorar o apartamento já que ele estava um pouco “apagado” e quase sem decoração nenhuma.

Jimin havia ido embora meia hora depois de comer, disse que não queria demorar muito para os meninos não começarem com brincadeiras que talvez eu não possa gostar. Fiquei um pouco incomodada com isso, mas fazia parte então só me restava aceitar.

Já havia arrumado boa parte do apartamento quando ouvi um movimento do lado de fora. Eu era uma pessoa bem curiosa, então me aproximei da porta e escutei um pouco do que acontecia no corredor do prédio.

— Com tantos apartamentos luxuosos por aí você vai escolher justo esse, Seo-yeon? – Eu conhecia aquela voz, mas não conseguia me lembrar de quem era

— Os outros apartamentos não tem o que eu quero – Uma garota respondeu.

— E o que você quer? Nenhum deles tem o luxo da mansão que você morava com os seus pais ou o preço da mansão em Los Angeles. Não tem nada aqui do seu interesse!

— Ji-ho... Você vai entender tudo depois, só confia em mim!


Notas Finais


SE HOUVER UM ERRO, POR FAVOR ME AVISE!
Bom, queria novamente pedir desculpas pela demora, hehe.
MAS IAI? O QUE ACHARAM? JÁ PODEM MONTAR TEORIAS, EU DEIXO! EU DISSE QUE O JI-HO NÃO IA DESAPARECER DA FIC, DIGAMOS QUE ELE É MAIS OU MENOS IMPORTANTE.
VCS VIRAM A CAPA NOVA DA FANFIC? EU TO APAIXOOOOOONNNAAAADDDAAA POR ESSA CAPA, SÉRIO MESMO :3
Eu vou indo, até mais!

PS: EU AINDA VOU RESPONDER OS COMENTÁRIOS DE VOCÊS!
PS2: MÚSICA CITADA NO CAPÍTULO É COLD WATER - MAJOR LAZER


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...