História I Need You - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jikook, Suga & Jin, Sugajin, Sugamon, Vhope, Yaoi
Exibições 182
Palavras 2.221
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Escolar, Fluffy, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Violência
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


UEPAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
OIE PESSOAL TUDO BON?
Demorei mais do que eu esperava. Eu comecei a escrever esse capítulo logo após eu postar o anterior, mas aconteceu tanta coisa que eu não consegui terminar
Bangtan no Brasil tirou s minhas estruturas.
O capitulo ta grandinho (não sei se grande o suficiente, mas foi isso que eu consegui)
Vamos lá bo leitura pra vcs e obrigado por tudo

Capítulo 21 - Canetinhas e Sentimentos


– Bom dia, classe. — Disse a professora. — Hoje, vamos receber um aluno novo. Pode entrar, Kim Namjoon-ssi.

Meu corpo gelou por inteiro. Seria o Kim Namjoon que gostava de me atormentar? Tudo menos ele, tudo menos ele...

Kim Namjoon entrou. Mantive a cabeça baixa. Não queria olhar...
Levantei a cabeça devagar, torcendo para não ser o Namjoon que eu conheci.
Ah, não. Era ele. Exatamente ele. Seu rosto continuava igual. A única mudança mais radical que ocorrera foi o seu cabelo. Estava com um topete loiro. Na minha opinião, isso o deixava ainda mais intimidador.
Será que ele me reconheceria? Espero que não.
Arrisquei olhar mais uma vez pra ele.
Ele corria os olhos pela sala.

– Se apresente, querido. — Pediu a professora.

– Olá, meu nome é Kim Namjoon. Espero me dar bem com vocês. — Seus olhos que percorriam a sala veio de encontro aos meus. Ele sorriu pra mim.

Essa não. Ele sabe.
Abaixei a cabeça novamente, completamente derrotado. Minhas mãos começaram a tremer. Ele iria me fazer de saco de pancada novamente.

– Pode se sentar ali. — Levantei o olhar para a professora. Não, não, não. Ela estava apontando pra minha direção. Tinha um lugar vazio atrás de mim, deixado por Seokjin.

Ele sorriu pra mim mais uma vez e  começou avir em minha direção.
Abaixei a cabeça novamente, tentando desaparer e ir parar em outro universo.

Ele passou por mim e se sentou.

– Bem, vamos começar a aula. — Disse a professora, se virando para o quadro.

– Você não mudou nada, Yoongi. — Namjoon sussurou ao meu ouvido, fazendo meu corpo estremecer por inteiro.

Ah, por favor, me deixe em paz.

•••

As aulas se passaram com o peso do olhar de Namjoon sobre mim. Eu estava totalmente desconfortável, sentia que ele vigiava cada movimento meu.

O sinal bateu para o intervalo e eu estava pronto pra sair correndo da sala, mas sinto alguém segurar meu braço.

Já sabendo quem era, tento puxar meu braço, mas ele segura com mais força.
– Olhe pra mim. — Diz ele, não como uma ordem, e sim um pedido.
Me virei lentamente e tentei o olhar nos olhos.
Seu olhar transparecia tristeza. Fiquei confuso.
Ele ficou me encarando e nada disse. Desviei o olhar.

Nós dois estávamos atraindo olhares curiosos das pessoas que estavam saindo da sala.

– Fique aqui, quero conversar com você. — Ele disse.

Seokjin foi um dos últimos a sair da sala.
Ele nos lançou um estranho olhar antes de desaparecer na porta.

– Não precisa ficar com medo, eu não vou te machucar. — Disse ele, percebendo minha tensão. Sua voz estava triste como seu olhar. — Eu mudei. E quero te pedir desculpas.

Ele abriu sua mochila e pegou um pacote de dentro. O entregou para mim.
O pacote estava em um gasto papel de embrulho, então eu não sabia o que era.

– Vamos, abra. — Me incentivou.

Rasguei o papel. Me deparei com uma caixa de canetinhas, exatamente iguais as que a minha mãe tinha comprado para mim anos atrás.

– Levei muito tempo pra conseguir te entregar isso. Desculpe por quebrar as originais. — Disse ele. Eu ainda olhava perplexo para as canetinhas. — Não espero que você me perdoe por tudo o que eu te fiz. Só quero que saiba que eu estou imensamente arrependido.

Levantei os olhos para olha-lo. Estava embaçado por causa das lágrimas. Aquele presente dele me surpreendeu.

Percebendo minhas lágrimas, ele me abraça. Não o afastei nem retribui o abraço.

– Eu te procurei por muito tempo. — Sussurrou.

Eu não sabia como reagir. Eu já estava me preparando para um Namjoon que iria me atormentar e me agredir.

– Desculpe, de verdade. — Falou ele, ainda em tom baixo.

Estava sendo um choque ver Namjoon arrependido e pedindo desculpas. O Namjoon do passado ainda estava fixo em minha memória. Não estava preparado para isso.
Me afasto de Namjoon quando ouço alguém entrando na sala.
Me viro para a porta e vejo duas meninas paradas ali, o sorriso no rosto delas não me agradou nada.

– Desculpe atrapalhar. — Disse uma delas. As duas saíram aos risinhos.

Guardei as canetinhas na minha mochila um tanto desconcertado. Namjoon pareceu não se importar com o ocorrido.

– Você poderia me levar até o refeitório? Estou com uma fome... — Disse ele com ar descontraído. Ele definitivamente mudou.

– Claro.

•••

Quando chegamos no refeitório, fui direto sentar em uma mesa vazia, para comer o meu sanduíche.

Depois de pegar sua comida, Namjoon veio até a minha mesa.

– Posso me sentar com você? Perguntou ele.

Lembrei de uma vez que o Namjoon jogou o meu sanduíche no chão.

Afastei aquele pensamento e apenas fiz que sim com a cabeça.

Notei que todos estavam nos olhando. Até Jin, Jimin, Jung Kook e Jeon Suk nos mandavam olhares discretos.

– Todos estão nos olhando. — Comentou Namjoon, colocando na boca uma grande colherada de sua comida. Depois de engolir, continuou. — Deve ser por minha causa. Sou um aluno novo e também sou muito bonito. — Brincou ele.

Forcei uma risada. Estava sentindo que coisas ruins estavam pra acontecer.

Depois que terminamos de comer, Namjoon me pediu para mostrar onde era o banheiro. Depois de mostrar o caminho, fui para a sala.

Uma colega me abordou assim que eu entrei na sala.

– Foi por isso que você se afastou do Jin oppa? — Disse ela.

– Como disse? — Perguntei, extremamente confuso.

– Você se afastou do Jin oppa por quê já arrumou um namorado, não é?

– O quê? Do que você está-

– Não se faça de desentendido. — Ela me interrompeu. — Minhas amigas viram você beijando o aluno novo aqui na sala.

Fiquei sem palavras. Não tem cabimento inventarem uma coisa dessas.

– Nós não estávamos... — Tentei falar mas ela me interrompeu novamente.

– Não adianta negar. Elas sabem o que viram. — E saiu da sala.

Mais uma coisa para me atormentar.

Namjoon entrou na sala e foi direto ao meu encontro.

– Yoongi, no banheiro me perguntaram se você beija bem. Não entendi a piada.  — Disse ele com ar risonho.

Suspirei. Então toda a escola já estava sabendo dessa falsidade?

Chamei ele para chegar mais perto e sussurei:
– As meninas que viram nós nos abraçando espalharam para a escola que estávamos nos beijando e que somos namorados.

Namjoon riu alto. Uma reação bem diferente do que eu esperava.

– Sério? Que engraçado. — Disse rindo.

Como ele poderia achar aquilo engraçado?

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

*seokjin on*

– Bom dia, classe. — Disse a professora. — Hoje, vamos receber um aluno novo. Pode entrar, Kim Namjoon-ssi.

Um menino alto e com cabelos platinados entrou na sala.

– Se apresente, querido. — Pediu a professora.

– Olá, meu nome é Kim Namjoon. Espero me dar bem com vocês. — Seus olhos percorriam a sala. Seus olhos se fixaram em Yoongi. Ele sorriu pra ele.
O que é isso?

Yoongi não parecia muito à vontade.

A professora mandou ele sentar na carteira atrás de Yoongi.
Quando a professora se virou para dar inicio à aula, Namjoon se inclinou e sussurrou alguma coisa para Yoongi.

Será que eles já se conhecem?
Não estou gostando disso.

As aulas foram se passando e Namjoon não tirava os olhos de Yoongi. Ficava o examinando com intensidade, como se quisesse o perfurar com o olhar.
Ok, isso está começando a me irritar.

Quando bateu o sinal do intervalo, Yoongi se levantou mais que depressa para sair. Porém, Namjoon o impediu, segurando seu braço. Yoongi tentou se livrar do aperto dele, mas não conseguiu.
Uma onda quente de raiva passou pelo meu corpo. Estava pronto para ir até eles, jogar esse Namjoon na parede e perguntar quem ele era e o que queria com o Yoongi.
Não sabia quando havia me tornado tão possessivo em relação aos meu amigos. Ou aquilo era só com o Yoongi?
Namjoon disse algo e Yoongi se virou para ele, o olhando.
Eles ficaram se encarando até Yoongi desviar o olhar. Namjoon falou algo e eles ficaram lá parados, provavelmente esperando todos saírem da sala.
Me demorei um pouco mais, mas acabei saindo. Minha vontade era ter ficado lá, só para atrapalhar eles. Mas afinal, o que eles iriam fazer ou conversar que precisaria da sala vazia?

Duas meninas entraram correndo no refeitório e disseram para todos que quisessem ouvir que Namjoon e Yoongi estavam se beijando na sala de aula.
Senti minhas bochechas esquentarem. Não sei explicar bem o por quê. Era como se eu estivesse com vergonha de mim mesmo, como se Yoongi estivesse me traindo e agora todo mundo sabia. Tentei ignorar aquela sensação desagradável em meu peito, um aperto que dificultava a engolir a comida.
Todos começaram a falar sobre, dizendo que Namjoon era o namorado de Yoongi e foi por isso que o mesmo se afastou de mim.
Eu não sabia o que pensar.

Por que Yoongi não me contou que tinha um namorado?

Logo depois eles dois entraram no refeitório. Até sentaram juntos em uma mesa.

Um bolo se formou em minha garganta.
Não sei explicar o que é esse sentimento. É como se ver o Yoongi namorando me fizesse mal.
Minha cabeça estava virando uma bagunça de pensamentos.
Yoongi realmente pediu para eu me afastar dele por causa do namorado?
Meu sentimento estranho de tristeza se transformou em um de raiva.
Minha vontade era jogar os dois pela janela e falar pra eles serem felizes longe de mim.
Nada mais está fazendo sentido.

•••

Os dias foram passando e minha tristeza e raiva consequente só aumentavam. Estava farto de ver Namjoon pra lá e para cá com o Yoongi e eu não poder fazer nada a respeito. Eu não posso nem conversar com o Yoongi. Estava com inveja de Namjoon. Eu sentia tanta falta de falar com ele, tê-lo por perto.
Eu sabia que se eu ficar perto de Yoongi, as "brincadeiras" com ele só iriam aumentar. Eu me culpava por cada uma delas, mas Yoongi longe de mim é o fim. Eu sabia que chegaria uma hora que ele pediria para se afastar, eu sabia, mas mesmo assim eu não estava preparado para isso.

As pessoas foram se acostumando com a presença de Namjoon na escola, e foram se acostumando a tomar ele como namorado do Yoongi.
Mas eu não conseguia engolir isso.
Em uma aula de Educação Física, a professora separou a sala em dois times para jogar vôlei. Fiquei no mesmo time que Yoongi, Namjoon ficou no time adversário. Ri internamente da cara dele.

No primeiro toque que Namjoon deu na bola, ele conseguiu acertar em cheio o rosto do Yoongi, o fazendo cambalear e cair sentado.
Por instinto, corri até Yoongi, para ajuda-lo.

– Yoongi, você está machucado? — Perguntei, preocupado, me agachando ao lado dele.
Ele me olhou sem reação.

Seu nariz começou a sangrar, mas ele nem notou, estava atônito olhando pra mim.

– Meu deus, me desculpa, Yoongi. — Ouvi a voz de Namjoon, ele se aproximava de nós dois.

Tirei um lenço do bolso e limpei o nariz de Yoongi, mas o sangue continuou a fluir.
Yoongi saiu do transe e rapidamente pegou meu lenço e o colocou sobre o nariz, tentando fazer parar o sangramento.
Namjoon agachou do outro lado de Yoongi e me lançou um olhar interrogativo, como se perguntasse quem diabos era eu. Logo desviou o olhar para Yoongi.

– Desculpe, Yoongi. Você está bem? — Perguntou Namjoon, genuinamente preocupado.

– Claro que ele não está bem, você acertou a bola bem na cara dele. — Resmungo.

– Como disse? — Pergunta Namjoon.

– Yoongi, você consegue se levantar? — Digo, ignorando Namjoon. Yoongi diz que sim com a cabeça. — Vamos, vou te levar pra enfermaria.

Yoongi se levanta.
Sentia todos os olhares do resto da classe sobre a nossa direção.
Meu lenço sobre o nariz de Yoongi já estava encharcado de sangue.

– Não precisa- — Yoongi ia dizer, mas foi interrompido por Namjoon.

Eu posso levá-lo. — Disse, me lançando um olhar nada amigável.

Mais uma vez ignorei Namjoon.
Pego no pulso de Yoongi, o puxando para a saída do ginásio.

Ouvi os passos de Namjoon. Ele estava nos seguindo.

– Namjoon-ssi, um aluno é o suficiente para levar o Yoongi na enfermaria. — A professora disse, antes que eu mesmo pudesse dizer alguma coisa.

•••

Quando chegamos na enfermaria, a enfermeira da escola rapidamente recomendou que Yoongi inclinasse sua cabeça para trás, enquanto ela ia buscar mais lenços de papel, nos deixando sozinhos. Já que Yoongi estava sentado em um das camas, rapidamente me sentei ao lado dele e abracei sua cintura por trás. Só fiz o que eu estava com vontade de fazer a muito tempo.
Ele ficou estático ao meu toque.
Apoiei meu rosto da curvatura de seu pescoço. Ele engoliu em seco com dificuldade, por causa de sua cabeça inclinada.
Podia sentir seu coração batendo forte. Ou aquilo era o meu?

– Vamos voltar a ser amigos. — Levantei um pouco a cabeça e sussurrei em seu ouvido. Senti-o estremecer.

A palavra "amigos" que saiu de minha boca não pareceu adequada para a situação.
Sentia que não queria Yoongi apenas como um amigo.


Notas Finais


Desculpa se teve algum erro, não revisei direito
Eai gente, gostaram do capitulo? Espero q sim (*^ω^*)
Vcs pensam em ir no show?
Eu não sei se eu vou, meu pai não quer deixar.

Vou recomendar uma música pra vcs \(^^)/ BITE do troye sivan
Vejo vcs no próximo capitulo e obrigado por ler ♥‿♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...