História I Need You - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Laura Prepon, Orange Is the New Black, Taylor Schilling
Personagens Alex Vause, Piper Chapman
Tags Laura Prepon, Laylor, Orange Is The New Black, Taylor Schilling, Vauseman
Exibições 194
Palavras 1.953
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Perdoe qualquer erro e não desistam de mim kkkkk Enjoy guys <3


Parceria de texto: Jú Meneghelli, minha little trouble.

Capítulo 11 - Erro atrás de erro


Fanfic / Fanfiction I Need You - Capítulo 11 - Erro atrás de erro

Piper pensou e chegou à conclusão que se afastar de Alex seria o melhor, ela sabia que sentiria a pior dor do mundo, mas não poderia deixar a mãe fazer qualquer coisa contra Alex.

— Piper o que tá acontecendo? Sua mãe fez alguma coisa com você? - Ela estava apavorada.
— Não A...- E foi interrompida.
— Me diz amor, eu vou aí e...
— PARA DE ME CHAMAR ASSIM - Gritou ela com a voz embargada.
— Piper? O que...- Alex não sabia o que dizer, estava assustada e confusa.
— Olha, eu...eu tava confusa ok? - Piper reuniu forças de outro mundo para continuar aquilo. — Eu não vou e não posso colocar a relação com a minha família em risco por isso Alex.
— Isso? Haha - Ela ria de nervoso- O QUE TÁ REALMENTE ACONTECENDO PIPER?
— Você não entendeu? - A loira mantinha a voz baixa e fria. — Eu não te amo Alex...é melhor a gente se afastar.

Naquele momento, perdi o chão. E aquela conexão? Desde sempre? Aquilo que nós sentíamos desde sempre? Se aquilo não fosse amor, eu já não sabia de mais nada.

— Vo...você não tá falando sério não é? - Silêncio. — Amor, olha, não vamos deixar sua mãe atrapalhar isso, Piper o nosso amor é al...
— Que amor? Eu não te amo Alex. - Ali Piper sentiu a dor mais insuportável que poderia existir e não conseguiu conter as lágrimas, com a voz embargada, um nó na garganta ela continuou, queria acabar com aquilo logo. — Segue a sua vida, pega outras garotas, logo você se apaixona de novo e vai ficar tudo bem, mas, não me procura mais.
— A CAROL NÃO PODE FAZER ISSO, VOCÊ TEM IDADE SUFICIENTE PRA DECIDIR O QUE QUER PIPER, PELO AMOR DE DEUS, NÃO ME DEIXA...- Alex gritava e chorava ao mesmo tempo.
— Alex, não torna as coisas mais difíceis tá bom? Minha mãe não tem nada com isso, eu só...não amo você dessa forma, eu acabei me confundindo, confundindo a amizade linda que nós tínhamos desde sempre e...é isso Alex. Eu já decidi.

Um silêncio ensurdecedor tomou conta daquele momento, Alex tentava assimilar aquilo tudo, Piper não sabia mais o que dizer só queria desligar o telefone e rezar pra aquela dor passar logo. Até que Alex disse já controlando o choro:
— Você não pode correr atrás de mim depois Piper, não com seus problema ou sem eles, não com a sua saudade, ou com o seu amor, porque sim eu sei que você me ama, não venha atrás de mim quando estiver carente ou triste, porque eu não vou me humilhar a isso. Nunca venha atrás de mim, NUNCA.

A ligação foi finalizada, a dor que as duas sentiram aquela noite nunca poderia ser comparada a qualquer outra, dois corações partidos que pertenciam um ao outro, estavam em pedaços. Elas sabiam, sentiam que não pertenceriam a mais ninguém da mesma forma.

Depois de todo o acontecido Alex então decide que se Piper queria daquele jeito, daquele jeito seria. Ligou para Nicky e conversaram por horas, contando todos os detalhes daquela noite terrível, a amiga que sempre apoiou a morena aproveitou que seus pais não estavam em casa e decidiram fazer A festa, Alex precisava e queria mais que tudo tirar Piper da cabeça.

Ligação On.

— Nicky, tudo certo?
— Claro né, mais foda que eu pra organizar festar só a Barbie - Nicky se calou na hora e o silêncio se fez. — Al foi mal eu...
— Por que? Nada a ver Nicky, não foi eu que escolhi isso. Oh, já estou pronta, tô chegando.
— Ok.

Ligação Off.

Por mais que a dor fosse grande, Alex não poderia se deixar abater, por mais difícil que fosse. Após chegar na casa de Nicky a morena foi logo abrindo a garrafa de tequila, a bebida, a música, muitas garotas e a raiva que Alex sentia, obviamente não acabaria bem.

— NICKY VOCÊ É A MELHOR DO MUNDO - Gritava (por conta da música alta) a morena para a miga que estava abraçada com duas lindas ruivas.
— EU SEI QUERIDINHA, VOCÊ ME AMA HAHA TODAS ELAS ME AMAM.
— EU TE AMO - Se abraçaram e por um momento de exaltação Alex beija a amiga, Nicky a olha surpresa logo depois as duas explodem numa gargalhada e voltam a dançar.
— Oi? - Uma loira de olhos verdes coloca a mão no ombro de Alex.
— O...oi moça bonita. - Alex surpreende a menina a puxando pela numa e tomando-a num beijo de tirar o fôlego. Nicky logo se entromete, afasta a loira um pouco e diz no ouvido de Alex:
— Al, não vai fazer nada pra se arrepender depois ok?
— Me arrepender porque? Tô solteira Nicky, livre, leve e solta AHAHAHHA - Ria a morena alcoilizada.
— Ok, depois não diz q...
— VEM CÁ VOCÊS.

Alex puxa a loira desconhecida, Nicky e sai arrastando elas até um canto onde estavam as garotas do colégio, Júlia que estava conversando com duas meninas se assusta quando Alex a puxa pela blusa e sai com as três dali. Nicky, A loira e Júlia são direcionadas por Alex até o quarto de Nicky.

— Posso saber o que tá acontecendo? - Pergunta a loira.
— Eu também queria saber sabe...- Júlia também pergunta com um sorriso malicioso nos lábios, enquanto Nicky estava calada esperando Alex falar.
— Vamos nos divertir meninas...vamos entrar. - Ela abre a porta do quarto de Nicky já tirando a blusa.
— Alex, já tá bêbada vai pra casa aman...
— Shiu, Nicky, por isso mesmo, se eu não tivesse bêbada com certeza estaria por ai chorando por causa daquela vagabunda, vamos nos divertir amiguinha.

Alex era só risos, e acaba levando as meninas também, a morena sentou todas elas na cama e pediu pra que todas fizessem só o que ela mandasse de primeira instância e elas concordaram. A primeira foi Júlia, Alex se inclinou, chegou bem perto do ouvido dela e disse baixa. — E aí vamos continuar o que não podia ter evitado aquele dia? - Beijou o pescoço de Júlia e viu a mesma se arrepiar com o gesto, tirou sua blusa e depois passou para a loira desconhecida, deu um selinho em sua boca e tirou a blusa dela também, a última da sequência foi Nicky, Alex sorriu perversamente, se inclinou tirou a blusa da amiga e puxou-a pela numa a beijando, quando se separaram Alex disse: — Gostei do seu beijo sapatão hahahah. — Alex você ainda pode parar enquanto é tempo. — Tá com medo de não dá conta Nicky? — Me resolvo com você depois Vause, deixa eu fazer uma coisa antes. - Nicole se levantou e foi em direção a Júlia. — Vamos acabar com esse seu fogo logo, chega de cu doce comigo loira marrenta.- Sem tempo de responder Júlia deixou ela tomar o comando, elas se beijavam com vontade, tirou toda a roupa de Júlia deixando a mesma completamente nua na frente das três, Nicky a prendeu na parede fazendo Alex a olhar perplexa. Até que a "loira desconhecida" a tirou do transe e começou a rir de toda aquela loucura.

— Nicky...Nicky, calma... vai com calma. - Júlia manteve certa distância tentando recuperar o fôlego.
— Tá bem. Agora vamos nós. - Ela olha diretamente para Alex e a morena lhe dá um sorriso malicioso e a puxa para um novo beijo.

As mãos de Nicky passeavam pelo corpo de Alex, o clima foi esquentando, esquentando e quando as amigas se separaram para respirar, Nicky olhou para Júlia e ela estava deitada na cama com a "loira desconhecida" passando as mãos pelo seu corpo e a boca já tomava os seios de Júlia. Nicky ao ser a cena soltou Alex bruscamente a assustando.
— QUAL FOI JÚLIA? - Nem ela mesma entendeu o porque tinha gritado. As meninas se soutaram rapidamente olhando estranho para Nicky.
— O que foi Nicky? - Júlia tentou se aproximar, porém agora era Nichols quem fazia um doce. Nisso tudo Alex estava bêbada e querendo extravasar toda a sua frustração com Piper em outra mulher, então a morena foi logo puxando "a loira desconhecida" dali e a velou para o quarto ao lado, enquanto Nicky e Júlia discutiam sobre o porque da crise de ciúmes de Nichols.
— A...Alex...você vai me deixar marcada - A loira dizia ofegante.
— Ah qual é, eu sei que você tá gostando
— Ahhh...-Gemeu alto quando a morena pôs a mão dentro da fina calcinha dela e começou a estimulá-la no clitóris enquanto a outra mão acariciava um dos seios e a beijava ferozmente.
— Ohhh...Alex...por favor...- Implorava a loira por mais contato.
— Me diz...o que você quer baby. - A voz dela já estava mais rouca de desejo.
— E....eu quero...você dentro de m...OHHHHH POR DEUS ALEX - Gritou ela quando Alex introduziu três dedos de uma vez só.
— Você gosta assim é? - Falava rouco e baixo em seu ouvido.
— Ahhh...- Alex parou. — O que? Por que parou?
— Calma baby, só vou tirar minha roupa, quero sentir seu corpo no meu...-Já despida ela deitar por cima da loira novamente. — Assim...- Alex uniu as intimidades e começou a rebolar forte porém bem lento.
— Ma...mais rá...rápido por favor, me fode com vontade Vause. - Ao ouvir aquelas palavras Alex automaticamente fechou os olhos e como magia ela começou a ouvir os gemidos de Piper e cometeu um pequeno erro.
— Oh Piper você me deixa l...
— TÁ DE SACANAGEM COMIGO? - A loira jogou Alex para o lado da cama a fazendo cair do colchão,
— Você tá louca? - Se levantou Alex irritada.
— VOCÊ QUE TÁ LOUCA ALEX, PORRA MEU NOME É JENNIFER CARA,

Alex só a encarou com o semblante confuso enquanto Jennifer vestia as pressas suas roupas, quando a mesma foi saindo pela porta Alex a para:
— Por favor me desculpa...eu...eu.- Foi interrompida.
— Pelo jeito você ama mesmo sua namoradinha, Alex me procura quando tirar aquela vadia da cabeça, porque eu não sou obrigada a transar com você enquanto você chama por ela. Isso foi broxante Vause. - Já mais controlada a loira a respondeu e saiu pela porta, deixando uma Alex irritada, muito irritada com ela mesma e principalmente com Piper.

A morena partiu em busca de Nicky a essa hora todos estavam começando a irem embora, sem bater na porta Alex entrou no quarto onde estavam Nicky e Júlia as assustando.
— NICKY....- Vause chegou gritando e só depois percebeu que Nicky estava com a cabeça no meio das pernas de Júlia.
— Ah porra, desculpa ai, mas Nicky preciso da sua ajuda, fiz merda com a Jennifer e agora ela saiu aí pela rua, mas tá tarde Nicky ela tá bêbada e eu também, então preciso de você.
— Empata foda do caralho. - Se virou pra Jú e disse num tom tão calmo que assustou Alex, fazendo a morena pensar: "o que tinha acontecido nessa conversa?" — Marrentinha, já volto ok? Vou ver o que a Vause aprontou, pode ficar deitadinha aqui, se quiser ligue a tv e ainda tem comida lá. - Disse Nicky dando um selinho demorado na loira e indo com Alex em disparada até a garagem.
— Alex você não vai pegar uma moto nessa estado.
— Eu não sei se você entendeu Nicole, eu tava fodendo a garota e ela saiu feito louca bêbada por aí...
— O que você fez com ela Alex? - Perguntou desconfiada imaginando o que seria.
— Eu...- A morena baixou a cabeça e continuou. — chamei ela de Piper. AHH EU ME ODEIO TANTO EU A ODEIO TANTO. Vamos Nicky, vamos embora.
— Não Al...- Alex já estava na moto.
— Vai ficar aí ou vai pegar aquilo que você chama de moto também e vai vir? - Alex nem esperou a resposta de Nicky saiu acelerando a moto. A amiga que ia logo atrás só pensava "Por favor Deus, pisa no freio dessa desgraçada."

Continua?
 


Notas Finais


Próximo capítulo Nicole Nichols de um jeito que você nunca viu hahahhahaa
Me contem se estão gostando da história, aceito sugestões. Até mais...
Xoxo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...