História I Need You - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Laura Prepon, Orange Is the New Black, Taylor Schilling
Personagens Alex Vause, Piper Chapman
Tags Laura Prepon, Laylor, Orange Is The New Black, Taylor Schilling, Vauseman
Exibições 143
Palavras 1.492
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei, mas cheguei! hehe

Mais uma vez, obrigada a minha "little trouble" pelas ideias, palavras, e força. Sem ela eu já teria desistido de escrever. Ju, te amo.

Capítulo 12 - Trouble


Fanfic / Fanfiction I Need You - Capítulo 12 - Trouble

POV Alex

Peguei a moto e sai de lá deixando Nicole falando sozinha, eu precisava, precisava colocar minha cabeça no lugar, ouvir meus pensamentos e entender por que eu não conseguia deixar de pensar naquela desgraçada, o que eu faria? Não tinha o que fazer, eu tinha escutado da boca dela que ela não me amava mais, na verdade que nunca amou, como ela pode ser tão fria? O tempo que passamos juntas foi tão lindo, tão bom,era tão maravilhoso ver aquele sorriso lindo todos os dias, sentir aquele cheiro, fazer amor com ela, nossa era uma das melhores sensações do mundo sem dúvida, mas, ela jogou isso tudo fora, ela me deixou acreditar que me amava tanto quanto eu amava ela, filha da puta do caralho, eu a odeio, a odeio, odeio tanto... Meus pensamentos foram interrompidos... eu só ouvi um barulho muito alto e senti meu corpo ir para o chão numa pancada forte, quando percebi que tinha caído tentei logo me levantar, sem sucesso, minha cabeça pesava e tudo girava, meu corpo doía por conta da pancada, porém graças a Deus, sem sangue. Fiquei ali deitada esperando ajuda quando me lembrei do senhor, olhei para o lado e - PUTA MERDA. Pensei, porra logo o tio do lago.


— Ei, tio, o senhor tá bem? Se machucou muito? Vou ligar pro hospital okay? Aguenta só mais um pouco preciso achar meu celular... - Se eu tiver ele ainda né. Eu estava desesperada, mas logo me tranquilizei um pouco.
— Minha filha, não quero arrumar problema pra você, se formos pro hospital terei que ir pra delegacia e não vai ficar nada bom pro seu lado, porque aposto que você bebeu, pelo jeito que vinha na estrada rs.
— E o senhor tá rindo? Estamos ralados.
— Graças a Deus filha...estamos vivos. - Me calei, somente.

Autora

Cerca de dois minutos depois Nicole se aproximou do local do acidente, depois de rodar muito pelos bairros próximos ao dela, num estalo ela se lembrou de todas as vezes que Alex precisava relaxar, ficar sozinha e colocar as ideias em ordem, ela corria pro pequeno sírio de Lorenzo e ali no lado distante a casa ela sempre ficava, partindo em busca do paradeiro de Alex a loira foi direto ao ponto, chegando na pequena estrada de chão que seguia em direção ao sítio, ela viu algo brilhar na estrada muito fraco, acelerou e quando viu Alex no chão com a roupa rasgada, a moto caída e Enzo também no chão tentando se levantar, quase não acreditou.


— Tio Enzo, o que aconteceu? Porra, o senhor tá bem? Senhor...- Fora interrompida pela voz fraca de Alex.
— Nichy? Eu...só preciso que me ajude a levantar.
— PORRA NENHUMA AL...vamos, eu vou chamar a ambulância pra levar vocês dois juntos pro hospital.
— Não. - Enzo se pronunciou.
— Hãm? Vocês bateram a cabeça?
— Não jovem, só não quero criar problemas pra Alex. - Disse ele dando um sorriso pra morena, que retribuiu.
— Nicky liga pra Ju, pergunta ela se ela consegue pegar o carro pra gente ir pra casa.
— Vocês vão pra minha casa tá? Lá posso chamar meu médico e vemos se não temos nada demais.
— Obrigada Tio, eu...desculpa, eu não sei como agradecer o senhor, pelo o que tá fazendo por mim. - Viram uma Alex completamente sem graça.
— Depois falamos sobre isso menina, agora vamos arrumar um jeito pra irmos "meninas do lago" - ele disse rindo baixo.
— O senhor se lembra de nós? - Alex perguntou admirada.
— Claro, cuidado com o meu jardim rs.- Riram juntos por ele repetir a frase de todo dia, sempre que as meninas chegavam em seu sítio.

Enquanto Nicky ligava para Júlia, Alex tentava ver o estado de sua moto, e Tio Enzo sentado no chão rindo da preocupação que Alex dividia entre ele e a moto.

— ALÔ? JÚLIA? CARALHO LIGUEI DUAS VEZES E VOCÊ NÃO ATENDE ESSA PORRA DE CELULAR...
— Primeiramente baixa o tom de voz pra falar comigo, segundamente eu nem ia atender você Nicole, qual é? Tá achando que eu sou o que? Sua idiota. - Esbravejou.
— Jú...- Foi interrompida.
— Jú meu cu Nicole, olha eu vou desligar e voc...- Então foi a vez de Nicky.
— ME ESCUTA MERDA!
— Eu não quero saber de merda nenhuma, quero notícias da Alex.
— Ah sim, Alex - Disse a baixinha descabelada revirando os olhos. — Ela tá ótima, acabamos de transar, agora vou ver se ela tá aqui no meu bolso, se tiver eu passo o celular pra você falar com ela ok?
— Vai a merda Nicole, tenha maturidade uma vez na vida.
— NICKY MANDA ELA VIM LOGO E DEPOIS VOCÊS DISCUTEM A RELAÇÃO OK? - Alex gritou pois as dores já estavam começando a incomodá-la mais.
— Júlia, seguinte, Alex sofreu um acidente e...
— O QUE? E VOCÊ SÓ ME FALA ISSO AGORA? NICOLE VOCÊ TÁ BRINCANDO O TEMPO TODO E NÃO DISSE O MAIS IMPORTANTE, TO INDO, ONDE VOCÊS ESTÃO? - Gritou ela assustada.
— Se você tivesse calado a porra da boca talvez eu teria a chance de falar assim que você atendeu essa merda. Enfim, estamos naquela estrada que vai pro sítio do Tio do jardim, lembra? Aquele que a gente tava armando pra destruir bêbadas aquela vez?
— É O QUE? - Gritou Sr. Enzo.
— Nada, nada Nicole é retardada, não liga tio...- Alex sorriu nervosa e desconversou.
— Estou indo pra aí, calma, tchau. - Júlia finalizou a ligação.

Assim que Júlia finalizou a ligação, resolveu ligar para Piper, por mais que ela e Alex não estivessem juntas mais, antes de tudo aquilo eram amigas e assim fez. Dirigindo até o local onde os três estavam ligou:
— Alô?
— Piper, tô passando na sua porta em cinco minutos pra de buscar...Alex sofreu um acidente.
Enquanto Júlia explicava o que aconteceu, Piper parecia estar em outro mundo, o tempo para ela parou, tudo ao seu redor se movimentava em câmera lenta, a voz de sua amiga que antes estava nítida naquele exato momento era como se Piper a escutasse a quilômetros de distância, seus olhos encheram-se de lágrimas, e ela poderia judar que seu coração tinha parada por um milésimo de segundo que fosse.
— PIPER? - Ouviu a voz de Júlia a gritando e uma buzina insistente do lado de fora de sua casa. Ao sair do transe a loira saiu em disparada pela porta, batendo a mesma atrás de sí sem dar quaisquer satisfação aos pais indo em direção ao carro com o rosto banhado em lágrimas. O caminho todo foi total silêncio Jú puxava assunto e Piper respondia seca e fria, sempre olhando pela janela do carro pensando em como agir diante de Alex depois de tudo aquilo que foi dito.

Enfim, chegaram, Júlia correu até Alex e viu que a mesma estava bem, logo indo até Enzo e obteve a mesma resposta, estavam bem, na medida do possível, e então com a ajuda de Nicky colocaram a moto de Alex na parte traseira da pick up dos pais.

Minutos depois Alex percebeu a presença de Piper, a lançou um olhar reprovador e raivoso, todo o sentimento bom foi deixado de lado naquele momento.
— O que você tá fazendo aqui? - Alex disparou.
— E...eu vim ver como você tava. - Com a voz calma e baixa Piper foi se aproximando mais de Alex tentando ajudar a mesma a se levantar...
— TIRA A MÃO DE MIM - Gritou a morena com fúria nos olhos. Depois de toda aquela cena de Piper, depois do que ela escutou dela, o mínimo seria uma reação assim. Ouvindo o que estava acontecendo Niky e Júlia voltam, Júlia ajuda Alex e Nicky Sr.Enzo, colocaram os dois dentro do carro e Piper sem pensar entrou ao lado de Alex.
— O que você quer garota? Viu? Eu não morri pode voltar pra porra da sua casa, não preciso de você.
Não preciso de você. Essa frase bateu nos ouvidos de Piper e uma lágrima caiu.
— Alex...eu sei que tá com raiva de mim mas...eu me preocupo com você.
— Se você se preocupasse comigo estaria do meu lado. Vai se foder Piper!

Depois do acontecido todos no carro seguiram até o sítio em total silêncio, porém ao descerem do carro Nicky e Júlia começaram.

— Ficou com medo da sua crush master morrer Júlia? Por que veio numa velocidade que até me surpreendi.
— Cala sua boca Nicole ela é minha amiga, faria o mesmo por qualquer uma de vocês.
— Aham aham, tiraria a roupa pra qualquer uma de nós também?

Todos os olharem de repente se direcionaram a Júlia, ela não sabia exatamente o que falar naquela hora, pensou em Piper, que a encarava com decepção, depois para Alex que sorria sem graça por se lembrar o que tinha acontecido na festa e por último encarou Nicky, a garota que ela tanto tinha raiva que até duvidava se não era amor também. Um silêncio constrangedor pairou no ar por longos minutos e tudo o que ela pensou foi. - Putaquepariu !

 

Continua? 
 


Notas Finais


Perdoem os errinhos e vamos ser felizes together kkk até mais...xoxo :*




By: Juju and Jú.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...