História I Need You - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Lobos, Naruto, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Exibições 245
Palavras 3.896
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - Conversa


 

I Need You


           Sakura mordeu levemente o canto dos lábios, observava atentamente sua imagem em frente um grande espelho que avia no quarto de Sasuke. Havia acabado de sair do banho e estava só com uma lingerie verde. Seu corpo estava cheios de marcas vermelhas e roxas, fora o grande incomodo que existia entre suas pernas. Era um grande esforço ficar em pé e quase a via ido ao chão quando descera da mesa, sua sorte foi que Sasuke a pegou e a levou para o banheiro onde tomaram um banho quente. Sakura estava certa de que ele era insaciável e iria acabar com ela, porem tinha que admitir que estava amando aquilo e que também estava se tornando igual a ele.

Logo depois do banho a mãe do moreno apareceu os chamando para o desejum, Sasuke achou melhor a rosada ficar no quarto e o mesmo foi buscar a comida para eles. A garota iria reclamar porem achou melhor ficar no quarto, sabia que todos iriam focar a atenção em si e a mesma odiava ser o centro das atenções.

Levou as mão ao pescoço franzindo a testa enquanto olhava com repreensão as várias marcas avermelhadas e roxas. Suas coxas estavam com marcas as marcas da  mão do moreno e a mesma exitou em se virar e olhar em suas nádegas onde tinha certeza que estava pior.

— Acho que exagerei. — Deu um pulo se virando com o susto encontrando o Uchiha na porta do quarto a olhando intensamente.

— Parece que sim. — A garota respondeu e foi até a cama pegar a muda de roupa que a via separado.

— Eu machuquei você. — Indagou bagunçando os cabelos e dando um suspiro pesado.

Sakura o olhou enquanto vestia uma calça jeans escura, ele deu a ela um sexo intenso mostrou a ela o seu lado selvagem e a marcou de várias formas. No entanto ela só sentira prazer, ele a fez se sentir viva.

— Não machucou. — Ela respondeu pegando sua blusa vermelhas de mangas longas a vestindo.

Sasuke deu um pequeno sorriso enquanto a observava, ela era tão linda, tão encantadora. Queria aproveitar todo o tempo do mundo com ela e esquecer de todos os problemas. Porem ele sabia que só poderia viver em paz com sua garota quando destruísse todos que a queriam mal. Sentiu um ódio e uma amargura voltar só de imaginar alguém fazendo mal ela, tinha que acabar com todos o mais rápido possível para poder viver em paz.

Sakura calçou suas botas pretas baixas e fez uma careta sentindo uma onda de ódio lhe invadir, olhou imediatamente para o Uchiha e viu o mesmo com um olhar perdido e sério.

— Por que esta com raiva? — Perguntou indo até o mesmo o despertando de seus pensamentos.

— Não é nada venha comer. — A voz do moreno saiu frustrada e Sakura o segurou pelo  braço antes que ele se virasse.

— Desde quando alguém sente tanto ódio por nada? — Perguntou entre dentes, já estava ficando irritada e os sentimentos dele misturados com os seus não estava ajudando em nada.

— Sakura isso não é assunto seu. — Ele respondeu seriamente, não queria a meter naquela situação.

— Você disse que todos os seus problemas estavam ligados a mim, então acho que é assunto meu sim. — Não sabia de onde vinha tanta coragem para enfrenta-lo.

— Sakura você não tem que se envolver nisso, eu resolvo. — Sasuke disse tentando manter o controle, aquela situação estava o deixando puto.

— Eu me entreguei a você e concordei em ficar ao seu lado para o resto da minha vida sem ao menos lhe conhecer, eu quero respostas, quero saber o que esta acontecendo. — Ela disse firmemente enquanto o olhava nos olhos, Sasuke se viu encurralado por aquela garota e quis rir daquilo. Como ela conseguia o deixar desconcertado daquela maneira?

— Tudo bem eu lhe contarei tudo...porem não agora. — Sasuke disse derrotado e Sakura assentiu um pouco frustrada por ter que esperar.

— Tudo bem. — A garota respondeu e ele a puxou para ele beijando-lhe a testa.

— Não se preocupe com nada, eu estou aqui e nada vai lhe acontecer. — As palavras dele a deixara em alerta, ela estava correndo perigo? a ansiedade por respostas a corroía por inteiro.

— Vem você precisa comer. — Sem dizer mais nada Sakura se deixou ser guiada até a cozinha, onde fez seu desejum sobre o olhar do Uchiha. Percebeu que o mesmo era bastante protetor, lembrou-se de quando ele disse que a encontrou quando era a penas um bebê.

— Você disse que me encontrou quando eu era um bebê. — Disse constrangida, aquilo era romântico?

— Sim, seu choro e seu cheiro me guiaram até você,  te tirei daquele frio e te levei para Chiyo com a promessa de que te buscaria quando tivesse 18 anos. — O  moreno respondeu fazendo a rosada o encarar confusa.

— Eu não tenho 18 ainda. — Ela disse se lembrando de seu aniversário que seria daqui um mês. Chiyo não sabia a data de aniversário da garota então colocou o dia em que Sasuke a trouxera para ela. Estavam no inicio de novembro o aniversário da rosada era 20 de dezembro.

Se lembrar de seu aniversário fez a garota se lembrar que o ano quase no fim, e que em pouco tempo terminaria o Ensino médio. Sua boca entreabriu ao se lembrar dos seus planos para o futuro.

— O que foi? — Sasuke perguntou preocupado pela expressão da garota.

— Eu..estou terminando a Escola. — Disse com a voz baixa.

—Eu sei, por que esta aflita? — Perguntou a olhando atentamente.

— Eu tenho planos e sonhos...queria me mudar para Tóquio com minha amiga para cursar faculdade de medicina. — A voz da garota saiu baixo, a via se esquecido de seus planos quando concordou em ficar ao lado dele para o resto da vida.

O comodo ficou silencioso e a respiração do moreno ficou pesada. Só de imagina-la longe o deixava louco, ela não iria a lugar algum. Ela era dele e tinha que ficar ao lado dele e consequentemente teria que esquecer seu sonho de se mudar para a capital do país.

— Você não vai a lugar nenhum. — A voz do mesmo saiu séria e Sakura apertou os olhos com força.

— Você esta querendo mandar em mim e eu odeio isso. — A voz da garota saiu abafada, ela estava completamente apaixonada por ele, no entanto a medicina fora sua primeira paixão. Seria difícil desistir de seu sonho e dele também, não conseguiria deixa-lo e sabia que um relacionamento a distância nunca funcionaria.

— Esqueça isso, seu lugar é ao meu lado. — O Uchiha disse massageando as têmporas. Tudo que menos queria era brigar com ela.

— Esta controlando a minha vida. — A garota disse soltando um suspiro.

— Se esqueceu de que eu disse que era para toda a eternidade? você é minha Sakura e nunca sairá do meu lado. — Sasuke disse se levantando e fixando seus olhos no da rosada.

Sakura mordeu os lábios e desviou o olhar, não poderia reclamar pois a via aceitado. A via aceitado ficar ao lado dele pelo resto da eternidade. 

— Certo, eu..preciso ir até a casa da minha a vó. — Ele indagou se levantando.

— Pequena..não fica desse jeito, você não entende que eu preciso de você? — Ele disse segurando o braço da garota antes que a mesma se virasse.

— Estou desistindo dos meus sonhos por você. — Sakura disse se assustando com suas próprias palavras, estava desistindo dos seus sonhos por ele. Aquilo era loucura porem ela sabia que precisava dele e que não conseguiria ficar longe.

Um pequeno sorriso nasceu nos lábios do moreno e ele a puxou colando seus lábios. Sakura arfou e ficou nas pontas dos pés elançando o pescoço de Sasuke aprofundando o beijo. Já estava viciada no beijo do moreno, era uma sensação tão gostosa que não queria mais largar.

O beijo foi ficando mais intenso e Sasuke se separou da garota acariciando seu rosto. Ela estava corada e o desejo de possui-la voltara contudo, ele queria te-la naquela mesa, no entanto tinha coisas a resolver.

— Melhor guardar suas energias para noite, tenho que resolver uns assuntos agora. — Disse colocando as mãos no bolso e a rosada corou.

— Eu vou na casa da vovó Chiyo, ela deve estar preocupada comigo e eu não me despedi. — Sakura disse desviando o olhar. Se sentia uma traidora por ter deixado sua a vó sem ao menos se despedir.

— Eu te levo. — Sasuke disse passando por ela e entrou no quarto.

Sakura o seguiu parando no corredor e o moreno saiu do quarto com o casaco grosso da rosada colocando na mesma. 

— Não precisa me levar, eu posso ir sozinha. — Ela disse o olhando abotoar os botões de seu casaco rosa.

— Acha mesmo que eu deixaria você sair sozinha na Floresta? — Perguntou erguendo uma sobrancelha.

— Não. — Respondeu o òbvio.

— Resposta correta, agora vamos. — Ele pegou nas mãos da rosada e a puxou para fora da casa.

Sakura sentiu o vento gélido em seu rosto e apertou os lábios, observou algumas pessoas do acampamento e todas estavam com roupas normais como se estivessem no verão. Sentiu inveja deles por não sentirem frio enquanto ela estava congelando.

Sentiu alguns olhares em sim enquanto Sasuke a puxava em direção a Floresta. Porem um olhar em especial lhe chamou a atenção. Uma mulher ruiva de olhos castanhos a olhava com ódio? franziu o senho para a ruiva e desviou o olhar deixando-se ser guiada por Sasuke.

Eles entraram na Floresta e seguiram uma trilha, Sakura o abraçou e sentiu a mão do mesmo acariciando seus cabelos enquanto andavam. Tudo estava silencioso e de alguma forma assustador. Sakura achava surpreendente a forma que sua vida a via mudado, mudara tudo de um dia para noite.

Os dois não falaram nada por todo o percurso, estavam pensativos e o silencio não incomodava.

— Venho te buscar antes do almoço. — Sasuke quebrou o silêncio assim que chegaram em frente a casa.

— Acho que vou almoçar aqui. — A garota disse se soltando do mesmo.

— Tudo bem, lhe busco a tarde. — Sasuke disse e lhe deu um beijo na testa.

— Tchau. — Sakura disse e se afastou indo em direção a casa.

Sasuke ficou encarando até que a garota entrasse na casa e depois foi embora. Sakura entrou na casa fechando a porta e Chiyo apareceu a olhando com ternura.

— Minha menina. — Chiyo disse sorrindo e abraçou a garota.

— Vovó — Sakura a abraçou e deu um pequeno sorriso.

— Você sumiu ontem e eu fiquei tão preocupada, me perdoa por ter sido tão descuidada e colocado qualquer um para morar conosco. — A mulher disse alisando os longos cabelos da garota, estava se sentindo culpada. Se algo acontecesse a Sakura ela nunca iria se perdoar.

— Esta tudo bem vovó, a culpa não foi sua. — Sakura disse fechando os olhos.

— Pensei que Hinata era do bem, mas ela esta envolvida com os vampiros. — Chiyo disse e Sakura a soltou.

— Vampiros? então são eles que querem me matar? — A garota perguntou assustada.

— Eu não direito essa história, o Uchiha me contou pela metade. — A senhora respondeu nervosa.

— Esta acontecendo alguma coisa vovó, acho que estou em perigo. — Sakura disse passando as mãos nos cabelos.

— Nada vai acontecer com você minha filha, eu não permitirei e o Uchiha também não. — Chiyo disse séria e Sakura assentiu levemente.

— Obrigada, estou sentindo sua falta. — A rosada disse sorrindo.

— Parece que você preferiu ele a mim. — Chiyo disse emburrada.

— Vovó desculpa...é só que..eu acho que estou apaixonada. — A garota disse abaixando o olhar.

— Então pouco tempo?...você já se entregou a ele? — Chiyo perguntou curiosa.

— Vovó...que pergunta. — A garota repreendeu corada.

— Esse Uchiha não segurou o fogo no rabo e já te dominou, que atrevimento. Ele machucou você? — A mulher começou a falar irritada deixando Sakura da cor de um pimentão.

— Eu to bem vovó, podemos mudar de assunto? — Sakura disse nervosa.

— Vocês se preveniram? — Chiyo perguntou desconfiada, ela realmente não queria mudar de assunto.

— Eu...não sei...acho que não. — A voz de Sakura saiu abafada e a mesma arregalou os olhos.

— Depois eu que sou a incompetente, vou ter uma conversa com aquele lobo de uma figa. — Chiyo disse irritada e saiu resmungando em direção a cozinha.

Sakura engoliu em seco e a seguiu, parou no encosto da porta e ficou observando sua avó resmungar enquanto pisava unas ervas em um pilão. A mulher colocou um bule de água no fogo e voltou a reclamar de como o Uchiha era um incompetente.

Sakura ficou a olhando até a mesma derramar a água quente no copo e colocar as ervas pisadas e outras coisas a mais.

— Peque isso vai evitar que você engravide, ele causará e feito durante um mês, você pode transar o quanto quiser e não irá engravidar. Venha aqui todos os meses para bebe-lo. — Chiyo disse a contra gosta e entregou o copo para a garota e ela pegou levando a boca e fazendo uma careta com o gosto.

— É Horrível. — Disse entregando o copo vaziu para a mulher.

— Eu sei, se tivesse ficado de pernas fechadas não precisaria bebe-lo. — A Senhora resmungou e Sakura abaixou a cabeça.

— Desculpa vovó. — Disse constrangida.

— Não me desculpe, eu sei como é a juventude de hoje, é fogo que não acaba mais. — Disse se sentando na mesa, Sakura segurou o riso e se sentou em frente a mulher.

— A Senhora é tão engraçada. — Comentou e pegou uma maçã no cestinho que estava em cima da mesa.

— Hum. — Chiyo resmungou e segurou o sorriso por Sakura estar ali com ela outra vez. Sentiria falta de sua menina, o tempo passou tão rápido e agora a mesma era uma mulher.


oOo


           Sasuke voltou ao acampamento e viu Naruto vir em sua direção a passos rápidos, pela cara do mesmo não era coisa boa.

— Sasuke onde você estava? por que não atendeu o Kiba quando ele foi te chamar? — O loiro perguntou sério.

— Estava resolvendo uns problemas com Sakura, o que aconteceu? — Disse olhando atentamente para o loiro.

— Na madrugada de hoje  Kiba pegou o espião de Sasori. — Naruto disse e o olhar de Sasuke ficou sombrio.

— Onde ele esta?

— Perto daqui, esta amarrado em um tronco de árvore.  — O loiro respondeu.

— Me leve até ele. — O moreno ordenou e o Uzumaki assentiu guiando seu líder em direção a Floresta.

— Neji e Kiba estão com ele. — O loiro comentou quando já estavam próximo do local.

— Onde esta a bruxa? não pode deixa-la sozinha ainda não confio nela. — Sasuke disse se lembrando de Hinata.

— Esta com Tenten, não fale assim ela é confiável. — Naruto respondeu com um olhar sério.

— Ela pode estar se fazendo de inocente, a deixe longe de Sakura ela tem sorte de estar viva. — O Uchiha resmungou e o Uzumaki o ignorou para não falar nenhum besteira.

— Chegamos.

Pararam em frente á uma grande árvore e os olhos de Sasuke ficaram vermelhos quando o mesmo bateu o olhar em Zetsu. O meio bruxo estava amarrado e com a boca sangrando, os dentes do mesmo estavam cerrados e ele se amaldiçoava por ter se metido naquela encrenca. Ele sempre fora cuidadoso, ninguém nunca a via o pegado, Até agora.

Os olhos do Uchiha o fizera engolir em seco, praguejava Sasori de todos os nomes possíveis por ter o metido naquela confusão.

— Ele é um meio bruxo. — Neji disse quebrando o silêncio que se estalou.

Sasuke foi a passos lentos até Zetsu e parou em frente ao mesmo lhe lançando um olhar gélido.

— Então você é o futuro defunto que anda me espionando. — A voz do mesmo saiu tão sombria que Zetsu começou a se debater tentando de alguma forma sair dali.

— Uma das coisas que mais odeio na vida é quando invadem meu território e tentam fazer planos contra mim as escondidas. — A voz do moreno saiu entredentes e o mesmo levou a mão ao pescoço de Zetsu o apertando com força. 

— O que aquele miserável esta tramando? — Quase gritou apertando cada vez mais forte o pescoço de Zetsu. O espião se debatia rosnando os dentes.

— Eu..não..sei. — Zetsu rosnou.

— Não sabe? um inútil como você não me serve de nada, o que acha deu quebrar o seu pescoço? — As ameaças do moreno deixaram Zetsu com mais raiva, ele sabia que era seu fim, iria morrer de qualquer maneira.

— Você é um merda, todos vocês são. Vampiros e lobisomens uma raça nojenta que acham que podem mandar em todos. Não me importo com nenhum dos dois só estou fazendo o meu trabalho. E não sou eu quem esta quebrando regras aqui. — Zetsu disse desafiadoramente e Sasuke soltou seu pescoço.

— Soltem-no. — Sasuke ordenou deixando todos confusos.

— Sasuke o que v.. — Naruto começou a falar e foi cortado pelo moreno.

— Eu mandei soltar. — O Uchiha o cortou e Kiba foi até Zetsu começando a desamarra-lo.

Quando soltou o meio bruxo caiu de joelhos olhando desconfiado para Sasuke. Antes que pudesse fazer qualquer movimento levou um chute nas costas o fazendo cair de cara no chão. Soltou um rosnado quando Sasuke pisou em suas costas e puxou seus dois braços para trás.

— Vocês bruxos precisam das mãos para fazer seus feitiços idiotas, mas como você vai fazer magias sem elas? — Zetsu arregalou os olhos e antes que pudesse fazer algo sentiu osso das duas mãos se quebrando.

O grito do meio bruxo foi alto, o mesmo se debatia e soltava rosnados. Sasuke pisava em suas costas e puxava seus braços cada vez mais forte fazendo o mesmo enterrar o rosto na neve fazendo sua pele congelar com o frio.

— Vai me dizer o que aquele infeliz esta aprontando ou vou ter que quebrar seus braços? — O Uchiha rosnou. Kiba observava tudo com um olhar divertido enquanto Naruto e Neji estavam sérios.

— Desgraçado. Ele quer a garota. Ele esta fazendo de tudo para destruir você. Ele quer guerra. — Zetsu gritou em puro ódio. Aquilo era humilhante.

— E Como ele ficou sabendo dela? — O Uchiha gritou e Zetsu trincou os dentes. — Responda desgraçado, como ele ficou sabendo dela? — Gritou e Zetsu sentiu os ossos de seus braços estralarem.

— Fui eu sei filho da puta. — Gritou em meio a dor e sentiu seus braços sendo quebrados.

— Eu poderia arrancar os seus braços fora e lhe matar agora, mas você vai até aquele Sangue suga e vai dizer que eu estou o esperando, diga a ele para me encontrar daqui a 2 dias no rio congelado na divisa de Konoha com a aldeia da névoa para acertamos nossas contas. — Sasuke disse seriamente assustando a todos.

— Sasuke tem certeza disso? — Neji perguntou percebendo a gravidade da situação.

— Ele não quer guerra? então darei uma guerra a ele. Já esta na hora de acabarmos com a Akatsuki. — Sasuke indagou levantando Zetsu pela camisa. O mesmo tremia e mal conseguia ficar em pé, os braços quebrados estavam caídos ao lado do corpo doendo até a alma. Estava com tanto ódio que mataria um só com os olhos.

— Vá e de meu recado a ele. — Ordenou soltando Zetsu fazendo o mesmo cambalear.

— Eu não sou garoto de recado. — Disse entre dentes.

— Quer perder as pernas também? aproveito e corto sua língua fora quebrando os dentes no embalo. — Zetsu apertou os punhos e se virou indo embora a passos pesados. Desejava que todos morressem nessa guerra e se não morressem ele mesmo iria mata-los. Não sabia de quem tinha mais ódio se era do Akasuna ou do Uchiha.

— Acha que ele dará o recado? — Naruto perguntou olhando Zetsu sumir na Floresta.

— Ele dará sim, esta com ódio e quer me ver morto. — Sasuke responder.

— O que faremos agora?

— Vamos voltar para o acampamento, quero que reúna todos os homens. — Ordenou começando a andar sendo seguido pelos outros.

Logo já estavam no acampamento e Sasuke foi direto para seu escritório enquanto Naruto reunia todos no centro do acampamento. Neji parou o olhar em sua namorada que estava ao lado da Hyuuga. Não gostando nada daquilo foi a passos rápidos até elas.

— Neji o que esta acontecendo? — Tenten perguntou séria se aproximando do namorado.

— Uma guerra esta por vir. — Respondeu olhando seriamente para Hinata que franziu o senho para ele. A aparência dele era de um Hyuuga.

— Uma guerra? como assim? — Tenten perguntou surpresa.

— Sasuke explicara tudo. — Respondeu.

— Quem é você? por que tem os olhos de um Hyuuga? — Hinata perguntou não se contendo.

— Não lhe interessa, não sei o que faz aqui mas acho melhor ficar longe de mim e da minha namorada para seu próprio bem. — Neji disse friamente e puxou Tenten pelo braço a arrastando para longe dali.

— Ficou maluco Neji? — Tenten começou a gritar e Hinata abriu a boca os olhando ir embora.

— Ele é um Hyuuga. — A garoto sussurrou abismada. Ela e sua irmã não eram as ultimas. Existia outro, se perguntava o que ele estava fazendo em uma alcateia de lobos. Eram tantas coisas acontecendo que a mesma não sabia mais o que pensar.

 

oOo


             — Seu aniversário está chegando. — Chiyo disse depois de um longo tempo em que estavam conversando.

— Parece que sim. — Sakura respondeu.

— Vai ficar maior de idade, já não é mais uma criança. — Chiyo disse nostálgica, o tempo passava tão rápido.

— Não sou uma criança a muito tempo. — A garota respondeu pensativa.

— Você sempre foi minha criança, minha menininha. — Chiyo disse fazendo Sakura sorrir.

A garota abriu a boca para falar algo mas alguém bateu na porta atraindo a atenção das duas.

— Quem é? — Sakura perguntou confusa.

— Não sei. — Chiyo respondeu e se levantou saindo da cozinha sendo seguida por Sakura.

As duas pararam em frente a porta e Chiyo a abriu revelando o filho do Xerife. Sai estava com as mãos em sua jaqueta de couro e tinha um sorriso falso no rosto.

— Bom Dia. — O moreno disse Educado.

— Bom Dia, a que devo a visita? — Chiyo disse olhando confusa para o garoto.

— Quero falar com Sakura. — Disse olhando para dentro da casa encontrando os olhos verdes de Sakura.

— Sobre o que? — Chiyo perguntou e olhou para a rosada que se aproximou da porta.

— Temos um trabalho para fazer. — Sai disse e Sakura fechou os olhos. A via esquecido do maldito trabalho de física que marcaram de fazer no final de semana.

— Eu esqueci completamente. — A rosada disse balançando a cabeça.

— Eu vim lhe buscar para fazermos em minha casa, se você puder é claro, eu tenho que sair a tarde e só tenho tempo agora. — O garoto disse e Sakura entortou os lábios assentindo.

— Tudo bem podemos fazer agora, se importa vovó? — Sakura disse e olhou para sua a vó que ficou em silêncio por um tempo.

— Tudo bem pode ir, mas não demorem. — Chiyo disse olhando para Sai com desconfiança. Não gostava daquele garoto, e não queria deixar Sakura andando sozinha por ai.

— Até mais vovó. — Sakura disse e saiu da casa começando a andar em direção a caminhonete de Sai.

— Não vamos demorar, prometo trazer sua neta em segurança. — Sai disse e seguiu a rosada.

— É bom mesmo. — A mulher resmungou olhando para os dois adolescentes que iam em direção a caminhonete preta que estava em frente a sua casa. Arqueou uma sobrancelha quando o garoto pegou na cintura de Sakura para ajuda-la entrar na caminhonete e a garota lhe deu um leve empurrão entrando sozinha.

— Garoto, garoto, não sabe onde esta se metendo. — A mulher balançou a cabeça e visualizou a floresta antes de entrar em casa. Teria sido uma boa ideia deixar Sakura ir com ele? agora não tinha mais volta, mais era só um trabalho nada poderia acontecer. Ou poderia?

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...