História I Need You - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Lobos, Naruto, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Exibições 346
Palavras 2.752
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Observada


 

I Need You


Dezessete anos depois


          Estava no fim do outono e as últimas folhas das árvores estavam prestes a cair para logo iniciar um inverno rigoroso. A garota dormia tranquilamente no seu pequeno quarto de piso de madeira e as paredes de um verde Turquesa, ao lado da cama de casal tinha uma pequena mesinha de madeira com um abajur. Do outro lado do quarto havia uma pequena janela que estava tampada por uma fina cortina branca que era balançada pelo vento daquela manhã nublada.

A garota foi despertando aos poucos de seu sono, ela soltou um bocejo e se levantou indo em direção a janela. Olhou em direção a floresta e apertou os olhos quando viu um vulto correndo, seria sua imaginação? balançou a cabeça e fechou a janela para que o vento não entrasse e fechou as cortinas.

Ela usava um pijama curto branco, ela saiu de seu quarto e foi em direção ao banheiro no final do corredor. Tomou um banho quente e fez sua Higiene matinal, depois voltou para seu quarto enrolada em uma toalha felpuda. A garota parou em frente ao guarda roupa e pegou uma calça jeans e uma blusa de lã azul manga longa. Calçou suas botas baixas preta e arrumou os longos cabelos rosa que eram tão lisos que caiam como cascata em suas costas, se olhou no espelho entortou os lábios. A mesma tinha 1,60 de altura tinha um corpo mediano, cintura fina, seios médios, pernas torneadas, ela era tão branca que se achava pálida. Seus olhos era de um verde esmeralda tão vivo que chamava atenção por onde passava e para completar, sua pequena boca era rubra como uma rosa. Linda era pouco para se caracterizar a garota que  tinha uma beleza natural que todos admiravam.

Pegou a sua mochila vermelha a colocando nas costas e desceu as pequenas escadas indo em direção a cozinha encontrando sua avó adotiva colocando café em uma xícara.

— Bom dia vovó Chiyo. — A garota disse se sentando na mesa pegando um pedaço de bolo.

— Bom dia querida, coma rápido ou chegara atrasada no colégio. — A Senhora disse dando um sorriso cheio de afeto e a garota assenti começando a comer rápido.

Enquanto a garota comia a Senhora se escorou na pia e olhou a floresta pela janela da cozinha, ela pode ver os olhos vermelhos olhando em direção a casa como sempre fazia todos os dias e deu um sorriso, ele sempre estava lá.

— Bom, terminei já vou indo. — A garota se levantou e foi até a avó lhe dando um beijo na bochecha.

— Boa aula querida. — A mulher disse sorrindo e a rosada assentiu indo em direção a porta da pequena casa.

Elas moravam um pouco afastadas da vila mais próximo a floresta, o que fazia a rosada andar 10 minutos todos os dias até chegar no Colégio onde cursava o Terceiro ano do Ensino Médio.

A garota abriu a porta saindo e parou assim que sentiu a brisa forte batendo em seu rosto fazendo seus cabelos voarem e a mesma fechar os olhos e soltar um suspiro.

Esse pequeno gesto fez o lobo que estava a alguns metros a frente dentro da floresta trincar os dentes, fazia anos que ele a observava de longe e a protegia, acompanhou todo o seu crescimento e pode perceber que a mesma ficava mais linda a cada dia e quando a mesma começou a se tornar uma mulher ele tinha que controlar o lobo dentro de si que estava louco querendo sair e  possui-la. O desejo por ela crescia a cada dia que passava, temia não conseguir se controlar e esperar a mesma completar 18 anos. Mas fora o desejo ele nutria outro sentimento por ela, um sentimento forte que ele nunca sentiu por ninguém.

O mesmo a acompanho até a garota chegar na Escola e encontrar com a amiga loira, quando ela entrou na escola ele visualizou a área e correu para dentro da Floresta em direção a sua alcateia que agora era o Alfa pois seu pai morreu a três anos em um ataque de vampiros. Os lobos e os vampiros são inimigos naturais, e o Clã Sharigan era o maior inimigo da Akatsuki o grupo de vampiros mais poderosos de todos. Fora a Akatsuki que matara Fugaku Uchiha, Fugaku fora morto por Nagato o líder da Akatsuki e dias depois Sasuke matou Nagato para vingar a morte do pai, agora quem lidera a Akatsuki é Sasori o filho de Nagato e o arque inimigo de Sasuke , o que o ruivo mais queria na vida era se vingar do Uchiha da forma mais dolorosa possível.

O lobo negro se destransformou virando um Homem de cabelos negros e olhos ônix, ele tinha um corpo musculoso com algumas cicatrizes. Seus cabelos era rebeldes e caiam sobre o rosto, ele tinha um olhar sério e obscuro, o mesmo só estava com uma calça preta deixando seu peitoral a mostrar. Poderia se dizer que ele era o Homem mas bonito de toda aquela alcateia, todas as mulheres caiam aos seus pés porém o mesmo as rejeitava bom algumas pois quando seu desejo estava no limite e ele não podia ter sua marcada ele tinha que ficar com outras para aliviar o desejo. Porém nunca ficava satisfeito, todos ali sabiam que ele já tinha sua marcada e que estava esperando a hora certa para pega-la.

O acampamento havia crescido, as casas eram pequenas e de madeira. Eles disfarçaram o acampamento sendo lenhadores, eles trabalhavam cortando lenhas para vender na vila. Podia se ver alguns homens cortando árvores, outros treinavam, todos eles tinha a marca do lobo em seu braço direito que era um circulo preto com uma estrela dentro.

O moreno avistou uma rodinha de pessoas rindo, foi em passos duros até o círculo já imaginando do que se tratava.

— Já falei que não vou lutar com você, chega de insistência mulher — Viu Neji com um rosto irritado e a sua frente estava sua irmã Tenten.

— Então para de me subestimar. — A garota rosnou apertando os punhos.

— Já chega, todos voltem a seus afazeres. — Disse autoritário fazendo todos se espalharem e voltarem a trabalhar.

— Já estão brigando de novo? — O moreno perguntou olhando sério para cada um.

— Esse babaca que vive me subestimando Sasuke — Tenten disse cruzando os braços.

— Olha como fala comigo — Neji rangiu os dentes e a garota deu língua pra ele.

Sasuke revirou os olhos e saiu dali rumo ao seu escritório, sabia que não adiantaria brigar com os dois pois em questões de minutos estariam se beijando.

Tenten era a marcada de Neji e o mesmo era machista coisa que a morena odiava e os dois viviam brigando portanto logo depois estavam se beijando e trocando caricias.

Viu Karin se aproximar de si com um pequeno sorriso.

— Sasuke vamos nadar na cachoeira? — Ela perguntou dando um sorriso malicioso, Karin era uma das que ele já tinha ficado e a mesma não aceitava que ele já tinha sua marcada e vivia em seu pé.

— Não. — Respondeu curto e grosso passando pela mesma. A mesma fez um bico e o olhou se afastar frustada.

— Você ainda sera meu Uchiha. — Disse com um olhar determinado vendo o homem se afastar.

— Se eu fosse você perdia as esperanças Karin. — Naruto o melhor amigo de Sasuke e seu Beta disse passando pela ruiva e indo em direção de Sasuke.

— Vai se ferrar Naruto. — A ruiva rosnou para o primo e saiu a passos duros.

O Uchiha entrou em seu escritório e se sentou em sua cadeira olhando para o retrato de seu pai em cima da mesa. Ouvi a porta se abrindo e olhou vendo o loiro entrar sorridente.

— Já levou sua garotinha até a Escola? — Naruto perguntou provocativo e Sasuke o olhou de cara fechada.

— Isso tudo é inveja por que ainda não encontrou sua marcada. — O moreno disse com um sorriso de canto e desta vez o loiro que fechou a cara.

— Vai se ferrar Teme. — O loiro disse emburrado. E o moreno deu de ombros.

— Algum problema? — O moreno perguntou em relação ao acampamento.

— Não está tudo certo, e nem um sangue suga se aproximou da barreira. — O loiro disse orgulhoso e Sasuke concordou com a cabeça.

— Ótimo — O moreno respondeu com os pensamentos em sua garota, como a queria para si naquele momento.


oOo


          Sakura andava pelos corredores da Escola com sua melhor amiga do lado.Ino falava algo sobre o garoto que ficou na festa da noite passada.

— Sakura ele era uma delicia de Homem, é sério você tem que ir na festa de hoje na casa do Kiba. — A loira disse animada e Sakura entortou os lábios quando um garoto passou por ela e mandou um beijo.

— Ino eu não gosto dessas coisas. — Sakura respondeu quando elas saíram do colégio e pararam na entrada.

— Vamos Sakura você vai gostar eu juro. — A loira disse juntando as mãos e fazendo cara de cachorrinho sem dono.

— Ino. — Sakura suspirou olhando ao redor a procura de uma desculpa.

Ela odiava festas ou qualquer lugar barulhento.

— Sakura por favor — A loira disse fazendo bico.

— Ino eu não gosto de festas. — A rosada disse bufando.

— Sakura você precisa se divertir, e além do mas Sai vai estar lá. — A loira disse com um sorriso malicioso.

— Eu não sei Ino, e o que tem haver o Sai estar lá? — A rosada perguntou arqueando uma sobrancelha.

— O que tem haver? Sai é louco por você Sakura, e você precisa aproveitar ele é filho do Xerife. — Ino disse suspirando.

— Não me importo se ele é filho do Xerife, eu não quero nada com ele. — A garota disse bufando começando a andar.

— Sakura por mim só essa vez, se você não gostar pode ir embora. — A loira disse quase chorando entrando na frente da rosada fazendo a mesma soltar um suspiro cansado, sabia que a loira não largaria de seu pé tão sedo.

— Tudo bem, mas só vou ficar um pouco e se eu não gostar irei embora. — A garota respondeu fazendo a loira dar um grito estérico e a abraçar.

— Obrigada Saky, te amo, te amo, te amo. — A loira gritou apertando as bochechas da amiga.

— Ta bom Ino, passa na minha casa para me buscar, agora eu tenho que ir parece que irá chover, tchau. — A rosada disse se soltando e começando a andar.

— Tchau Testuda passo na sua casa as nove. — Escultou o grito da amiga e balançou a cabeça se distanciando.

Começou a andar a passos rápidos quando o vento começou a ficar forte e céu escurecer, logo cairia uma tempestade. Apertou as alças da mochila sentindo uma sensação estranha, a mesma sensação que sentia todos os dias era como se ela estivesse sendo observada, olhou em direção a floresta engolindo em seco, nunca gostou de florestas e por ironia morava em frente a uma.

Avistou sua casa a alguns metros a frente e começou a correr quando uma chuva forte começou a cair. Praguejou baixo entortando os lábios e quase escorregou em uma folha molhada, seria tão idiota levar um tombo por escorregar em uma folha. Parou na entrada da casa subindo os pequenos degraus de madeira e abrindo a porta entrando logo em seguida.

— Sakura querida, se molhou? — Chiyo apareceu na sala limpando as mãos em um pano de prato.

— Um pouco, irei me trocar. — A garota respondeu subindo as escadas e indo em direção ao quarto.

Deixou sua mochila na cama e foi tomar um banho. Depois de estar seca e de banho tomado desceu as escadas rumo a cozinha para almoçar.

— Tem frango assado. — A mulher disse colocando uma bandeja na mesa e a garota assentiu

Elas começaram a comer em silêncio, Sakura olhou para Chiyo e mordeu os lábios brincando com a comida.

— Têm uma festa hoje, Ino quer que eu vá — Disse abaixando a cabeça para o prato.

— Onde? — A mulher perguntou olhando a garota.

— Na casa dos Inuzukas. — A rosada disse levantando o olhar.

— Pensei que não gostasse de festas — A mulher respondeu voltando a comer.

— Não gosto, vou por Ino. — Disse bebendo um pouco de suco de uva.

— Tudo bem. — A mulher respondeu e o resto do almoço foi silencioso.

Elas terminaram de almoçar e foram arrumar a cozinha, quando Sakura terminou foi para o quarto lê um livro. Tinha uma grande paixão por livros e eles a ajudava passar o tempo, olhou para a janela vendo a chuva forte bater no vidro. Gostava da chuva quando era calma, mas nunca gostou de tempestades por que delas vinha os trovões e odiava trovões. Largou o livro na mesinha ao lado da cama e se deitou fechando os olhos, estava cansada e precisava descansar para  aturar a festa que iria a noite.

Estava nevando o caminho estava borrado tinha uma mulher correndo com um  bebê no colo. Ela parecia desesperada e chorava muito, parecia que fugia de algo. Foi quando uma coisa pulou em cima da mulher fazendo o bebê cair na neve e começar a chorar, viu olhos vermelhos e dentes afiados e tudo ficou escuro.

Acordou em um susto respirando ofegante e passando a mão no rosto, aquilo teria sido um pesadelo? A garota olhou para a janela e a chuva havia passado, procurou o relógio com os olhos na parede e viu que já eram cinco da tarde. Franziu o cenho levantando, tinha dormido tanto assim? e por que teve aquele pesadelo tão estranho?

Se sentou na cama bagunçando os cabelos e depois respirou fundo se levantando e indo até a janela a abrindo, se escorou na janela olhando para o céu, parecia que não choveria mas. Sentiu aquela sensação de que estava sendo observada de novo e olhou em direção a floresta, apertou os olhos quando viu dos pontos vermelhos no ar a olhando, aquilo eram olhos? A garota deu um passo para trás assustada e fechou a janela, deu uma batida no rosto e suspirou, estava tendo alucinações talvez por que tinha dormido demais.

Pegou sua mochila e tirou seu caderno de dentro, iria estudar até dar a hora de Ino aparecer.

Quando fechou o caderno viu que já eram 8 horas, é o tempo tinha se passado, mas passado rápido demais. Se levantou e pegou sua toalha indo até o banheiro, tomou um banho e parou em frente ao guarda roupa pensando no que vestir.

— O que se veste em festas? — Indagou olhando cada roupa do guarda roupa encontrando mais calças e blusas de mangas compridas, por causa do frio que fazia em Konoha quase não vestia roupas curtas. Escultou sua porta se abrindo e se virou surpresa vendo Ino entrar com uma sacola nas mãos.

— Ino? o que faz aqui? — A rosada perguntou confusa.

— Vim trazer sua roupa, eu sei que não tem nada que presta nesse guarda roupa. — A loira disse pegando uma calça e fazendo careta.

— Esta me ofendendo. — A rosada disse enrugando a testa.

— Ta, ta, ta pega se veste que a gente não tem muito tempo. — A loira disse jogando a sacola em cima da rosada. A garota  abriu a sacola e tirou uma blusa cinza,uma jaqueta e uma saia preta. Ela olhou para a amiga que sorriu e revirou os olhos começando a vestir a roupa, depois calçou sua bota preta cano médio sem salto e arrumou os cabelos que estavam lisos com uma franjinha caindo ao lado da testa.

— Perfeita, eu te maquiaria mas você não precisa. — A loira disse puxando a rosada para fora do quarto.

— Tchau dona Chiyo. — Ino disse passando pela senhora que estava sentada no pequeno sofá assistindo sua novela.

— Tchau meninas, se cuidem. — A mulher respondeu sem olha-las e Ino abriu a porta saindo da casa puxando a rosada pelo braço, que teve uma surpresa ao avistar uma camionete a frente de sua casa com Sai encostado na mesma com um sorriso no rosto, o mesmo vestia uma calça preta, com uma blusa branca e uma jaqueta de couro.

— Sakura o Sai se ofereceu para nos levar já que vamos para o mesmo lugar. — Ino disse animada e a rosada deu um sorriso falso queria matar a loira naquele momento.

— Esta linda Sakura. — O garoto disse a olhando dos pés a cabeça com um sorriso no rosto fazendo a garota corar.

Ino entrou no banco detrás e Sai ajudou Sakura a se sentar ao seu lado deixando a garota nervosa, tudo que ela mas queria era fugir dali. Eles estavam tão distraídos que não notaram olhos vermelhos furiosos dentro da floresta os olhando de longe.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...