História I Need You - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Lobos, Naruto, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Exibições 309
Palavras 1.903
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Medo


 

I Need You


           O som era alto, tinha carros em volta de toda a casa, os adolescentes dançavam como se não houvesse amanhã e bebiam sem se preocupar com nada. A casa dos Inuzukas era grande, Kiba aproveitou que seus pais viajaram e deu uma festa convidando o colégio inteiro.

Sai parou o carro em frente a grande casa que era de cor azul turquesa, Sakura engoliu em seco quando viu a bagunça que eles estavam fazendo, tinha garotas tirando a roupa em cima da mesa e alguns homens passavam as mãos no corpo delas. Aquilo aos olhos de Sakura era deprimente poderia ter ficado em casa.

— Sakura o que está esperando?vamos — Ino disse já do lado de fora e abrindo a porta da rosada.

— Não deveria ter vindo — Sussurrou descendo do carro e olhando em volta.

— Não começa por favor — Ino bufou revirando os olhos.

— Não começa com o que? — Sai perguntou travando o carro e parando ao lado das duas.

— As frescuras da Sakura, acredita que essa é a primeira festa que ela vem? — Ino disse colocando a mão na cintura.

— Sério? — Ele perguntou surpreso e a rosada assentiu corada — Então vem comigo você precisa ver como é uma boa festa — Ele disse galanteador e segurou a pequena mão da garota começando a puxa-la para dentro da festa.

— Esperem por mim — A loira gritou e correu atrás dos dois.

Ao longe um Homem observava tudo cuidadosamente, em passos apressados ele seguiu os dois que estavam arrastando sua garota para o meio daquela multidão de adolescentes bêbados. Ele estava irritado e poderia matar alguém só com o olhar, ele queria matar aqueles dois que arrastaram sua pequena para um lugar como aquele.

Sakura olhava tudo atentamente, eles entraram dentro da grande casa que estava mais cheia que o quintal. Sai a arrastou por aquelas pessoas que dançavam loucamente uma música desconhecida para a rosada. Eles pararam ao lado de um bar improvisado onde um garoto loiro servia bebidas.

— 2 vodcas — O moreno disse encostando no balcão.

— Eu não bebo — Sakura disse rapidamente assim que o garoto a estender um copo cheio de vodca.

— Qual é Sakura, experimenta para tudo tem uma primeira vez — Ele disse com um sorriso falso.

— Não obrigada — A garota respondeu respirando fundo.

— Deixa Sai ela não vai beber, me da isso aqui — Ino disse pegando o copo da mão do garoto e virando o copo bebendo toda a bebida, fazendo Sakura enrugar a testa.

A loira sorriu e pediu mais um copo, ela estava animada e dançava olhando em volta a procura de algum garoto.

— Tem um gatinho  me olhando não vou perder tempo, juízo os dois — A loira gritou indo em direção a um garoto fazendo Sakura balançar a cabeça negativamente.

— Então, vamos dançar? — O moreno perguntou animado.

— Não, pode ir — Ela respondeu mordendo os lábios, estava se sentido sufocada naquele lugar.

— Vamos se divertir Sakura — O garoto disse pegando na mão dela.

Do outro lado escorado em uma parede ele só observava. Quando aquele imbecil pegou a mão de sua garota ele apertou os punhos se segurando para não fazer um estrago, se ele se descontrolasse acabaria com aquela festa e acabaria matando aquele cara.

— Nossa o que um homem lindo como você faz aqui sozinho? — Uma loira apareceu colando em si. Já estava morrendo de raiva não precisava de uma vadia para piorar a situação.

— Sai daqui — Ele rosnou pois a loira estava tampando sua visão.

— Nossa que grosso — Ela disse irritada e deu meia volta rebolando.

Sasuke trincou os dentes e voltou olhar para sua garota, deu um suspiro aliviado quando viu que a mesma se soltou de Sai.

— Sai, olha eu to com dor de cabeça minha companhia não seria nada agradável, tem um monte de garotas olhando para você, vá curtir com elas — Sakura disse dando um sorriso falso, queria se livrar dele.

Sai olhou para ela e depois olhou em volta, tinha muitas garotas se insinuando para ele. Sai era filho do Xerife e era bonito, muitas garotas davam em cima dele.

— É nenhuma me resiste, bom você que sabe — Ele disse sorrindo convencido e foi em direção a uma ruiva que insinuava-se para ele.

Sakura suspirou aliviada e se encostou em uma parede com as mãos na cabeça, sua cabeça estava prestes a explodir com aquele barulho enlouquecedor. Voltou os olhos para festa e visualizou o local, e aquela sensação estranha voltou era como se alguém a observasse, se remexeu desconfortável e olhou para frente encontrando um par de olhos negros do outro lado da sala a olhando fixamente. Engoliu em seco sentido um calafrio passar por todo o seu corpo, sua respiração começou a ficar descompassada e ela piscou os olhos aturdida.

Onde ele estava não dava para o ver direito por causa da iluminação, só conseguiu visualizar uma parte do corpo e os olhos negros que pareciam brilhar. Era uma troca de olhares intensa, ela não conseguida desviar o olhar, uma chama se acendeu em seu peito e ela conseguiu sair do transe balançando a cabeça começando a caminhar a passos rápidos para a saída.

O que esta acontecendo?que sensação é essa? — Mil pensamentos invadiram sua cabeça.

Passou por um garoto  bêbado que ficou a cantando, porém a mesma não deu bola e continuou andando em direção a saída, não encontrou Ino em lugar algum a loira deveria estar com algum garoto então resolveu ir embora sozinha, não importava o quanto a loira iria brigar no dia seguinte não suportaria ficar naquele lugar mais nem um segundo. Seria uns vinte minutos de caminhada até chegar em sua casa, e talvez não seria perigoso.

 A rua estava escura e vazia só se ouvia o som da festa ao longe, ela apertou os braços em volta do corpo quando  começou uma ventania forte a noite estava gélida talvez por que no dia seguinte o inverno chegaria, ela não gostava do frio, era assustador e solitário. 

A mesma sensação voltou e ela apressou os passos mordendo os lábios, escultou passadas perto e seu coração deu uma batida acelerada quando uma mão forte segurou em seu braço virando a mesma para trás, se deparou com o Homem bêbado que a cantou na festa. Era um total desconhecido para a mesma ele deveria ter uns vinte anos.

— Olha o que temos aqui, resolveu ir embora sozinha lindinha? — A voz do Homem saiu maliciosa e o ar da garota foi embora.

— Me solta — Ela disse com a voz entrecortada tentando inutilmente puxar seu braço.

— Não, quero fazer algo muito melhor com você — Ele disse sorrindo olhando o corpo da garota com desejo.

— Não, me deixa em paz — O desespero tomou conta de si e ela tentou se soltar, porém o homem a jogou na parede ao lado fazendo a mesma soltar um resmungo de dor quando suas costas bateu no muro.

— Você vai gostar — Ele disse a prendendo em seus braços e passando a língua em seu pescoço.

Nojo, era o que ela sentia as lágrimas já caiam de seus olhos desesperadamente, ela tentava inutilmente se soltar porém era em vão.

— Não por favor, socorro — Ela gritou desesperada na esperança de ser salva, porém ela sabia que não avia ninguém era inútil. Seria esse seu fim? seria estrupada?

— Não adianta gritar ninguém vai escuta-la — Ele disse passando as mãos no corpo da garota que chorava desesperadamente tentando chuta-lo. Ele segurou sua perna com uma mão e a outra levou a blusa da menina a rasgando fazendo a mesma soltar um grito.

— Não — Gritou fechando os olhos e sentiu o corpo do Homem a soltar bruscamente de si, ouviu um grito de dor e abriu os olhos os arregalando com a cena que presenciou.

Tinha um lobo preto enorme em cima do Homem que gritava, o lobo rosnou e arrancou o braço do Homem fazendo jorrar sangue para todos os lados. Caiu sentada horrorizada com as mãos na boca e tremendo aquela cena era horrível. Ouvi barulho de ossos se quebrando e mais um grito de dor, aquela tortura continuou por alguns minutos e logo só se ouvia as bufadas do lobo ele parecia furioso.

O lobo se virou para trás lentamente encontrando olhos verdes esmeraldinos o olhando amedrontados, ele desceu o olhar para a blusa rasgada da garota e trincou os dentes, o ódio invadiu todo o seu ser, aquele homem avia feito sentir dor, ele iria toca-la do modo mais sujo que existia. E ninguém toca no que é dele, ninguém machuca sua pequena.

A garota abraçou seu corpo olhando apavorada para aqueles olhos vermelhos que a olhavam intensamente, já tinha visto aqueles olhos antes. Desviou o olhar para o corpo despedaçado no chão e quase vomitou com o que viu. Conseguiu levantar tremendo e soltou um soluço começando a correr aos tropeços. Precisava fugir, ele iria mata-la assim como fez com aquele Homem, precisava fugir daquele animal. 

Estava apavorada nunca tinha visto um animal daqueles, ele a olhava como se fosse a devorar e o pior era o sentimento estranho que invadiu seu peito. 

Olhou para trás apavorada tentando ver se avia chances de fugir porém o lobo avia desaparecido. Aquilo estava parecendo um filme de terror, nunca tinha corrido tanto em sua vida e nunca tinha sentido tamanho medo. Quando avistou sua casa abriu a porta desesperada a fechando com força se escorando na mesma com a mão no coração.

— Sakura? o que aconteceu? — Chiyo apareceu olhando assutada para o estado da garota.

Ela estava suada e ofegante, seus cabelos estavam desgrenhados e sua blusa rasgada mostrava seu sutiã de cor preta. Ela correu em direção a mulher a abraçando com força começando a chorar, Chiyo estava com o rosto sério enquanto alisava os cabelos da menina.

— Quem fez isso com você meu anjo? — A voz da mulher saiu desesperada.

— Eu to com medo — Ela disse em meio aos soluços.

— Vai ficar tudo bem, nada de mal vai lhe acontecer eu estou aqui. — Ela disse soltando um suspiro irritado, quem fez isso com sua menina iria pagar, iria pagar caro, olhou para a janela no momento em que ouviu um uivo de lobo. Bom talvez ele já tenha pagado.

Quando viu que sua pequena chegou em casa correu para a floresta descontrolado, precisava se controlar estava com tanto ódio que poderia matar qualquer um que aparecesse. Estava tentado não matar aquele imbecil que levou sua garota para aquela festa e a deixou sozinha, por culpa dele sua pequena quase foi estrupada. Aquela cena foi Horrível, ela estava chorando aquele infeliz a fez chorar e o pior foi que ela ficou com medo de si, ele não queria que ela tivesse medo dele,estava puto de ódio por faze-la sair correndo ele era tão assustador assim? 

Nunca tinha matado um Humano em sua vida, porém não conseguiu se controlar quando viu sua pequena gritando naquele estado com aquele miserável a tocando, só ele podia a tocar ela era dele, só dele.

Parou no meio do Floresta e fechou os olhos tentando se acalmar, Porem o barulho de um carro se fez presente na estrada. Ele tentou se controlar mais seus instintos falou mais alto. Parece que mataria dois humanos em uma noite só.

Péssima hora para ir embora desgraçado — Foi a única coisa que pensou antes de correr a toda velocidade para a estrada e pular em cima da caminhonete preta a fazendo descontrolar e o moreno de dentro gritar apavorado.

Continua ...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...