História I Need You - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Temari
Tags Naruto, Romance, Sasunaru, Shikatema
Visualizações 126
Palavras 1.608
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Esporte, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Um capítulo curtinho pra vocês matarem o gostinho. Dêem uma olhada nas notas finais! Nos vemos novamente na sexta!

Capítulo 11 - Uzumaki está digitando


Fanfic / Fanfiction I Need You - Capítulo 11 - Uzumaki está digitando

Uzumaki está digitando.

Online.

Visto por último às 22:43.

Sasuke soltou o celular em cima da cama, ainda apreensivo, enquanto escolhia uma calça de moletom confortável o suficiente para dormir, na tentativa falha de se distrair enquanto esperava a resposta de Naruto. Assim que se vestiu com uma calça de moletom cinza, ouviu seu celular vibrando, e se virou rapidamente para pegar o aparelho, vendo uma foto dele e o loiro que foi tirada antes de um dos jogos. Naruto segurava a bola de basquete e Sasuke tinha a mão em cima dos fios loiros, como quem estava o empurrando para baixo, mas na verdade era apenas um cafuné que Sasuke usava para irritá-lo sobre sua altura. O loiro tinha um olho fechado e com o outro encarava Sasuke, irritado, enquanto Sasuke tinha um sorriso debochado nos lábios. Ele adorava aquela foto, por isso tinha definido como a do contato do Uzumaki, alguns dias atrás. Atendeu a ligação no que seria provavelmente o terceiro toque.

- Quando essa ligação terminar eu espero finalmente te entender, Sasuke. – Naruto tinha uma voz um pouco trêmula e cansada, e despejou as palavras de forma séria.

- Naruto, me ouve... – Sasuke foi até a porta de seu quarto, a fechando em seguida. Sabia que de uma forma ou de outra Itachi estaria ouvindo aquela conversa, mas preferiu pelo menos dar um sinal de que queria privacidade. – Desculpa. Eu não sei onde eu tava com a cabeça. – Sasuke suspirou, procurando as palavras certas.

- Em relação a que? – Naruto pareceu não interpretar aquela sentença da forma que Sasuke queria.

- Em relação a hoje... – Ele passou as mãos nos fios, nervoso. – Eu não conseguia te encarar.

- Então você se arrepende?

- Não. Não. – Ele repetiu mais lentamente assim que percebeu que falara rápido demais. – Eu gostei, muito, é só que... Eu nunca tinha feito isso antes. E eu estava bêbado, então... Achei que você pudesse estar pensando que eu só me aproveitei de você e...

- E você só se aproveitou?

- Droga, Naruto, claro que não. – O loiro não estava facilitando. Ou talvez ele mesmo não estivesse facilitando consigo. Era mesmo tão complicado? Já estavam “juntos” por uma semana...

- Então o que te faz achar que eu pensaria algo assim? Por que não falou comigo? – Naruto parecia incrédulo, e o volume de sua voz aumentou. – Sasuke, eu fui até você de manhã, te abracei pra tentar te deixar confortável, porque eu até entendo que você pode estar inseguro, mas você se afastou de mim como se eu fosse tóxico. Como acha que eu me senti?

Sasuke paralisou e a sua voz pareceu sumir. Naruto tinha razão. Se ele pelo menos fosse um pouco mais atento ao seu redor...  Naruto de fato se aproximou dele pela manhã, e o que ele fez? Se afastou. Como sempre fazia. Seguiu pelo caminho mais fácil, fugiu.

Covarde.

- Desculpa. – Ele não conseguiu encontrar outra palavra naquele momento. – Desculpa, de verdade. Eu fiquei nervoso. Eu não quero que as coisas fiquem assim. – E tudo que ele recebeu como resposta foi um suspiro longo.

- Não faça isso por obrigação, Sasuke. Não estou te obrigando a ficar comigo... Só queria entender. – Aquilo soou mais como uma forma de relembrar a Sasuke que o seu relacionamento anterior tinha sido ruim, e que ele não precisava mais daquilo. Sasuke assentiu, como se Naruto pudesse lhe ver.

- Não é uma obrigação, acredite. Eu quero continuar. Eu só precisava processar tudo que a gente vem vivendo. – Sasuke respondeu quase sem pensar.

- Vou me arrepender de te deixar ter essa chance? – Naruto já não tinha mais a voz trêmula ou alterada. Apenas desconfiada.

- Não. – Ele disse com convicção. Naruto lhe fazia bem como outra pessoa nunca fez, e ele não podia continuar agindo daquela forma. – Obrigado por isso, Naruto.

- Não agradeça, só aproveite. – Naruto disse por fim, e resolveu que era suficiente. – Boa noite, Sasuke.

Já passava da meia noite, e Sasuke precisou de bons minutos até dormir, muito mais leve do que se sentira a tarde toda. A ideia de perder a companhia de Naruto era difícil de ser aceita. Ou ele se resolvia e levava aquele loiro para frente, ou perderia a primeira pessoa com quem ele realmente se importou, dentre todos os curtos relacionamentos que tivera. Até então, ninguém tinha ouvido um pedido de desculpas de Sasuke Uchiha.

 

A semana que antecedeu a volta às aulas foi repleta de treinamentos e análises das outras equipes, e Sasuke pôde perceber a melhora coletiva. Todos estavam flutuando pela quadra, e trocando passes precisos, resultado dos treinamentos das férias. No início, Sasuke sentiu-se acanhado por jogar com Naruto, e ele quase não se reconhecia. Mas no primeiro intervalo que se seguiu, Naruto lhe chamou para a área externa.

- Eu achei que já tínhamos conversado, tipo... ontem. – Ele deu de ombros, encarando o campo de futebol vazio. Sasuke suspirou, encostando sua cabeça na parede atrás dele, ao mesmo tempo em que depositava uma mão na cintura do loiro ao seu lado, lhe puxando para que ficassem de frente.

- Eu tô agindo como um idiota, né? – Sasuke apenas jogou a frase no ar, sem esperar que fosse respondido. Naruto lhe encarou, ainda nos seus braços. Os dois trocaram olhares por alguns instantes, até que finalmente Naruto respondeu.

- Sim. – Ele riu. Na verdade, ele gargalhou. E Sasuke, mesmo sem entender a reação, soltou um riso anasalado. – Você tá igual eu quando fiquei com o primeiro cara. Sério. Agora entendo porque ele se livrou de mim... – Naruto comentou dando de ombros, como quem está falando sobre o clima, mas tinha um ar descontraído. 

- Outch. – Sasuke fingiu estar magoado, e eles riram novamente, enquanto o Uchiha se aproximava do loiro, lhe roubando um beijo. Sem se importar se estavam na área aberta da universidade, sem se importar se seriam chamados em alguns instantes para voltar para o treino, ou se as líderes de torcida apareceriam ali. Naquele momento, ele só precisava sentir o gosto daqueles lábios sob os dele outra vez, como se aquilo solucionasse tudo. Ele sentiu um sorriso se formar nos lábios de Naruto enquanto trocavam o gesto, e finalizou o beijo puxando o lábio inferior de Naruto com os seus, podendo contemplar a face absorta do loiro. E aquilo o fez sorrir. Beijar Naruto era como uma fuga rápida da realidade, onde parecia que sobravam apenas os dois no local. Como se totalmente sincronizado com o fim do beijo, Shikamaru apareceu ao lado da porta do ginásio, encontrando os dois ainda abraçados e com as testas coladas.

- Você devia sorrir mais. – Naruto comentou, vendo Sasuke enrubescer,

- Ei, voltamos em cinco minutos. – Ele usou um tom de voz baixo e tentou se manter sério e indiferente à cena, mas percebeu que Sasuke enrijeceu seu corpo, afastando os rostos, mas Naruto lhe deu um apertão e logo ele relaxou. – Não deixem que a Temari venha arrastar vocês, sabe como é.

- Já vamos. – O próprio loiro respondeu, enquanto Sasuke desviava o olhar. – Eu tenho a impressão que o Shikamaru já sabia.

- Quem sabe... – Sasuke não quis pensar no assunto. Ao mesmo tempo em que queria parar de precisar se esconder para aproveitar a presença de Naruto, não conseguia evitar de ficar tímido com aquilo. Ele já tinha notado que Naruto ficava chateado com o fato dele tratar do assunto com tanta cautela, e ver o loiro daquela forma nada espontânea lhe deixava apreensivo. Precisava resolver logo aquele conflito interno.

Ao adentrarem a quadra, Sasuke procurou Shikamaru com o olhar. O capitão não devolveu o gesto, porque estava concentrado em acertar uma cesta de três pontos, e logo Temari entrou no ginásio, conferindo se todos estavam ali. O treinamento seguiu como todos os outros, e Sasuke já se encontrava mais à vontade para voltar a jogar como sempre fez junto a Naruto. Nada tinha mudado. Shikamaru não lhe olhava torto. Temari não lhe julgava. Nem mesmo Kiba e Gaara, que já tinham visto os dois mais próximos, pareciam lhes tratar diferente. E Sasuke percebeu que na verdade o problema era que ele ficava procurando nas menores reações algum tipo de julgamento de seus colegas. Era como se quisesse a aprovação deles para que seguisse em frente com Naruto, mas desde quando ele precisava de aprovação para algo que não fosse dirigir o carro do irmão? Sempre seguiu o caminho que lhe agradava. Por que seria diferente agora? E se aquele era ele mesmo, qual seria o problema caso alguém de fora quisesse interferir?

Suspirou, chegando à conclusão que levaria as coisas com Naruto com calma em relação ao público, mas não queria mais ficar se importando com os demais. Aquele era o seu relacionamento, e ele não se afastaria de Naruto por puro capricho. Foi a primeira vez em sua vida que ele se sentiu atraído daquela forma, e que alguém lhe era importante àquele nível. Se era um homem ou uma mulher? Aquilo não importava. Era um tanto rudimentar pensar dessa maneira. E aparentemente, depois de devanear sobre aquilo, sentia-se leve. No fundo do seu coração, ele já sabia da sua opção há tempos, apenas não tinha se dado à chance de se conhecer. 

Ouviu seu nome ser chamando para que recebesse um passe, e saiu de seu transe momentâneo, voltando a prestar atenção no jogo e na movimentação na quadra. Ainda teriam dois amistosos para disputar antes de voltarem a competir no torneio que se seguiria, e o objetivo dele ainda era de vencer Tókio e levantar aquela taça, junto ao seu time. Esperava que ao menos tivesse tempo para realizar aquele desejo.


Notas Finais


Esse capítulo em especial foi praticamente o que deu a origem a essa fic. Porque eu estava assistindo Kuroko no Basket, e imaginei como seria se o Kuroko e o Kagami se relacionassem e logo me veio à mente o Sasuke e o Naruto. Então, sim, esse foi o primeiro capítulo que eu escrevi, e depois só fui ajustando ele, por isso ele é tão morno e curto. Eu sei que tem gente que não gosta dessas crises internas, mas em algum momento eu precisaria demonstrar que Sasuke se libertou hihi. (A imagem que é a de contato do Naruto, no celular do Sasuke, é na verdade um desenho que eu fiz enquanto pensava na história. Eu tentei dar upload nela em 1928 sites diferentes, mas nenhum entrou, então até o fim da história eu deixo o link pra vocês verem, <3)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...