História I Need You - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Temari
Tags Naruto, Romance, Sasunaru, Shikatema
Visualizações 116
Palavras 2.213
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Esporte, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Pelas minhas contas, este e o antepenúltimo capítulo da fic </3

Capítulo 12 - Torneio, churrasco e amor


Fanfic / Fanfiction I Need You - Capítulo 12 - Torneio, churrasco e amor

Depois de colocar todos os seus pensamentos em ordem, a sua vida retomou a rotina que ele tinha se acostumado. Ele continuou se encontrando com Naruto na costumeira quadra, onde outrora ensinava o loiro a marcar cestas com a mão esquerda e depois aprendeu a usar a sua direita. E era exatamente o que ele estava fazendo naquele minuto, mas teve sua jogada interrompida.

- Oe, não treine só a direita. Não esqueça que a tua dominante é a esquerda. – Naruto roubou a bola de Sasuke e correu pela quadra, marcando uma cesta de esquerda.

 - E você tabelando de esquerda? – Sasuke se aproximou, abraçando Naruto por trás e aproximando os lábios do ouvido do loiro. – Esse é o meu aluno.

- Ei, viemos aqui pra treinar... – Naruto argumentou, mas se virou, selando os lábios com os do moreno.

- Viemos... – Sasuke continuou o beijo, empurrando Naruto até que lhe encurralasse contra o poste da cesta. – Mas já estamos aqui faz tempo.

Naruto riu do comportamento de Sasuke. Se conhecesse aquele lado de Sasuke antes, provavelmente teria estragado a parte inicial de seus treinos, já que era muito difícil resistir às investidas dele. E sempre que começavam a se provocar daquela forma no treino, o rendimento deles caía. Desviou dos braços fortes com agilidade e rindo, correndo atrás da bola.

- Não esqueça que você também me ensinou a escapar da sua marcação. – Naruto riu da expressão entediada de Sasuke por ele conseguir se desvencilhar, e marcou outra cesta, indo na direção da saída. – Amanhã é nosso primeiro jogo do torneio. Como você se sente?

- Meio tenso. – Sasuke respondeu, entrando no carro. – Nosso último jogo contra o Tókio foi um saco.

Naruto dedilhou o volante, ligando o carro.

- Quer dormir lá em casa hoje?

 

No andar de baixo, uma cozinha e uma sala. Uma escadaria levava até o andar de cima, que possuía dois quartos. Era claramente uma casa para um estudante. Passaram por uma porta, e Sasuke só conseguiria ver a decoração na manhã seguinte, pois no momento sua atenção estava voltada aos olhos azuis na sua frente. Depositou um beijo na testa do Uzumaki, lhe desejando boa noite e abraçando o rapaz na sua frente. Não havia malícia naquele ato. Haviam apenas os dois, e o sentimento bom que sentiam todas as vezes em que ficavam juntos.

As luzes começaram a invadir o ambiente e isso interrompeu o sono de Sasuke. Ele abriu os olhos e encarou o quarto de Naruto, percebendo que tinham alguns pôsteres de jogos, poucos livros e vários CDs espalhados pela escrivaninha, onde um computador descansava. Alguns bonecos em miniatura completavam a decoração, e em dois nichos presos em cima da sua cama, dois troféus que Sasuke identificou como sendo de campeonatos regionais de basquete, junto a algumas medalhas penduradas em pregos nas bordas dos nichos. Sorriu. Aquele ambiente falava um pouco sobre a personalidade de Naruto. Se o loiro entrasse em seu quarto, não descobriria nada sobre ele, pois não se dava ao trabalho de decorar o ambiente. Involuntariamente apertou o abraço que dava em Naruto, e isso pareceu acordar o loiro.

- Bom dia. – Ele tinha aquela voz arrastada que Sasuke estava acostumado em ouvir quando dormiam juntos no hotel.

- Bom dia... – Sasuke já estava desperto, mas sentia um aperto no coração. Ele não decorava seus quartos porque sempre se mudava. E não sabia qual seria o próximo destino, nem quando, mas já estavam em Tóquio a mais de sete meses, o que extrapolava os limites, e Sasuke sentia que esse dia podia chegar a qualquer momento.

- Tá tudo bem? – Naruto pareceu perceber que algo incomodava Sasuke.

- Ah, aham. - Ele continuava distante.

- É sobre o jogo? – Naruto desconfiou. – Relaxa. A gente treinou duro pra isso. Vamos dar o nosso melhor!

Sasuke olhou nos olhos de Naruto, e não pôde evitar de sorrir. Ver o loiro tentando lhe animar lhe preenchia o coração. Lembrou-se como foi insensível depois da primeira vez com ele, e mesmo assim o loiro tentou atravessar o escudo que ele construiu para lhe deixar confortável. Não queria perder aquilo. Abraçou Naruto, que mesmo estranhando o comportamento do moreno naquela manhã, deixou-se envolver e fez força para que voltassem a cair no colchão. Sasuke ficou acariciando os fios de Naruto de forma despreocupada, e o loiro ficou em silêncio, enterrando sua cabeça na curva do pescoço de pele alva, recebendo o carinho enquanto acariciava o peito desnudo de Sasuke. Ficaram naquele aconchego até o despertador de Naruto quebrar o silêncio, e eles finalmente se levantaram, indo comer algo leve para o café da manhã. O jogo seria a tarde, e ainda precisavam ir para a aula. Separaram-se no corredor e Sasuke observou Naruto se afastar no ambiente quase vazio. Estavam atrasados porque gastaram um bom tempo até criarem a coragem para sair de casa. Quando perdeu Naruto de vista, finalmente se dirigiu à sua sala, e o professor já estava na frente da classe. Sentou-se, vagamente prestando atenção na matéria de linguagem indo-europeia, e encontrou-se com os rapazes do time no horário do almoço, pois precisariam almoçar juntos para irem para o ginásio onde disputariam em seguida.

 

As arquibancadas estavam cheias e a tensão no ambiente era clara, mas algumas palavras de motivação foram ditas por Shikamaru antes do jogo começar, o que pareceu animar os colegas para buscarem aquela vitória.

Como de costume, a bola ficou na posse de Konoha, e já no primeiro quarto eles abriram uma vantagem significativa, e Temari decidiu poupar Sasuke e Naruto no segundo quarto. Durante o intervalo de dez minutos, todos pareciam relaxados e confiantes, e com a volta de Naruto e Sasuke à quadra, o placar voltou a distanciar.

- Achei que estava dizendo algo sobre barrar a gente. – Sasuke provocou, quando interrompeu a jogada do capitão de Tókio, que estava claramente irritado por estarem perdendo para Konoha. A provocação surtiu efeito e Tókio teve uma rápida reação, mas que não foi suficiente para que virassem o placar. No final, Konoha 200, Tokio 124. Era quase a mesma diferença de pontos do jogo passado. Todos saíram satisfeitos por finalmente vencerem aquele adversário que fazia parte de um de seus fantasmas do campeonato passado, e Kiba sugeriu que fizessem um churrasco na sua casa para comemorarem. Aquela era uma vitória inédita, por mais que o torneio estivesse apenas começando. Ligaram para as líderes de torcida, que estavam reunidas em outro restaurante, e combinaram de se encontrar na casa de Kiba. Até parecia uma festa particular, de início, mas quando cada um começou a chamar amigos próximos de seus próprios cursos, deu-se a entender que aquele churrasco tomaria outras proporções. Passaram num mercado, comprando suprimento necessário, e seguiram até a casa de Kiba.

- E que venha a taça! – Sakura, uma das líderes de torcida, gritou no meio das pessoas que já estavam reunidas no quintal de Kiba. Sasuke se perguntava como quantas pessoas couberam lá tão rapidamente. Eles puderam ouvir várias vozes concordando com a declaração de Sakura, e logo algumas garrafas de Champagne foram estouradas e os copos deles começaram a se encher. Shikamaru, claramente alterado pela baixa tolerância ao álcool, estava em cima de uma mesa, agradecendo o apoio e a fé que foram depositados no time deles, e pegou todos de surpresa com suas palavras quando pediu que Temari subisse na mesa com ele e a pediu em namoro, tendo a proposta aceita. Naruto não conseguiu esconder o sorriso orgulhoso dos amigos. Sempre soube que ali tinha algo a mais. Depois disso, aquele churrasco tomou outras dimensões. Tinham pessoas bêbadas e felizes para todos os lados, e aparentemente poucas pessoas ali lembrar-se-iam de detalhes daquela noite no dia seguinte. Sasuke gostaria de estar nessa lista seleta, e por isso passou longe das bebidas alcoolicas ali dispostas.

- Depois de todo aquele treino, merecemos, né? – Naruto se aproximou do moreno, que fitava um ponto fixo na multidão. Sasuke assentiu.

- Vou sentir falta de treinar com você todo dia. – Sasuke manteve o olhar fixo, pensando em seu futuro.

- Não fale bobagens. Ainda não somos campeões. – Naruto mantinha o olhar inocente direcionado ao seu amado. - E afinal, só precisamos estar juntos.

Sasuke finalmente encarou o loiro sorridente ao seu lado, e sentiu sua mão se mover sozinha, acariciando o rosto dele. Naruto fechou os olhos, como quem queria guardar aquele momento para sempre, e Sasuke podia jurar que se Naruto fosse um felino, estaria ronronando naquele momento. Ele encerrou o contato, e Naruto já ia reclamar quando eles se sentiram simultaneamente abraçados por um Shikamaru que surgiu do nada. Ele estava radiante, e se encontrava no meio do casal.

- Eu amo vocês. É sério! – Shikamaru disse, arrancando risos dos dois. – Mas se vocês ficarem se enrolando pra assumir pra todo mundo, eu vou fazer vocês dois subirem numa mesa e fazerem o mesmo que eu fiz pela Temari agora. E aí, quem vai fazer o pedido? – Ele tinha uma voz arrastada, mas mesmo assim não duvidavam que Shikamaru era capaz daquele feito. Naruto e Sasuke se entreolharam, sabendo que já era passada a hora de irem embora para evitar que aquelas palavras se concretizassem.

Naruto entrou, sentando no banco do carona, e deixando a direção com Sasuke mais uma vez. Aquilo já estava se tornando um hábito, desde que voltaram de viagem. Antes de ligar o veículo, sentiu que o loiro estava o observando, e Sasuke desviou o olhar para o companheiro, que sorriu, se aproximando e depositando um beijo nos lábios finos do moreno. Sasuke retribuiu o beijo, e eles perderam a conta de quantos minutos ficaram se encarando depois do gesto.

- Passa a noite comigo hoje de novo? – Naruto tinha uma voz manhosa, enquanto acariciava o rosto do parceiro. Sasuke arqueou uma sobrancelha, mas não conseguiria dizer não para aquele pedido. Ele não queria negar.

 

 

 Naruto deu um pulo, enlaçando a cintura do moreno com as suas pernas. Sasuke o segurou em seu colo e subiu as escadas levando o loiro entre alguns beijos entrecortados. Soltou o Uzumaki com cuidado no colchão, tirando sua própria camisa antes de se debruçar sobre o loiro e voltar a depositar beijos lentos nos lábios do loiro. Aquela dúvida que tivera um dia sobre seus sentimentos em relação à Naruto tinha sumido por completo, e aquilo o assustava. O assustava da mesma forma que lhe aquecia o interior. Sabia que era um susto no bom sentido, e essa é uma sensação única, gostar de alguém da forma que ele zelava pelo seu relacionamento com Naruto era algo puro e real, e Sasuke sabia que aquilo, um dia, não teria o fim que planejavam. Tentou afastar aqueles malditos pensamentos, e não foi difícil ter sua atenção direcionada à mão de Naruto, que acariciava seu membro ainda descansado dentro de suas calças. Aos poucos sentiu-se corresponder ao toque e sentiu seu corpo ferver, o que o fez girar seus corpos, deixando Naruto por cima.

O loiro se livrou da camisa que ainda vestia, enquanto friccionava seus quadris na pélvis de Sasuke, quase como em uma dança. Ficaram tentando um ao outro entre beijos e carícias lentas, até que a dor começasse a fazer parte das sensações do momento. Entre um beijo, Sasuke gemeu com a voz arrastada que Naruto tanto gostava e ansiava por ouvir. Aquela foi a última coisa que Sasuke pode resmungar antes de Naruto abaixar-se até o cós da sua calça, beijando a região desnuda enquanto tirava a calça de Sasuke e finalmente segurou o membro já rígido com firmeza, ao passo em que lambia toda a extensão, deixando a região umedecida. Sasuke já não suprimia mais os seus gemidos como outrora fizera no hotel. Ele rendia-se ao toque de Naruto, que possuía uma mistura de suavidade com agressividade que ficava exatamente no ponto perfeito. A forma com que o loiro começou a sugar seu membro indicava que ele também estava necessitado de atenção, e logo Sasuke deu a atenção que ele ansiava. Umedeceu seus dedos, puxando Naruto para cima e circundando a entrada do loiro de forma lenta e suave, o que lhe arrancou um gemido melodioso que apenas fez seu membro latejar. Provocou o loiro por algum tempo até que nem ele mesmo suportava o tesão, o Uzumaki sentou no seu membro sem avisar. E aquilo agradou Sasuke de uma forma visível e audível. Ele já estava no seu limite, e quando Naruto sentiu que o moreno lhe segurava com mais força enquanto estocava de forma mais rápida, ajudou os movimentos dele, chocando-se contra sua pelve. Sasuke soltou um gemido arrastado e foi acompanhado por Naruto num dueto do gesto enquanto o moreno sentia seu membro ser estrangulado pelas contrações provenientes do orgasmo do companheiro. Ele ainda ficou dentro de Naruto até o loiro mover-se, saindo de dentro de Sasuke. Eles precisaram encontrar forças para tomar um banho, e ainda no box Naruto arriscou-se a ser quem prendia Sasuke contra a parede enquanto lhe dava um beijo. A forma como Naruto agiu agradou Sasuke, que depositou as mãos firmemente na cintura de Naruto, o puxando para um beijo intenso. E naquele beijo, eles sabiam. Ali havia amor e aquelas três palavras tão difíceis de serem pronunciadas estavam sendo não pronunciadas, mas sim demonstradas. 


Notas Finais


E assim que a fic terminar, eu tenho mais três spin offs dessa história para postar. E guess what: eu estou terminando de escrever um SasuSaku, que pretendo começar a postar logo logo! Tô ansiosa. :D AHHHH E GOMENASAI! Mas está muito muito corrido por aqui, por isso estou demorando para responder os comentáriOs. Mas sempre estou lendo, e estou super hiper feliz com os cinquenta+ favoritos. ♥♥♥♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...