História I Need You - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Temari
Tags Naruto, Romance, Sasunaru, Shikatema
Visualizações 117
Palavras 2.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Esporte, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Penúltimo capítuloooo :(

Capítulo 13 - Chuva, relatórios e lágrimas


Fanfic / Fanfiction I Need You - Capítulo 13 - Chuva, relatórios e lágrimas

Amanheceu nublado. As nuvens carregadas pareciam esperar apenas pelo momento perfeito para derramarem-se sobre a cidade. O clima também estava frio, e Sasuke ainda estava na cama de Naruto, sem roupas, abraçado ao corpo quente do loiro que permanecia adormecido. Sasuke tirou uma mecha loira que impedia a visão completa do rosto do Uzumaki, e permaneceu acariciando os fios loiros enquanto admirava aquela figura sempre tão eufórica dormir de forma angelical. Desde quando começou a se sentir assim por Naruto? Desde quando permitiu-se amar alguém daquela forma? Sabia que laços eram a forma mais fácil de se decepcionar, ao mesmo tempo em que repetia a si mesmo que não queria ver aqueles oceanos azulados que eram as orbes de Naruto se derramarem em forma de lágrimas. Beijou a testa de Naruto, o acordando, e com tal gesto ganhou um abraço forte em retribuição, e o loiro aproveitou para se espreguiçar, não se importando se estava esmagando Sasuke contra si ou não.

- Preciso ir para casa. – Sasuke disse, mas não moveu um músculo para se desvencilhar daqueles braços. – Antes que chova.

- Não vai. – Naruto fez a sua costumeira manha. Era difícil tirar o loiro preguiçoso da cama.

- Eu nem avisei o Itachi que ia dormir fora. Ele deve tá subindo pelas paredes fazendo os relatórios que eu devia estar fazendo. – Sasuke suspirou, finalmente se movendo. Mas Naruto permaneceu imóvel, o que fez o moreno rir. – Não vai me acompanhar até a porta?

- Ah Sasukeee... – Naruto usou um tom manhoso e os dois riram. – Eu não quero que você vá, por que deveria te levar até a porta? – Eles se encararam, e Sasuke se levantou, buscando suas roupas jogadas pelo cômodo. Sasuke ainda deu um beijo na testa de Naruto, antes de se retirar do quarto, deixando o loiro preguiçoso dormindo. Ele caminhou até a sua casa. Não era uma caminhada de nem vinte minutos, e logo avistou o seu prédio. Subiu, e ao atravessar a porta que dava para a sala, sobressaltou-se.

- Não. – Sasuke chacoalhou a cabeça. – Itachi? – Ele chamou pelo irmão, que apareceu com outra caixa na mão.

- Sasuke... você sabia que isso ia acontecer. – Itachi retorquiu. – Eu não tenho controle sob as transferências.

Itachi continuou limpando a sala, que já tinha algumas caixas empilhadas. Sasuke não sabia como reagir. Ele realmente sabia que a mudança era certa, e desde que atingira a maioridade ele se tornou sócio de Itachi em seus negócios, o que significava que quando Itachi se mudava, ele precisava ir junto. Foi até o seu quarto, fechando a porta de forma brusca. Itachi esperava aquela reação. O mais novo estava envolvido com os assuntos da faculdade, e agora com Naruto e o time, e Itachi sabia que mais uma vez seria difícil fazer Sasuke se afastar do que conseguia conquistar com tanto custo. Pensou em ir até o quarto do irmão, mas sabia que aquilo culminaria em uma discussão. Deu tempo para que o mais novo esfriasse a cabeça, antes de entrar no quarto sem aviso. Sasuke estava sentado na ponta da cama, encarando a janela fechada que era atingida pelas gotas de água.

- Otouto... – Itachi entrou, tentando buscar as palavras que lhe fugiam. – Desculpa. Eu disse para ter cuidado quando começou a se envolver demais.

- Para onde? – Sasuke tinha o rosto inchado quando finalmente encarou o irmão; o que fez o coração de Itachi se apertar. Sabia que nunca deveria ter oferecido aquela vaga para o irmão. Sasuke tinha aceito porque segundo ele, não via problema em não criar laços nos locais onde moravam. Mas desde que Sasuke tinha se envolvido com a universidade, conheceu uma realidade diferente. Havia, sim, problemas em deixar seus laços para trás.

- Grécia. Vou deixar você pensar. – Itachi saiu do quarto, e Sasuke socou o travesseiro. Era um dilema. Gostava de trabalhar naquele ramo, gostava das viagens e de conhecer vários lugares no mundo. Essa sempre foi a sua vida, e ele estava muito bem acostumado com aquilo. E não podia negar, Grécia parecia um excelente destino, visto que sempre quis ir para lá e até mesmo tinha aprendido grego sozinho, anos atrás. Mas também tinha se encontrado no basquete. Tinha encontrado amigos que não faria em qualquer lugar. Tinha encontrado Naruto.

[19:30] Naru: e aí, muitos relatórios pra terminar?

[19:30] Naru: desculpa não ter te levado pra casa

[23:48] Naru: Sasu?

[23:48] Naru: Você ficou bravo/

[23:48] Naru: ?*

[23:48] Sasuke Uchiha: foi mal

[23:49] Sasuke Uchiha: não precisa passar aqui segunda

[23:49] Sasuke Uchiha: Itachi tá precisando de ajuda num trampo

[23:49] Sasuke Uchiha: tô destruído, vou dormir. Boa noite.

[23:50] Naru: ta bem... boa noite, te cuida <3

[23:50] Naru: se precisar de algo, chama

Sasuke desligou o celular. Não poderia mentir para sempre. E nem deixar que Naruto continuasse surtindo efeito sobre ele. Aquilo precisava terminar, ou tudo seria ainda mais difícil. Era extremamente difícil adiar o inadiável e principalmente negar o seu futuro profissional.

Droga.

 

Na segunda seguinte, Sasuke não foi para a faculdade, e nem para o treino a tarde. E isso se repetiu durante a semana que se seguiu. O celular dele estava sempre ocupado, e ninguém atendia no apartamento. Naruto já estava beirando o desespero, por não ter pistas do moreno. O que tinha acontecido? Tinha sido porque ele tinha recusado lhe levar embora naquele dia?

Foi para o treino naquela tarde, não escondendo a decepção ao não encontrar Sasuke, mais uma vez. Mas sua preocupação só aumentou quando Temari entrou como um furacão na sua direção.

- Naruto!!! – Ela exclamou, chamando a atenção dos demais jogadores. – Você sabia disso? O Sasuke te contou? Por que não nos avisou? – Ela disparou a perguntar, e Naruto a fitou em silêncio, confuso.

- Do que você tá falando, Temari? – Ele se pôs de pé.

- Pelo amor de Deus! – Ela parecia irritada e ignorou as perguntas do loiro. – Ele podia ter avisado antes!

- Temari, o que tá acontecendo? – Naruto segurou a amiga pelos ombros, a forçando a lhe fitar e se acalmar enquanto falava.

- O Sasuke tá se mudando, Naruto! – Temari fitou o loiro nos olhos, que estalou as orbes. Ele estava se mudando? Por que não tinha falado nada?

- Pra onde, quando, onde você viu ele? – Foi a vez de Naruto tomar um tom afoito.

- Ele não disse pra onde, mas disse que tá indo embora daqui a pouco. Eu vi ele no corredor, acho que ele tava pegando alguma transferência. – Ela explicou, estranhando o fato de Naruto não saber do que se tratava. Não estavam juntos?

Sem nenhum aviso, deixando todos na quadra ainda mais confusos, e ainda vestido com o colete do time, Naruto saiu correndo até o estacionamento, ligando seu carro e saindo em disparada até o aeroporto de Tóquio. Provavelmente teria adquirido mais multas que em toda a sua vida naquele percurso, mas não importava. Então era por isso que Sasuke estava o evitando? Para evitar uma despedida? Só tirou o pé do acelerador quando chegou no estacionamento do aeroporto, descendo correndo e olhando em todas as direções que seus olhos conseguiam. Naruto não sabia o que objetivava chegando ali daquele jeito. Nunca encontraria Sasuke sem saber para onde ele estava indo. Nunca encontraria ele em meio à tamanho fluxo de pessoas caminhando para lá e para cá. Correu por todas as salas de espera que conseguiu, procurando Sasuke com uma atenção que jamais tinha dado para qualquer aula antes. Viu algum avião decolar e sentiu seu coração apertar. E se Sasuke estivesse naquele? E se ele fosse embora sem se despedir? Aquilo não era justo. Não era real. Continuou correndo, agradecendo pelo treino de corridas intensos que Temari fazia passarem. Naruto parou no meio do galpão, olhando em todas as direções, e sentiu um choque correr sua espinha quando percebeu que seu olhar cruzou com orbes ônix. Paralisou.

Sasuke estava na esteira que dava acesso ao avião, quando pensou ver alguém lhe observando. Ao virar o rosto e encontrar o loiro, sentiu que seu coração ia sair pela boca. Na verdade, talvez o seu coração apenas tenha encontrado outra forma de transbordar, quando sentiu os olhos marejarem. Desviou o olhar, deixando Naruto sem reação no galpão. Ele sabia que não conseguiria chegar onde Sasuke estava, pois precisaria ter no mínimo o seu passaporte e uma passagem em mãos. Desabou em um banco, apoiando os cotovelos nos joelhos e a cabeça entre as mãos, deixando que sua cabeça girasse e sentindo os olhos queimarem. O que tinha acontecido? Por que não se despediram? Por que se afastaram? Por que Sasuke não falava com ele? Eram tantas perguntas e nenhuma resposta, e isso estava deixando Naruto sem ar. Aquilo não podia estar acontecendo. Tinha prometido a si mesmo que não se envolveria para evitar qualquer tipo de decepção, mas o que Sasuke estava fazendo era ainda pior. Deixá-lo para trás, sem nenhuma explicação e com um coração quebrado, era totalmente injusto. Fitou a ponte ser desfeita com o avião e o transporte se locomover na pista, indo para a fila de decolagem. O que significava que estava vendo Sasuke ir para longe, sem a aparente menor intensão de voltar. Passou a mão nos fios loiros, e ficou olhando para o avião, como se tivesse a esperança de que Sasuke pudesse magicamente sair do transporte e voltar para os seus braços. Observou o avião se deslocar na direção do céu, ainda azul, e sentiu um frio lhe abraçar. Um vazio enorme tomar o lugar que um dia foi preenchido por sentimentos que nutriu durante tão pouco tempo, mas cresceram de forma indefinida. Será que Sasuke pensava nele, assim como ele pensava no moreno? Queria, de alguma forma, acreditar que sim, mesmo que aquele momento lhe mostrasse exatamente o contrário. Queria sentir que tudo o que passaram não fora apenas mais um erro, mais uma obrigação, queria se sentir no lugar certo – e o único lugar que parecia certo naquele momento eram os braços de Sasuke. Mas a vida não era como um filme, tampouco como uma série, e Sasuke não tinha dado meia volta e voltado para os seus braços. Naruto não sabia o que fazer. Quando viu Sasuke na fila para a inscrição do time de basquete, jamais imaginou que sentiria por ele o que estava experienciando naquele momento. Girou o corpo nos calcanhares, caminhando até a saída, onde encontrou o seu carro e só então percebeu que não tinha nem mesmo travado as portas. Dirigiu até a sua casa, e afundou-se em seu colchão. As lágrimas ainda não tinham lhe tomado, mas sim um vazio imenso. Nada era pior do que a falta de respostas.

Foi nítido perceber que Naruto não tinha informação nenhuma sobre a mudança repentina de Sasuke, já que uma semana tinha se passado desde o ocorrido até que Temari pudesse ver o loiro atravessar as portas da universidade novamente. Correu até ele, lhe abraçando como quem quisesse o confortar. Naruto não reagiu ao toque, mas ficou contente de ver que a técnica era, além disso, sua amiga, e se importava com ele. Tentou afastar qualquer pensamento comparativo entre a loira e Sasuke. Ele não precisou explicar para ela o quanto aquilo lhe afetara, e também imaginou que àquele ponto todos do time já sabiam que os dois não tinham apenas uma amizade. É claro que qualquer um fica triste quando o seu melhor amigo vai embora sem explicações, mas não como Naruto se apresentou. Olheiras profundas denunciavam noites em claro, um corpo fraco e pele pálida, indicando que comera pouco. Ele faltou os dois jogos que se seguiram de Konoha, e mesmo com a ausência de Sasuke e Naruto, que eram os cestinhas do time, o time continuava firme no campeonato. Temari comprometeu-se a ajudar Naruto no que fosse possível, e chegou a fazer várias visitas na casa do loiro, junto aos outros amigos do time, para levantar o astral de Naruto, até que ele decidisse voltar a treinar. Tinha perdido um pouco do seu condicionamento físico, o que não foi surpresa para ninguém, mas trabalhou duro para que o recuperasse. Continuou treinando na quadra que costumava se encontrar com Sasuke, e ao mesmo tempo em que tentava afastar as memórias do moreno, estava cercado por elas. E aquilo, de alguma forma, lhe dava alguma força. 


Notas Finais


Se me doeu o coração escrever esse? Claro ou com certeza? </3
Estou postando uma fic nova. Espero ver alguns rostinhos conhecidos por lá, se gostarem de SasuSaku. jane, arigato pelos comentários e favoritos ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...