História I Need You - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags K-pop Bts
Visualizações 9
Palavras 1.722
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Tá ai mais um capítulo pra vocês. Eu o revisei várias vezes e pedia a opinião de algumas pessoas e até fiz algumas melhorias antes de postá-los. Espero que gostem por que eu realmente me esforcei muito para esse capítulo.

Capítulo 3 - Capítulo 03 - Yoongi


Fanfic / Fanfiction I Need You - Capítulo 3 - Capítulo 03 - Yoongi

A rua, antes tão desértica, agora estava cheia, cheia de curiosos cercando o Mc Donalt à pouco assaltado. Um homem foi gravemente ferido, mas não corre perigo de morte.

Yoongi sente o vento gelado da noite bater em seu rosto sensível, pega um gorro em sua jaqueta, o põe na cabeça e ajeita o cachecol fino que envolve o seu pescoço.

Ele pega o celular e olha os nomes na lista telefônica, até encontrar Jiwo. Demora um pouco até ligar pra ela. Sentia-se um pouco nervoso.

- Alô - Fala, ela, inicialmente – Yoongi?

Seu coração sempre disparava quando ouvia a voz dela. Um sentimento envolvente que o hipnotizava e o deixava nostálgico. Há muito tempo na vida vinha procurando por um sentimento assim.

- Yoongi, é você?

- Ah, sim. Sou eu – Respondeu.

- O que deu em você? – Soltou um leve sorriso. O coração dele acelera – Fica ligando pra mim e deixa a linha muda?

- Me desculpe. Eu me distraí.

- Com o quê?

Ele não queria dizer que a simples voz dela era o suficiente para fazê-lo feliz.

- Estou em frente a uma loja que acabou de ser assaltada e um cara quase morreu – Disparou calmamente.

- Oh, my Good! – Exaltou-se – Você está bem?

- Mas é claro. Eu não estava lá dentro quando tudo aconteceu.

- Ah... Vai que eles estão por perto, oras...

- Não viaja garota. Com a polícia aqui, eles não vão ser idiotas de ficarem perambulando por perto.

- Nunca se sabe né...

- Você está fazendo alguma coisa agora? – Indagou.

- Não, por quê?

- Você aceita dar uma saída comigo? – Disparou. Mesmo que fossem amigos, ainda se sentia estranho fazer pedidos do gênero.

- Não sei... – Jiwo inventa uma desculpa - Meu quarto está bem quentinho e o tempo ai fora está muito frio.

- Vai mesmo me dispensar? – Insistiu Brincalhão, Yoongi, mas, de certa forma, envergonhado com a possível recusa - Oh, me sinto tããão sozinho. Como eu queria um amigo do meu lado.

Risos do outro lado da linha.

- Tudo bem, eu vou. Não tenho nada para fazer mesmo. Vai por mim, meu quarto pode ser o mais quentinho do mundo no momento, mas o tédio que tá aqui é de matar.

- Você pode escolher o lugar.

- Você quem convidou, você quem escolhe. Mas – Ela se apressou em dizer – Nada de Mc Donalt, Vai que esses ladrões estão visando essas lojas. Não quero me arriscar.

Agora é Yoongi quem ri.

- Claro. Podemos nos encontrar na lanchonete do Shopping então?

- Pode ser. Até daqui a pouco.

Jiwo desliga deixando Yoongi ansioso por ouvir sua voz mais um pouco. Só um pouquinho mais...

O brilho da tela de um celular tocando na escuridão tira a atenção dele. Alguém deve ter deixado cai no meio da confusão do assalto. Ele pega o celular. Era só um alarme. Sendo assim, o confirma.

O plano de fundo do celular era do Iron Man. Yoongi imediatamente desconfia de quem poderia ser o celular e fica com raiva em pensar na pessoa. Entrou na galeria e viu imagens de seus amigos, e clicou em uma pasta escrito “Euzinho” vendo várias imagens de Jungkook. Sem dúvidas, era dele. Ele assaltou a loja.

Yoongi o conhece há muito tempo e sabe no que Jungkook está envolvido. Pergunta-se como ele está se sentindo no momento com relação ao cara que quase morreu.

- Você é mesmo um idiota Jungkook – Comenta e guarda o celular no bolso da Jaqueta.

***

Quando chegou ao shopping, Jiwo ainda não estava por lá, por isso foi sentar-se à mesa.

- Oh! – Disse alguém atrás dele - Faz tempo que não nos vemos Suga. – o chama pelo apelido. Apenas algumas pessoas faziam isso.

Era Lisa.

- O que você está fazendo aqui? – Yoongi não esconde o tamanho de seu incomodo.

- O que as pessoas vêm fazer no Shopping – Senta-se ao lado dele – Se divertir. Foi quando te vi aqui sozinho e pensei que quisesse companhia – ela o encara e complementa – A que você quiser.

- Não estou interessado na sua companhia garota. Vai embora.

- Nossa – Demonstra, ela, leve desgosto pela resposta – Prefere mesmo ficar sozinho?

- Melhor do que com você – É arrogante ao responder.

- OK!OK! – Lisa se levanta – Seu interesse é naquela garota né?

- Não tem garota. Só vaza daqui – Enxota com a mão. Ela é a pessoa que ele menos quer ver agora. Pelo menos não enquanto ele tiver planos com Jiwo.

- Tá – Revira os olhos, bufando – Até daqui a pouco.

Lisa sorri para ele e parte. Como se Yoongi pretendesse se encontrar com essa garota.

Depois que ela partiu, não demorou muito para Jiwo aparecer. Ainda bem que Lisa foi logo embora. Mas para a infelicidade dele. Ela não estava sozinha.

- Oi Yoongi - Cumprimentou Jiwo – Desculpe a demora.

- Não tem problema. Já me acostumei à ideia que garotas demoram se arrumar.

- Eu não demorei tanto assim.

Ela segura na mão do garoto.

- Eu encontrei Mark aqui no Shopping, então resolvi convidá-lo para ficar com a gente. – Se apressa em dizer – Isso se não se incomodar.

- Claro que não – Mente.

- E ai Suga? – Fala Mark – Quando foi a ultima vez que nos vemos?

- Nós estávamos assistindo um filme na casa da Jiwo.

- Isso foi semana passada, se não me engano.

De tantas pessoas para aparecerem no Shopping esse dia, tinha que ser Lisa e Mark, o namorado de Jiwo. Yoongi estava com raiva.

- Correto – Afirmou Jiwo e Depois: - Falando em filme, Mark estava indo ao cinema, então achei que poderíamos ir também.

- Por que não? – Suspirou. Ele estava decepcionado demais para recusar algo.

Dirigiram-se à sala do cinema conversando.

- Jiwo me disse que você contou a ela sobre o assalto que quase matou um homem, ao reagir, hoje - Mark inicia um assunto.

- Pois é. – Yoongi não se esforça para se envolver numa conversa que não tem interesse.

- Eu já fui assaltado uma vez. O bandido estava usando uma faca, mas ele não contava que eu fosse revidar e acabar com ele.

- Bom pra você por ter sido apenas um cara segurando uma faca e não três assaltantes armados com revolveres – Soou sarcástico.

- Bem, é verdade – Mark notou que Yoongi não estava nem ai para a presença dele.

- Eu vou comprar os ingressos – Ofereceu-se Jiwo – Me esperem aqui.

- Tudo bem, Love – Respondeu ele a fazendo sorrir.

Ela foi até a fila, não muito grande, apenas com quatro pessoas à frente. Não ia demorar.

- Eu vi você com aquela garota, Suga – Fala Mark.

- Como se eu ligasse para o que você viu ou não – Responde Yoongi. E realmente não se importava.

- Quero que fique longe da Jiwo.

- O que te interessa nossa amizade? Está com ciúmes? – Sorri falsamente para ele.

- Notei que tem segundas intensões – Torna-se sério nas palavras.

- Não sei do que está falando – Toma o mesmo tom.

- Ah, sabe sim. Sei que não conheço muito sobre você, mas sei que não é do tipo de amar as pessoas, como você quer que as pessoas pensem que você a ama.

Esse cara realmente está tirando Yoongi do sério. Ele não é ninguém pra dizer que pode ou não amar alguém. Muito menos para dizer que seus sentimentos por Jiwo são uma mentira. Mark o deixou zangado o suficiente para não querer suportar a presença dele.

Eivily chega com os ingressos.

- E então, vamos ao filme?

A conversa com Mark foi curta e insuportável. Yoongi tira o celular do bolso e o coloca no ouvido.

- Alô – Diz ele. Mark e Jiwo o fitam e ele aponta para o telefone como se dissesse “Só um instante” e vira as costas – Ah sim, o que foi?... Hum... O que foi que ele aprontou dessa vez?...Por que é que eu tenho de resolver isso?... Ah, tá bom... Não há de quê?... Tá, tchau.

- O que foi? – Pergunta Jiwo.

- Eu preciso ajudar urgentemente um amigo agora, - Responde – Desculpe, mas parece que o cinema vai ficar só pra vocês dois.

- Poxa, que pena – Fala Mark fingindo estar triste.

- Mas nós já compramos os ingressos. – Jiwo toma a voz.

- Sinto muito. – Desculpa-se, Yoongi.

- Se seu amigo está precisando, tudo bem – Jiwo dá um abraço nele – Até mais.

- Até... – Se despediu em um tom sussurrante.

Yoongi saiu do Shopping irritado. Saiu andando sem direção pela rua.

Há muito tempo ele vinha procurando pelo amor, e de repente, quando o encontra, sofre mais do que poderia imaginar. Ele realmente achou que se o encontrasse seria feliz, mas aconteceu o contrário. Agora só sentia raiva por amá-la. E o pior é que ele não consegue tentar nada para conquista-la, afinal, ela é feliz com Mark. Por mais que ele o odiasse.

- Vejo que não demorou muito em seu encontro – A voz de Lisa o faz parar.

- Você estava me seguindo? – Indaga desconfiado, colocando as mãos nos bolsos do casaco. A noite estava fria.

- Não. Não estou – Ela se envolve ainda mais do que estava em sua jaqueta – Mas parece que o destino está cruzando os nossos caminhos.

- Você só abre a boca para falar besteiras? – Se zanga.

Lisa se aproxima de Yoongi e encosta sua mão gelada no rosto dele.

- O que eu falei não é tão idiota assim.

Talvez não seja tão idiota assim. Talvez Lisa tenha aparecido ali para fazê-lo esquecer da dor de amar Jiwo. Yoongi procura a felicidade, não a dor. Se ela conseguir fazer isso, ele arriscará.

A rua estava vazia, já era tarde da noite.

Ele estava tão bravo. Só queria se livrar da angústia em seu peito.

Yoongi pega a mão de Lisa e olha profundamente em seus olhos. Se é certo ou errado. Ele não sabia.

- Que o mundo se foda.

Ele ia fazer o que quisesse.

A agarrou para um beijo ardente, talvez selvagem devido à raiva. Puxou-a para mais perto de seu corpo.

“Quem precisa de amor?”. Pensou.

Lisa se distância risonha dele. Pega em sua mão e fala:

- Vamos para um lugar mais reservado.

E deixou-se ser guiado por ela.

Yoongi não queria que doesse mais. Apenas isso.


Notas Finais


Vou tentar fazer o outro mais rápido e provavelmente vou postar mais de um capítulo, que a propósito já estão em desenvolvimento. Mas como eu disse “vou tentar”. A Escola está apertando meu tempo.
BJS de Soyane de Sa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...