História I Need You- ABO - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon Ball
Visualizações 80
Palavras 1.281
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, Kodomo, Lemon, Luta, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Nada a dizer

Boa leitura

Capítulo 4 - Satiating a prince


Fanfic / Fanfiction I Need You- ABO - Capítulo 4 - Satiating a prince

QUARTO DE VEGETA

6:05 M.P.

Havia se passado apenas cinco minutos e Kakarotto estava louco de desejo. Vegeta sentiu o rosto esquentar, sua cauda se contorcia na cama, o remédio tinha perdido o efeito, o cheiro do Príncipe invadia o quarto e as narinas do maior

- Vegeta ... - Sussurrou rouco, roçou os lábios no do menor, que não negou tal contato, forçou para mais perto, selando-os, começou a movimentar sendo correspondido, um leve gosto doce preencheu sua boca, afastou-se e voltou o contato com desejo, entrando com sua língua.

O Príncipe remexia o quadril, queria um contato maior com Kakarotto, que via a situação do outro, mas ainda lhe restava um pingo de sanidade, não faria tal loucura, além do mais essa era a primeira vez de Vegeta, o objetivo era o prazer dele, não seu. Vegeta por sua vez, queria apenas mais, não negava qualquer toque

- Quieto !- Ordenou Kakarotto assim que se afastou, Vegeta se mexia muito e isso o irritava, portanto usou sua voz de Alfa para subjuga-lo- Sem pressa

Aquilo era crueldade, o Ômega queria isso logo, mas era Kakarotto que ditava as regras, Vegeta não podia ir contra até por que não tinha forças. O maior enlaçou sua cauda na de Vegeta, puxou-a para perto de si e ela se enlaçou sobre sua cintura. Depositou um beijo na bochecha do Príncipe, e deslizou os lábios sobre a pele macia até o pescoço, roçou os dentes de leve, Vegeta estufou o peito procurando ar

- Sua pele é macia- Murmurou, Vegeta fechou os olhos, Kakarotto chupou a pele pálida, ficando um pouco vermelha

Kakarotto soltou a capa vermelha e a jogou na chão, levantou a armadura livrando-se dela, depois foi a blusa colante azul, tendo total acesso ao peitoral do menor. Mesmo sendo um Ômega Vegeta ainda era bem dotado, músculos sutis e rígidos. Lambeu os pescoço descendo para sua clavícula, sem perder o contato com a pele, seus dedos foram para a cintura curvada do menor, pressionou os dedos, ainda permanecia de luva, mas sentia o calor corporal, Vegeta ergueu o tronco levemente mas foi puxado para o colchão com força. Kakarotto foi para seus mamilos, beijou, e mordeu a pontinha, Vegeta não conteve um gemido:

- Aah- Sua cauda se firmou na cintura do Alfa, suspirou pesadamente- K-kakarotto ...

- Isso Vegeta, geme meu nome- Falou rouco, sua boca preencheu o mamilo direito, a língua fazia um belo trabalho circulando o bico, seus dentes mordiam toda aureola

- Ka-ka, a ... luva- Sussurrou fraco, normalmente Kakarotto não precisaria escuta-lo, mas ele era o Príncipe Vegeta, faria o pedido, soltou o botão do menor e puxou a luva com a boca, não deixando de encarar os olhos negros de Vegeta

- E agora Príncipe ?- Perguntou com um sorriso, aproximou-se da face, mordeu o lábio inferior, chupou e puxou. Sua cauda apertou a do Ômega, que soltou sua cintura

Kakarotto se sentou na cama, apoiando-se pelos joelhos, tirou a armadura e jogou no chão, tirou as abas da cintura ficando somente com a roupa colante preta. Voltou a dar atenção ao corpo excitado, seus dedos finos e longos deslizaram sobre o peito do menor, parou sobre o mamilo esquerdo, pressionou o indicador no biquinho e engoliu o outro, ficou estimulando a libido de Vegeta assim, o mesmo estava com calor, era diferente quando ele se masturbava ou ficava excitado por algo. Kakarotto segurou a borda da calça azul, deu uma leve levantada, baixou um pouco vendo os pelinhos da intimidade do Ômega, sua mão desceu em linha reta até a calça ficar sobre os joelhos, tocou o pênis de Vegeta, que arqueou a coluna, o toque era frio mesmo que mínimo, com a palma aberta pressionou para baixo, tirou a boca do mamilo contemplando e feição de prazer do menor

- Uuhh - Gemeu baixo, Kakarotto segurou o pênis de Vegeta, sem força, procurando ser carinhoso, por mais que o cheiro do Ômega- ainda mais no cio- fosse bem forte e o deixava meio bêbado, mas o Alfa nunca foi alguém fraco e aceitava esse desafio contra a própria sanidade

Suas mãos fortes fazendo movimentos lentos, numa massagem gostosa, Vegeta gemia com mais frequência, seu corpo estava suado e vermelho. O Alfa apertou a base com o dedão, isso foi o bastante para que Vegeta ficasse com membro mais ereto, sentiu sua lubrificação natural descer entre as pernas, no momento seria propicio para Kakarotto se livrar da dor entre as pernas, mas não podia esquecer que o foco era o Príncipe e o prazer dele, não o seu. O dedão fazia movimentos circulares na ponta, enquanto os outros dedos massageavam o 'corpo', Kakarotto buscou os lábios do Ômega, unindo-os rapidamente, deixando o menor se folego, sua mão esquerda segurou o membro de Vegeta e a direita foi o ânus molhado, deslizou o dedos pela entrada, levou o mesmo a boca de chupou, Vegeta poderia ter um orgasmo por isso se não fosse impedido por um aperto na glade, não podendo se aliviar. O Alfa pôs ambas as pernas sobre seus ombros, erguendo o corpo pequeno, sua boca foi para a intimidade de Vegeta, enquanto sua mão atreveu-se em massagear a entrada do menor, forçou um pouco e deixou entrar todo o indicador

- Aahh !!- Vegeta mordeu o lábio para não gritar, os movimentos com a boca e o dedo de Kakarotto o deixavam louco- AAAHH !! Kaka ...

Chupou mais forte e logo pôs o segundo dedo, Vegeta acabou gozando na cavidade do maior, sentiu os músculos relaxarem mais, ficando moles, Kakarotto aproveitou e começou os movimentos de tesoura, estocando rapidamente, os lençóis já estavam sujos com a essência do Príncipe. Kakarotto viu que Vegeta já estava pronto, começou a tirar sua calça e as botas, seu membro pingava por atenção, pegou as pernas do menor, colocando-as uma de cada lado de sua cintura, apenas dando apoio, posicionou seu pênis na entrada rosada. Sorriu um pouco e deixou seu corpo cobrir o menor, fazendo seu membro entrar com tal movimento, graças a lubrificação dos Ômegas, Kakarotto deslizou fácil para dentro, o pênis tocou na barreira de Príncipe

- NHY !! AAAH - Agarrou as costas do Alfa, curvando o corpo para cima, escondendo o rosto no ombro do outro. Kakarotto moveu-se, sentiu a barreira ceder de leve, voltou com mais força, o liquido desceu pelas pernas de Vegeta, agora não era mais virgem- K-Kaka ... rotto !! Por-- Favor vai

Agarrou as nádegas de Vegeta e o ergueu, fazendo entrar e sair, sorriu. Afundou o corpo pequeno na cama, e se pôs a movimentar rápido, segurou a cintura, deixando marcas avermelhadas. Beijou o Príncipe, logo invadindo sua boca, enquanto se enterrava nele, mas ainda não era o bastante, assim que afastou os lábios, virou o corpo do menor ao contrario, deixando seu peito no lençol, com mais firmeza nas mãos, voltou a entrar e sair, Vegeta gemia mais liberalmente

- AAAH KAKAROTTO !!- Sua cauda de contorceu de prazer, Kakarotto a segurou e ficou apertando entre as estocadas profundas, o pênis agora desperto novamente precisava de atenção novamente, com a outra mão segurou o membro até Vegeta gozar facilmente

Kakarotto sentiu que ia gozar, enlaçou as caudas, aproximou a boca a nuca do menor, assim que ejaculou mordeu o lado direito do Príncipe, marcando-o, não deixou seu nó formar-se, ainda não era a hora de terem filhos, soltou Vegeta que caiu na cama exausto, Kakarotto deitou ao seu lado respirando ofegante

Eles teriam apenas 10 minutos até Vegeta sentir vontade novamente, e fazerem sexo por três dias direto

O Alfa puxou o Ômega que fechou os olhos, suspirando num meio sorriso

CONTINUA....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...