História I Need You Girl ... " BTS" - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Neo Culture Technology (NCT)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Blackpink, Bts, Kpop, Nct 127
Visualizações 294
Palavras 3.135
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi leitores !

Bom, eu resolvi vos presentear com mais um capitulo
Hoje é o dia do meu aniversário
Então aqui esta um capitulo , resolvi postar mais cedo

BOA LEITURA📚

Capítulo 25 - A noona de um hyung é sagrada...


Fanfic / Fanfiction I Need You Girl ... " BTS" - Capítulo 25 - A noona de um hyung é sagrada...


Tae tentou processar as palavras de seu hyung. Não acreditava no que tinha ouvido. Porquê ele? Ele não fez nada á irmã de Suga. Suas mãos pararam em sua cabeça e caiu no sofá. Jungkook era o mais próximo de Dyana, porque não desconfiam dele também? Aliás, neste momento deve estar com ela no quarto. Depois que Suga falou aquilo, V ficou imovél e sentiu um sentimento nada bom o invadir. Onde estava a confiança que tinham nele? Onde estava o respeito? Ele poderia falar mais de mil vezes a Suga que não fez nada impróprio com Dyana, mas isso não o faria mudar de ideia. Já não bastava Jungkook não lhe falar.. agora tinha de ignorar por completo a garota? O que mais o irritava era o facto de seus hyungs não acreditarem nele. Eles sabiam que Taehyung não era assim. Era injusto! O moreno se levantou e pegou sua jaqueta de couro


- Onde vais ? - perguntou Jimin assim que V passou do seu lado em direção á porta - V.. - ele tentou falar mas o som da porta bater com brutalidade foi ouvido o assustando. Era obvio que o moreno não estava bem


- Quem bateu assim a porta? - falou Jin aparecendo com J-Hope


- O Taehyung - respondeu Jimin


- Uou. Ele não deve estar a se sentir bem, para fechar a porta com toda aquela força


- Deixa o hyung - J-Hope falou - Ele deve estar irritado por Jungkook


- Sinceramente. Nem eu esperava aquela reação


- Quem esperava? Aqueles dois hyungs sempre foram muito unidos - disse RM


- E se em vez de falarem do V, fossem arrumar as malas - Suga apareceu cruzando os braços - Partiremos esta madrugada


- Sim hyung - Jimin soltou uma risada e saiu juntamente com RM e J-Hope


Jin encarou Suga. Ele também não parecia estar bem


- Hyung. Tu estas bem ? - Suga assentiu - Bom. Vou arrumar as malas - sorriu fraco e saiu


Suga frustado se jogou no sofá onde estava anteriormente V. O rapaz encarou o teto. Sabia a razão do moreno sair de casa daquela forma, mas não voltaria atrás com o seu pedido. Era para o bem dele e para o bem do grupo


FLASH BACK ON #


O moreno encarava Suga imovél. Suga suspirou e voltou a repetir suas palavras


- Quero que te afastes da minha irmã!


O moreno se levantou


- Estas a falar assério ? - disse V


- Eu sei que parece estupidez, mas é assério. Tu não fizeste nada com a minha irmã, mas ultrapassas-te um limite que não me deixa confortavél com este assunto. Se estiveres afastado da minha irmã.. eu me sentirei melhor e ela mesma - Suga se lembrou de minutos atrás Dyana corar. Corar por aqueles acontecimentos insignificativos


- Então , queres que em cada lugar que a Dyana estiver. Eu desapareça?


- Não. Eu não posso pedir isso. Tu fazes parte da nossa banda e vives no mesmo teto. Eu só não quero que lhe fales..


- Queres que eu ignore a Dyana? - arqueoou a sobrancelha incrédulo


- Sim - assentiu - Mesmo se ela tentar falar para ti


- Hyung Suga. Não estarás a exagerar. Eu já falei que só a ajudei a desp...


- NÃO QUERO OUVIR MAIS ESSA PALAVRA! - gritou assustando o moreno. Quando o assunto era sua irmã ele mudava completamente


- É injusto, eu nunca faria esse tipo de pedido tão covarde - murmurou


- Eu tenho as minhas razões e isso basta! Espero que entendas o meu aviso!


Suga saiu do local sentindo um misto de irritação. Ele abriu a porta do quarto onde estava hospedado e encontrou Rap Monster


- Ei. Que grito foi aquele - RM falou


- Não foi nada - Suga sorriu forçado


Ele mesmo não queria ser tão severo com V, mas.. só de imaginar o moreno dormindo ao lado de sua irmãzinha, O fazia fechar o punho. Ele era o seu protetor.. ele e mais ninguém!


FLASH BACK OFF#


O moreno depois de andar de um lado para o outro tinha chegado onde queria. Aquele bar parecia bastante cheio, mas ele não se importava. Cheio estava ele.. cheio de problemas. Não era fácil engolir as palavras do hyung Suga. Nunca imaginou que ele pudesse fazer um pedido tão sem sentido. Se ele tivesse abusado de sua irmã, ele teria razões para estar daquela forma. Apenas por a carregar ao colo, ajudar a despir o vestido. O fecho do vestido só ia até ao meio das costas e ela.. não conseguia o abrir. Era obvio que ele não a iria deixar apanhar um resfriado dormindo com aquelas vestes molhadas. Ele teve de a ajudar, mas parece que ninguém entendia isso. Ele não passou qualquer limite. Embora fosse estranho e talvez aquele beijo na bochecha pudesse ser desnecessário. Taehyung jogou a carteira em cima do balcão e pediu um refrigerante


- Espera. Tu.. - o homem arregalou os olhos encarando o moreno. Ele retirou os óculos escuros e encarou o homem assentindo - Vais desejar o quê?


- Quero um refrigerante


Ele assentiu saindo. Um homem se sentou ao seu lado e bateu a mão com força chamando a atenção do moreno


- Eu quero a bebida mais forte que tenha ai - disse jogando um monte de notas no balcão


- Tem a certeza? - o barman o encarou


- Faça apenas o seu trabalho. Tenho dinheiro suficiente para pagar - O Barman levantou as mãos em rendimento e começou a fazer a bebida


- Ei.. - V falou tocando no ombro do homem


- Que queres rapaz? - disse rudemente


- Eu acho que o senhor deveria beber com moderação


- Quem és tu para me falares isso? Tu conheces-me de algum lado?


- Não estou a falar para o seu mal..


- Se soubesses os meus problemas não dirias esses absurdos!


O Barman chegou com um copo onde tinha um liquido azul


- Esta bebida contém todos os tipos de bebidas fortes. Três dessas, o senhor ficará inconsciente. Contém., vodka, absinto, tequila...


O homem não esperou nem mais um segundo e levou o copo á boca o virando de seguida. Ele bateu com o copo agora vazio na mesa


- Isso é otimo. Essa é a intenção. Quero mais ..


- Ei.. o senhor vai conduzir? Não deveria tomar cuidado? A sua mulher deve estar o esperando em casa e senhor vai chegar dessa forma a casa


- QUE MULHER? - o homem gritou - A minha mulher faleceu. Eu não tenho mais mulher - o rosto do homem ficou vermelho


- Me desculpe - pediu o moreno dando um gole no refrigerante - Não sabia


- Tudo bem - se acalmou - mas e tu? Porque estás aqui?


V suspirou


- Eu vim tentar esquecer um pouco os meus problemas


- Vais esquecer assim? - apontou para o copo com refrigerante


- O que quer dizer com isso?


- Eu também estou aqui para esquecer os meus problemas. Se fosse para beber refrigerante ficava em casa - o homem chamou o Barman - Quero mais duas dessas para este jovem aqui - deu duas batidas nos ombros de V


- Eu.. eu não bebo


- Qual é? Não queres esquecer os problemas?


- Sim.. mas não dessa forma


- Qual forma rapaz? Beber um copo de licor não faz mal a ninguém


- Eu não devo. Tenho de viajar de madrugada


- É só um copo. Tu vais ver que te vais sentir melhor


O moreno negou, mas o Barman colocou dois copos em sua frente


- Eu não vou beber - recusou


- Vais recusar beber um copo? Somos homens, cada um com nossos problemas. Não existe melhor forma, que beber para esquecer . Pensa nos teus problemas..


- Um dos meus hyungs me socou, outro me pediu para me afastar de sua noona.. Ninguém confia em mim - falou tristemente


- Então aqui esta a solucão - aproximou o copo de V


O moreno engoliu em seco e viu o homem pegar na sua bebida e a virando de uma só vez. Ele suspirou e pegou o copo em sua frente. Ele levou o copo a sua boca. O moreno fechou os olhos e virou o copo de uma só vez sentindo o liquido descer por sua garganta e deixando uma forte ardência


- Isso mesmo - o homem falou mais alegre e deu duas batidas fortes nos ombros de V - Como é o teu nome ?


- Taehyung!


- Ei... mais dois copos desses para o Taehyung ! - pediu


Dyana vestiu um pijama confortavél depois de se banhar. Doí um pouco seu joelho, mas a dor estava mais leve. A garota se jogou na cama e encarou o teto. Foi estranho a atitude do amigo. Quer dizer.. ele a abraçou de uma forma tão estranha . Ele parecia preocupado com ela e isso a fazia se sentir bem. Dyana sorriu fraco e se levantou. Sua barriga roncou e um risinho saiu de seus lábios. Dyana saiu de seu quarto com cuidado e as luzes da casa ainda estavam ligadas. Dyana caminhou até a cozinha e foi até a panela onde ainda tinha as sobras de comida. Ela sorriu e pegou um prato


- Dyana - a voz de seu irmão ecoou e ela se virou


- Oppa 


- Vais comer ? - Suga riu


- sim, ainda tem muita comida - olhou para a panela - Queres?


- Estás a me convidar? - ela assentiu - então não posso recusar - se aproximou


Eles quando viram que tinha carne, Dyana tirou quase toda para ela


- E Eu? - Suga fez beicinho - Eu também quero - Suga pegou no seu talher e tentou comer o que estava no prato de Dyana


- Assim não vale - sorriu saindo correndo com o prato cheio. Suga riu começando a correr atrás de sua irmã


- Min Dyana, quero carne - falou - partilha com o oppa


Dyana parou de correr e já na sala, se sentou no sofá de frente para a grande TV . Suga se sentou do seu lado

- Está bem - Dyana empurrou um pouco o prato para o lado de Suga


O rapaz sorriu e pegou em um pedaço de carne


- Vamos ver um filme? - sugeriu


- Os meninos?


- Eles devem estar a arrumar as malas. Então que filme poderemos ver?


- Desenhos animados? - sorriu


- Aigoo.. Vamos lá assistir desenhos animados - passou as mãos nos cabelos de sua irmã. Ela adorava desenhos animados. Tudo que tivesse relacionado a art. Ela adorava


Depois de comerem o que estava no prato e assistirem desenhos animados. Eram cerca de uma hora da madrugada. Suga quando sentiu a respiração serena de sua irmã no seu ombro, sorriu e se levantou com cuidado.Deitando Dyana para trás, o rapaz desligou a TV. Pegou no prato e o levou até a cozinha. Depois foi ao quarto de sua irmã buscar uma manta. Voltando á sala , jogou sobre o corpo dela. Deu um beijo na testa da garota e saiu apagando as luzes. Assim que entrou no seu quarto viu alguns de seus hyungs jogados na cama, dormindo. Ele sorriu fraco e empurrou levemente Jimin para o lado que abraçou RM que dormia com a boca aberta. Já Jin dormiu no chão com um saco cama. Suga se deitou na cama e fechou os olhos. Iria aproveitar suas quatro horas horas de sono. Já Jungkook e J-Hope conversavam. Melhor, J-Hope dava na cabeça a Jungkook pelo que fez com V


- Eu já falei que não vou pedir desculpa - completou Jungkook virando costas na cama


- O que fizeste ao V foi errado


- Ele mereceu !


- Tudo por causa da noona? - J-Hope tocou no ombro do rapaz


- Seja por quem for. Ele agiu mal!


J-Hope revirou os olhos. Este hyung teimoso. J-Hope suspirou e apagou a luz do seu lado resolvendo não tocar mais no assunto. O que o deixava preocupado era .. onde estaria V?


O moreno depois de ter bebido umas 4 doses daquela bebida, já sentia a euforia dominar seu corpo, o fazendo se levantar do banco que estava e subir no balcão


- Acho que dei bebida demais para ele - disse o homem também eufórico e rindo imenso


- Ei. Baixa dai - O Barman reclamou fazendo o moreno revirar os olhos


- Estraga prazeres - Fez cara de aegyo e gargalhou. Ele não estava no melhor estado, mas estava feliz ... que se dane Jungkook, Suga.. todos!


V desceu do balcão


- Ei - Uma garota o chamou com dedo fazendo um sorriso sair dos lábios do moreno. Ele em poucos segundos já estava frente á morena de olhos verdes que mordeu o lábio o olhando de cima a baixo


- Olha só. Já se deu bem - o homem murmurou para o Barman que revirou os olhos


- Queres dançar - a morena sussurrou no ouvido de V mordendo de seguida o lóbulo arrancando uma pequena risada do moreno. Ela sem falar mais uma palavra o puxou até a pista de dança próxima. A garota virou costas e agarrou as mãos do moreno as levando até seu quadril. Descendo até ao chão ao som da música ela sentiu as mãos do moreno a agarrarem com força. Sorriu de lado e subiu seu corpo. O moreno a virou rapidamente e levou seus lábios até a orelha da garota


- Não gosto de mulheres de rua - sussurrou e largou o corpo da morena que lhe lançou um olhar mórtiforo


o moreno riu alto e saiu deixando para trás a morena. V se aproximou do homem que lhe tinha oferecido bebida e tirou seus óculos escuros


- Este é um presente amigo - V deixou no balcão os óculos e saiu


Sair daquele establecimento não estava a ser fácil, mas ele conseguiu com um pouco de dificuldade já que algumas mulheres tentavam se aproximar dele, mas ele nem sequer se virava para as olhar. A caminho para casa ele entrava na floresta. Árvores e mais árvores. O moreno riu alto vendo o caminho com certa dificuldade. Quando passou pela cabana velha , riu. O moreno caminhou até a mesma e abriu a porta ouvindo o ranger da mesma. Ele pegou em seu telemovél e o ligou. Quando a luz da tela projetou no vestido jogado no chão ele se baixou e o pegou. V encarou a teia de aranha em frente e riu


- E agora? Que me vão fazer suas inuteis? - falou sozinho - Eu um dia v..vou vos matar! ou não me chame TAEHYUNG KIM !- ele gargalhou - É assim mesmo. Taehyung Kim vai destruir os bichos de oito patas. Eu sou um Alien? Sim eu sou um Alien!


O moreno saiu para fora e fechou a porta da cabana. Ele abriu a sua jaqueta e enlaçou o vestido em volta sua cintura e fechou novamente. Assim ninguém o veria. Ele andou de um lado para o outro até que seu corpo se desiquilibrou e beijou o chão. Maldita pedra. Ele bravejou voltando á posição normal. O moreno continuou seu caminho até chegar a casa. Ele encarou a fechadura e sorriu. Nunca pensou que uma fechadura era tão interessante. Ele tateou seus bolsos á procura da chave e quando não a encontrou se deu conta do pequeno ecrã com teclado. Ah, a porta era automatica. Só abria com código. O moreno clicou em um botão e murmurou


- Sou Taehyung Kim. HyungTae - falava meio arrastado pelo efeito de alcoól - Sou um Alien e vou te destruir


O som da porta se abrir o fez olhar para a frente e assim que a mesma abriu por completo, uma Dyana descablada se encontrava em sua frente. V sorriu e se aproximou de Dyana


- Taehyung.. - Dyana coçou os olhos ainda sobre o efeito da sonolência


O moreno quase caiu, mas Dyana o segurou a tempo


- Dyana.. - murmurou .Dyana nunca tinha visto o moreno daquela forma. Ela fechou a porta com o pé e passou o braço do moreno pelo seu ombro - Não.. não.. - o moreno falou - Eu tenho de me afastar de ti


- Estás bem ? - ele negou e fez uma cara triste - Eu vou te fazer um leite quente


- Eu não quero.. eu não


- Não queres o leite? Vai te fazer bem. O oppa fazia para mim


- Eu..eu não


A garota fez sinal de silêncio e o ajudou a caminhar até a cozinha. Dyana deixou o corpo do moreno cair sobre uma cadeira e o encarou


- Taehyung. Os meninos estão a dormir. Não faças barulho


Ele apenas a encarou


Dyana virou costas e se derigiu até o frigorifico abrindo o mesmo, mas em questão de segundos uma mão pousou sobre a sua e fechou a porta de aluminio brutalmente fazendo Dyana se assustar e se virar. Ela encarou o moreno em frente sentindo seu peito acelerar com a proximidade dele


- T..Taehyung .. - ela murmurou


O moreno prensou suas mãos contra o frigorifico, prendendo Dyana ali. A garota o olhou um pouco assustada e num ato pressionou suas mãos contra o peito de V, mas isso só o fez presionar seu corpo contra o dela a deixando ainda mais assustada


- Eu não quero.. eu não quero me afastar de ti - o moreno levou sua boca até o ouvido de Dyana fazendo um calafrio atravessar o corpo frágil da garota


- Eu.. eu estou a ficar assustada - murmurou


V desceu sua boca até o pescoço dela e deixou um leve beijo. O moreno levantou sua cabeça e conectou seu olhar com o da irmã de Suga

- Lembras-te de me perguntares o que um homem e uma mulher fazem? - ela assentiu assustada - Eu te menti Dyana - sussurrou e aproximou seu rosto - Eles não fazem isto - V tocou sua bochecha rapidamente e quando a voltou a encarar, encostou sua testa á de Dyana. A garota sentia a respiração quente do moreno bater contra seu rosto. Eles Estavam a milimetros de distância. Dyana tentou presionar as suas mãos mais uma vez no peito do moreno, mas a sua força era tão fraca


- T..T..Taehyung - ela sussurrou sentindo o efeito daquele olhar penetrante


- Eles.. Eles fazem isto !


O seguinte ato fez Dyana arregalar os olhos. Foi tudo tão rápido que ela estava estática. Se seu peito estava acelerado antes, agora ele estava prestes a explodir. O moreno acabou com a distância entre os dois e presionou seus lábios contra os de Dyana com força, a fazendo ficar paralisada. Já ele, só queria se apoderar daqueles lábios convidativos, movimentando os seus com delicadeza. Se antes foi culpado sem qualquer tipo de razão, agora ele tinha quebrado a regra. " A noona de um hyung é sagrada"


Notas Finais


Gostaram? Espero que sim


O que acharam deste capitulo?
#TEAMTAE ... #TEAKOOK...

Mil beijos 😘

Continuooooooooooooooooooo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...