História I need you in my life forever. Frerard. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Frank Iero, Gerard Way, My Chemical Romance
Personagens Frank Iero, Gerard Way, Mikey Way, Ray Toro
Tags Frank Iero, Frerard, Gerard Way, Mikey Way, My Chemical Romance, Ray Toro
Exibições 15
Palavras 1.502
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oooooooooi, decidi que vou postar toda quarta, bjs :))
~Srta. Iero.

Capítulo 2 - Oops...


Fanfic / Fanfiction I need you in my life forever. Frerard. - Capítulo 2 - Oops...

*POV* ~Gerard.

Ficamos mais um tempo falando com Ray, agora eu tinha entendido porque Frank ficava tão feliz quando falava dele, Ray era simpático, era uma ótima pessoa, fazia piadas de 5 em 5 minutos, ele era extremamente legal, mostrava interesse no que você falasse, e também te ajudaria no que você precisasse.

O sinal tocou depois de uns 15 minutos mais ou menos, seguimos para nossas salas, eu estava muito feliz, por que? Porque eu tinha feito amigos, e nossa! Um estranho como eu fazer 2 amigos no mesmo dia? Incrível! Para mim claro...

Chegando na sala, avistei Mikey sentado em seu lugar e Avril ao seu lado esquerdo, abri um longo sorriso ao ver os dois conversando, também percebi que ela tirava vários sorrisos de Mikey, olhei para Frank e ele estava sorrindo ao ver a cena também.

–Onde estão todos?– Perguntei olhando ao meu redor e só notar 4 pessoas na sala de aula, Frank, Mikey, Avril e Eu.

–Estão vindo, geralmente chegam atrasados porque odeiam aulas de biologia.– Respondeu Frank me fitando.

–Biologia? Eba!– Falei já empolgado, porque meu forte eram: Biologia e Inglês.

–Como "eba!"? Eu não gosto de biologia, sempre tiro nota baixa.– Disse Frank revirando os olhos enquanto soltava uma "mini-risada".

–Eu te ajudo se quiser, sou bom em biologia.– Falei já meio envergonhado, mas mantive controle.

–Mesmo? Então posso ir na sua casa depois da aula?– Falou Frank, e também vi que ele estava nervoso.

–Sim, eu te passo o endereço, pode vir lá as 14:00?

–Claro! 

Nos sentamos quando todos chegaram, passei o endereço de minha casa pra ele, e meu número de celular também, caso precisasse.

–Bom dia classe! Prova surpresa, mas não fiquem tão desanimados, vai ser em dupla! Escolham seus parceiros, vocês tem 5 minutos.– Falou a professora que entrou na sala depois dos alunos.

Frank se virou para mim, eu estava inclinado sobre minha carteira, Frank e eu quase colamos nossas testas, porém assim que ele virou afastei minha cabeça meio envergonhado, percebi que ele ficou meio sem jeito também.

–Am... Gerard, tem dupla?

–Não Frank.

–Vamos nós dois?– Falou ele e vi seus lábios se curvando para um pequeno sorriso.

Olhei para o lado e vi Mikey com Avril, tinham feito dupla juntos. "Valeu maninho." Pensei.

–Claro! Junta aí.

Frank se levantou arrastando sua cadeira para perto da minha como todos faziam com suas duplas.

A professora passou o assunto no quadro e Frank começou a copiar, e eu comecei a responder, mas não pude deixar de notar seus dedos tatuados deslizando sobre seu caderno, vi sua letra, tão suave e curvada. Uma letra linda, assim como ele. Balancei minha cabeça para tirar aqueles pensamentos e me concentrar na prova, tentar pelo menos, mas eu estava conseguindo, o que era bom.

Terminei de fazer as respostar e Frank ainda estava copiando, quando percebeu que eu já tinha terminado, olhou para as respostas e arregalou os olhos em seguida olhando pra mim, soltei um sorriso e relaxei. "Tenho tempo para admirá-lo e relaxar enquanto ele escreve."

–Caralh... Caraca! Você é nerd?– Me perguntou espantado, porém relaxou um pouco.

–Não, só sei biologia e inglês.

–Ah que bom! A próxima aula é inglês e você vai me ajudar.– Ele disse enquanto abria um sorriso para mim e voltando a se concentrar em copiar as respostas.

Também dei um sorriso, e voltei a olhá-lo. Seus olhos de vez em quando se encontravam aos meus, e sempre que acontecia, sorríamos.

–Terminei, posso entregar?– Respondeu ele com a folha na mão.

–Claro.– Respondi curvando meus lábios em um sorriso.

Frank levantou e todos ficaram olhando para nós, eu conseguia ouvir uns: "Nossa, o Iero terminando a prova já?" E é claro, eu sempre sorri todas as vezes que falavam "Iero" e sorri mais ainda ao observá-lo dos pés a cabeça enquanto ele caminhava. Logo ele voltou com um sorriso satisfeito no rosto.

–Qual motivo da felicidade?– Perguntei enquanto ele se sentava em sua cadeira do lado de minha carteira.

–Temos mais de 45 minutos de aula ainda, ou seja, podemos nos conhecer melhor, sabe?– Perguntou olhando o chão quando vi suas bochechas rosarem, o qual achei muito fofo e me segurei para não apertá-las.

–Tudo bem então, bom, me conte sobre você, depois falo de mim, tudo bem?– Falei ansioso para saber mais da vida dele, não tudo, mas já teria algumas informações.

–Tudo bem, bom, me chamo Frank Anthony Thomas Iero Jr. Sim é um nome grande, eu tenho 15 anos, nasci no dia das bruxas, sou gay como sabe e amo tocar guitarra, bom, não tenho muito do que falar da minha vida, me conte de você agora.– Respondeu colocando os 2 cotovelos na minha mesa e apoiando seu queixo em suas 2 mãos para me observar.

–Okay, bom, me chamo Gerard Arthur Way, tenho 16 anos, estou no 8º ano porque perdi um ano quando fui morar com minha avó, voltei a estudar esse ano quando nos mudamos para cá, eu morava em Nova York, nasci dia 9 de abril sou gay, e eu gostava de tocar guitarra e violão antigamente, pretendo voltar, gosto muito dos solos. Tanto que inventei uma música... Porém não quero falar disso agora, podemos falar isso em minha casa mais tarde, o que acha?

–Por mim tudo bem.– Respondeu com um sorriso no rosto.

Continuamos a falar sobre coisas aleatórias, na verdade descobri bastante coisas da vida de Frank, mais do que eu achava que conseguiria, obviamente também contei coisas da minha vida para ele não ficar tão pressionado, foi então que alguém apareceu em minha mesa, parando à nossa frente.

–O que quer Lindsey Lee?

–Quero conhecer esse menino bonito aí, algum problema Frankzinho?– Respondeu a menina com um sorriso entranho nos lábios, arqueei uma sobrancelha e olhei para Frank, fiz sinais com a boca, e por sorte ele entendeu. "Tira ela daqui, por favor."_Falei, e a moça "Lindsey" ficou olhando estranho tentando entender. Frank mexeu a cabeça para cima e para baixo. "Sim."

–Lyn-Z, por que não pega seu baixo e sai por aí?– Respondeu Frank tentando parecer divertido.

–Pelo menos não tenho uma "bandinha" que possuem apenas 2 guitarristas.– Respondeu ela sínica.

–Relaxa Lyn, conseguimos um vocalista, só falta o baterista e o baixista.– Frank deu um sorriso ao falar suas palavras.

–Quem é o retardado mental? Vocês doparam o cara?– Respondeu indignada.

–Não, na verdade o cara aceitou numa boa, e o cara, é o "menino bonito".– Disse Frank me olhando com um sorriso ainda maior no rosto.

–Ah, então me deixem ser a baixista, eu faria a banda ficar popular e bem legal.– Lindsey disse com esperanças.

–Não obrigada, provavelmente meu irmão vai querer o papel de baixista.– Finalmente me pronunciei.

–Ah, então posso ser a baterista, o que acham? Também sei tocar bateria.– Piscou pra mim.

–Não Lindsey, desculpe mas a banda será só de homens.– Respondeu Frank indignado.

–Aff Iero, você sempre consegue o que quer, mas é bom tirar os olhos dele, porque ele ainda vai ser meu, claro que ele não é gay, parece descente e bem melhor que você Iero!– Falou Lindsey apontando com o polegar no peito e saiu andando. 

Olhei para Frank, abaixou a cabeça e ficou vermelho, ninguém havia escutado mas ele tinha se constrangido, eu sabia. Sua franja caiu na frente de seu rosto que ainda olhava para baixo, tapando sua face envermelhada.

–Hey, não liga pra ela, tadinha, não sabe nada de mim.– Falei colocando minha mão em sua franja, retirando-a de seu rosto e colocando-a atrás da orelha, ele sorriu com meu ato, me olhando em seguida.

–Que bom... Gee...– Sorriu mais aberto ainda, confortado.

–Frankie.– Também sorri e coloquei minha mão na mesa. Ele colocou a dele em cima da minha, e quando percebeu, rapidamente a tirou, eu não queria que ele tivesse tirado...

–Oops, desculpe, não vi que estava com a mão ali...– Respondeu sapeca.

–Não foi nada, relaxa, sua mão é suave.– Respondi, e quando notei minhas palavras, me encolhi na cadeira. "Boa Gerard, sua anta de 2 patas, acaba de deixar ele envergonhado."_Pensei.

–A sua também...– Respondeu acariciando minha mão que estava próximo à mim. Sorri.

O sinal tocou, Frank voltou ao seu lugar e virou para trás, para conversarmos, sua mão não estava mais sobre a minha.

–Amanhã tem biologia de novo, veremos o resultado da prova.– Frank falou sorrindo e se virando quando o professor entrou na sala.

A aula foi entediante, graças á Deus a aula passou rápido, o sinal tocou, saímos da sala e esperei Mikey com Frank, vi Mikey sair por último com Avril, se abaixou um pouco e depositou um beijo em sua bochecha dizendo Tchau, e ela sorria acenando para nós três, fizemos o mesmo. Já no lado de fora da escola, Mikey se despediu de Frank com um aperto de mão.

–Combinado para hoje à tarde?– Perguntei já ansioso.

–Claro, 14:00 eu apareço lá! Tchau Gee.– Falou apertando minha mão.

–Tchau Frankie.– Retribui o aperto de mão. 


Notas Finais


Entããão? Momentos Frerard prometem próximo chap, vejo vocês quarta galerinha <3 Bexuz (Provavelmente vou adiantar um chap porque esse foi pequeno... Desculpa mas tem chap novo antes do domingo!)
~Srta. Iero.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...