História I Need You (Jikook) - Capítulo 42


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Jikook, Kpop, Kuga, Namjin, Vhope
Visualizações 66
Palavras 779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa fic<3 meus bolinhos

Capítulo 42 - Epilogue


Fanfic / Fanfiction I Need You (Jikook) - Capítulo 42 - Epilogue

Jeon Jungkook On

As gotas da chuva escorrem pelo meu rosto se misturando com as minhas lagrimas, diferente da maioria por aqui eu não estou com saco pra abrir um mero guarda-chuva, não ligo se posso pegar um resfriado. Meus dedos alisam o caixão ja fechado pronto pra ser enterrado. As flores deslizam pela minha mão se encontrando com a terra molhada, penso em pega-las mas Seojun as pega antes. Pobre Seojun, ele me olha com os olhos encharcados de lagrimas e não exito em abraça-lo. Todos por aqui choram, eu sei que não deveria estar triste, se Deus levou Park Jimin embora foi por um bom motivo. Talvez Deus percebeu que ele era bom demais, que o mundo não o merecia e resolveu que em vez de ser um anjo aqui, seria um anjo no céu. 

A voz do padre não para de passar em minha cabeça e isso me deixa tão depressivo. "Jeon Jungkook, você aceita amar e respeitar Park Jimin, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, até que a morte os separe?" "Até que a morte os separe?"

Porra.

Respiro fundo quando finalmente cobrem o caixão todo de terra, eu não quero mais ficar aqui. Ao fim de tudo coloco as flores perto da lápide e peço pra Seojun me levar pra casa. Me despeço de Hoseok, Tae, Jin e Namjoon, mais a frente Yoongi me abraça apertado, ele ja havia passado por aquilo e disse me entender. Retribuo o abraço que não pude dar quando Kyo faleceu. Entro no carro e assim que chego em casa agradeço meu filho saindo do carro. Ele me chama antes que eu entre em casa e eu me viro com os olhos marejados.

Seojun: quando me pediu pra pegar todas as coisas da antiga casa pra nos mudarmos pra ca, o pai me entregou uma caixa dizendo que você ja havia esquecido dela, mas que queria que eu guardasse. Eu não quero que você esqueça, jaque deve ser algo importante pro papai pedir pra eu guardar. Aqui - disse abrindo a porta de tras e pegando a caixa.

Tenho um dejavu assim que ele me entrega, eu realmente tinha me esquecido, mas como pude? É aquela caixa, sim aquela. Aquela que eu encontrei em baixo da minha cama quando Jimin me expulsou de sua casa, aquela que tinha uma bermuda cinza, a camiseta preta, um copo de macarrão instantâneo (ainda lacrado) e a carta. A carta que eu nunca li, a carta que mesmo fechada me motivou a guardar tudo de volta, em baixo da minha cama e ir correr atras do anjo da minha vida.

Agradeço meu filho por me entrega-la, me despeço e espero o carro começar a andar. Entro dentro de casa e sento no sofá, abro a carta desesperadamente. Céus, como estou ansioso, minhas mãos tremem tanto. Faz muito tempo que essa carta esta guardada, desde quando voltei de Los angeles, como posso nunca ter lido? Consigo abri-la tirando o adesivo de homem de ferro que a fechava facilmente.

De: Jimin

Para: Jungkook

"Olha só, como o destino é perverso. Até pouco tempo estavamos aqui, na sala do seu apartamento, brigando, mas pelo menos você estava aqui.

Eu achei que isso seria bom pra mim, me afastar de você, mas acabou que só me fez mal. Acontece que você não faz parte da minha vida, faz parte de mim. Então quando foi embora querendo ou não você levou um pedaço meu. Não interprete como uma coisa boba, não, não é! Eu choro quando você chora, sorrio quando você sorri, eu gosto de tudo em ti.  A gente se completa, ou se completava.

Agora você esta á  9.585,33 km² longe de mim, e provavelmente nunca vai ler isso por que eu com certeza nunca vou te enviar, mas parabéns... é Jungook, 18 anos, já é um adulto, eu penso em como meu garoto cresceu, penso em sair com você no seu carro novo com a sua recém tirada carteira de motorista e penso que agora podemos finalmente nos casar legalmente e sem ouvir besteira de ninguém. Mas você não esta aqui pra fazermos tudo isso. 

Eu queria dizer o quanto te quero, o quanto  te amo e o quanto você importa pra mim. O quanto você é maravilhoso internamente e externamente, mas você não esta aqui. Talvez eu morra de saudades antes de você voltar, ou talvez você nem volte. Eu só queria que você estivesse aqui, só queria estar longe de ti quando a morte nos separasse. O fato é que eu necessito que você volte. Não que você se importe mas eu preciso de você"


Notas Finais


Agora acabou, to chorosa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...