História I need you, now! - Malydia. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Derek Hale, Hayden Romero, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Kira Yukimura, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Personagens Originais, Scott McCall, Theo Raeken
Tags Drama, Homossexualidade, Hot, Lesbicas, Malydia, Romance, Teen Wolf
Visualizações 59
Palavras 2.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Orange, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura! ♡

Capítulo 3 - Incertezas.


 P.O.V. Lydia 

 Sabe quando você é tomado por um sentimento de alegria instantaneamente, e você faz coisas que nunca faria se estivesse normal? Pois é. Foi o que aconteceu hoje. Foi como se eu sentisse atração pela Malia por um minuto. Mas isso é uma ideia tão irrelevante... E quando eu abri aquela porta e a vi apenas de cueca, seu membro marcado, meu fogo subiu. Eu só queria jogá-la naquela cama e nunca mais sair. Mas ainda bem que o Stiles entrou. Eu não posso estar sentindo algo por essa embuste, ou posso? 

Desci a escada e deixei o Stiles com a Malia, a ideia de chamá-la foi dele, ele que se vire. Eu não tenho mais saúde psicológica pra ficar naquele quarto. Na sala estavam o Scott e a Allison, meus outros amigos. Eu, eles e o Stiles somos amigos desde o período do internato. 

 - Cadê a garota? – Scott perguntou e se levantou. – Ela não vai? 

 - Espero que nã... 

 - É claro que sim! – Stiles falou descendo a escada. – Ela só vai trocar as peças de roupa e já já desce. 

 Após breves dez minutos ela desce vestindo um short casual, um camisa e um tênis. Olhando assim dá para ver melhor o seu corpo... Ela tem um corpo perfeito. Fico paralisada vendo a imagem em câmera lenta dela descendo a escada. Mas que porra é essa? Vou ficar babando por ela toda vez?  

Scott logo vai até a mesma e lhe dá um beijo na mão. 

 - Malia, não é? Eu me chamo Scott. – Ele praticamente babou na mão da Malia. Pelo amor de deus, que palhaçada! 

 - Oi, Scott. – ela desviou a atenção do Scott e olhou para a Allison. – E você deve ser Allison, não é? 

 - Isso. – Aliison sorriu e lhe deu um abraço. 

– É um prazer!

 - O prazer é todinho meu. – Ela me olhou como se quisesse me provocar e logo voltou a olhar para a Allison.

 - Gente, vamos deixar o prazer pra depois e vamos logo? – Reclamei e Stiles me olhou estranho, porém, com uma feição de sarcasmo. Fomos cada um em seus respectivos carros. Malia, infelizmente, teve que ir comigo. O silêncio reinava no carro, hora ou outra eu a olhava de canto de olho, e ela mantinha a cabeça encostada no vidro. Chegamos no restaurante que marcamos, de início nós combinamos de ir a um bar, mas Scott e Allison têm plantão hoje, então... Estacionei o carro e olhei para ela. 

 - Chegamos. 

 - Deu pra perceber, Lydia. – Tirou o sinto e quando ela ia sair do carro, eu a segurei. 

- Espera... – Eu realmente não sabia o que falar. Na verdade, nem sabia o porquê de estar fazendo aquilo. – esquece, desce logo.

 - Vai à merda! – Desceu do carro e eu fiz o mesmo. Caminhamos em silêncio para dentro do estabelecimento. Uma mulher loira e elegante nos recebeu. 

 - Boa noite, senhoritas - falou educadamente. 

- Boa noite. – Eu e Malia falamos em uníssono. – Temos uma mesa reservada... Lydia e Malia Hale - falei e ela sorriu pra mim. 

 - Ah, junto com Scott McCall, Sit.. 

 - Isso mesmo. Poderia nos mostrar onde é? – Malia falou e ela nos olhou com um sorriso nervoso.

 - Claro. Venham, é por aqui.

 Ela nos guiou até a mesa e lá já estavam todos. A moça foi embora, eu me sentei do lado do Stiles, e Malia ficou em um dilema se ia pra cadeira vaga ao meu lado ou ia pro lado de Scott. 

 - Malia, senta aqui. – Scott pediu e eu senti uma pontada de raiva. Mas é bom que eu não preciso ficar perto dela. 

 - Claro. – Assentiu e sentou. 

 Pedimos yakisoba e pizza, conversa vai, conversa vem. Scott às vezes colocava a mão no ombro de Malia, e soltava umas cantadas sem graça. Eu já estava farta daqueles dois. Minha vontade era de arrancar a Malia do lado dele e sair daquele lugar. Não que eu esteja com ciúmes, porque eu sei que não rolaria nada entre eles, e não que eu me importe, mas a Allison gosta dele. Ela está toda por fora, e é óbvio que está com ciúmes. 

 - Ih, gente. – Scott olhou o relógio e voltou a olhar para nós. – Alli, o plantão nos espera! – ele deu um beijo na bochecha de Malia e se levantou. Malia me jogou um olhar cínico e eu apertei a faca contra a mesa pra passar a raiva. 

 - Lyds, Stiles, Malia, a gente se vê. – Allison falou e nós nos despedimos.

 Eles foram embora, assim ficando apenas eu, Malia e Stiles. 

- Acho que vou querer um milk shake, vocês querem? – Indagou Stiles, se levantando. 

 - Eu estou satisfeita, stilingue – falei.

 - Trás um pra mim – Malia pediu -, ainda não estou satisfeita. – Stiles sorriu e assentiu. 

 - Vou lá pedir. 

- Stiles – chamei -, por que não chama o garçom? 

- Hã... Eu... Eu preciso esticar as pernas. Passei muito tempo sentado. – Piscou o olho para mim e saiu andando. 

 Com certeza não é nada disso. Malia estava entretida no celular com não sei o quê. Sinto meu celular vibrar e olho as notificações, havia uma mensagem do Stiles. Virei meu corpo na direção dele e ele piscou o olho pra mim, abri a mensagem e lá estava escrito a seguinte frase: Fala com ela, Lyds. Não perder oportunidades é essencial. ;).  Bloqueei a tela do meu celular e respirei fundo.

 - Malia! – Chamei e ela me olhou colocando o celular na mesa. 

 - Oi. 

 - Eu quero tentar ter uma convivência pacifica com você. Não por mim, pelo nosso pai! 

 - Não sabia que você era do tipo de garota que atura a outra só porque outrem quer. – Ela colocou os cotovelos na mesa e apoiou a cabeça. 

 - E não sou! – Retruquei. 

 - Então você está fazendo isso, não por causa do nosso pai, e sim porque você percebeu que dá mais futuro deixar essa birra frívola de lado, pois eu sou atraente demais para ser odiada. – Ela soltou um sorriso cínico e eu revirei os olhos. Até parece!

 - Acabo de me arrepender de tentar ser uma boa irmã com você... Você é fútil!

 - E você gosta! 

- Voltei. – Stiles se sentou e entregou o Milk Shake de Malia.

 - Obrigada, Stiles – Malia falou – vou aqui no banheiro, volto já. – Ela se levantou e foi em direção ao banheiro. 

 - Eu não acredito que você está gostando da Malia! – Stiles falou e eu cuspi o pedaço de camarão que eu tinha acabado de pôr na boca. 

 - Desculpa, pode repetir? Achei ter ouvido você dizer que eu estou gostando da Malia. Vê, que loucura. 

 - Foi exatamente o que eu disse. 

- Ficou maluco, Stilingue? Claro que não. Eu odeio essa menina! 

- Odeia nada. Lydia, pela fé, tu não consegue esconder nada de mim.

 - Droga – sussurrei. – Não estou. Mas, supondo que sim, ela é minha irmã. Nem rola.  

- Viu? – berrou no meio do restaurante e algumas pessoas olharam para nós. – Você está gostando da sua irmã sim. Ouvi dizer que ela tem um pênis... 

- Stiles, cala a boca! Sim, talvez eu esteja gostando dela, mas idai? Não vai dar em nada. 

 - Quem te viu quem te vê... Até ontem tu morria de ódios por ela. O destino é mesmo uma coisa surpreendente – Falou em um tom irritantemente sarcástico. 

 - Eu ainda a odeio. 

- Odeia quem, Lydia? – Malia perguntou se sentando novamente. Stiles segurou o riso e eu bufei. 

 QUARENTA MINUTOS DEPOIS:

Estacionei o carro na garagem de casa e dei uma conferida na hora, já eram 23:50. Malia estava cochilando no banco, então eu buzinei o carro e ela levou um baita susto. Não tive como conter a gargalhada, foi muito engraçado. 

- Vai pra porra, Lydia. – Desceu do carro. – Isso vai ter volta, imbecil. – Mostrei o dedo do meio pra ela e ela saiu andando.  


Sim, o fato é que, sim, eu gosto da minha irmã. Só não sei como pude deixar isso acontecer! Meu deus! Não fazem nem dois dias que ela chegou... Com certeza isso é coisa da minha cabeça, sério, tem que ser. 

Sinto pingos de chuva cair sobre minha cabeça, olho para o horizonte e o céu está fechado; com certeza vai chover muito essa madrugada. Entro em casa e, pelo silêncio e a garagem vaga, meu pai não está em casa. Às vezes eu penso no quanto o hospital consome do meu pai. Ele mal tem tempo, e não sei se é assim que quero viver minha vida. Eu amo o que eu faço, amo salvar vidas, juro. Mas eu prezo muito pela liberdade. Subo as escadas e entro no meu quarto. Não vejo a hora de entrar na minha banheira. 


P.O.V. Malia H. 


Como eu posso estar apaixonada pela minha irmã? Ainda mais que ela me odeia! Eu sabia que daria merda se eu viesse morar aqui... De alguma forma, algo ia dar errado. Mas foi inevitável não se apaixonar. Ela é tão linda e tão segura de sí. 

Fiquei um bom tempo escutando música e depois fui tomar um banho. Depois de tomada banho, saio do banheiro e vejo que chove muito lá fora. Involuntariamente me lembro de todas as vezes que chovia e minha mãe me deixava dormir com ela. Eu sempre tive fobia de trovões, então ela sempre me ajudava. Vesti uma cueca e me deitei. Me cobri dos pés a cabeça pra tentar dormir, mas foi em vão. Os trovões ficaram bem mais fortes. Vesti um blusão de manga comprida, a minha pantufa e fui até o quarto de Derek. Ele ainda não tinha chegado do hospital, fui no quarto da Lydia e a porta estava entreaberta. Adentrei e vi que ela não estava na cama, entretanto a luz do banheiro estava acesa e a porta aberta. Andei até a porta e a vi na banheira com os olhos fechados e a mão brincando com a água. Eu poderia ficar ali a noite inteira vendo-a naquela banheira; seu corpo todo exposto, coberto apenas pela água cristalina, seu cabelo preso em um coque... Lentamente, ela abre os olhos e, por reflexo, me vê ali. Eu corei fortemente.


- O que você está fazendo aqui? - Se levantou e ficou de frente para mim. Seu corpo perfeito e molhado... Eu comecei a ficar excitada apenas de ver aquela cena, e não tive como esconder, estava apenas de cueca, e a excitação no meu membro ficou exposta. - Pode me passar a toalha, por favor? - Peguei a toalha que estava em cima da pia, e joguei na direção dela. Ela se enrolou e saiu da banheira. 


- Desculpe, eu... - corei e ela passou por mim exalando um cheiro de morango. Sabonete de morango. Foi até seu closet e depois de uns dez minutos, aproximadamente, voltou. Ela vestia uma calça de moletom cinza, meias e um top. 


- É bom você ter uma boa explicação para estar no meio da madrugada na porta do meu banheiro me vendo tomar banho! - Falou e sentou na cama. Eu, que ainda me matinha em pé, me encostei na parede. 


- Está chovendo muito lá fora... Os trovões... Eu... 


- Você...? 


- Eu tenho medo de trovões. - Ela começou a rir mas depois voltou a olhar pra minha cara. 


- Isso é sério? - Indagou. 


- Sim. Achei que, embora você não goste de mim, poderia me deixar dormir com você. Só hoje. - Ela fez uma menção de que ia falar algo, mas se calou. Nos encaramos por alguns segundos. 


- Tá, sem problemas - falou. - Só... Uma dúvida... Você não sente frio? Cueca não é muito aquecedor. 


- Top também não é uma peça muito quente. - Ela sorriu e deu de ombros. -  Sim, eu sinto frio. E eu gosto. Mas se você se encomoda, eu posso vestir uma calça. 


- Durma como quiser. 


- Certo, vou pegar meu cobertor. 


- Não, não precisa. Tenho outro lá no meu closet, é só pegar. 


Fui até seu closet e peguei o cobertor. Me deitei do seu lado e seu cheiro invadiu minhas narinas. Ela estava virada de costas para mim, porém perto. E foi inalando  seu cheiro embriagador que dormi. 


Notas Finais


Até o próximo. ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...