História I Need Your Love - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Tags Frans, Frisk X Sans, Sanrisk, Sans X Frisk, Undertale
Exibições 90
Palavras 982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiee <3
queria agradecer muitoooo ao pessoal que está me apoiando com a fic :3
quero pedir desculpa por ter demorado a postar (eu tava com febre) :c
e tem gente achando que vai ter Frisk x Asriel, não vai não gnt, a fic é de Sans x Frisk, segura as calça ai :3
enfim, espero que gostem do cap de hoje <3

Capítulo 4 - Peace


Fanfic / Fanfiction I Need Your Love - Capítulo 4 - Peace

*POV Sans*


 Asriel puxou Frisk pelo braço e a carregou pra fora. Eu queria brigar com ele e fazer alguma coisa, mas minha consciência dizia que não era uma boa ideia.
Mettaton fechou a porta e todos nós ficamos em silêncio por um tempo, tentando absorver o que tinha acabado de acontecer.
 -E-então... Do que brincaremos agora? -Mettaton disse baixinho.
Todos olharam pra ele com expressão desanimada.
 -Ah, a quem estou tentando enganar... A festa acabou, né? -Disse ele, dando um longo suspiro.
 -O-olha, acho melhor a gente ir dormir. Já tá tarde. -Alphys disse, meio tímida. Todo mundo concordou.
Arrumamos os travesseiros e os colchões e eu fiquei contando histórias até todo mundo dormir. Bom, quase todo mundo. Eu continuava acordado, pensando na Frisk. Droga, eu deveria ter feito alguma coisa. Será que o Asriel simplesmente não gostou do fato de Frisk ter vindo sem ele? Eu acho que não, o Asriel não é assim... Ou é? Fiquei com essas dúvidas na cabeça, pensando no que aconteceu até que eu finalmente adormeci.

..............................................................

 Quando eu acordei, eu estava em algum tipo de laboratório, abraçando um cachecol vermelho. Senti um frio familiar... Ah, eu estou na forma de um esqueleto de novo? Isso significa alguma coisa? Ou estou assim simplesmente pelo fato de eu gostar de esqueletos?
Percebi que meu rosto estaa encharcado, eu devia estar chorando por algum motivo.
Eu ouvi uma voz familiar.
 -Você não entende, Alphys, eu tenho que ir, eu tenho que fazer isso.
Olhei para o lado e vi uma  garota muito parecida com a Undyne, a única diferença é que ela era um.... Ér... peixe. Ela parecia determinada a fazer algo.
 -M-mas Undyne! Se você ir, você pode não voltar!
Outra voz familiar. Olhei pra trás e vi uma... dinossaura? [OBS: Eu não sei o que a Alphys é, pra mim ela parece um dinossauro, se não for, sorry :3] que se parecia muito com a Alphys. Olhei em volta. Havia vários monitores em volta do laboratório, resolvi olhar em um deles, e me arrependi.
Vi Frisk se aproximar de algo que parecia um cavalo, só que com... Músculos. Ela estava claramente alterada, com uma faca na mão que eu já tinha visto no meu outro sonho. Ela se aproximou do cavalo, por um minuto me perguntei o que ela iria fazer. Até que ela pega a faca e sem nenhuma piedade enfia bem no peito do monstro, fazendo ele se tornar poeira.
  -V-você não precisa ver isso, Sans. -Disse Alphys.
Eu estava ligeiramente perplexo. Que tipo de sonho é esse? Como ela sabe o meu nome? Porque eu sou um esqueleto? Porque a Alphys
é um dinossauro? Porque a Undyne é um peixe? Porque Frisk matou aquele cavalo?
  -Ah, ela matou mais um, não é? -Undyne disse, com uma voz trêmula. -Ela vai pagar por isso!
  -U-undyne... Você...
  -Não se preocupe, Alphys. Eu vou voltar viva! -Disse ela, com um largo sorriso.
Undyne saiu pela porta, vi Alphys deixar escapar uma lágrima. Tudo foi ficando claro...

Acordei.

Levantei a cabeça do colchão e vi que todos já estavam acordados.
 -Ah, finalmente acordou, preguiçoso! -Undyne disse, brava como sempre.
 -Dá uma folga prósseo amigo, Undyne. -Respondi. Ela quase me bateu.
Me sentei no travesseiro. Cara, minha mente tá tão confusa. Não sei se me preocupo mais com a Frisk ou com esses sonhos que tô tendo ultimamente. Falando em Frisk, espero que ela esteja bem...
Finalmente me levantei e fui pra cozinha. Papyrus estava lá, parecia estar fazendo o café da manhã.
 -OH! BOM DIA SEU LAZYBONES!
 -sup, Pap.
 -EI, O CAFÉ DA MANHÃ JÁ ESÁ QUASE PRONTO!
 -Ok, vou esperar aqui.
Eu e Papyrus ficamos conversando sobre uns assuntos aleatórios até que ele resolveu tocar naquele assunto.
 -EI SANS... PORQUE VOCÊ ACHA QUE ASRIEL AGIU DAQUELE JEITO ONTEM?
 -Não sei, paps. Gostaria de saber.
Ficou um silêncio constrangedor na cozinha depois disso. Papyrus me serviu um copo de café e umas torradinhas.
 -COMA LOGO, QUE NÓS VAMOS PRA CASA DAQUI A POUCO.
 -Você manda, Paps.

*POV Frisk*

Já era de manhã. Desci as escadas e me deparei com um Asriel sorrindo pra mim.
 -Bom dia, Frisk.
 -Bom dia, Asi!
Nem acredito que fiz as pazes com o Asriel, só de lembrar o que aconteceu ontem...

*Flashback ON*

Nós fomos pra casa. Ele praticamente me ignorou o caminho todo. Que raiva! Ele simplesmente vai lá, me busca com toda a raiva, me faz passar vergonha e não fala sequer uma palavra comigo? Já cansei dos seus dramas, Asriel.
Chegamos em casa, graças a Deus a mamãe e o papai ainda não tinham chegado. Assim que entrei Chara já me olhou com aquele sorrisinho malicioso.
 -Oh, olá, querida irmã. -Disse ela, irônica como sempre.
 -Nem começa, Chara. -Eu disse. -Já tive demais por hoje.
 -Oh, calma, calma. Só ia dizer o quanto eu estou orgulhosa de você.
O fato de Chara dizer que está orgulhosa de mim faz eu me sentir a pior pessoa do mundo.
 -Agora não, Chara. -Asriel disse. Chara fez uma cara brava, mas pelo menos calou a boca.
 -Frisk, porque... você fez isso? -Ele me perguntou, olhando pro chão.
 -E-eu só queria me divertir. -Eu disse, com uma voz inocente.
 -Por quê você não me avisou?
 -Porque eu sei que você não deixaria! Você tem ciúmes do Sans!
 -Eu só não quero que aquele albino folgado fique dando em cima de você.
 -Ele não deu em cima de mim! Somos apenas amigos.
 -Sério? Porque quando eu cheguei naquela festa vocês estavam quase se beijando.
Fiquei um pouco constrangida.
 -E-era só um desafio...
 -Não importa.
Ficamos em silêncio por um momento.
 -D-desculpa... -Eu disse. Queria acabar com essa briga logo de uma vez.
Ele me olhou, com os olhos brilhando.
 -Tudo bem. Me desculpa também.
Nos abraçamos. Chara fez sinal que ia vomitar, ignorei. É bom ter o Asriel comigo de novo.

*Flashback OFF*


Notas Finais


gente pelo amor de deus me falem se a fic estiver ficando confusa ok?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...