História I need your protection! - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Karlie Kloss, Manuel Neuer
Personagens Karlie Kloss, Manuel Neuer, Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Casal Dez Barra Dez, Cher, Hot, Karlie Kloss, Manuel Neuer, Namoro, Neuer, Ódio, Toni Garrn
Exibições 12
Palavras 623
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


EU TO PISTOLA
quero criar um cronograma, mas n consigo pq as ideia vem do além
???????????

Boa leitura!

Capítulo 23 - Talvez.


P.O.V. Karlie G. Swon or Karlie Elizabeth


Acho que nem o lixo merece ser comparado com o que estou me sentindo. A gente aposta todas as nossas fichas em um cara, aí ele vai e te dá um par de chifres.

Chorei, chorei muito.

Eu já devia estar acostumada com essas coisas; nem é a primeira vez que isso acontece. E com certeza não será a última.

Manuel, gostar de você só pode ter sido castigo divino.

Eu não fui 'pra casa ainda.

Com que cara vou chegar para meus e dizer que vi meu namorado sendo sugado por uma garota qualquer?

Não, eu não posso.

Sentei no meio fio, bem em frente a boate.

É, La Isla Bonita acabando com a vida que eu nem tenho direito.

Minha roupa manchada pelas lágrimas; meus tênis sujos de lama; minha tragetória de vida passando diante de meus olhos.

Talvez, eu mereci o que presenciei.

Talvez, eu não dei o melhor de mim.

Talvez, eu não fui suficiente.

Talvez, eu não devia ter me apaixonado.

É, sem dúvidas a culpa de tudo isso é minha.

- Mano, 'tô vazando.

Ouvi a voz do Peter e virei o rosto minimamente para olhá-lo.

Ele está deixando a boate, provavelmente acabou seu expediente.

Ele olhou 'pra mim, e cuspiu no chão. Ríspido que só ele, sumiu por entre uma faixa de pedrestres e o sinal. 

- Ei 'mina, o que 'tá fazendo aí?

Um garoto alto e pálido trajando um uniforme de segurança sentou ao meu lado e perguntou.

- Sei lá.

Respondi sem muita importância.

- Meu nome é Kyle, 'tá afim?

Ele diz, me entregando um cigarro aceso. Peguei o tabaco e dei um bom trago.

- Sou Karlie.

- Então, Karlie... o que faz aqui? 

Ele pergunta novamente, acendendo um cigarro para si com um isqueiro transparente.

- Acabei de pegar meu namorado sendo chupado por uma piranha.

Digo simples, senti uma leve dor no peito; vamos dar mais uns tragos que pode ser o câncer vindo.

- Seu namorado é o Peter?

- Sim, como sabe?

- Tava 'tendo uns comentários sobre isso lá dentro.

- Ótimo, agora todos sabem que sou corna.

- Só a maioria.

Ele diz tranquilo; deu um último trago no cigarro e arremessou o talo do outro lado da avenida.

- Quer ir 'pra casa? Eu posso te levar, se quiser, é claro.

- Kyle, obrigada de verdade, mas eu me viro.

Digo e levanto ligeiro; terminei o fumo e descartei o que sobrou. Kyle levantou também, e ficou meio envergonhado.

- 'Tá tudo bem, Karlie. Hoje com certeza não foi um dos seus melhores dias... te entendo, 'tá tudo bem.

Ele diz olhando para os lados. Antes de ir embora, dei-lhe um abraço e agradeci mais uma vez.

Acabei de terminar um namoro; quero ficar sozinha, por hora.

Fui para o ponto de ônibus e esperei o mesmo; chegou, embarquei, cabum.



#


Cheguei em casa e ao abrir a porta me bateu uma puta vontade de sumir; até porque minha família maravilhosa está reunida na frente da televisão assistindo "Como eu era antes de Você".

Tentei passar por eles sem ser notada, e claro, não consegui.

- Filha, onde esteve?

Fui surpreendida por minha mãe que voltava da cozinha com um balde de pipoca em mãos.

- Ah, eu fui ver o Manu.

De repente subiu um ódio; Karlie, controla.

- Que ótimo! E como ele está?

PO**A MÃE!!!

- Ele 'tá bem. Eu vou 'pro quarto que eu preciso dormir um pouco, 'tô cansada.

Falo, já dando alguns passos para sair dali.

- Bons sonhos, filha!

Ela gritou, mas não lhe respondi. Corri até meu quarto e me tranquei dentro do mesmo. Me despi e me lancei na cama.

Bom, a única coisa que posso fazer agora é dormir, amanhã no caso hoje só que mais tarde, tenho trabalho.

Pelada mesmo.

Fecho meus olhos e já estava indo 'pro inferno de Dante quando meu maldito celular apitou alertando novas mensagens.

' Deve ser apenas a operadora pedindo recarga, besteira. '

Ignorei e voltei a tentar dormir.


Notas Finais


o próximo capítulo vai sair mais rápido q trava-língua

qualquer erro, n revisei
são 04:19 fucking horas da madrugada e eu sou cega
mas corrigirei todos que houverem assim q der

obg pelo comentário 💗
é bom saber o que estão achando da fanfic. Ops, lixofic

2017 E CARROS 3, SÓ VEM

até amanhã ou depois


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...