História I never stopped loving you - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh
Tags Haleb, Pretty Little Liars, Spencer Hastings, Spoby, Toby Cavanaugh
Exibições 107
Palavras 1.323
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais ummm, esse tá pequeno mais eu vou postar outro até de noite então boa leituraaa! Obrigada as leitoras novas e as antigas, amo vocês <3

Capítulo 10 - Despair


Fanfic / Fanfiction I never stopped loving you - Capítulo 10 - Despair

POV SPENCER

Acordei com a minha cabeça explodindo, meus olhos doíam com a luz que entrava pela janela e havia um corpo embaixo de mim, um corpo suado por sinal . Foi quando flashes de ontem a noite vieram a minha cabeça, meu ciúmes da loira da boate, eu bebendo todas, Toby me trazendo pra casa.. OH MEU DEUS! Será que nós transamos? Não, Toby nunca faria isso e eu lembro dele me dizendo que não faria nada que eu não quisesse, mas o engraçado é que eu queria, sentir ele dentro de mim se movimentando.. Só de pensar me da arrepios!

Estou em cima dele agarrada no seu abdômen perfeito e ele está me segurando pela cintura com os dois braços, nem se eu quisesse eu conseguiria sair daqui.
Estava eu pensando em como ele dormia agarrado a mim antigamente quando ouço resmungos embaixo de mim, Toby, ele parecia transtornado e seus gemidos ficavam cada vez mais altos. Em um desses resmungos ele soltou um "Por favor Spence, não me deixe, não volte para New York" que fez o meu coração derreter, ele estava sonhando comigo e implorava para eu não o abandonar. Ele subiu um de seus braços até minhas costas e me apertou mais contra si com medo de que eu saísse dali.

-Shhh, Toby, eu estou aqui meu amor- eu falei tirando um de meus braços de sua cintura e fazendo carinho nos seus cabelos.

-Han? Spencer?- ele acordou apavorado- Oh meu Deus, por favor não vai embora agora, eu tive um sonho horrível com você- ele disse se agarrando a mim e se sentando na cama levando-me junto no seu colo.

-Hey, calma, eu não vou a lugar nenhum- disse e lhe dei um beijo na bochecha

Ele olhou para o lado da cama, onde tinha uma escrivaninha e um relógio e depois voltou sua atenção para mim

-Senhor, Toby que horas são?- falei me apavorando

-São 10 horas- ele disse se soltando de mim e se espreguiçando

-As meninas devem estar com o FBI atrás de mim, eu prometi a Han que hoje iríamos com a Isa comprar roupas para o aniversário- eu disse me levantando apressada

-Eu mandei uma mensagem para a Em dizendo que você está comigo, ela deve ter avisado as outras- ele falou e eu suspirei

-Bom, eu preciso ir mesmo assim, nem passei muito tempo com a Isa desde que cheguei em Rosewood

-Olha, eu tenho umas coisas pra resolver na delegacia agora, mas depois do almoço eu to livre e posso ficar o dia inteiro de folga, que tal eu pegar você e a Isa para almoçar?- ele disse se levantando da cama, meu deus, o tempo passa e ele fica cada vez mais gostoso

-Ótimo, ela vai adorar- falei dando um sorriso

-Bom, vou deixar você se arrumando aqui no quarto e vou lá embaixo ver se sua roupa já secou- ele disse saindo do quarto

 

Fui até o banheiro e fiz minha higiene matinal, por sorte eu tinha maquiagem na minha bolsa então me arrumei e esperei Toby subir com a roupa.

-Má notícia, sua roupa não secou- ele falou entrando no quarto

-Como eu vou ir?

-Não sei, você pode ir com essas ai, depois eu te entrego as suas, não vai sair do carro mesmo- falou ele

-É o jeito- disse e peguei meus sapatos, ele colocou a camisa e nós fomos tomar café

-O que quer comer?- ele perguntou.

-Não estou com fome, mas aceito um café bem forte- eu disse e ele riu

-Você e essa sua mania por cafeína-  falou ele preparando o café

-Não me xingue porque você também adora- falei também rindo- Olha, sobre ontem, eu queria me desculpar, eu não deveria ter bebido e..

-Spen, esquece.- ele disse me interrompendo- Essas coisas acontecem, as vezes precisamos esquecer das coisas e beber, mesmo eu não sabendo o porque de tu ter tomado tudo aquilo, ainda vamos falar sobre isso, você sabe que eu sempre vou estar aqui quando precisar, mas deu de bebida pra ti por no mínimo 6 meses.- ele disse rindo e isso me fez pensar, será que eu estarei aqui daqui a 6 meses? O combinado era eu passar 2 semanas.

-No que tanto pensa?- ele perguntou me tirando dos meus pensamentos

-Não é nada, vamos?- perguntei, não queria falar sobre isso agora

-Vamos!- ele falou pegando as chaves do carro.

 

Cheguei na Han e Em e Ali corriam atrás de Isa pelo jardim.

-Didiiiii- ela falou e saiu correndo pra me abraçar

-Minha bebita (é o apelido que dei pra ela), como foi essa semana?- disse enchendo ela de beijinhos

-Foi bom dinda, eu e a bobó blincamos muito- ela disse dando risadas enquanto em fazia cosquinhas nela- Vuxe tá com cheilo do dido Toby

-E isso é bom?- perguntei a ela

-Vuxe acha bom?- ela me mandou outra pergunta, meu deus, essa menina ainda me mata.

-Aé, com cheiro do Toby, Spencer?- Han falou rindo e dando piscadinhas pra mim

-Cala a boca- falei pra Han dando risadas- To com o cheiro do dindo porque essa camisa é dele, meu amor, a minha sujou e ele me emprestou uma- falei para Isa

-Aata, e onde ele ta?- ela disse olhando para os lados procurando pelo dindo

-Ele tinha que fazer coisas no trabalho, Bebita- eu falei e ela se entristeceu

-Eu nem vejo mais o dido Toby, ele só quelia saber daquela nujenta da Yvonne- ela disse cruzando os braços e fazendo cara de brava

Todos riram dela e eu falei:

-Não se preocupa, enquanto eu estiver perto ela nunca mais vai aparecer- eu falei e ela me abraçou- Sabe onde vamos hoje?- perguntei e ela balançou a cabeça- O Dindo vai nos levar no parque de diversões!

-EBAAAAAAAAAAA, te amo didi!- ela disse e foi correndo buscar suas bonecas lá dentro para brincar comigo

-Isabela tem uma energia que meu deus.- eu disse para as meninas e elas só soltaram um "nós te avisamos".

-Espera só pra ver amanhã no aniversário dela- disse Aria vindo me dar um abraço.

Fiquei pensando, amanhã já é o aniversário, isso quer dizer que meus dias em Rosewood estão contados, eu não queria ir embora e ficar longe de todos novamente.

 

O tempo passou e a hora do almoço já estava próxima, os homens (menos Toby que ainda não havia chegado) estavam lá fora tomando cerveja e eu, as meninas e a Isa estávamos lá dentro preparando o almoço, mandei uma mensagem pra Toby falando pra nós almoçarmos aqui e depois irmos no parque com a Isa. Estávamos nós falando sobre roupas e sapatos quando Aria cambaleou para trás e caiu nos meus braços,  desmaiada, Han me ajudou a pegar ela e gritamos para os meninos, pegaram ela no colo e nos dividimos em dois carros para ir ao hospital já que ela não acordava.

Chegamos no hospital e fomos direto para a emergência.

-Com licença, a minha esposa, ela desmaiou do nada e não acordou mais- disse Ezra desesperado enquanto Caleb o amparava e eu e as meninas chorávamos.

"Chamando doutor Miguel na emergência"

A voz da recepcionista soou nos alto falantes do hospital, e logo uma figura que eu já conhecia da época que eu morava aqui apareceu.

-Spencer?- disse Miguel

-Miguel, a minha amiga, eu não sei o que aconteceu-falei chorando

-Calma, tragam uma maca por favor- ele pediu e dois enfermeiros trouxeram uma maca. Eles a pegaram dos braços de Ezra e Caleb e a colocaram deitada.

-Eu quero ir junto- falamos eu, Han e Ezra ao mesmo tempo.

-Infelizmente vocês não podem mas eu prometo te manter informada, Spencer- ele disse e eu o acompanhei enquanto ele sumia pelos corredores.

-Vem amiga, vamos sentar ali- disse Em praticamente me arrastando para uma cadeira 

-Eu estou com medo- disse Ezra soluçando

-Calma, vai ficar tudo bem!- eu disse tentando lhe confortar mas nem eu sabia como.

 


Notas Finais


Comentem, favoritem.. E até mais tarde com mais um!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...