História I never stopped loving you - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh
Tags Haleb, Pretty Little Liars, Spencer Hastings, Spoby, Toby Cavanaugh
Exibições 108
Palavras 1.531
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


EU SEI, me desculpem por demorar tanto, mas minha cabeça estava travada e confusa com várias coisas acontecendo e o final de PLL chegando. Masss, hoje acordei animada e resolvi postar, o próximo sai logo em! Boa leitura <3

Capítulo 8 - Tudo culpa do ciúmes


Fanfic / Fanfiction I never stopped loving you - Capítulo 8 - Tudo culpa do ciúmes

A semana passou voando, já estou aqui arrumando minhas malas pra voltar para Rosewood,  depois que Yvonne foi embora as coisas ficaram mais tranquilas e eu e o Toby estamos nos dando super bem, como amigos é claro.. Aconteceu uma coisa muito engraçada ontem a noite em mais uma das nossas fogueiras, Caleb convidou uns amigos dele que tem uma banda para se juntar a nós e tocar umas músicas e um desses amigos se chamava Ian, bem gatinho por sinal, e ele ficou o tempo todo insinuando que queria me conhecer melhor e tal. O problema foi o Toby, que não queria me deixar sozinha perto de Ian e ficou super pirado quando dei meu número a ele, e parece que a "crise de ciúmes" foi séria pois já são 10hr da manhã e ele não falou mais comigo, depois da cena do telefone ele subiu pra ir dormir e não apareceu até agora. Termino de arrumar as malas e desço as escadas encontrando o pessoal e ele, dei bom dia a todos e ele nem respondeu, ÓTIMO, ele tá me ignorando! 


   A tarde passou comigo dormindo e o pessoal descansando para a noite viajar de volta, estava eu deitada vendo umas fotos no meu celular quando escuto batidas na porta, penso que é Toby parando com o ciuminho bobo dele e falo um "entra".

-Spen? Oi amiga, achei que ia passar o dia inteiro ai- disse Han entrando e fechando a porta

É, parece que ele não vai parar tão cedo!

-Que nada! To acordadíssima e pronta pra voltar pra casa- falei fazendo uma careta

-Parece que as coisas não estão muito legais, Toby ainda tá te ignorando?- ela disse dando gargalhadas 

-Sim, e não to achando legal, que idiota ficar fazendo isso

-Ok, eu não vim aqui falar dele, nós vamos em um pub aqui perto antes de voltar, só vim mandar você se arrumar bem linda pra arrumar um carinha lá- ela disse me fazendo rir

-Que legal, nem pergunta se eu quero ir- falo fazendo ela rir e revirar os olhos- Tá bom, desço o quanto antes 

Han saiu dando pulinhos e falando que também ia se arrumar, resolvi tomar um banho e tirar aquele idiota do Tobias da cabeça.

 

Depois do banho decidi por um vestido preto colado no corpo, preto combina com tudo, um sapato alto também preto e resolvi deixar meu cabelo solto já que agora ele estava grandinho, fiz uma make, passei um batom vermelho maravilhoso e desci.

-Uau, você está linda amiga- disse Em dando uma voltinha em mim 

-Se eu fosse homem eu pegava- Han falou fazendo graça como sempre e todos riram, Toby não, é claro, ele ficou sentado no sofá só me olhando, mas eu não pude deixar de reparar no quanto ele estava lindo.

-Então vamos galerinha, ainda temos que viajar depois- disse Caleb empurrando todo mundo para fora.

 

A festa estava lotada e eu estava aproveitando muito, claro, to tendo que beber vários drinks coloridos pra aturar o Toby dançando e beijando uma loira nojenta, eu já estava quase indo lá enforcar ela mas eu sabia que não tinha esse direito, ele era apenas meu amigo. Resolvi chamar as meninas e fui dançar no meio da pista, eu dançava sensualmente e vários homens me olhavam e assobiavam, eu estava adorando tudo aquilo. As meninas me olhavam apavoradas.

-Spencer você está bêbada?- perguntou Ali

-Claro que não, estou muito sóbria, se quer saber- eu respondi não parando de dançar 

-Ah é? Tão sóbria que se eu perguntar o nome do seu primeiro bichinho de estimação você não vai saber- falou Em

-É claro que eu sei, era Hector

-Spencer, você nunca teve um bichinho de estimação- falou Han e eu ri, era verdade

-Quer saber, dane-se, eu vou beber mais- eu falei indo em direção ao bar e ouvi ao fundo a voz de Aria falando CHAME O TOBY. 

Peguei mais um drink de vodka com morango e voltei a dançar com uns caras lá no meio quando vejo braços me puxando e me colocando no colo.

-Ei! Me solta seu brutamonte 

-Não vou deixar você fazer coisas que vá se arrepender amanhã- Disse Toby me colocando nas suas costas e me levando para fora da boate 

-Eu não estou nem ai pra o que você pensa e quero que me solte agora, eu estava me divertindo!- falei brava

-Se divertindo? Você estava praticamente se entregando em uma bandeja para aqueles caras- ele falou me colocando no chão e olhando nos meus olhos, mas ainda me segurando pelos braços

-Eu estava muito bem com eles, porque não volta pra sua peguete loirinha?- falei me referindo a vagabunda que ele estava beijando lá dentro.

-O que você tem contra minha peguete loira? Duas de suas melhores amigas são loiras. Está com ciúmes Hastings?- ele disse levantando uma de suas sobrancelhas 

-Sim, estou, porque você é MEU amigo e está me ignorando o dia inteiro, pelo menos eu assumo as coisas e não fico de idiotice- eu falei e ele me soltou

-Pelo menos eu não estava com um monte de mulheres fazendo um papelzinho ridículo- ele disse falando um pouco mais alto

-Melhor ainda, porque perde seu tempo comigo e meu papelzinho ridículo? Senta lá do ladinho dela e finge que não me conhece, eu não sou mais uma garotinha sei me virar

-Acontece que eu me importo com você, é minha melhor amiga além de tudo e eu te amo,  por isso estou impedindo que você faça mais burradas- ele falou olhando no fundo dos meus olhos

-Me esquece, Cavanaugh- eu falei me virando de costas pra ele

-Sem chance, se em anos eu não consegui não vai ser agora que vai rolar- ele falou me puxando pelos braços de novo

-Eu só quero ir pra casa..

POV TOBY

-Tudo bem, eu vou levar você- eu disse e fiz ela se apoiar em mim

Ai eu me lembrei, estamos com o pessoal e com certeza eles ainda estão lá se divertindo, não quero estragar a noite deles então mandei uma mensagem para Caleb avisando que eu ia de taxi, a casa onde estávamos hospedados não é assim tão longe de Rosewood, eram apenas umas horinhas e eu aguentava ir de taxi, acho que era até melhor não ter tanta gente em volta da Spencer com ela nesse estado. 

 

Foram longas 3 horas de viagem até Rosewood, com uma Spencer apagada nos meus braços e toda hora acordando para reclamar de alguma coisa, agora ela dizia que tinha luz nos seus olhos.

-Nós já estamos chegando baby, acorda- eu falei levantando seu pequeno rosto

Ela olhou pela janela por alguns minutos e enfim se virou pra mim.

-Acho que esse não é o caminho da casa da Han- ela falou

-Não, é o da minha, acha mesmo que eu vou te deixar sozinha naquela casa nesse estado?- eu perguntei incrédulo por ela pensar que eu sou tão insensível 

-Não sei, talvez você quisesse ir dormir com alguma das duas peguetes, e eu não ficaria sozinha, a Sra. Marin e a Isa estão lá, você não precisa cuidar de mim

-Acontece que eu gosto de cuidar de você, eu nunca te deixaria sozinha, ainda mais nesse estado, e não queremos dar trabalho a coitada da Ashley- eu falei dando uma risadinha no final

-Quero que me deixe em casa- ela disse entredentes

-Eu vou deixar, na minha casa- eu disse pegando meu telefone para avisar ao pessoal que já chegamos e esperando que ela entendesse que eu não iria mais discutir isso

-Você é um idiota- falou me dando um tapa no braço 

-É, eu costumo ouvir isso- disse sinalizando para o taxista qual era minha casa 

-Você mudou de casa- ela disse

-Sim, tem pouco tempo- falei enquanto esperava o porteiro abrir o portão do condomínio 

-Legal

Vem!- eu falei abrindo a porta ao lado dela 

-Estou enjoada- ela disse me olhando

-Me surpreenderia se não tivesse- disse e fiz ela se apoiar em mim de novo

-Não acho uma boa ideia irmos de elevador- ela falou apertando os olhos

-De escada vai ser pior Spencer

-Eu estou enjoada- ela repetiu

-Calma, vamos dar um jeito ok?- disse, e então passei meus braços por trás de suas pernas a pegando no colo

-Não precisa disso- disse ela

-Shhh.- caminhei até o elevador e senti ela deitar a cabeça no meu ombro

-Obrigada.- ela disse e se o ambiente não estivesse completamente silencioso eu não teria ouvido

-Por que fez isso? Olha como você está agora.- eu perguntei baixo 

-Desculpa.- ela sussurrou 

-Não é a mim que tem que pedir desculpas, quem está mal aqui é você- eu disse

-Mas está me ajudando!

-Eu faria isso de qualquer forma, sabe disso.- eu falei e o elevador parou

-Chegamos?

-Sim, vou colocar você no chão para eu abrir a porta ok?- eu disse e ela assentiu

-407- ela leu o número do meu apartamento enquanto eu pegava as chaves 

- O quê?- perguntei não entendendo 

-Estou gravando o número do seu apartamento caso eu fique bêbada de novo- ela disse rindo

-Se depender de mim você não bebe mais nada! 


Notas Finais


Aí estaa, me desculpem os erros, comentem favoritem e críticas construtivas são sempre bem vindas! O póximo sai logo logo então não deixem de acompanhar <3 XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...