História I only know love you. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucas "T3ddy" Olioti
Personagens Lucas Olioti
Tags Youtube
Exibições 85
Palavras 744
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Mais uma festa.


Fanfic / Fanfiction I only know love you. - Capítulo 2 - Mais uma festa.

Era sexta feira por volta de 22h, Clarinha tinha me chamado para ir para uma festa, mas dessa vez recusei e me arrependi, o tédio em casa estava reinando. Tava olhando minhas redes sociais quando chegou uma mensagem do Lucas.

Lucas, às 22:07 : Oque anda fazendo nessa noite tediosa de sexta?

Manu, às 22:08 : Exatamente oque diz a noite, estou ficando mais entediada que o normal.

Eu e Lucas trocamos mensagens desde o dia da festa na casa dos YouTubers, ele era muito engraçado, era praticamente uma criança grande.

Lucas, às 22:10 : Nenhuma loucura de Clarinha essa noite?

Manu, às 22:10 : Essa noite fui capaz de recusar, mas estou começando a me arrepender.

Eu resolvi assistir uma série até pegar no sono porque pra melhora a vida, tinha aula na faculdade em pleno sábado.

Já era 13h da tarde e Clarinha resolveu que tínhamos que ir ao shopping e que a noite iriamos a uma festa no qual seguinte ela, eu não poderia recusar de jeito nenhum.

– Porque eu tenho tanto que ir nessas festas? Sempre fico sozinha. - Eu reclamava enquanto esperava Clara que estava experimentando um vestido.

– Porque você é minha amiga e dessa vez não vou te deixar sozinha. Você precisa sair de casa um pouco, está quase fazendo parte dos móveis. - Ela dizia e eu só revirava os olhos.

Quando estávamos saindo de uma loja esbarrei com Lucas e dois amigos dele, Christian e Mauro, que por acaso eu descobri depois de assistir um vídeo em que Lucas estava.

– Olha quem saiu de casa. - Lucas me envolveu em um abraço e me deu um beijo na testa.

– Fazer oque né, fui arrastada, basicamente.

– Poderíamos ficar conversando mais, mas eu tenho que comprar roupas pra festa, então tchau. Vem Manu. - Clara foi me puxando e só tive chance de acenar para Lucas.

– Você é um amor de pessoa, Clara. - Eu disse enquanto ela olhava uma vitrine de uma loja.

– Roupas em primeiro lugar.

Já era hora da tal festa, eu queria saber como Clara arruma tantas festas para ir. Eu tinha acabado de sair do banho, me vesti com um vestido florido preto, meia calça, uma jaqueta de couro, uma bota coturno preta e fiz uma maquiagem marcada com  um batom bem vermelho. Clara estava com uma calça jeans de cintura alta com lavagem escura, um cropped básico branco, tênis da adidas e com uma maquiagem bem leve. Clara tinha cabelos loiros, os olhos azuis, era super bonita.

Fomos para festa, mas dessa vez de táxi, era em uma boate, Clara disse que era uma festa fechada, mas tinha tanta gente que quase não parecia ser uma. Logo nós duas fomos pro bar e como Clara disse que dessa vez não iria me deixar sozinha resolvi beber junto com ela e com seus amigos, ela me apresentou a eles e logo começamos a beber.

Eu já tinha tomado algumas doses de tequila, vodka, cerveja, eu já estava talvez um pouco alterada. Puxei Clara pra pista de dança e lá ficamos dançando que nem loucas. Logo esbarrei com Lucas que ficou rindo da minha situação.

– Olha ele, Lucaaaaaaas, me abraça.

– Parece que alguém bebeu um pouco né?

– Eu nem bebi. - Oque claramente era mentira, eu estava rindo atoa e toda hora tropeçava no nada.

– Vem, vou te levar pra casa, acho que já deu por hoje.

– Casa não, eu não sou mais um móvel, EU ESTOU LIVREEEEEEE. - As pessoas olhavam aquela cena vergonhosa e Lucas só ficava rindo.

Até que uma hora ele me convenceu e deixei ele me levar em casa.

– Sabe, eu to com fome. Com muita fome. - Comentei enquanto olhava pela janela do carro. - Talvez eu também esteja enjoada.

– Olha, não vomita no meu carro. - Lucas disse e ficou rindo da minha situação e da minha cara de lezada olhando para o nada.

Chegamos no apartamento e acabei tropeçando em todos os móveis da casa, só via Lucas segurando o riso.

– Olha só, você não ri de mim, não tem esse direito. - Eu estava falava tudo embolado, oque era motivo para ele não conseguir segurar a risada.

– Então, acho melhor eu ir, você consegue ficar bem?

– NÃO. - Eu dei um grito e ele ficou com uma cara de assutado e eu comecei a rir. - Fica aqui.


Notas Finais


Achei que o capítulo não ficou tão bom, acabei fazendo rápido demais, mas bem, está aí. 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...