História I only know love you. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucas "T3ddy" Olioti
Personagens Lucas Olioti
Tags Youtube
Exibições 74
Palavras 928
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Cinema.


Fanfic / Fanfiction I only know love you. - Capítulo 3 - Cinema.

Acordei em minha cama com a mesma roupa da festa minha cabeça só faltava explodir, eu realmente havia exagerado na bebida. Fui descendo as escadas e me deparo com Lucas dormindo no sofá agarrado com uma das almofadas. Fui na cozinha e sentei no chão na frente do armário e procurava um remédio pra dor de cabeça.

– Ai que susto, Lucas. - Quando levantei, ele estava parado atrás de mim e morrendo de rir com meu susto. - Quer me matar?

– Tá devendo, é?

– Engraçadinho. Caso queira comer fica a vontade, só não espera que eu faça algo pra você depois desse susto.

– Ah nossa, obrigada, bela recepção a mim essa.

– Eu sei, eu sei. - Fui pra sala rindo.

Vi que ele mexia nos armários procurando algo pra comer e acabou vindo para sala com um pacote de biscoito na mão.

– Vai fazer oque hoje?

– Vou tentar não morrer de dor de cabeça.

– Que dramática. Ia te perguntar se você quer ir no cinema mais tarde. - Ele passava a mão no cabelo numa tentativa de disfarçar a vergonha.

– Vou olhar na minha agenda.

– Ah, muito obrigada, engraçadinha.

– Tenho um tempinho livre pra você.

– Então ok. - Ele se levantou, deu um beijo na minha testa. - Tenho que ir, tenho que gravar um vídeo pra postar mais tarde. Te busco as 20h e obrigado pelo biscoito.

Eu não disse nada só ri. Lucas era muito bobo, fazia tão pouco tempo que eu conhecia ele e mesmo assim já considerava ele como um amigão.

– Como assim Lucas Olioti acabou de passar por mim nesse corredor?! Vocês transaram Manuella? Me conte tudo. - Clarinha saiu entrando sem nem bater e se jogando encima de mim.

– Que? Claro que não ta doida? Ele só me trouxe em casa depois da festa, tava tarde e ele dormiu no sofá.

– Que pena, deveria ter pego pra desencalhar

– Ai Clara, sai daqui. - Empurrei ela que caiu no chão e começou a rir.

– Mas então, vamos dar uma volta no shopping? Queria comprar umas roupas.

– Clarinha, compramos roupa ontem. Tá achando que to plantando dinheiro?

– Ah nossa, oque que tem?

E fomos de novo as compras, qualquer dia desses eu ia a falência. Eu tava um pouco pensativa sobre oque a Clara tinha falado sobre "pegar" o Lucas, ele não tinha demonstrado nada que me desse uma brecha e mesmo assim nós tínhamos uma amizade bem legal, seria chato se acabasse se estragando. Estava com os pensamentos distantes sentada dentro do provador de uma loja enquanto Clara trocava de roupa milhões de vezes.

Fui para casa, tomei um banho, fiz um coque bagunçado, coloquei um short de lavagem clara, uma regata soltinha rosa, uma rasteirinha e fiz uma maquiagem bem básica. Já era 20h e Lucas já estava na frente do meu prédio.

– Bem pontual, gostei. - Eu disse entrando no carro e colocando cinto.

– Não se acostuma não.

– Que horror, Lucas.

Chegamos no cinema, compramos pipoca, refrigerante, besteiras que quase não conseguíamos carregar, no meio do caminho algumas fãs pararam para tirar foto com o Lucas e ficaram me olhando torto. Entramos na sala de cinema e já estava alguns minutos do começo do filme.

– Bem pontual senhor Lucas. - Disse rindo e dando uma cotovelada de leva na sua barriga.

– Falei pra não se acostumar.

Lucas ria o filme inteiro e risada dele era gostosa de se escutar, eu tava perdendo o foco, estava prestando mais atenção nele do que no filme, fiquei pensando no que Clara tinha falado sobre "pegar" o Lucas, mas eu tinha medo de estragar a amizade.

Sinceramente não vi metade do filme, boa parte estava mais foca em prestar atenção no Lucas. Estávamos comendo no outback e eu o zoava pelo tanto que ele estava comendo. Logo depois ele me levou para casa.

– Gostei da noite. Foi bem divertido, devíamos repetir de novo. - Ele havia estacionado o carro enfrente ao meu prédio.

– Claro Lucas, mas só se você pagar.

– Você não é nada legal, Manuella. - Eu ria com as caras que Lucas fazia para mim.

– Então, vou indo, amanhã tenho aula na faculdade preciso dormir.

– Antes, deixa eu fazer uma coisa.

Antes mesmo de eu perguntar oque ou ter alguma reação Lucas selava nosso lábios, ele puxou meu corpo e agarrou meu rosto intensificando aquele beijo, ele explorava minha boca com vontade e eu suspirava sentindo o gosto de seu beijo. Me senti mais leve e as borboletas se manifestarem em meu estômago, minhas pernas tremiam, senti os dentes de Lucas puxando meus lábios e finalizando aquele beijo. Oque que está acontecendo, meu Deus?

– Então... - Eu provavelmente já estava mais que vermelha naquele momento. - Vou subindo, boa noite.

– Boa noite, Manu. - Ele estava com aquele sorriso lindo no rosto.

"Manuella, você não ouse ficar apaixonada, foi só um beijo, só um beijo" eu ficava repetindo aquilo milhões de vezes, mas quem eu to querendo enganar.


Notas Finais


Espero que gostem. 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...