História I Overdosed - Jikook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Monsta X, Taeyang, UNIQ
Personagens Cho Seung Yeon, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Joo Heon, Jungkook, Ki Hyun, Rap Monster, Suga, Taeyang, V
Tags Jikook, Namjin, Vhope
Visualizações 27
Palavras 2.847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


entoooon
não quero deixar muitos recados aqui, então apenas digo que vai ser uma fanfic curta, apenas o Bangtan será protagonista (Jikook especialmente).
Os outros membros de outros grupos aparecerão de vez em quando.

Capítulo 1 - I


Fanfic / Fanfiction I Overdosed - Jikook - Capítulo 1 - I

- Se continuar encarando eles com essa cara de bunda, ele vai saber que ainda não superou... - Olhei para Jin que tinha um olhar de pena sobre mim.

- Mas, mas eu não superei mesmo, não me importo que ele saiba. - Tentei segurar as lágrimas e recebi um abraço de Hoseok que afagou meus cabelos durante o aperto.

- Você sabe que ele não teve escolha, eu lamento que tudo tenha tomado esse rumo, mas foi irresponsabilidade de vocês. - Ele suspirou fundo enquanto continuava o carinho em minha cabeça, comecei a soluçar em meio ao choro, sempre que eu o via com aquela garota meu coração se despedaçava em  mais de mil pedaços, eu sentia como se uma parte de mim tivesse ido embora e levado meu coração e minha felicidade junto.

- Eu só queria que as coisas fossem mais fáceis entendem? Que os pais dele tivessem consciência que essa homofóbia idiota está passando dos limites. - Tentei limpar as lágrimas que teimavam em descer cada vez mais, e Hoseok me soltou segurando meu rosto entre suas mãos grandes me fazendo o encarar.

- Você o ama, e sabe que ele também te ama, mas ele não foi contra a vontade dos pais por você, se estão destinados a ficar juntos, saiba que irão independente dos obstáculos, você é lindo Jimin, talvez o melhor seja tentar esquece-lo invés de chorar toda vez que o ver junto a Hyuna, então seque essas lágrimas e fique firme porque ele não tira os olhos um segundo daqui. - Ele aumentou aquele sorriso confortante no rosto enquanto eu começava a secar as lágrimas e logo um ruivo saltitante e animado até demais para uma manhã de segunda-feira chegou o abraçando por trás.

- Desculpem o atraso pessoal, meu despertador resolveu dar uma de vacilão. Oi meu amor! - Deixou um selinho nos lábios de Hoseok e em seguida abraçou Jin, por fim se abaixou em minha frente me ajudando a secar as lágrimas. - Chorando pelo Jeon de novo? - Ele balançou a cabeça suspirando fundo.

- É inevitável Tae, eu não queria, você sabe que não, mas não consigo mais ver ele junto com aquela garota. Eu sinto tanta falta dele! - As lágrimas voltaram a descer e ele me abraçou forte.

- Jiminnie, faz 2 meses, por favor, você tem que esquece-lo, tem que voltar a ser aquele bolinho extrovertido que eu conheço, continuar jogado na cama se entupindo de doces e assistindo doramas não vai fazer o Jungkook voltar, então hoje nós temos uma festa pra ir e eu não aceito nenhuma desculpa esfarrapada. - O sinal tocou e ele se levantou comigo junto, olhei para o outro lado do pátio e lá estava ele me encarando com uma expressão triste, Hyuna que estava com suas duas amigas "confidentes", se despediu das garotas e pegou a mão de Jungkook o arrastando para dentro dos corredores enquanto ele tirava o olhar de mim para dar atenção a namorada.  Parei de encarar a parede quando recebi um tapa na nuca que me fez resmugar e logo fui arrastado para os corredores por um ruivo saltitante que cumprimentava todos, sendo seguido por Hobi e Jin que riam da animação do amigo.

Entrei na sala junto ao trio e o professor de Química já arrumava alguns papéis na mesa, paramos ao lado da porta e Taehyung andou até seu lugar.

- Kim Taehyung! - Ouvimos a voz grossa do professor fazendo todos pararem de falar e desviar o olhar para o homem e as vezes para eu e Jin que ainda estávamos parados como duas estátuas esperando a permissão do mais velho. - Volte agora até onde seus amigos estão, e peça licença. - Taehyung bufou voltando para nosso lado e nós três pedimos licença entrando por completo no local com vários pares de olhos ainda grudados em nós.

Outro ponto que mexia demais comigo, no começo do ano eu ainda namorava o Jeon, por isso sentamos um na frente do outro no primeiro dia de aula e assim permaneceu o mapeamento até hoje, olhei ao redor da sala e todos ainda me encaravam, eles sabiam que eu ainda sentia algo por ele e vise-versa, na época do namoro até inventaram um Shipper "Jikook" para nós e era até bem divertido, ser gay nunca foi um problema nessa escola, até porque ver um hétero por aqui é praticamente raro, todos são amigáveis, mas como nada é perfeito, tem aqueles que se acham até demais e querem pisar nos outros pra se sentirem superiores, Hyuna é uma delas. Eu ainda me encontrava no meio do corredor com todos me encarando, olhei para Jeon que sentava na última carteira e meu lugar de sempre era a sua frente, ele tinha um meio sorriso no rosto, como se esperasse que eu me sentasse logo, lembrei -me do seu sorriso de coelho que a tanto tempo não vejo, ele sempre me buscava em casa e eu era recepcionado com vários beijos babados, por mais que isso pareça nojento, não era, pelo contrário, era uma sensação única. Olhei para trás e o professor escrevia algo relacionado a matéria na lousa, aquela era minha chance, vi uma carteira vazia no outro lado da sala e corri para a mesma vendo o sorriso do meu Ex-namorado se desmanchar, me sentei e afundei na cadeira esperando que o mais velho não me visse, todos soltavam risos com minha ação, pelo menos um lado bom nesse lugar, eu era uma graça para todos.

- Park Jimin, acho que se você quiser mesmo se esconder, terá de mudar a cor de seu cabelo. Achava mesmo que eu não iria lhe ver com essa cabeleira laranja destacando a sala. Impossível não ver você e Taehyung. - Soltei um resmungo olhando para Tae que encarava o professor como se estivesse ofendido. - Já para o seu lugar na frente do Jeon, o mapeamento deve ser seguido e respeitado.

- Mas professor, eu quer...

- Sem mas Park Jimin, ou segue o mapeamento ou se retire da minha aula. - Arregalei os olhos e peguei minha mochila enquanto resmungava palavrões baixos, olhei para Jeon com a maior cara de raiva que conseguia e joguei a mochila em cima da mesa com força fazendo o professor me repreender com o olhar, suspirei e passei a mão pelos cabelos jogando-os para trás e me sentei tentando ignorar certa presença em certa mesa atrás de mim.

J♡J

A terceira aula parecia nunca acabar, em todo esse período, senti os olhos de Jungkook cravados em minhas costas, isso de certa forma me incomodava e me deixava inquieto, me mexi pela milésima vez naquela cadeira dura e bufei cruzando os braços.

- Desse jeito vai formar um furo na cadeira... - Ouvi sua voz debochada e me virei lentamente como se fosse arrancar a cabeça daquele ser a qualquer momento.

- A cadeira é minha, porque se importa? - Joguei meus cabelos pra trás novamente ouvindo um riso fraco seu.

- Tudo que envolva você me importa Chim. - Gelei com o apelido que apenas ele usava, fazia tanto tempo que não o ouvia... "Okay, só dois meses mas pra mim parece séculos"

- Babaca. - foi a única coisa que consegui pronunciar, não poderia arriscar falar algo a mais e acabar gaguejando, Jungkook me conhecia mais do que eu mesmo e iria perceber meu nervosismo.

- Um babaca que você ama. - Arregalei os olhos com a audácia daquele sujeito e estava pronto pra retrucar quando ele voltou a falar. - E um babaca que te ama também.

Aquela foi a primeira vez que ouvi Jeon falar tal palavra depois de nosso término, okay, concordo que não é normal um ex falar que te ama a toda hora, mas nós sempre evitamos contato um com o outro, bem... mais eu do que ele, depois que terminamos ele se afastou de mim e no dia seguinte já namorava Hyuna, depois de algumas semanas ele parecia tentar uma reaproximação, como se tivesse algo importante a me falar mas eu sempre me afastava, e continuamos assim até hoje. Não vou mentir, aquela simples frase mexeu meu interior completamente, eu simplesmente paralisei e fiquei encarando aquele rosto lindo que eu tanto amei e ainda amo, ele se inclinou pra frente e passou a mão sobre minha bochecha a acariciando, era uma mania sua, sempre que estávamos juntos "No caso 24horas por dia, literalmente" não tinha um segundo sequer que ele não fizesse carinho em minhas bochechas, segundo ele, elas me davam um ar inocente e extremamente fofo que o deixava bobo, e que somente ele mesmo sabia que eu tinha um outro lado que ninguém jamais imaginaria, o lado sexy. Eu odiava lembrar-me dele e de todos os momentos que passamos durante os 6 meses, 4 dias, e 12 horas de namoro, não, eu não sou tão louco mas o amor que sentia e que ainda sinto por aquele maldito coelho não tem explicação. No dia 19 de maio do ano de 2017 as 12:07 o motivo da minha felicidade se esvaiu, posso parecer um tanto dramático, mas ninguém imagina a dor que eu sinto por não ter mais aquele poste ambulante me irritando e me enchendo de beijos em seguida.

O sinal bateu e eu saí do meu transe, me levantei as pressas não sentindo mais o calor daquela mão grande em meu rosto, guardei meu material como um furacão na mochila jogando tudo de qualquer jeito e corri até Hoseok que me esperava na porta, agarrei seu braço e praticamente o arrastei para fora da sala com o coração completamente despedaçado, olhei uma última vez pra trás e vi Taehyung ajudando Jungkook a guardar suas coisas.

Taehyung e Jungkook são melhores amigos desde a infância, conheci eles com 8 anos de idade junto a Hoseok que namorava meu irmão Min Yoongi, vou tentar esclarecer melhor.

Com seis anos, conheci Hoseok através do meu irmão Yoongi, eles eram melhores amigos e viviam colados, depois de dois anos, Taehyung e Jungkook entraram na escola e nós nos juntamos a eles virando assim um quarteto, quando eu e Hoseok tínhamos 15 anos, no caso a dois anos atrás, ele começou a namorar meu irmão que é 3 anos mais velho que nós, atualmente Yoongi tem 21 anos, eu e os três restantes temos 17 anos e falta menos de um mês para Hoseok (O mais velho) completar 18. Yoongi e Hoseok terminaram depois de 4 meses de namoro, foi um término saudável, segundo eles, não passariam de melhores amigos e apenas estavam usando a carência como pretexto para uma relação mais profunda, Yoongi se mudou para Tailândia a 5 meses atrás para seguir sua carreira de cirurgião plástico, Taehyung começou a namorar Hoseok a 3 meses atrás e o relacionamento deles chega a ser invejável, e tudo teve início graças a mim e a Jungkook que na época já estávamos juntos e resolvemos dar um empurrãozinho no casal. Conhecemos Jin a três semanas e ele é um amor de pessoa, Jin é primo de Taehyung que voltou do Japão após a morte de seus pais, Jin já tem 18 anos e por ter entrado atrasado na escola ele está no 3°Ano junto a nós. Ele mora sozinho em um apartamento maravilhoso, tudo muito organizado, limpo e posso até arriscar dizer que apenas o vaso de flores em cima da bancada da cozinha dele custa mais que meu rim. Antes do meu término com Jungkook, nós cinco vivíamos fazendo festas do pijama em seu apartamento, era realmente divertido, eu não sei se os garotos continuam dormindo lá pois resolvi me isolar em casa por semanas até Taehyung e Hoseok me arrastarem para vários lugares, mesmo assim continuo com minha preferência de dormir apenas em minha cama, em uma de nossas saídas para uma festa do colegial, Jin conheceu Namjoon que cursa música em uma faculdade ao lado da escola e eles namoram a algumas semanas, agora entenderam meu drama? Eu sou a tocha olímpica do grupo, o único solteiro e isolado. Quando eu e o Jeon terminamos e ele começou o relacionamento com a Hyuna, ambos nos afastamos do grupo, antigamente andávamos os sete para todos os cantos possíveis, sempre juntos, mas isso terminou para nós dois, continuo andando para um ou outro lugar com os cinco garotos, mas sempre quando Jungkook não está, e ele apenas conversa com os meninos na escola ou quando se encontram por ai, tirando Taehyung, eles continuam melhores amigos e o ruivo vive na casa do moreno e vise-versa, muitas vezes Taehyung me conta o que se passa com Jungkook mesmo quando eu não pergunto, Jungkook não sabe, mas eu tenho consciência do motivo pelo término, e quem disse? Isso mesmo, Taehyung, não que ele seja fofoqueiro, mas vendo o estado que eu me encontrava e sabendo da confusão que estaria por vir com o mais novo relacionamento do meu ex ele resolveu me contar e aquilo apenas contribuiu para meu sofrimento, eu não o culpo, sei que ele não teve escolha, mas isso não ameniza minha dor de forma alguma.

Não entendendo até hoje porque Jungkook não quis me contar o motivo mesmo que eu saiba "pela boca de outra pessoa", mas isso ficou a critério dele.

J♡J

Depois de sair da escola, eu e Hoseok  andávamos pelas ruas movimentadas da cidade, éramos vizinhos e sempre íamos juntos para casa, ao longo do caminho, suspirei umas quatro vezes e encarei  Hoseok que estava parado com os braços cruzados e um a enorme interrogação estampada na cara.

- Pode ir falando o que está acontecendo Jimin, eu te conheço e sei que quer contar algo. - Ele se encontrava sério, e isso me assustava já que meu melhor amigo sempre estava com um enorme sorriso na cara, era como se fosse uma tatuagem, jamais via ele sério até mesmo em situações dramáticas.

- Eu... - Suspirei mais uma vez e senti meus olhos arderem - Eu vou me mudar Hobi! - Vi um sorriso brotar no rosto do maior e agora o ponto de interrogação se encontrava na minha cara.

- Aish Jiminnie, pensei que fosse algo sério, vai se mudar pra onde? Pra perto da escola? Pra rua de trás? Olha, eu sei que você ama ter um vizinho como eu, mas nós passamos o dia todo na casa um do outro e isso não vai mudar estamos entendidos? - Ele bateu a mão em minha cabeça como se eu estivesse sendo dramático e voltou a andar.

- Não Jung Hoseok. - Ele parou de andar e se virou pra mim um pouco surpreso já que eu raramente falava seu nome inteiro. - Eu não vou me mudar de Rua, ou de Cidade, vou mudar de país.

- De país? - Ele começou a gargalhar. - Pare de falar asneiras Park Jimin, já chega de brincadeiras, você sabe como eu sou sensível.

- Eu não estou brincando.

- Não? - Ele parou de rir na mesma hora ficando sério.

- Eu vou morar 3 anos na Tailândia junto ao Yoongi, vou sentir sua falta.

Eu não tinha forças pra continuar encarando meu melhor amigo então comecei a andar rapidamente deixando-o parado com os olhos marejados pra trás, eu não queria, mas era uma oportunidade única, tanto para minha futura vida profissional, quanto para esquecer Jungkook e as dores que ele me faz passar.

Cheguei em casa e joguei minha mochila no chão olhando o local vazio e sem vida, sempre morei com Yoongi, já que somos órfãos, graças a herança de meu avô nós temos uma vida mediana, na classe média da sociedade, minha guarda foi passada para Yoongi assim que ele completou 18 anos, eu vivia com uma com uma governanta, mas nada que me atrapalhasse muito, ela era como uma mãe pra mim, mas morreu a um ano atrás. Yoongi me deixou na Coréia depois de muitos choros da minha parte, mesmo estando a tanto tempo na Tailândia ele sempre mantém contato comigo a todo momento. Me liga para saber se estou bem, se me alimentei devidamente, para saber como anda a escola e até para xingar Jungkook mesmo sabendo de seus motivos, ele é um irmão maravilhoso. A dois dias atrás ele me ligou falando que tinha como eu cursar uma faculdade lá mesmo estando no meio do 3°Ano. Segundo ele, eu não precisaria completar o último ano e poderia fazer faculdade para ser veterinário já que é meu grande sonho, em nenhum momento ele me obrigou a ir morar consigo, apenas me  fez a proposta e eu resolvi aceitar, mesmo que isso signifique deixar meus amigos, minhas malas já estavam preparadas e eu iria partir amanhã de manhã, me sentei no chão encostado na porta e deixei lágrimas silenciosas tomarem meu rosto, eu sentiria tanta falta dos meus amigos, mas seriam apenas 3 anos certo? Certo, eu logo estaria de volta...

       "Mesmo assim seguro firme as seis flores        
em minhas mãos. Eu, eu apenas estou seguindo    meu caminho." - Awake



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...