História I promisse to talk care of you - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Park_Giginnie

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Menção Taeyoonseok, Namjin, Prometidos, Vhope, Yoongi Demônio
Exibições 7
Palavras 1.950
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi, OI GALERA TURU BOM?
ESPERO QUE SIM...
DEMORAMOS EU SEI, MAS TÁ COMPLICADO MUITAS COISAS DE ESCOLA PARA RESOLVER...
MAS TENTAREMOS POSTAR MAIS VEZES
TEM LEMONNNNNNN

Capítulo 4 - Capitulo Dos


Pov. Jungkook

Sabe, não é muito legal ser prometido a alguém, tipo você nem conhece a pessoa, mas será obrigado a casar com ela sem nem ao menos conhecer. É o que aconteceu comigo e com meu amigo Namjoon, fomos prometidos a dois híbridos desde que nascemos, por causa de uma profecia que nem sabemos se é verdade. O grande problema aconteceu aquando o meu prometido e o do Namjoon fugiram a algum tempo atrás, 15 anos para ser mais exato. As tês famílias envolvidas procuraram os híbridos, mas até hoje não foram encontrados. Não sou pessimista, mas acredito fortemente que eles já devem estar mortos.
Só que não foi só isso, quando atingimos a maior idade disseram que não podíamos nós relacionar com ninguém que não fosse os híbridos, mesmo eles ainda estando desaparecidos, isso quer disser que eu e Namjoon morreremos virgens. Que catástrofe!

Ah! Como eu gostaria de estar em uma cama quentinha dormindo nesse momento, a aula esta tão chata que eu poderia dormir, mas como a professora me odeia é capaz de me expulsar da sala de aula, e não estou nem um pouco afim de ouvir sermão do meu pai.

— Tá com sono? — Taehyung faz com que saia dos meus pensamentos .

— Obvio, a professora não ajuda, a aula está muito chata — Falo e voltando a deitar a cabeça na mesa.

— Não é pra dormir Jungkokook — Tae fala bravo.

— Por quê não? — Pergunto fitando-o sério.

— Porque a professora vai reclamar — Fala gesticulando com as mãos — Vamos levanta — Tae fala dando um tampinha nas minhas costas.

— Tá bom coisa chata — Falo virando para a professora.

— Será que os rapazes bonitos poderiam ficar em silêncio? — A professora fala virando para a sala e nos olhando.

— Desculpa professora Saeron — Tae fala fala calmo.

— Desculpa senhorita — Falo com desdém e Tae me repreende com o olhar,dando-me um tapa no braço.

— Educação Jungkook — Taehyung fala bravo.

— O que eu fiz? Eu disse com educação— Digo perplexo com a ação de meu amigo.

— A claro que foi. Jungkook a pessoa mais educada do mundo — Tae fala debochado.

— Tudo bem Taehyung, já entendi — Falo começando a prestar atenção no que a professora falava.

A aula passou assim eu com um puta sono e Taehyung me estressando. Quando bate o sino para o intervalo sou o primeiro a sair da sala, precisava respirar ar puro, me direciono ao refeitório. Quando chego me direciono para o lugar onde eu e meus amigos sempre ficamos. Sentei e fiquei esperando os outros chegarem, de longe consigo ver Namjoon vindo em minha direção, enquanto varias ômegas e até mesmo algumas humanas suspiravam enquanto ele passava. É até incrível o jeito que ele chama atenção. Mesmo ele já tendo terminado o colegial ele ainda vem na hora do intervalo para ficar com a gente — Vocês devem estar se perguntando, por quê alguém que já terminou o colegial continuar vindo a escola? Há resposta é simples. Como ele não faz nada nesse horário ele conversou com o diretor e pediu para que ele pudesse entra na escola só na hora do intervalo para ficar com a gente.

— Fala Namjoonzão —  Falo fazendo nosso toque de mãos

— Beleza Jungkookie? — Namjoon fala se sentando — Cadê o Tae?

— Não sei, o Hope também não apareceu por aqui — Falei procurando os dois com os olhos.

— Devem estar se pegando por ai, parece que esses dois só sabem fazer isso — Nam diz olhando as garotas que passavam ao nosso redor.

— É pode ser — falei deitando a minha cabeça na cabeça.

— O que foi? Parece desanimado — Disse Namjoon agora olhando pra mim.

— É por causa dessa maldita profecia — Falei olhando para Namjoon —Porra, nos nem sabemos se é verdade e como se não bastasse, os nosso prometidos fugiram e podem estar até mortos, mas somos obrigados a "esperar" por eles.

— Pois é, eu também não gosto disso, mas nós temos que fazer isso, é nossa obrigação e não fala como se eles estivessem mortos —  Falou Namjoon calmamente.

— Sinceramente, eu sinto inveja dos nossos irmãos, eles podem ficar juntos ou com outras pessoas sem se preocuparem com regras, já nós dois não podemos ter esses privilégios — Falei olhando em volta e finalmente encontrando Tae e Hope que vinham em nossa direção.

— Já acabou a pegação de vocês dois? — Perguntei cinicamente.

—  Engraçadão você em mano, por quê que você não monta um circo? —  Disse Tae sentando ao lado de Hoseok.

—  Não sou eu que fico de pegação na escola —  Falo em tom de deboche 

—  Nem começa Jungkook, o que eu e o Tae fazemos ou deixamos de fazer não é da sua conta —  Disse Hoseok olhando serio para mim.

—  Nossa! Desculpa mano, mas eu falo apenas a verdade —  Falei dando de ombros.

—  Chega os três! —  Grita Namjoon batendo na mesa.

—  Tudo bem. Mas mudando de assunto, e os prometidos de vocês? Ainda sem nenhuma noticia? —  Perguntou Tae.

— Para mim não deram noticia alguma. Parece que realmente eles sumiram do mapa —  Falei dando de ombros —  Sinceramente não sei se quero que eles apareçam aqui. Vai saber se já não estão mortos.

—  Nossa Jungkook quanto pessimismo, para com isso —  Tae fala e eu reviro os olhos.

—  Não estou sendo pessimista e sim realista, até agora nós não temos noticia alguma deles.Eles terem morrido é uma das hipótese e não podemos descarta- lá —  Falei e vejo Tae arregalar os olhos e Hoseok se pronunciar pela primeira vez depois da meia briga.

—  Olha aqui Jungkook, eu acho bom você parar com esse seu realismo demasiado. Nosso pai já disse que se você não se casar com seu prometido não se casara com ninguém e não se tornara o próximo lorde —  Hoseok fala dando-me uma bronca.

—  Olha aqui você Hoseok, você não tem moral alguma para falar isso para mim. Você não sabe como é agonizante ser prometido a alguém que você nem sequer conhece, sequer faz ideia de como é —  Falei já com raiva.

—  Olha só como você fala... —  interrompo-o 

—  Eu falo do jeito que eu quiser, você não manda em mim —  Falei me levantando já com ódio. Logo após eu fala tudo o sino toca anunciando o fim do intervalo e então me direcionei para aturar mais aulas chatas.    

Pov Hoseok

Eu sei que ás vezes sou muito duro como Kook, mas eu só faço isso para o bem dele, eu não imagino como é ser prometido a alguém que não conheço, eu sinto muita dó do meu irmão, ma infelizmente eu não posso fazer nada, muitas vezes eu imagino a sorte que eu e Tae temos, nós podemos nos amar sem regras, sem nos importamos com que os outros pensam disso. E se por acaso nós nos separarmos —  O que eu acho impossível —  podemos escolher quem amar. Já Jungkook e Namjoon nunca terão essa oportunidade.

Logo após as minhas aulas fui para o intervalo encontrar meu amado Kim Taehyung.

 — Hobi, eu to aqui — Chamou Tae que estava perto dos armários.

— Oi amor, como foram as aulas? — Perguntei selando nossas bocas.

— Foram entediantes e ainda a professora deu bronca em mim por causa do Jungkook — Fala Tae dando de ombros.

— Como assim, levou bronca por causa do Jungkook? — Perguntei parando de andar.

— Não é nada de mais, só que ele estava dormindo na sala de aula e eu estava tentando acorda-ló para ele prestar atenção na aula, ai a professora viu e brigou com a gente —Tae me explica.

— Não acredito — Falo bravo — O Jungkook tá procurando encrenca. E se ele procurar demais eu vou encontrar para ele .

— Deixa quieto Hobi — Tae fala me dando um selar — Ele tem que quebrar a cara, mas deixa ele fazer isso sozinho.

— Tudo bem TaeTae — Tae vem para mais perto e me abraça.

— Hobi?

— Hum.

— Vamos pra nossa salinha pessoal? — Tae pergunta me olhando maliciosamente.

 — AI, AI Tae — Falo também olhando-o maliciosamente — Mais é claro, vamos logo então, antes que bata o sino.

— Bem  que a gente poderia faltar as duas últimas aulas né? — Tae me propõem levando sua mão para minha bunda e a aperta.

Não respondi nada, só sai puxando Tae para a nossa salinha particular.

Quando chegamos lá abri a porta e nos entramos, mal fechei a porta quando Tae me puxa e me prensa na parede, troco de lugar com ele e começo um beijo intenso, nossas línguas travavam uma batalha pelo comando. Pego Tae e o coloco na mesa que lá existe, sem nem separar o ósculo. Quando o ar faz falta, separo o beijo e vou em direção a seu pescoço fazendo chupões.

— Hm, Hoseok... Eu te quero agora. Por favor —Gemeu Tae.

— Meu amor estamos na escola — Falei dando um chupão no pescoço alheio — Teremos nosso momento, eu te busco em sua casa hoje.

— NÃO — Tae se desvencilha de mim e desse da mesa me empurrando fazendo-me grudar na mesma — Eu te quero agora.

— Hum... Tae, você é muito safado — Falei apertando sua bunda.

Tae tira minha calça e minha cueca ao mesmo tempo, logo fazendo consigo mesmo. Ele começa a dar chupões em meu pescoço fazendo uma trilha de beijos até meu lóbulos dando uma mordida fraca, logo voltando para o pescoço.

— Espera um pouco, eu comando aqui — Disse mudando nossas posições. Tae começa a me masturbar e eu ainda dando chupões em seu pescoço.

— Hoseok, vai logo — Pede Tae gemendo.

— Ir logo? Por quê? — Pergunto me fazendo.

— Por favor Hobi, vai bater o sino — Tae fala suplicando.

— Tudo bem, mas vou ter que ir sem preparação tá? — Falo e  Tae concorda com a cabeça. Começo a penetra-lo bem devagar para não doer já que estamos sem lubrificante e eu não fiz a preparação.

— Pode ir meu amor —Tae fala dando um gemido de dor.

— Tem certeza? — Pergunto até porque não quero machucar meu amor.

— Sim pode — Tae confirma e eu começo com as estocadas devagar para que ele se acostume — Não vai devagar meu bem, rápido — Não dou ouvidos para Tae e continuo com as estocadas lentas.

— Hoseok vai logo PORRA — Então começo as estocadas medianas.

— O que você quer amor? — Faço cena só para vê-lo implorar.

— Por favor Hobi, eu quero rápido e forte — Tae fala e dou uma estocada forte.

— Assim? — Pergunto e ele assente. Começo com as estocadas fortes e rápidas  como Tae queria.

— Hobiii — Tae geme meu nome.

— A-AH Tae — Gemo. Taehyung quase grita quando acerto sua próstata.

— A-A-H Hobi ai mesmo, aaah — Fala enquanto eu mantenho o ritmo tentando acertar sua próstata.

Tae chega ao seu limite gozando forte em nossas barrigas, em seguida solto meu gozo dentro dele, minhas pernas enfraquecem por causa do orgasmo, mas me mantenho em pé para que nenhum dos dois caísse.

— Ai senhor! — Tae fala depois de recuperar o ar — Isso foi maravilhoso Hobi —Me abraça forte e me dá um selinho.

— Maravilhoso e completamente insano — Completo e me desvencilho de seu abraço —Vem vamos no limpar.

Pego uma toalha que levo sempre comigo e começo a limpar meu sêmen de Tae e depois limpo nossas barrigas. Visto Tae por ele ainda estar meio fraco e me visto em seguida. Saímos da salinha e fomos encontrar Jungkook e Namjoon no refeitório.

Depois de rolar a minha briga com Jungkook, saiu do refeitório puxando Tae.

— Eu juro que eu vou matar o Jungkook — Falo com raiva e Tae me abraça de lado 

— Meu amor não fica assim — Tae fala ainda me abraçando mais forte — O que eu falei de deixar ele quebrar a cara sozinho? — Tae pergunta me olhando.

— Tudo bem — Falo normalmente — Mas ele tem que pelo menos me respeitar, ainda sou o hyung dele — Falo fazendo bico e Tae ri.

— TaeTae, não ria de mim — Digo após vê-lo rindo.

— Você fica lindo de bico —Fala e me dá um beijo.

Continua...

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


BOM FOI ISSO.....
EU SEI O LEMON TÁ UMA BOSTA QUADRADA, MAS TENTAREMOS MELHOR AO LONGO DA FIC...
BEIJO DE LUZ PARA VOCÊ E ATÉ A PRÓXIMA...
COMENTEM QUE FICAMOS FELIZ E DESCULPEM QUALQUER ERRO...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...