História I Really Like You ( Em correção ortográfica ) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chandler Riggs
Personagens Chandler Riggs, Personagens Originais
Tags Comedia, Drama, Romance
Visualizações 244
Palavras 1.430
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii. Espero que gostem desse capítulo .. até mais.

Boa leitura !!! 😁😘💜

Capítulo 15 - Capítulo 14 - Astrofobia


Eu o abraçei ele retribuiu o abraço me apertando, ficamos uns 15 segundos abraçados. Ele se desfez do abraço e enxugou as minhas lágrimas. 


— Por que você está chorando ? Eu que deveria estar chorando de alegria ! - ele disse sorrindo.

— C-chandler m-me d-desculpa.. - eu disse gaguejando e voltando a chorar.

— Por que ? - ele pergunto preocupado.

— Se eu não tivesse postado aquele vídeo você não iria ficar tão ferido. Eu fiquei com tanta raiva de você que não pensei em seus sentimentos. - eu disse tentando parar de chorar.

— Então foi você ? - ele disse perplexo, eu concordei com a cabeça, o abraçei colocando minha cabeça na curvatura de seu pescoço, pois ele era um pouco mais alto que eu, sim eu sou uma anã. Se ele era baixo imagina eu !!! — Jena para de chorar e olha pra mim ! - ele disse e levantou meu rosto pra fita- ló. — Obrigado por postar aquele vídeo, eu tô ferido por que ELA fez isso comigo, você NÃO fez nada, você NÃO me machucou, entendeu ? - então eu apenas concordei com a cabeça voltando a abraça-lo. O abraço dele é tão bom, quando to com ele me esqueço de tudo.

Ficamos um bom tempo abraçados na porta de sua casa.

— E-eu vou pra c-casa.. - eu falei com o nariz fanhoso, sempre que eu choro eu fico assim. Sai de seus braços e sai caminhando, quando ja estava um pouco longe dei um aceno e um sorriso, ele retribuiu do mesmo gesto.

Cheguei em casa e estava tocando um Rock Roll, Julie !

— JULIE ABAIXA ESSE SOM !!! EU QUERO OUVIR MÚSICA NO MEU QUARTO, COM ESSE SOM ALTO NÃO DÁ. - Jaine disse descendo as escadas furiosa.

Então eu fui até o som o aumentando mais, fingi estar tocando uma guitarra enquanto balançava a cabeça pra lá e cá. Quando a música acabou eu estava no chão toda descabelada, então Julie pulou do sofá caindo de joelhos no chão.

— Eu acho que eu sou a única normal dessa casa ! - Jaine disse vendo o nosso show de rock, então ela subiu as escadas correndo. Julie e eu começamos a rir, estiquei a mão fechada então ela bateu com mão fechada. Soquinho.

Subi pro meu quarto e fui logo pro banho, depois de banho tomado coloquei meu pijama, pentiei meus cabelos e fiz uma trança, enquanto observava as estrelas pela janela. Vi meu pai e minha mãe chegar, eles saíram do carro com sacolas do restaurante japonês, coloquei a escova de cabelos em cima da pentiadeira e fui pra sala.

— CRIAN.. a vocês já estão aqui, estão com fome mesmo ! - minha mãe disse abrindo a porta de casa. Peguei uma sacola de suas mãos e fui até a cozinha a abrindo, peguei os palitinhos e a comida e fui pra sala. Liguei a televisão e fiquei assistindo um filme chamado "Jake o caçador de gigantes" esse filme até que é legal, o Jake faz o protagonista de "Meu namorado é um Zumbi" adoro esse filme.


As 2:30 da manhã...

Cada relâmpago eu me encolhia mais na coberta, eu já disse que tenho astrofobia ? Eu morro de medo de relâmpagos e trovões, eu não consigo dormi, fico com medo. E se eu não dormi agora eu não acordo pra ir pra escola amanhã. Me levantei da cama abrindo a porta do meu quarto, abri a porta do primeiro quarto e entrei vendo o relâmpago iluminar o lugar, coloco as mãos sobre os ouvidos.

— Mamãe ?? - eu perguntei que nem um criancinha indefesa.

— Oi Jena ! - eu acho que ela ja estava acordada. — Vem deitar aqui no meio. - ela disse, fui andando nas pontinhas do pé ate a cama subi em cima não sei de quem.

— Aiii Jena olha eu aqui. - Joe disse abafado por causa da coberta. Ué o que ele está fazendo aqui ?

— O que você está fazendo aqui ? - eu perguntei sussurrando.

— Não é só eu que estou aqui ! - ele disse.

— Eu também. - então pude ouvir a voz da Jaine.

— Presente. - então foi a vez da Julie dizer.

— Eu também to aqui ! - Jessie disse. Nossa todo mundo estava aqui. Ainda bem que a cama da minha mãe é grande e espaçosa.

Me deitei do lado do Joe e da Jaine, então o Joe me abraçou, é sempre assim ele abraça quem tiver perto dele, sinto a cabeça dele nas minhas costas. Tentei ignorar os trovões e dormi.

Terça-feira as 7:15 da manhã…

Acordei com com um peso em cima de mim, olhei e era o pé do Joe em cima da minha barriga, ele estava de cabeça pra baixo na cama, Jaine estava na outra ponta, e Julie estava na outra ponta, resumindo Joe e eu estávamos no meio, minha mãe e meu pai ja foram trabalhar e Jessie já foi pra escola.

Empurrei Joe que bateu na Jaine a fazendo cair no chão e Joe cair por cima dela. Jaine soltou um grito fazendo Julie acorda assustada e ir beijar o chão, não aguentei e cai na gargalhada. Todos se levantaram meio tontos, ver a aparência da Jaine pela manhã me assustava, ela me olhou furiosa, eu me levantei da cama e ia sai correndo se não fosse pela a dor no meu dedinho. Eu bati o meu dedinho mindinho no pé da cama, cai na cama quase chorando de dor, cara isso dói, quase arranco ele fora. Eles começaram a rir, filhos da mãe, só por que não foram eles que quase ficaram sem dedinho mindinho.

Fui pro meu quarto mancando entrei no banheiro e tomei um banho, sai do banheiro e fui pro closet, coloquei meia calça preta, uma saia preta, uma camisa blusa branca, meu chapéu preto e branco, meu tênis com salto preto com branco, passei uma maquiagem básica e peguei a minha bolsa e sai do quarto indo pra cozinha.

Peguei uma maçã e fui pra sala, liguei a televisão e fiquei assistindo Bob esponja, eu gosto, tá eu sou muito infantil eu sei ! Mais também era a única coisa que estava passando pela manhã. Depois de alguns minutos eles entraram da sala, saímos de casa e fomos pro ponto de ônibus.



Fiquei olhando pra paisagem até o ônibus parar, e subir Chandler, Mingus e Grayson. Chandler sorrio e veio até mim se sentando do meu lado.

— Ooi Jena. - ele disse sorridente.

— Oiii Chandler. - eu também disse sorrindo.

— Dormiu bem ? - ele pergunto.

— Mais ou menos ! - eu disse olhando pra paisagem que passava rápido pela velocidade do ônibus.

— Por que ? - ele pergunto.

— Eu tenho Astrofobia. - eu falei.

— Você tem o que ? - ele me olhou confuso.

— Astrofobia Chandler !! Eu tenho fobia de relâmpagos e trovões. - eu falei lhe explicando.

— A entendeu ! - ele disse, ficamos em silêncio. — Eu não tenho fobia de nada ! - ele disse quebrando o silêncio.

— Bom pra você ! - eu falei. — É muito chato ter fobia de alguma coisa. - eu falei fazendo careta.

O ônibus parou em frente a escola, saímos do ônibus e entramos na escola, ele me acompanhou até nossos armários. Peguei meu livro de matemática e o fechei esperando o Chandler.

Ele fechou o armário dele e fomos caminhando lado a lado.

— Qual é a sua aula agora ? - ele pergunto parando no meio do corredor.

— Matemática e a sua ? - eu perguntei.

— Inglês. - ele respondeu. — Nos vemos no intervalo ? - ele pergunto eu concordei com a cabeça. — Então tá ! Se cuida baixinha. - ele disse sorrindo e beijou a minha bochecha e saiu andando.

Fiquei o acompanhando com o olhar até o perder de vista, fui pra minha aula de matemática, entrei na sala, e vi Mingus conversa com uma menina que sentava na frente, ele me viu e sorriu, eu sorri de volta, mais meu sorriso desapareceu quando a menina me olhou com cara de nojo. Depois dessa cena me sentei lá no meu lugar de sempre, na última carteira da última fileira.

Na hora do intervalo…

Sai da minha aula de Arte e caminhei até refeitório, quando ia empurrar a porta alguém me puxou pelo braço e me levou até o banheiro feminino...

Continua…



Notas Finais


Tchau até o próximo capítulo !

Xxx 😘😁💜❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...