História I Save You (2 Temporada) - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Lacey (Belle), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Once Upon A Time, Ouat, Regina Mills, Swanqueen, You Save Me
Visualizações 137
Palavras 1.369
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Capitulo musical, espero que gostem.
Musica: May I?
Cantor: Trading Yesterday

Capítulo 18 - MAY I?


POV EMMA

Esperamos Henry chegar em casa, e assim que ele chegou, conversamos, choramos... Por mais que eu dissesse que queria continuar com a cirurgia Regina chorava e gritava dizendo que não, pois não queria me perder. Mas o que ela não entendia, era que minha amada já estava me perdendo, a cada minuto que se passava. Depois de muita conversa finalmente ambos concordaram em seguir com o procedimento. 

POV REGINA

Meu coração apertou ainda mais ao ver Emma deitada na maca esperando para entrar na sala de cirurgia.

[Se possível colocar a musica a partir daqui, link: https://www.youtube.com/watch?v=orJJniWRpRQ]

(E ai está você com o coração aberto -- portas abertas

Cheia de vida com o mundo que quer mais.)

- Regi... - Emma me chamou - Olha para mim meu amor - Por mais que eu quisesse não conseguia -  Amor, olha para mim - com muito esforço assim o fiz - Vai dar tudo certo

(Mas eu posso ver quando as luzes começam a se apagar

O dia acabou e seu sorriso foi embora.) 

- Como você sabe? - Minha voz saiu como um sussurro. Antes que minha loira pudesse dizer qualquer coisa Belle entrou no quarto, fazendo meu coração acelerar

- Tudo pronto, podemos ir? - Deu um sorriso simpático. Eu buscava ar, não queria me despedir dela. Senti uma mão gelada tocar minha pele

(Deixe-me levantar-te.

Deixe-me ser seu amor.)

- Amor, isso não é um adeus é apenas um até logo - Sorriu - Mas se algo acontecer, não pare de viver porque eu não estarei ao seu lado. Henry precisa de você. - Senti minhas lagrimas caírem   

- Regina, porque você não fica na galeria?

- Eu...

- Você não pode fazer a cirurgia, mas pode assisti-lá 

(Deixe-me segurar você

Enquanto você adormece,

Quando o mundo estiver se fechando

E você não puder respirar)

Toda minha antiga equipe estava pronta dentro da sala de cirurgia, eu podia ver tudo da galeria, mas não podia escuta-los, o que era ainda mais agonizante. Belle falava alguma coisa para minha esposa, provavelmente estava passando todo o procedimento, em seguida anestesiou minha loira e começou cortando seu abdome.  

(Deixe-me amar você

Deixe-me ser seu escudo

Quando ninguém puder ser encontrado

Deixe-me deitar você.)

Meus olhos eram focados no visor do batimento cardíaco, já haviam se passado duas horas e nenhuma complicação. 

Flashback on

- Emma vai fazer frio, não é melhor você pegar um casaco? 

- Regi, as vezes eu ainda acho que estou morando com minha mãe - Minha loira falou dando um beijo na minha bochecha 

(Tudo que eu quero é mantê-la protegida do frio...

Dar-lhe tudo o que o seu coração mais precisa.)

- Só estou tentando cuidar de você sua boba - Rimos 

- Eu já te disse que te amo? - Seus olhos agora verdes, por conta da luz, sorriam para mim 

- Hum, hoje? - fingi estar pensando - Só umas mil vezes - Falei rindo 

(Deixe-me levantar-te.

Deixe-me ser seu amor.)

- Eu te amo - Selou nossos lábios em um beijo calmo e ao mesmo tempo caloroso, me afastei, recebendo um olhar de reprovação de minha namorada 

- Mil e um - Emma revirou os olhos e voltou a me beijar 

Flashback off

Um bater de porta me despertou dos meus pensamentos olhei para a porta e vi Dr. Jones sair correndo da sala, levantei me aproximando mais do vidro, os médicos estavam desesperados, a pressão de Emma tinha caído assim como seu batimento cardíaco. 

(Deixe-me segurar você

Enquanto você adormece,

Quando o mundo estiver se fechando

E você não puder respirar)

Eu não consegui evitar, rapidamente me aprontei e entrei na sala.

- Regina?! - Belle gritou - O que esta fazendo aqui? Você não pode estar aqui - Ignorando- a fui ate minha esposa abaixei encostando a mascara na sua orelha 

- Amor, eu estou aqui. Prometo não sair do seu lado 

- Regina, você precisa sair - Rose ordenou - Ou então eu vou...

- Vai fazer o que? - Lilith que estava com suas mãos no pulmão de Emma gritou - Vai chamar os seguranças?! O que isso vai adiantar? Regina conhece o corpo da Swan melhor do que todos nos juntos. Dane-se as regras, toda ajuda é bem vinda. 

(Deixe-me amar você

Deixe-me ser seu escudo

Quando ninguém puder ser encontrado

Deixe-me deitar você.)

Rose se calou assim como todos os outros médicos, peguei o lugar de Belle e comecei a dar ordens.

- Pressão caindo - Lilith gritou 

- Dra. Page comece a fazer massagem no coração dela. Dra. Mciver com cuidado sem movimentos bruscos preciso que assume a posição da Dra. Page, não entrem em panico, façam tudo com cuidado e não tenham pressa.

(Tudo o que me fez (me fez)

Vale a pena ser trocado (ser trocado) )

- Regina, temos que ser rápidos se não...

- Belle, não é questão de agilidade, qualquer movimento errado ela pode morrer

- Devagar de mais também - Pensei um pouco sobre 

(Só para ter um momento com você

Então eu vou deixar ir (vou deixar ir) )

- Se ela tiver que ir, não há nada que eu ou você, ou qualquer uma dessas pessoas possa fazer, apenas deixa-lá ir. - Todos me encaravam - Eu não vou desistir, mas também não vou fazer nada correndo. - E assim seguimos a cirurgia, Emma não estava estável, seu batimento subia e caía, mas não podia me desesperar. 

(Tudo que eu conheço (que eu conheço)

Sabendo que você está aqui comigo.)

Depois de longas 5 horas de cirurgia, Emma estava de volta no quarto, dormindo serenamente. Eu orava, pedia, clamava para que minha esposa acordasse.

Flashback on   

- Regi?! - Levantei da cadeira e me sentei na cama ao seu lado. Nesses últimos dias Emma havia estado muito doente

- Shii, amor você precisa descansar... - Emma começou a rir - Do que esta rindo miss Swan?

- Eu adoro o jeito que cuida de mim, mas eu não vou para lugar nenhum, não ainda... Você vai ter que me aturar por um bom tempo. 

- Promete?

- Eu prometo 

(Pelo seu amor estar me mudando.)

Flashback off

- No que esta pensando? - Lilith entrou no quarto pegando a fixa medica da Emma

- Em agradecer você

- A mim?

- Sim, pelo o que fez na sala de cirurgia - Voltei a olhar para minha loira 

(Deixe-me segurar você

Enquanto você adormece,

Quando o mundo estiver se fechando

E você não puder respirar)

- Não fiz nada alem da minha obrigação - Ela já estava de saída quando a chamei 

- Porque? Porque fez isso? Porque tem me ajudado tanto? - Lilith olhou para Emma e depois voltou a me olhar

- Ela não te contou não foi? - A olhei sem entender muito bem - Eu era médica dela antes de você, eu tentei de toda maneira, possível e impossível, convence-lá de fazer essa cirurgia, mas ela não queria, ela queria morrer. - Eu estava tentando entender o que ela estava falando - Emma não era apenas minha paciente, ela era minha melhor amiga e eu não podia vê-lá morrer, então eu desisti, você apareceu, e fingimos que nunca havíamos nos visto antes. 

(Deixe-me amar você

Deixe-me ser seu escudo

Quando ninguém puder ser encontrado

Deixe-me deitar você.)

- Eu não sabia que...

- Você foi a melhor coisa que aconteceu a ela, então... Eu estou te ajudando porque quero que minha amiga tenha um final feliz, ao lado da pessoa que ela ama. - Dito isso, se retirou do quarto.  

- Tantos segredos Swan - Segurei sua mão - Sabe, você também me salvou amor. Você não foi a unica que quis morrer, eu tentei diversas vezes também. Tenta descobrir que sua irmã é na verdade sua meia irmã, tenta descobrir que sua mãe te abortou e por sorte ou talvez azar, dependendo do ponto de vista, você sobreviveu e não é amada. - Olhei para a janela e um passarinho azul pousou na mesma, fazendo com que eu sorrisse - Nos somos um casal perfeito, cheio de problemas, cheio de fantasmas do passado nos assombrando, porem perfeito. 

- Sim, nos somos 


Notas Finais


Oi pessoas lindas, tudo bem com vcs? Eu sei que demorei, mas... As ferias acabaram, ou seja, as ferias da fic tb kkkkkkk, voltarei a postar com mais frequência kkkkkk Me falem o que acharam desse capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...