História I see you - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Konan, Nagato, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi
Tags Naruhina Sasusaku Gaaino Shikatema Neiji Tenten Naruto Hinata Sakura Sasuke Shikamaru Ino Gaara Hinataxnaruto Narutoxhinata Sakuraxsasuke Sasukexsakura Neijixtenten Inoxgaara Gaaraxino
Exibições 18
Palavras 1.605
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey gente! 🙌
Demorei não foi? E muito... 😏
É que estava no período de provas, com o ENEM e tudo mais, eu não tive muito tempo😅 mesmo assim, desculpaaaaa! Foi imperdoável, eu sei.
Mas vou postar o mais rápido que puder agora 💪
Boa leitura 😘

Capítulo 7 - Capítulo 7


Fanfic / Fanfiction I see you - Capítulo 7 - Capítulo 7


Hinata on

    — Eu te avisei, você está com febre, idiota.

    — Hmm. Não... estou. E você não precisa me seguir. — Olhei para o loiro que caminhava tranquilamente ao meu lado. Hoje Neiji saiu mais cedo, ou melhor, eu me atrasei (culpa da minha amiga delinquente, Ino).

    —  Ah claro, como se fosse seguro deixar você sozinha nesse estado.— Ele revirou os olhos e eu olhei para a calçada, resignada. Não estava tão mal assim.

    — Eu estou no estado normal. A Ino é mesmo irresponsável, não é?— Falei com um suspiro, mudando de assunto. Sempre se metendo em confusão. Tive que ir no banco pra arrumar dinheiro para a fiança, por isso me atrasei.

    —  E vocês não param de mima-la, deviam deixar ela na cadeia pra ver se ela aprende a lição.— Colocou as mãos por trás do pescoço, ele tinha aquele jeito estranho e despreocupado de andar. Do nada deu uma gargalhada que só não espantou os pombos próximos porque eles provavelmente não o ouviam.— Mas foi realmente muito engraçado!

    — Eu irei perder a primeira aula do primeiro dia de aula na universidade por que vou buscar ela na cadeia. Não é engraçado.— Olhei pra ele de soslaio, ele ainda Sorria como se fosse super divertido buscar uma amiga revoltada na cadeia. E eu tinha que confessar, estava achando graça também, não pude evitar o sorrisinho que se formou em meus lábios.

    — VOCÊ SORRIU!— Tomei o susto quando o loiro parou na minha frente e apontou pra mim como se eu fosse um alien ou coisa assim.— Milagres acontecem mesmo hein.

    — I-isso não é verdade, eu estou sorrindo o tempo todo. — Cruzei meus braços e olhei pro outro lado. Já tínhamos chegado na cadeia, atravessei a rua, com ele do meu lado, reclamando que eu devia ter ficado em casa enquanto eu tinha uma crise de tosse. — Eh, nós viemos pagar a fiança da Ino Yamanaka...— Falei para o policial que estava do outro lado da mesa.

    — Nós?— Ele olhou ao redor, então eu me toquei que aos olhos dele eu 'estava sozinha'.

    — Ah, eu quis dizer 'eu', Haha. — Ele me olhou como se eu tivesse algum problema ou visse coisas (bem, não deixava de ser verdade).


    — Certo, Yamanaka Ino... vá pagar ali e já mando chamar ela.— Ele apontou pra um lugar que parecia uma bilheteria ( não sabia que tinham coisas assim na cadeia...)

    — Porque será que todo mundo te olha como se você fosse uma pessoa suspeita?— Naruto perguntou ainda andando do meu lado, como se realmente não soubesse o porquê.

    — Deve ser porque eu estou vendo coisas... — Falei disfarçando o máximo possível, sem nem olhar pra ele.

Paguei a fiança da loira rebelde e sentei em uma cadeira pra esperar por ela, com Naruto no encalço dizendo que eu estava estranha, vermelha e com febre e deveria ir pra casa (eu realmente estou grata pela preocupação), enquanto eu dizia que infelizmente não podia faltar.

    — A Yamanaka está aqui, podem ir. —Um policial com uma cicatriz que atravessava seu rosto de uma bochecha à outra chegou trazendo ela (não estava algemada, acho que não era necessário).

    — Hinaaaaata! Ainda bem que você veio, achei que nenhuma de vocês viria me buscar, obrigado mesmo!— ela falou com uma voz chorosa me abraçando como se a vida dela dependesse disso, ela sempre foi dramática...—  Até mais Yruka! Pode apostar que eu virei mais vezes! — Ergui as sobrancelhas surpresa com toda a intimidade dela com o policial. Ele olhou pra ela com uma cara engraçada de confusão, mas ela apenas deu risada disso, pegou a minha mão e foi me puxando animadamente até a saída.

    — E-ei! Calma Ino, a gente já perdeu a primeira aula mesmo... e você foi muito irresponsável fazendo isso! E porquê de tanta animação?— já esqueci a bronca que ia dar nela.

    — É que eu tava dividindo a cela com um garoto ruivo e estúpido, na verdade ele é da nossa universidade e também é muito gato, mas o que tem de bonito tem de idiota. Enfim, ele acha que eu sou uma filhinha de papai e eu odeio isso, estou feliz por sair da cadeia antes dele, porque ele vai perder o primeiro dia de aula, e porque a cara dele quando eu fui embora era excelente! Acho que era derrota, raiva talvez...

    —... Era só isso? Mentira... eu sabia que você era infantil, mas não tanto...

    — Ei! Essas palavras cruéis não combinam com sua voz de anj... Hina? Hinata!— Eu ouvia sua voz cada vez mais baixa, minha visão escurecia e senti minhas pernas bambas, a última coisa que eu percebi foi a voz de Naruto cada vez mais fraca, antes de cair na escuridão...
 
   *Algumas horas depois*

   Abri os meus olhos devagar, sentia meu rosto quente e minha cabeça estava explodindo, me deparei com um lugar branco, até demais, parecia uma enfermaria ou coisa assim. Tentei me levantar e me arrependi imediatamente, minha cabeça pesava tanto que eu tive que deitar novamente.

    — Hinaa!  Ainda bem que você acordou! Queria nos matar de susto é? Coitada da Ino, ficou desesperada.— Sakura estava esparramada no sofá ao lado, lendo uma revista.

    — Quê? Eu desmaiei? Mas como, porque?
    
    — Não se faça de boba Hinata, você saiu sem tomar café da manhã não foi? A sua sorte foi que seu primo esqueceu alguma coisa em casa e milagrosamente passou lá bem na hora, a Ino estava prestes a morrer do coração.

    — Ah, desculpa... onde eu estou agora?— Esse com certeza não é o hospital de Konoha, pensei.

    — Estamos na enfermaria, a universidade tava perto e...

    — Vejo que sua amiga já acordou, pode ir agora.— Um cara branco com cabelos e olhos bem pretos interrompeu a sua fala, entrando sem nem bater ou avisar. Se encostou no batente da porta e ficou lá olhando pra ela com os braços cruzados.

    — Tch, se não se importa, eu prefiro ficar com ela um pouco mais, nunca se sabe se ela..

    — Na verdade, me importo sim, é regra sabe, não pode ficar aqui, vim porquê me mandaram esvaziar a enfermaria. Só a sua amiga pode ficar, então faça o favor de vazar. — nesse momento, Sakura nem tentava esconder a cara de indignação, além do mais, eu bem sei que ela detesta ser interrompida. 

    — Então tá. Até mais Hina.— Levantou e acenou pra mim, me deixando atônita, ela não é de obedecer as pessoas que são rudes assim com ela.— E você, faça o favor de ir se foder, imbecil.— Falou dando um chute no meio das pernas dele é indo embora, deixando o cara com uma expressão de sofrimento caído no chão.

    — Essa vadia... VOCÊ ME PAGA PIRRALHA!— Falou ainda se contorcendo de dor.— Você, dê um recado à sua amiga, diga que ela mexeu definitivamente com o cara errado.— Ele levantou segurando as... partes, ainda com uma expressão sofrida.— Se você estiver melhor, a próxima aula é na sala quatro.— E com isso se virou e foi embora, se me lembro bem ele é o cara que tombou com a Sakura no outro dia (ou melhor, o cara no qual ela caiu em cima)

    Depois que ele foi embora eu olhei ao redor da sala em busca de Naruto, afinal, ele tava me seguindo pra todos os lados desde que apareceu na minha casa. Mas não vi nem sinal dele. Confesso que fiquei um pouco decepcionada, nesses três dias eu meio que me acostumei com a presença dele, é estranho ele sumir assim do nada. 

    Pensando bem, talvez eu realmente tenha pirado, e talvez tudo isso tenha sido só uma fantasia sem sentido da minha cabeça desde o começo. Quando eu desmaiei acabou tudo. Acho até que vou marcar uma psicóloga pra mim, tem algo errado com a minha cabeça, é isso, era um amigo imaginário que por um acaso se parecia com o namorado da minha amiga. 

    — VOCÊ ACORDOU! Nossa Hinata, achei que você tinha morrido cara! Qual é, que susto você me deu.— Me surpreendi ao nota-lo caminhando rapidamente na minha direção com uma expressão estranha no rosto, alívio eu acho. 

E era exatamente alívio o que eu sentia agora, não sabia muito bem o porquê, talvez por saber que eu não estava louca, e por saber que ele não era apenas um vegetal em uma cama de hospital, simplesmente me sentia aliviada. Soltei um suspiro enquanto afundava novamente nas almofadas (na almofada).

    — Onde você estava?— Perguntei virando pra olha-lo quando ele sentou no sofá onde Sakura estava antes. Me sentia meio grogue, mas eu desmaiei há pouco tempo então faz sentido.

    — Bem...— ele coçou a nuca e desviou o olhar— Você... já deve ter percebido que não está mais com a mesma.. a mesma roupa, certo? — Olhei pra mim mesma, na verdade não tinha percebido. Senti meu rosto queimar ao notar que realmente estava com outra roupa, uma bata branca esquisita.— Então... eu decidi dar uma voltinha enquanto as meninas trocavam sua roupa. Você ia ficar furiosa se soubesse que eu ainda estava aqui e... — Meu rosto assumiu um tom mais vermelho que sangue enquanto eu interrompia ele  tropeçando nas palavras:

    — Tá bom! Entendi, não precisa dizer mais nada!— Virei pro outro lado, pra que ele não visse que eu estava corando.

    — Eh? Que foi Hina, você não ficou chateada, ficou? Você sabe, eu não saí porque acho que sei corpo é feio ou coisa assim.. pelo contrário..— Ai Meu Deus, porquê isso só piora! Como eu queria me enterrar viva agora mesmo!

    — E-eu entendi, não precisa continuar... acho que é melhor ir pra aula! Claro, a aula!— Falei rapidamente, jogando as cobertas pra longe e procurando minhas roupas e correndo pro banheiro pra troca-las.

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


E aí, gostaram? Espero que sim 🙃
Comentem ok? Bjjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...