História I Stand Beside you - Capítulo 14


Escrita por: ~ e ~bitchpetrovadia

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Gravidez Masculina, Larry, Larry Stylisnon, Mpreg, Romance, Stylinson, Ziam, Ziam Mayne
Exibições 243
Palavras 2.540
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Escolar, Fluffy, Lemon, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heeey pessoal, cap fresquinho pra vocês!

Boa leitura.

Capítulo 14 - Décimo Terceiro Capítulo


Harry tinha caído no sono ainda com Louis enroscado em si. Ambos dormiam tranquilamente, com Louis abraçando Harry pelo tronco, com a cabeça descansando no peitoral do alfa, fazendo-o de travesseiro, enquanto o maior segurava o ômega pela cintura, possessivamente, como se a qualquer momento alguém pudesse vir e tirar Louis de si.

E o relógio marcava duas e dezoito da manhã quando Louis lentamente acordava de seu sono, sentando-se na cama com certa dificuldade, devido o aperto dos braços do alfa em sua cintura, olhando em volta, levando um tempo para que sua visão se acostumasse com a pouca luminosidade do local. Depois de esfregar as costas de sua pequena mão em seus olhos, o menor finalmente pôde focar no alfa que dormia ao seu lado, com os lábios cheios entreabertos, soltando uma respiração pesada, e seu peito subia e descia em um ritmo calmo, os cachos espalhados pelo travesseiro, ele era lindo, e ficava ainda mais lindo dormindo, Louis pensava.

Depois de alguns minutos admirando o alfa, o menor finalmente levou suas mãozinhas até o braço de Harry, agarrando o mesmo e chacoalhando o alfa, sussurrando alguns "Hazz" para tentar despertar o maior de seu sono pesado, não obtendo êxito em sua missão.

- HARRY. - o menor gritou, vendo o alfa instantaneamente sentar-se na cama, coçando os olhos furiosamente e olhando em volta, agarrando Louis pelos ombros e checando cara pedaço de pele que encontrava do ômega.

- O que foi Lou? O que houve? - Tinha desespero em seu tom de voz, e Louis foi obrigado a soltar uma risadinha sem graça.

- Não aconteceu nada Hazz, me desculpa te acordar assim. - O alfa relaxou a postura, soltando a respiração de uma única vez e deitando-se novamente na cama, com o braço tapando os olhos, e respirando de forma rápida, devido ao susto que levou.

- Eu levei um susto Louis, não faz mais isso. - E ele não dizia aquilo de forma repreensiva, mas mesmo assim Louis se encolheu,  assentindo. - O que aconteceu babe? Porque você me acordou?

- Eu to com, er... - O menor estava hesitante, sentindo-se envergonhado. - Eu to com um desejo.

- Um desejo é? - Sentou-se novamente na cama, puxando Louis pela cintura para mais próximo de si, erguendo a blusa do menor, puxando os lábios em um sorriso ladino, deixando uma de suas covinhas a mostra. - O bebê do papai ta fazendo o papai Lou ficar com vontade? - Se dirigia a barriga do menor, fazendo um carinho na mesma, abaixando-se e deixando alguns beijos pelo local, ouvindo as ocasionais risadinhas que o ômega soltava enquanto fazia carinho em seus cabelos. - O que você quer comer Lou? - Dirigiu-se novamente ao menor, os olhos transbordando em admiração, reparando pela primeira vez desde que acordou o quão lindo o ômega ficava com o rostinho amassado pelo sono, os cabelos bagunçados e os olhos inchados.

- Eu queria um big tasty, ta me dando água na boca de imaginar aquele molho. - Dizia, lambendo os lábios, dirigindo um olhar pidão ao maior.

- Tem um Mc vinte e quatro horas aqui na rua de trás, eu vou la buscar enquanto você fica aqui. - Harry já se levantava, procurando uma calça jeans e um chinelo para que pudesse sair e comprar. - Você quer mais alguma coisa?

- Batatas, da grande por favor, e com bacon.

- Okay, vou la rapidinho. Quer algo pra beber?

- Quero que você faça aquele chá gelado de pêssego. Você tem dele aqui? - Perguntou, vendo o maior assentir enquanto colocava o celular e a carteira no bolso de trás de seu jeans, puxando uma blusa moletom de dentro do guarda-roupas e passando a mesma por sua cabeça e braços. - E você tem leite condensado e café? - Observou o maior lançar um olhar questionador pra si, arqueando uma de suas sobrancelhas.

- Tem la no armário, o leite condensado, o café ta naquele pote em cima do balcão. Pega la, seja la o que você vai fazer com isso.

O menor então se levantou, bicando os lábios de Harry em um selinho e acompanhando o alfa até a sala, onde o mesmo desapareceu pela porta e Louis continuou seu caminho até a cozinha, pegando com um pouquinho - ou muita - dificuldade a lata de leite condensado, pois a mesma se encontrava na parte alta do armário, onde Gemma não alcançava, e Harry fazia isso por precaução, se deixasse em um local de fácil acesso para a pequena alfa, ela se enchia de doces, e não era saudável, além de deixa-la hiperativa. O café foi mais fácil de conseguir, estava em um pequeno pote no balcão, onde Harry disse que estaria.

Rodopiou pela cozinha em busca de uma panela, em seguida pegando um pote de manteiga na geladeira, jogando a lata de leite condensado na panela, junto de algumas colheres de café e outras de manteiga, ligando uma das chapas do fogão e começando a mexer a massa estranha que se formava la dentro.

A verdade é que, enquanto dormia confortavelmente abraçado a Harry, Louis teve um sonho, onde ele estava na casa de Liam, junto com Niall e Harry, e Zayn vinha da cozinha, dizendo que tinha feito uma espécie de brigadeiro de café, mas como estava um ponto mais mole, eles poderiam usa-lo como molho de batata frita, e Louis, no sonho, comia um big tasty, e antes que pudesse realmente passar o estranho brigadeiro em seu lanche e deliciar-se com ele, acabou acordando, com a boca salivando, e a vontade era tanta que acabou acordando Harry para poder realizar seu desejo.

Quando seu brigadeiro estava pegando o ponto que ele queria, escutou a porta da sala sendo aberta, e um Harry ainda com cara de sono passando pela mesma, com 2 sacolas de papelão com o logo do Mc Donald's nas mãos. Depositou as chaves, o celular e a carteira na estante da sala e foi de encontro ao menor, sacudindo a sacola no ar e lhe dando um bonito sorriso.

- Aqui está o seu lanche. - Colocou a sacola em cima da mesa, caminhando até o armário, pegando de la o que precisaria para preparar o chá de Louis. - O que você ta fazendo? - Questionou, ao ver o que o menor mexia na panela.

- É tipo um brigadeiro de café. -Respondeu ao alfa, dando de ombros.

- Ew Louis, da onde foi que você tirou isso?

- Eu sonhei, e acordei com muita vontade de comer isso Hazz, eu vou passar no meio do meu big tasty.

- Isso não vai fazer mal pra vocês? - Questionou preocupado, não era uma mistura muito comum, e era bem provável que o menor passasse mal ingerindo todas aquelas coisas ao mesmo tempo.

- Vai fazer mal se eu não comer, eu to com desejo Hazz. - Respondeu, vendo o maior encher dois copos com o chá que tinha acabado de preparar, colocando alguns cubos de gelo dentro, indo em sua direção  depois de largar os copos em cima da mesa, ao lado dos sacos com os lanches, envolvendo a cintura do menor com seus braços fortes.

- E é o seu primeiro desejo amor?

E, okay! Talvez para Harry aquela pequena palavra tenha passado despercebida, mas para Louis não. Ele ouviu. E decorou. E gostou. Sentiu-se estranhamente aquecido. E as borboletas voavam enlouquecidas por todos os lados dentro de seu estômago, esfregando na cara de Louis o quanto ele estava malditamente apaixonado por aquele alfa diante de si.

- Não - Respondeu sorrindo, passando os braços ao redor do pescoço de Harry. - Eu tive vontade de comer salgadinho de milho com vinagre de limão na semana passada, tinha os dois em casa, então eu só misturei e comi. - Deu de ombros.

- Eca bebê, você só faz seu papai querer coisas estranhas. - O alfa dirigia-se mais uma vez a barriga do menor, acariciando a mesma.

E Louis nunca teve desejo de engravidar, nunca foi seu sonho construir uma família, ele tinha ambições maiores, queria provar que mesmo sendo um ômega ele poderia ser independente, poderia construir uma carreia profissional,  mas hoje, ali, com aquele alfa abraçando-o pela cintura, conversando com a pequena e bonita bolinha que era sua barriga, ele sabia que poderia incluir mais algumas pessoas em seus planos para o futuro, pessoas essas que envolviam um alfa de cachos e olhos verdes, a criança que estava em sua barriga e, mesmo sendo muito cedo para algo assim, quem sabe mais um ou dois bebês? Sonhar não custava afinal.

E motivado por seus pensamentos Louis juntou seus lábios aos do alfa, adentrando a boca do mesmo com sua língua, expressando naquele beijo todo o sentimento que tinha por Harry, sentindo as mãos do alfa correr de cima para baixo de suas costas, e depois subir de novo, e mais uma vez, enquanto as mãos de Louis estavam agarradas aos cachos de Harry, puxando-os entre seus dedos. O menor estava na ponta dos pés, e Harry estava um pouquinho curvado para baixo. Ambos estavam perdidos em sensações, era um beijo necessitado, urgente. Em contrapartida, os sentimentos eram calmos, mansos.

Quando finalmente se separam do beijo, Harry ainda manteve o lábio inferior do menor preso entre seus dentes, e eles sorriam, sorriam com olhar também, e com o coração, que estava carregado de sentimentos bons um para o outro.

Louis foi até o fogão, tirando a panela de lá, levando até a mesa, pegando seu lanche e suas batatas de dentro do saco de papel, vendo Harry fazer o mesmo com a outra sacola que encontrava-se ao lado, pegou o estranho doce, abrindo seu lanche, lambuzando o mesmo com a estranha massa, fechando o lanche novamente, pegando algumas batatas e mergulhando no "brigadeiro" mordendo as batatas em seguida, soltando um gemido de prazer, mordendo em seguida um pedaço de seu big tasty. A todo momento sendo observado por um Harry com uma cara que ao mesmo tempo em que era enojada, era de admiração, amor. E, nossa! Louis nunca comeu algo mais gostoso em toda sua vida.

- Você vai passar mal...

Dito e feito!

Foi o tempo de Louis terminar de beber o último gole do chá, após ter mordido o ultimo pedaço do lanche, pra ele correr para o banheiro no corredor do apartamento de Harry - sendo seguido pelo alfa - ajoelhando-se na frente do vaso e despejando todo o conteúdo ingerido anteriormente, sentindo seu corpo tremer e seu estômago e costas doerem pelo esforço que fazia. Sentindo uma das mãos do alfa em suas costas, enquanto a outra segurava sua franja pra trás. E Louis choramingava, enquanto lágrimas involuntárias descia por sua bochecha, e Harry murmurava seguidos "shhh" para acalmar o menor.

- Não diga que me avisou. - Pediu, levantando-se assim que sentiu que não tinha mais nada para por pra fora, abrindo a torneira e lavando o rosto, pegando a escova que tinha levado, enchendo-a com creme dental e lavando a boca diversas vezes seguida, tentando se livrar do gosto ruim que estava em sua língua.

- Eu não vou. - Respondeu o maior. - Mas você sabe que sim. - Brincou, puxando o ômega para seus braços. Louis enterrou o rosto no peitoral forte de Harry, soltando choramingos incompreensíveis.

- Vamos dormir, eu to com sono agora. - Pediu Louis, com um biquinho fofo e manhoso nos lábios.

- Vamos. - Pegou na mão do menor, arrastando o mesmo de volta para o quarto, tirando a calça de jeans para colocar novamente a do pijama, tirando também a blusa de moletom que vestira para poder sair, decidindo ficar apensas com a calça de tecido mole que usava para dormir, sendo assistido a todo momento por Louis, que admirava o quão forte Harry era, com troncos e costas largas, o maxilar era marcado, o que só deixava o alfa ainda mais bonito e sedutor.

E Louis sabia, que mesmo se não tivesse engravidado, mesmo que as circunstâncias fossem outras, ele se apaixonaria por Harry. E não só por sua beleza, mas também pelo seu carisma, gentileza, por sua bondade. Harry era muito precioso, e Louis se sentia muito sortudo por ter-lo em sua vida.

Deitaram-se novamente na cama do alfa, abraçados, corpos muito próximos. Louis podia sentir o coração de Harry batendo forte contra sua caixa torácica, fazia um som gostoso de ouvir, o acalmava e o fez cair novamente em um sono tranquilo, com sonhos povoado por cachos marrons e olhos verdes.

Quando amanheceu o dia, passando das onze da manhã, foi o horário que acordaram. Harry fez panquecas e suco natural para tomarem café da manhã, embora na verdade, fosse quase horário de almoço. Alguns minutos depois Gemma chegou, jogando suas coisas em qualquer canto e correndo para abraçar Louis, enchendo a barriga do menor de beijos e falando com o seu bebê, como ela mesmo chamava.

- Vocês ainda não sabem o que vai ser? - Perguntou a mais nova, estavam todos sentados na mesa, comendo o que Harry preparou.

- Ainda não. - Louis respondeu, vendo Gemma soltar o ar em um sopro, demostrando sua impaciência. E ela era uma pequena copia de Harry, em tudo, até na personalidade, tirando o fato de que talvez - apenas talvez - ela fosso um pouco mais geniosa.

- Eu quero saber logo! - Exclamou, cortando mais um pedaço de panqueca e levando a boca.

- Tenha paciência mine Harry. - Louis brincou, vendo o alfa - que até então se mantinha calado enquanto comia - rir e em seguida mostrar a língua para a menina, em resposta a careta que ela fez pela comparação.

- Eu sou muito mais bonito que ele Lou, não nos compare.

Harry fez uma cara de ofendido, enquanto Louis só sabia dar risada.

- Fala pra ela que eu sou mais bonito Lou. - Harry disse, entrando em uma discussão infantil com a mais nova.

- Se liga Harry, se eu fosse um pouco mais velha, seria comigo que o Louis namoraria e não com você. - Gemma disse inocentemente, e no mesmo momento Louis se engasgou com o pedaço de panqueca que mastigava, enquanto Harry corava furiosamente.

- Harry, pega água pra ele. - Gemma pediu - mandou - enquanto levantava e dava tapinhas nas costas de Louis.

E eles terminaram o café da manhã tranquilamente depois do ocorrido, sem tocarem no assunto, apenas deixando pra lá. Mas é claro que aquilo não saiu da mente de ambos durante aquele domingo.

O que eles eram? Bom, eles se beijavam, e gostavam disso, e também dormiam abraçados, e estavam esperando um filho juntos, mas não tinham um rótulo.

E enquanto Louis achava que as coisas simplesmente aconteciam, Harry achava que Louis merecia algo especial. E talvez ele teria, o alfa poderia planejar algo, bastava apenas saber se Louis sente o mesmo, se ele também está apaixonado.

E com tantos pensamentos rondando as mente de ambos, o domingo estava chegando ao fim. E Harry sabia que queria mais dias como aquele, porque ele finalmente sentia que pertencia a algo, a alguém, ele finalmente sentia que tinha uma família.


Notas Finais


Então é isso... Larry sendo fofos e agindo como um casal, mesmo que não percebam isso kkklk

A Gemma ♡ eu amo a Gemma gente heehehe

Esperamos que tenham gostado. Bjos e ate o próximo cap

Le e Ray


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...