História I Still Have Hope! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 3
Palavras 731
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 1 - Chapther One


Fanfic / Fanfiction I Still Have Hope! - Capítulo 1 - Chapther One

Em um parque cheio de gente, conversando, brincando, se exercitando, fazendo piqueniques, etc. Estava uma garota jovem sentada em um banco, escrevendo em seu diário, essa garota era Hope, uma garota doce, gentil, inteligente e bonita.

"Querido diário, a minha vida está uma loucura, ultimamente eu não tenho nem tempo para dormir, mas eu preciso trabalhar, a aposentadoria dos meus avós cada mês vem com menos dinheiro, é claro que o governo está roubando meus avós, assim como deve roubar milhares de pessoas." - Hope escrevia em seu diário.

Hope estava certa, o governo estava roubando seus avós. O seu avô, Seu Fernando, alguns meses foi diagnosticado com alzheimer, o médico prescreveu alguns remédios para retardar os sintomas, mas os remédios são muito caros e Hope tem que trabalhar muito para conseguir pagar os medicamentos, sua avó, Dona Saleste, senti muita dó de sua neta, por ter escolhido deixar de ter uma vida normal e trabalhar feito uma louca para cuidar dela e de seu marido. O celular de Hope apita e a mesma o pega, era uma mensagem de Bill, seu chefe.

WhatsApp: On

Bill: Oi, Hope. Você pode fazer hora extra hoje? Até mais ou menos 1:00 da manhã? Eu te pago no final do mês.

- Posso sim

Bill: Obrigado Hope, você como sempre é minha melhor funcionaria

- Eu sei

- Tchau

Bill: Falou

WhatsApp: Off

Hope como sempre que Bill pedia aceitou fazer horário extra, um dinheiro a mais é sempre bem vindo.

(...)
Hope já estava em casa, ela se arrumando para ir para trabalhar no Bill's Bar, enquanto ela se arrumava seu celular apitou, era uma mensagem da Maria Fernanda, a melhor amiga de Hope.

WhatsApp: On 

Maria Fernanda: Hope 

- Oi mah 

Maria Fernanda: Vamos sair hoje??? Que tal uma balada?

 - Hj não vai dar, eu vou fazer hora extra

Maria Fernanda: O Bill se aproveita de vc, sabia?

- Eu sei, mas eu preciso de dinheiro

Maria Fernanda: Eu já te disse mais dé um milhão de vezes que eu te ajudo com o dinheiro, mas você é muito orgulhosa

- Eu sou igual a vc, vc também não aceitaria 

Maria Fernanda: Pior que isso é vdd 

- Bom agora eu tenho que ir trabalhar. Tchau.

Maria Fernanda: Tchau 

Hope colocou seu celular na sua cama e terminou de se arrumar, ela saiu de seu quarto e foi para cozinha onde estava sua avó.
- Vó eu estou indo trabalhar - disse Hope.
- Vai com Deus minha filha - disse dona Saleste.
- Hoje eu vou chegar mais tarde, vou fazer horário extra! - Hope diz e da um beijo na testa de sua avó.
- Ok. Tchau. - Dona Saleste disse e Hope acenou com a mão dizendo Tchau a sua avó.
Hope foi até a sala onde estava seu avô, ela se despediu do mesmo e saiu da casa. Hope pegou seu celular e plugou o fone de ouvido no mesmo, ela entrou no aplicativo de músicas e colocou a musica "There's Nothing Holdin' Me Back" para tocar.

"I wanna follow where she goes

I think about her and she knows it

I wanna let her take control

'Cause every time that she gets close, yeah"

Ela caminhava lentamente em direção ao Bill's Bar, enquanto ela andava ela acabou esbarrando em um garoto que estava segurando alguns livros fazendo o mesmo derrubar os livros.

- Desculpa, eu sou tão distraída! - Hope disse e se ajoelhou no chão para pegar os livros.
- Não tem nada, eu também estava distraído! - Ele disse e se ajoelhou ajudando ela pegar os livros.
Eles terminam de pegar os livros e se levantam.
- Prazer Hope, meu nome é Hope!  Hope diz entregando os livros que ela segurava ao rapaz.

"She pulls me in enough to keep me guessing, mmm

Maybe I should stop and start confessing

Confessing, yeah"

- Hope? É um nome... - antes dele terminar de falar ela o interrompe.

- Eu sei é um nome estranho! - disse Hope.
- Eu ia dizer que era um nome bonito! A tradução de Hope é esperança, né? - o rapaz perguntou a Hope.
- Sim. - disse Hope.
- Bom meu nome é Matheus.  - o rapaz diz.
- Matheus também é um nome bonito! - Hope diz e os dois sorriem - Bom eu tô atrasada, Tchau.
- Tchau. - Diz Matheus
Os dois se despedem e Hope volta caminhar em direção ao Bill's Bar.
(...)



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...